Paraná já vacinou mais de 30 mil profissionais da educação contra a Covid-19

O Paraná ultrapassou a marca dos 30 mil profissionais da educação básica que receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira (26). O número, que soma 32.524 trabalhadores até esta manhã, representa cerca de um quinto (19,2%) do total do grupo prioritário, estimado em 169.057 pessoas no Estado.

Em números absolutos, os municípios que mais vacinaram seus profissionais da educação são Curitiba (3.111), Paranaguá (2.835), Cascavel (2.667) e Maringá (1.405), justamente alguns dos mais populosos. Com relação ao gênero, 85,3% são mulheres e 14,7%, homens.

Do grupo, 99,5% receberam doses da Covishield, vacina desenvolvida pela parceria entre Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), AstraZeneca e Universidade de Oxford. Os outros 0,5% estão divididos entre 0,3% referentes à Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan/Sinovac, e 0,2% à Comirnaty, vacina da Pfizer/BioNTech.

Os profissionais da educação básica começaram a ser vacinados na segunda semana de maio, em consonância com as medidas de retorno às aulas presenciais na rede pública do Estado, que são retomadas gradualmente desde o dia 10. Nesta segunda-feira (24), 600 escolas da rede voltaram a receber alunos, somando-se a outros 200 colégios que estavam abertos há duas semanas.

As medidas colocam de volta às salas de aula mais de 40 mil estudantes de 150 municípios do Estado, em 28 Núcleos Regionais de Educação (NREs), que englobam cerca de 150 municípios.

Além destes 32,5 mil profissionais, cerca de 8 mil outros trabalhadores da área também foram imunizados anteriormente, por integrarem grupos de idosos já contemplados pela vacinação.

PLANO 

O Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 estima em 4.812.142 pessoas a soma de todos os 28 grupos prioritários. No total, o Paraná já aplicou 3.502.262 imunizantes. Foram 2.363.014 primeiras doses, o equivalente a 49,1% dos prioritários e a 22,62% de toda a população paranaense. Além delas, foram 1.139.248 segundas doses aplicadas: 23,6% dos prioritários e 10,9% da população.

De todas as doses aplicadas, 63,7% foram Coronavac, 34,2% foram Covishield e 2,2% Comirnaty. Todos os dados são do Vacinômetro do Ministério da Saúde, atualizado nesta quarta-feira (26) às 2h50.

COMORBIDADES 

Além do grupo dos profissionais da educação, a vacinação com a primeira dose também avança no grupo das comorbidades, gestantes e puérperas e pessoas com deficiências permanentes severas. Um novo lote de 37.440 doses da vacina da Pfizer deve chegar ao Estado na noite desta quarta-feira (26), totalmente destinado ao grupo.

As doses integram a 21ª remessa enviada ao Paraná pelo Ministério da Saúde, que se somam a outras 352.750 doses, já recebidas na terça-feira (25), da vacina produzida pela Fiocruz/AstraZeneca/Universidade de Oxford. Além dos grupos já mencionados, estas doses também irão para profissionais das forças de segurança e salvamento, e trabalhadores portuários e do transporte aéreo – dois novos grupos prioritários que iniciam sua imunização com este novo lote.

“Nossas equipes estão incluindo essas novas doses no sistema e definindo a distribuição para todo o Estado, proporcionalmente e de acordo com cada grupo atendido. Pretendemos enviar essas vacinas o mais rápido possível para acelerar o processo de vacinação em todas as regiões”, reforçou Beto Preto, secretário estadual da Saúde.

A vacinação também segue com a aplicação da segunda dose em grupos que já iniciaram seu ciclo de imunização, como nas pessoas acima de 60 anos.

Segundo o Ministério da Saúde, 4,9 milhões de vacinas contra Covid-19 já foram entregues ao Paraná desde janeiro de 2021. Ao todo, o Estado já iniciou a vacinação de pessoas com 60 anos ou mais, institucionalizadas ou não; população indígena; trabalhadores de saúde; trabalhadores das forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; pessoas com comorbidades; trabalhadores educacionais; pessoas institucionalizadas com deficiência; pessoas com deficiência permanente severa; quilombolas; gestantes e puérperas e, no próximo lote, trabalhadores portuários e do transporte aéreo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná recebe mais doses e começa a distribuir 377,5 mil vacinas nesta quarta

O Paraná começa a distribuir nesta quarta-feira (21) mais 377.505 vacinas contra Covid-19 para as 22 Regionais de Saúde. As doses fazem parte da 31ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde. São 453,7 mil vacinas no total, sendo 296.550 da Covishield (AstraZeneca/Oxford); 88.200 da CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac); e 69.030 doses da Comirnaty (Pfizer/BioNTech). Parte do quantitativo será armazenada para segunda dose, e parte ainda é esperada para os próximos dias.

