Parque de Vila Velha será cenário de festival de balões

O Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, será cenário neste domingo (13) da 1ª Revoada de Balões. Serão 15 balões de diversos tamanhos e formatos, a maioria produzida no Estado. As decolagens ocorrerão em área restrita do parque, em dois momentos: 7h30 e 16h30. A entrada será gratuita para essa área, mas a capacidade será limitada a 800 pessoas.

Jogos Aventura e Natureza. Balonismo. 10/08/2019 – Foto: Geraldo Bubniak/ANPr

Por se tratar de um evento experimental, que visa mostrar a viabilidade de se implantar voos permanentes de balões no parque, não será permitida a participação do público nos voos.

Márcio Nunes, secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, destaca que o evento pode ser um marco para o Paraná. “Irá mostra o potencial turístico que o parque e a região dos Campos Gerais possuem. O turismo no Estado é uma grande mola de desenvolvimento e geração de renda e precisa ser explorado com uma boa estrutura e qualidade aos turistas”, afirma.

“A ideia é proporcionar uma nova frente de divulgação da cidade, em particular do Parque Estadual de Vila Velha, principal produto turístico de Ponta Grossa”, completa o secretário municipal de Turismo, Edgar Hampf.

Vila Velha passa por um processo licitatório. O intuito é repassar a gestão das lanchonetes, dos ingressos, do estacionamento e dos passeios para a iniciativa privada, com potencial de economia de R$ 4 milhões por ano aos cofres públicos. O evento com balonismo servirá para que as empresas interessadas em investir no parque conheçam de perto o potencial turístico do local.

A visitação das demais áreas segue a programação normal, de acordo com o regulamento de visitação e os preços estabelecidos pelo Parque Estadual.

CONCESSÃO – A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo publicou no começo de setembro o edital do processo de concessão do Parque Estadual de Vila Velha. A disputa é dirigida a empresas interessadas em investir na melhoria da estrutura do parque e do seu entorno, potencializando os atrativos turísticos do local, e está aberta até 23 de outubro.

Serão concedidas as áreas de venda de ingressos de entrada e dos atrativos; controle e cobrança de estacionamento; transporte interno; alimentação; gestão do Centro de Visitantes e da Loja de Conveniência; monitoramento do uso público nas trilhas e nos atrativos; e segurança patrimonial. Também podem ser oferecidas atividades como mountain-bike, balonismo, campo de desafios, arvorismo e outras.

O parque de Vila Velha foi criado em 1953 para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná. Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, tem mais de 3 mil hectares e diversas atrações, entre elas os arenitos, furnas e a Lagoa Dourada. De janeiro a julho deste ano, 34 mil pessoas visitaram o local – média de 4,8 mil por mês. O parque recebeu mais de 65 mil visitantes em 2018.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou neste ano o projeto de lei que autoriza o Governo a conceder a exploração de uso, total ou parcial, de áreas comuns nos 64 parques estaduais e nas unidades de conservação do Estado. A medida é importante para fomentar o turismo e gerar novos atrativos no Paraná em parceria com a iniciativa privada.

BALONISMO – O balonismo é uma das modalidades dos Jogos de Aventura e Natureza, lançados pelo Governo do Paraná neste ano. São 29 modalidades esportivas e disputas que acontecem em 26 municípios. As cinco etapas da competição (três já aconteceram) reunirão 200 mil pessoas, entre atletas, dirigentes de federações esportivas e a comunidade que acompanha as disputas.

 

Via: Agência Estadual de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

No mês da Consciência Negra, Sesi Cultura apresenta espetáculo infantil sobre a História das Áfricas

Há muito o que aprender com nossas raízes. No Brasil, de norte a sul, elas passam pela África. E não poderia haver melhor época para tratar de questões étnico-raciais sob novas perspectivas com as crianças e adultos que novembro, quando é celebrado o dia da consciência negra. O espetáculo “Karingana Ua Karingana! Histórias de Áfricas” é uma concepção do Grupo Baquetá e aproxima temas que fazem parte da história e cultura brasileira e que, muitas vezes, são vistos de forma afastada ou exótica.

