Paranaguá torna obrigatória comprovação de vacinação para entrar em locais públicos e privados

O novo decreto municipal de Paranaguá, Litoral do Paraná, publicado nesta segunda-feira (27) traz novas medidas para frear a disseminação da Covid-19. Considerando que a vacinação é a forma mais eficaz para evitar em especial agravos e óbitos pela doença, a partir dessa data será obrigatória a apresentação de comprovante da vacina para entrar em estabelecimentos públicos e privados de atendimento ao público e para a obtenção de serviços que necessitem de atendimento presencial para sua concessão no município.

Necessitará de apresentação do comprovante da vacina com a primeira, segunda ou dose única conforme o cronograma de vacinação os seguintes locais:

  • Estádios, ginásios esportivos, piscinas, campos de futebol e clubes sociais;
  • Cinemas, teatros, salões de jogos, circos, recreação infantil e pistas de esportes em geral;
  • Atividades de entretenimento, exceto quando expressamente vedadas;
  • Locais de visitação turísticas, museus, galerias e exposições de arte, aquário, parques de diversões, parques temáticos, parques aquáticos, apresentações e drive-in;

Conferências, convenções e feiras comerciais.

Documentos

Serão considerados válidos para os fins comprobatórios de vacinação as anotações constantes dos seguintes documentos oficiais:

  • Certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde (Conecte SUS);
  • Comprovante/caderneta/cartão de vacinação em impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação pela Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá, Institutos de pesquisa clínica, ou outras instituições governamentais nacionais ou estrangeiras.

O decreto completo pode ser conferido no site www.paranagua.pr.gov.br no link Coronavirus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COVID-19: Curitiba começa na sexta-feira a vacinação de crianças de 3 e 4 anos

Curitiba inicia nesta sexta-feira (22/7) a vacinação de crianças de 3 e 4 anos contra a covid. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

A Prefeitura de Curitiba vai começar a vacinação contra a covid-19 das crianças de 3 e 4 anos. O primeiro grupo a ser atendido, nesta sexta-feira (22/7), é o das crianças dessa faixa etária com imunossupressão.

Na segunda-feira (25/7), começa a convocação escalonada das demais crianças, por faixas etárias, divididas por meses de nascimento (cronograma completo abaixo).

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) fará a vacinação das crianças em 106 unidades de saúde, das 8h às 17h. São todas as unidades da cidade, menos a da Praça Ouvidor Pardinho. Os endereços estão no site Imuniza Já Curitiba (clique em “Locais de Vacinação”, “Onde Tomar a Vacina” e no quadro “Covid 5 a 11 anos”). O uso de máscara é recomendado nas unidades de saúde.

Para os cerca de 44,5 mil curitibinhas de 3 e 4 anos, a vacina utilizada será a Coronavac, recomendada pela Anvisa e pelo Ministério da Saúde para esse público. A imunização será em duas doses, com intervalo de 28 dias entre as aplicações. 

“Sabemos o quanto as famílias estavam aguardando por essa notícia, porque quem ama vacina. Estamos muito felizes em chamar nossos curitibinhas de 3 e 4 anos para também receberem a proteção contra o coronavírus”, diz a secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella.

Curitiba incluiu a população de 3 e 4 anos na imunização seguindo orientação do Ministério da Saúde (MS) e seu Plano Nacional de Operacionalização (PNO) da Vacinação contra a covid-19, que fez a recomendação na Nota Técnica 213/2022 .

A secretária municipal destacou a importância de escalonar a vacinação por faixas etárias: “Estamos preparando essa nova etapa de forma organizada e com o compromisso de manter asseguradas doses a todos que procurarem pelo imunizante, como tem sido feito desde o início da vacinação contra a covid-19.”

Por recomendação do Ministério da Saúde, para começar a imunização deste público a cidade vai utilizar vacina Coronavac do estoque para primeira dose, até que este seja restabelecido pelo Ministério da Saúde, com o envio de novos lotes da marca. O estoque para segunda dose está garantido pelo município.

O chamamento escalonado dos grupos também leva em consideração a capacidade das salas de vacinação das unidades de saúde, que também realizam multivacinação e a vacinação contra a covid de outras faixas etárias.