O lote inclui as 211.575 doses da AstraZeneca/Fiocruz/Oxford que aterrissaram no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, nesta terça-feira (20). Elas se somam às 141 mil que chegaram à Capital nesta segunda (19). Dentro do quantitativo estimado pelo Ministério da Saúde, há ainda as vacinas da Pfizer que chegam às 00h20 desta quarta-feira (21) e outras 32.175 doses da AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz, que serão entregues nos próximos dias para completar o lote.

Todas elas passam por conferência detalhada no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). Segundo a Secretaria de Saúde, devem receber por via terrestre as Regionais de Paranaguá, Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão e Telêmaco Borba. Já as Regionais de Cascavel, Foz do Iguaçu, Campo Mourão, Umuarama, Cianorte, Paranavaí, Londrina, Apucarana, Maringá, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Toledo e Ivaiporã terão seus quantitativos após transporte aéreo.

DIVISÃO – As 377.505 doses iniciais desse lote estão divididas entre D1 e D2 e em cinco esquemas: 32.760 Pfizer, 36.270 Pfizer, 44.100 CoronaVac, 52.800 Covax/AstraZeneca e 211.575 AstraZeneca/Fiocruz.

Da CoronaVac, das 88.200 vacinas recebidas, 44.100 D1 serão distribuídas aos municípios, enquanto a outra metade, destinada a D2, ficará armazenada no Cemepar até a data correta para sua aplicação (21 dias). As doses são destinadas à população em geral.

As da Pfizer também atendem D1 e D2. São 36.270 direcionadas à primeira dose da população em geral e outras 32.760 exclusivamente para Curitiba, atendendo à segunda dose das pessoas vacinadas com o primeiro lote da Pfizer que chegou ao Paraná e foi distribuído apenas na Capital, em maio. As D2 são para pessoas de 60 a 64 anos, gestantes e puérperas, pessoas com deficiência permanente e comorbidades.

Já as doses da Covishield são subdivididas entre diferentes grupos. As 52.800 vacinas importadas pelo consórcio Covax Facility são exclusivamente para D1 da população em geral.

As demais 211.575 da AstraZeneca/Fiocruz são: 135.010 D1 para população em geral; 57.940 D2 de pessoas com comorbidades; e 18.625 D2 de pessoas com deficiência permanente.

Segundo a Secretaria da Saúde, as outras 32.175 doses da AstraZeneca produzidas pela Fiocruz (para completar as 296.550 anunciadas) vão para D2 de trabalhadores da educação básica.

VACINÔMETRO – Dois dias após completar seis meses de vacinação, o Paraná ultrapassou a marca de 7 milhões de doses aplicadas. Até a tarde desta terça-feira (20), foram 7.102.872 aplicações: 5.239.114 primeiras doses (73,8% do total aplicado), 1.583.454 segundas doses (22,3%) e 280.304 doses únicas (3,9%).

Da população adulta paranaense, 63,28% já receberam ao menos uma dose. Já o percentual da população completamente imunizada, que já recebeu a segunda dose ou dose única, está em 21,37%. Os dados são do Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao Ministério da Saúde.

Confira a quantidade de doses que cada Regional de Saúde recebe nesta remessa:

1ª RS – Paranaguá – 7.671 doses

2ª RS – Metropolitana – 140.887 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 19.624 doses

4ª RS – Irati – 6.461 doses

5ª RS – Guarapuava – 14.894 doses

6ª RS – União da Vitória – 5.726 doses

7ª RS – Pato Branco – 8.915 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 11.403 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 6.259 doses

10ª RS – Cascavel – 15.461 doses

11ª RS – Campo Mourão – 11.248 doses

12ª RS – Umuarama – 8.844 doses

13ª RS – Cianorte – 5.456 doses

14ª RS – Paranavaí – 8.837 doses

15ª RS – Maringá – 24.645 doses

16ª RS – Apucarana – 12.017 doses

17ª RS – Londrina – 30.378 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 6.738 doses

19ª RS – Jacarezinho – 9.119 doses

20ª RS – Toledo – 12.222 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 6.534 doses

22ª RS – Ivaiporã – 4.166 doses

TOTAL – 377.505 doses

7 milhões de doses foram aplicadas no Paraná; 63% dos adultos já receberam uma vacina

O Paraná ultrapassou, nesta terça-feira (20), o marco de 7 milhões de vacinas aplicadas contra Covid-19. A data é alcançada dois dias após a campanha de imunização completar seis meses. São 7.094.359 aplicações: 5.232.935 primeiras doses (73,8% do total aplicado), 1.581.346 segundas doses (22,3%) e 280.078 doses únicas (3,9%).