De acordo com o último Censo Demográfico, a maioria da população brasileira é afrodescendente e, muitas vezes, os jovens e as crianças não se veem representados na mídia ou nos livros, especialmente no sul do país. Nesse sentido, “Karingana Ua Karingana” foi pensado para ser um espaço de representatividade, pois os três atores/músicos são afrodescendentes e apresentam a riqueza de elementos africanos e afro-brasileiros por meio dos figurinos, adereços, turbantes e penteados.

Composto por contos de origem africana e afro-brasileira, o espetáculo traça uma rota de identificação com nossas raízes negras, a contribuição para a construção do país e herança cultural. Temas como diáspora, autoestima, ancestralidade, circularidade, meio ambiente, espiritualidade, escravização da população negra, linguagem e diversidade são abordados por meio de técnicas de contação de histórias, danças de matrizes africanas, cantos e brincadeiras.

Uma das preocupações do grupo Baquetá é aplicar as leis 10.639/03 e 11.645/08 que tratam da obrigatoriedade do ensino das histórias e culturas africanas, afro-brasileiras e dos povos indígenas para todos os âmbitos da educação. Dessa forma, a proposta é ajudar a desmistificar a idealização de África como um lugar longe, antigo, arcaico e pequeno e apresentar a potência de um vasto continente, berço da civilização, mãe de grandes saberes científicos e tecnológicos.

O Grupo Baquetá nasceu na cidade de Curitiba, em 2009. Pesquisa e desenvolve projetos para adultos e crianças com base nos saberes da diáspora africana e dos povos originários do Brasil. O grupo que circula participando de eventos, mostras e festivais pela região sul, estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, lançou seu primeiro disco no ano de 2021, disponível gratuitamente nas plataformas online de música.

SERVIÇO:

Sesi Cultura Paraná apresenta “Karingana Ua Karingana! Histórias de Áfricas”

Data: 26 de novembro, sábado

Horário: 15h

Local: Centro Cultural Sesi – Unidade Dr. Celso Charuri – Rua Paula Gomes, 270 São Francisco – Curitiba

Entrada franca

Festival ​Baticum segue com mais shows

Grupo Fato, Baticum Session e uma celebração da cultura afro com o Gumboot Dance encerrando em grande estilo a primeira edição do Baticum – Festival de Música Corporal de Curitiba, que segue até o próximo domingo (27). 

Quem abre a semana é o paranaense Grupo Fato, na quinta-feira (24) às 20h no Cleon Jacques. Também no Cleon, o revitalizado teatro do Parque São Lourenço, acontece o Show dos Professores, com a participação da turma que está ministrando as oficinas, todos eles referência em música corporal. Na noite de sábado (26), o Canal da Música (Júlio Perneta, 695) recebe o belo show doGumboot Dance Brasil, festejando toda a riqueza e alegria contagiante da cultura afro.

No dia 27, às 11h, a Casa Hoffmann recebe a Baticum Session, uma vivência coletiva pelo universo da música corporal, com entrada franca.

Para saber de tudo, basta acompanhar a programação no perfil do evento no instagram. Para os shows pagos, os ingressos, a preços populares de R$15 e 7,50, estão disponíveis pelo Sympla.

Baticum é um projeto realizado com recursos do programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, com o incentivo do Colégio Positivo

Serviço:

O que: Baticum – Festival de música Corporal

24/11 (quinta): 20h     Show Fato, no            Teatro Cleon Jacques. R$15 e R$7,50

25/11 (sexta)  20h, Show Professores, no   Teatro Cleon Jacques. R$15 e R$7,50

26/11 (sábado), 20h,  Show Gumboot Dance, no    Canal da Música.  R$15 e R$7,50

27/11 (domingo),11h, Baticum Session, na  Casa Hoffman. Gratuito (retirar convite uma hora antes da apresentação)

Informações e ingressos: linktr.ee/festivalbaticum

https://www.instagram.com/festivalbaticum/