Crianças imunossuprimidas

Podem procurar pela vacina contra a covid a partir desta sexta-feira (22/7) as crianças imunossuprimidas de 3 e 4 anos. A definição de imunocomprometidos segue o que já consta no PNO (confira aqui a lista e também no site Imuniza Já Curitiba).

O público infantil imunossuprimido atendido pelo SUS Curitibano tem sua condição registrada no prontuário eletrônico da SMS. Para a vacinação, é preciso apresentar apenas os documentos pessoais da criança e dos responsáveis.

Já as crianças imunossuprimidas atendidas na rede privada devem apresentar também documento comprobatório da sua condição para se vacinarem a partir desta sexta-feira. 

Esquema vacinal

Para as crianças de 3 e 4 anos, a posologia recomendada é de duas doses do imunizante Coronavac, com intervalo de 28 dias entre a primeira e a segunda dose.

A vacina contra a covid-19 pode ser administrada concomitantemente com os demais imunizantes para toda a população elegível (a partir de 3 anos).

Orientações

No dia da vacinação, é necessário que um familiar ou responsável acompanhe a criança. Deverão ser apresentados documento pessoal com foto e CPF do pequeno e do adulto.

A criança deve ter cadastro no Aplicativo Saúde Já Curitiba – pode ser incluída como dependente no cadastro do pai, mãe ou responsável para que a vacina seja registrada na carteira vacinal.

Esse cadastro também colabora para melhor fluxo de atendimento nas unidades de aaúde, com maior agilidade no acesso aos dados e registro das doses.

Crianças que não comparecerem no dia da convocação podem ser levadas às unidades o mais breve possível. Curitiba oferta as repescagens contínuas da vacinação.

As crianças que tiveram covid-19 devem aguardar pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas para se vacinar. No caso das que tiveram outras doenças, a orientação é que aguardem o completo reestabelecimento.

A vacina para este grupo é destinada para crianças a partir de 3 anos completos até 4 anos, 11 meses e 29 dias. Crianças que completarem 5 anos após o recebimento da primeira dose deverão completar o ciclo vacinal com o mesmo imunizante. 

Cronograma da vacinação

1ª dose contra a covid-19 para crianças de 3 e 4 anos

Segunda a sexta-feira, das 8h às 17h – confira os locais no site Imuniza Já Curitiba

Nesta semana

22/7 (sexta-feira) – Crianças imunossuprimidas nascidas entre 23/7/2017 a 22/7/2019

Próxima semana (25 a 29/7)

25/7 (segunda-feira) – Crianças nascidas entre julho e setembro de 2017; e repescagens

26/7 (terça-feira) – Crianças nascidas entre outubro e dezembro de 2017; w repescagens

27/7 (quarta-feira) – Crianças nascidas entre janeiro e março de 2018; e repescagens

28/7 (quinta-feira) – Crianças nascidas entre abril e agosto de 2018; e repescagens

29/7 (sexta-feira) – Crianças nascidas entre setembro e dezembro de 2018; e repescagens

Semana 1º a 5/8 

1º/8 (segunda-feira) – Crianças nascidas entre janeiro e março de 2019; e repescagens

2/8 (terça-feira) – Crianças nascidas entre abril e 2 de agosto de 2019; e repescagens

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Pontal do Paraná recebe a segunda edição do Festival de Gastronomia Caiçara

A tradicional culinária caiçara será celebrada, de 15 a 24 de julho, na segunda edição do Festival de Gastronomia Caiçara. O evento vai exaltar a Cambira, iguaria que tem como data comemorativa, no município de Pontal do Paraná, o dia 18 de julho. Para degustar a Cambira tradicional e outras delícias típicas, o público poderá escolher entre os trinta restaurantes inscritos. A relação dos estabelecimentos que participam e os pratos disponíveis durante o festival estão no site https://gastronomiacaicara.com.br/ .

O prefeito de Pontal do Paraná, Rudisney Gimenes Filho, conta que a segunda edição do Festival de Gastronomia Caiçara busca consolidar Pontal do Paraná como centro gastronômico do litoral. “O evento que já foi um sucesso de público em 2021, será ainda maior este ano”, comemora o prefeito.

