Pica Pau achado no ônibus

Pica Pau achado no ônibus

HAUEHUAEUHAEUHUAEHUAEHUHAEHAEAUA

Pica Pau achado no ônibus

Dica do Hermes Pires.

0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ButterScotchy: saiba onde encontrar a torta escocesa do desenho Pica-Pau

Quem nunca sentiu vontade de comer algo que um personagem se deliciava? Uma das comidas de ficção que mais foi pesquisada nas últimas semanas foi a torta  ButterScotchy do desenho Pica-Pau. O doce aparece em um episódio em que o protagonista sai em plena madrugada implorando por uma torta.

A receita viralizou no TikTok e também foi assunto em grupos do Facebook como o Clube da Alice e o Recomendo/Não recomendo de Curitiba. Sabendo do sucesso do doce e para você não ficar desesperado igual o Pica-Pau, o Busão indica a ButterScotchy CWB

O empreendimento comandado por Eloisa Menegassi e Maykon Santos começou em abril e alguns meses depois, o casal tem vendido em média 400 tortinhas por semana. A ButterScotchy CWB foram os primeiros a trazer a tortinha para a capital. 

E para se deliciar com uma tortinha escocesa você vai precisar desembolsar entre 13 e 15 reais. Os sabores são: tradicional, coco e paçoca. Além disso, o cardápio conta com a opção da tortinha de pote. 

A ButterScotchy CWB ainda não possui loja física. Os pedidos podem ser feitos pelo WhatsApp ou Instagram. As entregas são realizadas nas quartas e sábados.

Polícia Civil faz operação contra responsáveis por tombamento que deixou 19 mortos em Guaratuba

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (25), para cumprir 15 mandados de busca e apreensão contra organização criminosa envolvida no transporte clandestino de passageiros. Os envolvidos estão relacionados ao tombamento de um ônibus de turismo, ocorrido em janeiro na BR-376, em Guaratuba, Litoral do Estado, onde 19 pessoas morreram.

Os mandados estão sendo cumpridos simultaneamente nas cidades de Belém e Ananindeua, no estado do Pará, e em Florianópolis e São José, em Santa Catarina. A ação contou com o apoio das polícias civis dos dois estados.

O laudo pericial, elaborado pela Polícia Científica do Paraná, apontou que o motorista do veículo estava dirigindo em alta velocidade e que o freio estava funcionando parcialmente no momento do acidente. Além disso, a falta de manutenção adequada do veículo foi uma das causas determinantes para o tombamento.

Conforme apurado, as informações constantes na licença de viagem, feita pela empresa responsável pelo transporte e emitida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), não correspondem à realidade. Com base nos fatos, a PCPR constatou que não se tratou de uma viagem sob a modalidade de fretamento turístico ou fretamento eventual, e sim de transporte clandestino de passageiros.

Operação da Polícia Civil nesta terça-feira (Foto: Divulgação)

As empresas são responsáveis por se associar e agir de forma reiterada, prestando serviço clandestino aos passageiros.

CRIME

Na ocasião, o veículo, que transportava 54 pessoas, colidiu em uma mureta de contenção, na BR-376, tombou e caiu na ponte do Rio da Santa. Dezenove passageiros morreram e os outros ficaram feridos.

A viagem estava sendo feita entre os estados do Pará e Santa Catarina. A maioria dos passageiros buscava oportunidades de emprego no Sul do país.

Vídeo: