Paratletas de Curitiba embarcam para os Jogos Paralímpicos de Tóquio

Os primeiros paratletas de Curitiba que vão representar o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio embarcaram, na madrugada deste domingo (8/8), com uma parte da delegação brasileira. O voo que levou os paratletas partiu de Guarulhos às 2h40, e fez uma escala em Doha, capital do Catar, antes de chegar à capital japonesa na manhã desta segunda-feira (9/8).

Após o pouso na capital japonesa, os 130 atletas brasileiros do tiro com arco, judô, remo, vôlei sentado, tênis em cadeira, bocha, e futebol de 5, além de membros da comissão técnica, ainda fazem uma viagem de ônibus até a cidade de Hamamatsu. Lá eles se juntarão aos atletas da natação, tênis de mesa, goalball, halterofilismo e atletismo, que já estão no Japão para um período de aclimação antes do início dos Jogos Paralímpicos, que acontecem entre os dias 24 de agosto e 5 de setembro.

Entre os paratletas que viajaram neste domingo (8/8), Curitiba está representada pelos jogadores do Vôlei Sentado, Daniel Jorge da Silva e Anderson Rodrigues dos Santos, e do Futebol de 5, Jefferson da Conceição Gonçalves, Cássio Lopes dos Reis e Gledson da Paixão Barros. 

Os paratletas do vôlei sentado curitibano treinam no Instituto de Promoção do Paradesporto (IPP), enquanto os paratletas do Futebol de 5 integram a equipe Maestro Curitiba, mantida pela Associação Maestro da Bola. As duas entidades são beneficiárias do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba. 

Na próxima quinta-feira (12/8), o curitibano Vitor Tavares, do parabadminton e que treina no Badminton Zardo Morgenau, também segue para o Japão partindo de Guarulhos. Neste mesmo dia, as canoístas Mari Santilli e Adriana Azevedo, do Clube de Regatas Curitiba (CRC) também embarcam com destino à capital Japonesa.

Os últimos representantes da cidade que seguem para o Japão, embarcando entre os dias 17 e 25 de agosto, são a esgrimista em cadeira de rodas Carminha Celestina de Oliveira, que treina na Academia Mestre Kato, o triatleta Ronan Cordeiro e os técnicos James Lowry Neto (Tiro Paradesportivo) e Rodrigo Ferla (Parataekwondo). Todos são beneficiários do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte da Prefeitura, sob a gestão da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj).

Todos os atletas paralímpicos e demais integrantes foram submetidos aos rigorosos protocolos sanitários que foram alinhados com o Comitê Organizador de Tóquio 2020, o governo japonês e o Comitê Paralímpico Internacional (IPC). 

Foram realizados dois testes PCR antes do embarque e, durante o processo de imigração, serão feitos mais testes na chegada ao Japão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bandidos armados promovem arrastão em ônibus Ligeirinho Curitiba/Campo Largo

Três bandidos armados assaltaram passageiros e fizeram o motorista de refém em um ônibus Ligeirinho da linha Curitiba/ Campo Largo, que seguia de Curitiba para Campo Largo, na região de metropolitana de Curitiba, na noite desta quarta-feira (15).

De acordo com informações da Guarda Municipal, os suspeitos levaram pertences, celulares, bolsas, carteiras e dinheiro dos passageiros que estavam no veículo.

“Os passageiros e o motorista nos disseram que os assaltantes estavam muito agressivos e chegaram a colocar as armas nas cabeças das vítimas”, disse o guarda municipal Heller.

Havia no coletivo mais de 50 passageiros no momento da abordagem, de acordo com a guarda. Os suspeitos entraram no veículo no Terminal Campina do Siqueira, ainda em Curitiba, deram voz de assalto na altura do Posto Jardim Guarani e desembarcaram na região do Passaúna, na BR-277.

Ninguém ficou ferido. Os bandidos fugiram do local levando os pertences das vítimas.

Curitiba segue na bandeira amarela e libera eventos com até 1 mil pessoas

Com a manutenção da melhora dos indicadores da pandemia no município, Curitiba segue em bandeira amarela de alerta contra a covid-19, após dez semanas consecutivas, e passa a liberar eventos corporativos com mais de 300 pessoas, desde que seja observada a ocupação de até 50% do previsto para o local, com acesso restrito de pessoas com teste negativo PCR ou de antígeno para covid-19 realizado até 48 horas antes da data do início do evento e condicionado ao cumprimento de protocolo específico da Secretaria Municipal da Saúde.

Além disso, segue o previsto no Decreto Estadual 8.705, de 14 de setembro de 2021, para permitir a realização de eventos em casa de festas e recepções, com capacidade de ocupação de 50% do previsto para o local, desde que o número não exceda o limite de 1 mil pessoas. Permanece proibida, porém, a permanência de pessoas em pé em lounges, corredores, camarotes ou qualquer outro local do estabelecimento, condicionado ao cumprimento de protocolo específico da Secretaria Municipal da Saúde.

O novo Decreto Municipal 1.480 passa a permitir, ainda, nos teatros, apresentação musical ou teatral, observada a ocupação de 70%, sendo vedada a permanência de pessoas em pé em lounges, corredores, camarotes ou qualquer outro local do estabelecimento, condicionado ao cumprimento de protocolo específico da Secretaria Municipal da Saúde, que prevê, entre outras medidas, o distanciamento de, ao menos, uma poltrona entre grupos sociais diferentes.

O novo Decreto Municipal 1.480 mantém o Decreto 1.210 com a alterações de algumas disposições e mantém as disposições previstas nos decretos 1.250, 1.340, 1.385 e 1.420, todos de 2021. O Decreto Municipal 1.480 passa a valer a partir da sua publicação e segue vigente até 6 de outubro.

Análise do cenário

Durante a reunião do Comitê de Técnica e Ética Médica desta semana, que embasa as decisões para a formulação dos decretos municipais da pandemia, foram analisados os dados epidemiológicos de 8 a 14 de setembro. O cálculo da bandeira ficou em 1,77 – há 15 dias estava em 1,78. Abaixo de 2, indica a bandeira amarela.

A taxa de retransmissão (RT), que indica o número de novos contaminados para cada pessoa na fase ativa da doença, caiu para 0,73. Há 15 dias, estava em 0,89. O RT abaixo de 1 significa desaceleração da pandemia.

Mesmo com a retomada de procedimentos cirúrgicos eletivos e atendimentos hospitalares de outras condições de saúde, a taxa de ocupação dos 355 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 60% nesta quarta-feira (15/9). Há 15 dias, era 71%.

O Painel Covid-19 Curitiba mostra ainda uma queda de 40,2% na média móvel de casos confirmados da última semana, comparada com 14 dias anteriores; uma queda de 20,1% das pessoas na fase ativa da doença na comparação com o mesmo período;  e uma redução de 27,7% em comparação ao mesmo período na média móvel semanal de óbitos.

Veja como ficam as principais atividades

Atividades suspensas

•    Estabelecimentos destinados ao entretenimento, tais como casas de shows, casas noturnas e atividades correlatas;

•    Consumo local nas tabacarias;

•    Consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas, salvo em feiras livres e de artesanato;

•    Saunas em geral, independentemente do local em que estiverem instaladas;

•  Pistas de dança.

Atividades liberadas com restrição de capacidade de ocupação limitada a 50% do previsto para o local e protocolos sanitários:

•    Atividades comerciais de rua não essenciais, galerias, centros comerciais e shopping centers;

•    Atividades de prestação de serviços não essenciais, tais como escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, serviços de banho, tosa e estética de animais, floriculturas e imobiliárias;

•    Academias de ginástica e demais espaços para práticas esportivas individuais e coletivas;

•    Restaurantes, lanchonetes, panificadoras, padarias, confeitarias e bares;

 – Nos restaurantes, lanchonetes e bares, deve ser observado o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as mesas, em todas as direções, sendo vedada a permanência de pessoas em pé em lounges, corredores, camarotes ou qualquer outro local do estabelecimento.