Da população adulta paranaense, estimada em 8.720.953 pessoas, 63,21% já receberam ao menos uma dose. A meta da Secretaria Estadual da Saúde é atingir 80% até agosto, e 100% até setembro.

Já o percentual da população completamente imunizada, que já recebeu a segunda dose ou dose única, está em 21%. Os dados são do Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao Ministério da Saúde.

O mês de julho também se destaca pela agilidade na imunização. Até o dia 19, foram 1.264.048 doses aplicadas no mês: uma média de 66.529 doses por dia. O número é o maior de toda a campanha de imunização. Até então, os maiores índices foram registrados em junho (média de 62.627 doses/dia) e abril (49.153 doses/dia).

“O Paraná está cada vez mais próximo de atingir a meta de vacinação, e já estamos criando um escudo imunológico contra o coronavírus. A vacina nesse momento é fundamental, ninguém pode deixar de tomar a segunda dose, ninguém pode simplesmente se recusar a tomar a vacina. Ela não é obrigatória, mas é uma opção que tem que ser levada em conta de maneira firme. Essa é uma decisão de amor, de solidariedade humana”, afirma o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

POPULAÇÃO EM GERAL 

Um dos destaques na vacinação do Paraná é a população em geral, faixa com maior número de imunizantes administrados. Com 2.033.701 doses aplicadas, o Paraná é o terceiro estado mais avançado no grupo, atrás de São Paulo (9.875.913) e Rio de Janeiro (2.197.416) e à frente de Rio Grande do Sul (1.913.983) e Minas Gerais (1.855.654).

Em números absolutos, o segundo grupo que mais recebeu doses no Estado foi o de pessoas de 65 a 69 anos (781.489), seguidos por trabalhadores da saúde (744.583), pessoas de 70 a 74 anos (603.835) e de 60 a 64 anos (599.142). No quadro geral, mulheres (55,6%) foram mais vacinadas que homens (44,4%).

Entre as aplicações, a maior parte (47,1%) foi fabricada pela Fundação Oswaldo Cruz, na parceria com a AstraZeneca e a Universidade de Oxford. A Coronavac (Instituto Butantan/Sinovac) representa 35,4%; a Cominarty (Pfizer/BioNTech) equivale a 13,5%; e a Janssen (Johnson & Johnson), 3,9%.

MUNICÍPIOS 

Entre os municípios com a maior porcentagem da população vacinada com a primeira dose, de acordo com Ranking de Vacinação contra a Covid-19 no Paraná, estão Maringá (72,13%), Pontal do Paraná (71,51%), Santa Cecília do Pavão (68,73%), Guaraqueçaba (67,96%) e Barra do Jacaré (65,09%).

Na segunda dose, se destacam Barra do Jacaré (29,85%), Miraselva (23,95%), Nova Laranjeiras (23,71%), Terra Roxa (23,28%) e Esperança Nova (22,44%). Já na dose única, lideram a vacinação Itaperuçu (8,78%), Porto Vitória (8,76%), Sertanópolis (7,97%), Siqueira Campos (7,32%) e Manoel Ribas (7,15%).

No número absoluto total de aplicações, Curitiba lidera o ranking com 1.255.727 doses. Na sequência, estão Londrina (362.911), Maringá (342.350), Cascavel (216.049), Ponta Grossa (185.914), Foz do Iguaçu (174.221), São José dos Pinhais (159.665), Colombo (117.309), Paranaguá (111.927) e Guarapuava (92.848).

NOVAS DOSES 

Nesta semana, o Paraná recebe um novo lote de 453,7 mil vacinas contra Covid-19. São 296.550 doses do imunizante Covishield, da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz; 88.200 da CoronaVac, do Instituto Butantan/Sinovac; e 69.030 doses da Comirnaty, produzida pela Pfizer/BioNTech. As doses chegam entre segunda (19) e quarta-feira (21).

Os imunizantes são destinados ao avanço da aplicação de primeira dose na população em geral e população de fronteira, além da segunda dose para comorbidades, pessoas com deficiência permanente, gestantes e puérperas e população geral.