Para Gilberto Keserle, secretário municipal do turismo e desenvolvimento econômico de Pontal do Paraná, o festival é uma grande oportunidade para o turista conhecer a diversidade da culinária caiçara. “Além do resgate cultural das nossas tradições, o evento tem como objetivo movimentar a economia do município fora da alta temporada”, ressaltou.

Valorização da pesca artesanal – A ONU declarou o ano de 2022 como o Ano Internacional da Pesca e da Aquicultura Artesanais como forma de tornar visível a importância do setor para o cumprimento dos objetivos estabelecidos na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O objetivo deste ano internacional é valorizar socialmente as contribuições da pesca artesanal e da aquicultura, em termos alimentares e econômicos, e promover o diálogo e a cooperação para fortalecer as famílias que dependem dessas atividades.

O Paraná tem registradas 60 comunidades de pescadores e um total de cerca de quatro mil famílias que vivem da pesca artesanal. Patrimônio Cultural Imaterial de Pontal do Paraná, a pesca artesanal da tainha reúne todos os anos os caiçaras para a prática ancestral.

Cambira, a grande estrela – Patrimônio da cozinha brasileira, a Cambira é originalmente preparada com peixe seco e defumado, acompanhada da banana e pirão. Há mais de 300 anos, os portugueses introduziram o sal na região, que passou a ser utilizado na conservação do peixe – especialmente da Tainha que é abundante no litoral do Paraná. O nome (Cambira) remete ao cipó muito presente no litoral, conhecido por sua flor de cor roxa, que era a base do varal usado para a defumação. Uma vez seco, o peixe vai para a panela de barro com água e especiarias (tomate, pimentão, coentro, pimenta e bananas), e vira um caldo grosso. O prato é servido com pirão, salada e arroz.

Concurso desafiador – Em paralelo ao festival, também acontece o concurso gastronômico que premiará estabelecimentos pelos melhores pratos caiçara. Entre as categorias estão o Prato Feito Caiçara, o Petisco Caiçara e a melhor Cambira Tradicional. A ideia da promoção é desafiar a criatividade de comerciantes e cozinheiros para estimular as vendas e apresentar ao público a qualidade da culinária local. 

O Festival de Gastronomia Caiçara é realizado pela Prefeitura Municipal de Pontal do Paraná com apoio da Adetur Litoral, Governo do Estado, Sebrae e Comtur.

SERVIÇO:

Festival de Gastronomia Caiçara
Data: 15 a 24 de julho de 2022
Conheça todos os Pratos e restaurantes: https://gastronomiacaicara.com.br/
Instagram: https://www.instagram.com/gastronomiacaicara/

Restaurantes Participantes

PRAIA DE LESTE

Restaurante Café Caiçara

(41) 99554-9757

Restaurante Kabanas

(41) 99886-9815

Bora bora pizza & sushi bar

 (41) 99631-4377

Restaurante 277

(41) 99171- 8973

Cataia Lanches

(41) 99263-4577


COME’AS

(41) 99123-4269

Restaurante Amigu’s

(41) 3458-5433


Família Copacabana

(41) 99569-6788

La Rossi Praia de Leste

(41) 3458-2814

Sistema x Choperia e pizzaria

(42) 99846-0266

La Tutti Restaurante Grill
(41)3458-5162

PerTutti Pizzaria e Casa de Massas

Telefone: (41)3458-1949

BALNEÁRIOS
D’Rose Gastronomia

(41) 98882-2452

O Braseiro

(41) 99952-3847


Point do Pastel

(41) 99942-1624


La Rossi Pizzaria

(41) 99672-2347

Bistrô com Flores

(41) 98521-8482

Gaivotas Burguer Beers

(41) 98460-1539

Restaurante Ipanema Beach

(41) 99899-9005

Ponto do Petisco

(41) 98440-2672

PONTAL DO SUL

Restaurante Caiçara da Néia

(41) 99937-3391

Lanchonete Beira Rio

(41) 98475-0598

Restaurante Cantinho do Adilson

(41) 99982-7081

Restaurante Cantto das Pedras

(41) 3455-3275

Makai Beach Bar

(41) )99205-1114


Karranka Pizzaria

(41) 3455-2592

Cordeiro na Lata

(41) 99778-9744

Boguitus

(41) )995223300

La´Rossi Pontal do Sul

(41) 99937-2233