•    Lojas de conveniência em postos de combustíveis;

•    Comércio varejista de hortifrutigranjeiros, quitandas, mercearias, sacolões, distribuidoras de bebidas, peixarias, açougues, e comércio de produtos e alimentos para animais;

•    Mercados, supermercados, hipermercados e lojas de material de construção;

•    Feiras livres;

•    Parques infantis e temáticos: sendo permitida apenas a utilização de equipamentos/brinquedos e espaços lúdicos com o distanciamento mínimo de 1,5 (um metro e meio) entre os usuários, em todas as direções, realizada a assepsia após o uso por cada pessoa ou grupo de pessoas, vedado o funcionamento de piscina de bolinhas;

•    Feiras de artesanato, cinemas, museus e circos;

•    Mostras comerciais, feirões e feiras de varejo;

•    As igrejas e os templos de qualquer culto deverão observar a Resolução nº 705, de 30 de julho de 2021, da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, que regulamenta a realização das atividades religiosas de qualquer natureza;

•  Casas de festas e de recepções, incluídas aquelas com serviços de buffet, e salões de festas em clubes sociais e condomínios: autorizado até 1 mil convidados, desde que seja observada a ocupação de 50% da capacidade de público prevista no Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros – CLCB, sendo vedada a permanência de pessoas em pé em lounges, corredores, camarotes ou qualquer outro local do estabelecimento, condicionado ao cumprimento de protocolo específico da Secretaria Municipal da Saúde;

• Eventos corporativos, de interesse profissional, técnico e/ou científico, como jornadas, seminários, simpósios, workshops, cursos, convenções, fóruns e rodadas de negócios: observada a ocupação de 50% (cinquenta por cento) da capacidade de público prevista no Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros – CLCB, com acesso restrito a pessoas que testaram negativo em teste RT-PCR ou Pesquisa de Antígeno para detecção do vírus SARS-COV-2 coletado em até 48 horas antes da data do início do evento, realizado por laboratório de análises clínicas ou unidades de prestação de serviços de saúde devidamente autorizados pelas autoridades sanitárias, condicionado ao cumprimento de protocolo específico da Secretaria Municipal da Saúde.

Atividades liberadas com restrição de capacidade de ocupação limitada a 70% do previsto para o local e protocolos sanitários:

•    Hotéis, resorts, pousadas e hostels deverão funcionar com até 70% (setenta por cento) da sua capacidade de público;

•  Teatros: sendo permitida apresentação musical ou teatral, observada a ocupação de 70% da capacidade de público prevista no Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros – CLCB, sendo vedada a permanência de pessoas em pé em lounges, corredores, camarotes ou qualquer outro local do estabelecimento, condicionado ao cumprimento de protocolo específico da Secretaria Municipal da Saúde.

Outras atividades liberadas com protocolos:

•    Nos parques e praças, fica permitida a prática de atividades individuais e coletivas ao ar livre, com uso de máscaras, observado o distanciamento social;

•  Transporte coletivo, condicionado a cumprimento de protocolo específico. 

•    Eventos esportivos com público externo: autorizado até 5.000 (cinco mil) participantes, desde que seja observada a ocupação de 20% (vinte por cento) da capacidade de público prevista no Certificado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros – CLCB, com acesso restrito a pessoas que testaram negativo em teste RT-PCR ou Pesquisa de Antígeno para detecção do vírus SARS-COV-2 coletado até 48 horas antes da data do evento, realizado por laboratório de análises clínicas ou unidades de prestação de serviços de saúde devidamente autorizados pelas autoridades sanitárias, proibida a comercialização e o consumo no local de alimentos e bebidas alcoólicas.