Operação fecha 10 estabelecimentos em Curitiba e aplica R$ 1,1 milhão em multas

As equipes da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) deste sábado (11) percorreram 13 bairros de Curitiba para verificar o cumprimento das medidas sanitárias de enfrentamento ao coronavírus. O trabalho resultou em 10 pontos comerciais fechados, 25 autuações administrativas e R$ 1,1 milhão em multas aplicadas por integrantes do município.

A operação, coordenada pela Polícia Militar, contou com integrantes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil, Guarda Municipal e das secretarias municipais do Urbanismo e do Meio Ambiente.

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

A AIFU abordou estabelecimentos comerciais nos bairros Alto da XV, Batel, Jardim Social, Santa Cândida, Cajuru, Uberaba, Alto Boqueirão, Sítio Cercado, Água Verde, Parolin, Tatuquara, Augusta e Mossunguê.

Os policiais militares e demais profissionais também dispersaram aglomerações que, juntas, somavam 1.210 pessoas, além de abordar 22 veículos e aplicar 25 autos de infração de trânsito.

A abordagem a um dos locais, um bar no bairro Batel, partiu de uma denúncia de perturbação do sossego à Polícia Militar – havia uma aglomeração de cerca de 100 pessoas. O responsável pelo estabelecimento foi multado em R$ 200 mil pelos agentes municipais e o local fechado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 milhões de paranaenses estão completamente imunizados contra a Covid-19

Mais de 5 milhões de paranaenses já completaram seu ciclo vacinal e estão completamente imunizados contra a Covid-19. O novo marco foi alcançado nesta terça-feira (28), chegando a 5.018.765 pessoas que tomaram a segunda dose ou dose única – número que representa 57,55% da população adulta, estimada em 8.720.953 pessoas.

No total, já foram aplicadas 13.095.755 doses em todo o Estado. Elas são divididas entre 8.045.327 primeiras doses, 4.695.690 segundas, 323.075 doses únicas e 31.716 doses de reforço para idosos e imunossuprimidos.

“Estamos criando uma forte cobertura vacinal contra o coronavírus no Paraná, graças à adesão da nossa população à vacina e aos esforços dos municípios em aplicarem rapidamente todas as doses recebidas. Já observamos um cenário mais estável em consequência da imunização. Mesmo assim, cuidados como distanciamento e uso de máscara ainda são necessários para chegarmos ao fim da pandemia com segurança”, explica o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

Entre todos os que já iniciaram a imunização, o Paraná soma 95,97% da população acima de 18 anos. Além dos adultos, nesta semana foi iniciada a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos em todo o Estado a partir de um lote de 99.450 doses da Pfizer, distribuído no último sábado (25).

MUNICÍPIOS – Todas as doses únicas aplicadas são da Janssen (Johnson & Johnson), e representam 6,4% dos completamente imunizados. Já entre as segundas doses aplicadas, a vacina mais utilizada é a Covishield (AstraZeneca/Fiocruz/Oxford), com 48% do total; seguida pela Coronavac (Butantan/Sinovac), com 34,6%; e a Comirnaty (Pfizer/BioNTech), com 10,9%.

Curitiba lidera a vacinação de segundas doses e doses únicas em números absolutos, com 908.265 vacinas aplicadas. Na sequência, estão Londrina (247.178), Maringá (243.880), Cascavel (153.404), Ponta Grossa (125.424), São José dos Pinhais (121.616), Foz do Iguaçu (111.305), Colombo (91.779), Paranaguá (82.102) e Guarapuava (70.436).

Proporcionalmente, o município mais avançado na aplicação da D2 é Santa Cecília do Pavão, com 63,22% da população contemplada. Na sequência estão Esperança Nova (62,49%), Pontal do Paraná (62,44%), Rio Bom (62,42%) e Novo Itacolomi (62,36%).

Já com relação à dose única, os municípios que mais aplicaram a vacina foram Porto Vitória (10,07% da população), Siqueira Campos (9,7%), Itaperuçu (8,85%), Sertanópolis (8,43%) e Imbaú (7,83%). Os números são do Ranking da Vacinação, mantido pela Secretaria Estadual de Saúde.

Curitiba já é a 4ª no ranking Cidades Amigas da Internet 2021

Iniciativas como o decreto municipal de implantação das Estações de Transmissão de Radiocomunicação (ETRs) e instalação de antenas de telefonia e telecomunicações em propriedades particulares, fundamentais para a chegada da futura tecnologia 5G na capital, garantiram a Curitiba avançar mais uma posição no ranking brasileiro Cidades Amigas da Internet 2021. A capital já tinha saltado 20 posições em 2020 para ocupar o 5º lugar e, no levantamento deste ano, chega a 4ª posição.  O primeiro lugar ficou com Uberlândia (MG). 

O ranking Cidades Amigas da Internet tem como objetivo identificar, dentre os 100 maiores municípios brasileiros, aqueles que mais estimulam a oferta de serviços de telecomunicações no Brasil, por meio da elaboração de políticas e ações públicas que incentivem e facilitem a instalação de infraestrutura necessária à expansão de serviços de telecom, bem como os municípios que ainda não adotaram as polítivas necessárias.

Esforço 

“O resultado do ranking 2021 demonstra o esforço que Curitiba tem feito, nos últimos quatro anos, para discutir e aprovar novas legislações para implantação de infraestrutura. Modernizar normativas, alinhá-las à legislação federal e desburocratizar os processos de licenciamento fazem parte da preparação da capital para receber os investimentos do 5G, que trará desenvolvimento econômico, poderá ajudar na redução da desigualdade social e irá estimular ainda mais os avanços do Vale do Pinhão”, afirma Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

Esta é a sexta edição do estudo, feito pela Conexis Brasil Digital e pela Abrintel, que têm mostrado avanços importantes de algumas cidades que já alteraram sua lei municipal ou já promoveram mudanças nos processos de licenciamento.

“Ter uma legislação moderna, que incentive a instalação de infraestrutura de telecomunicações, prazos curtos e processos descomplicados para a obtenção de licenças para as antenas de celular e baixo custo de implantação são os principais quesitos que fazem uma cidade ser amiga da internet”, avalia o presidente-executivo da Conexis, Marcos Ferrari.

Ranking brasileiro Cidades Amigas da Internet 2021

  1. Uberlândia (MG)
  2. São José dos Campos (SP)
  3. Porto Alegre (RS)
  4. Curitiba (PR)
  5. Cascavel (PR)
  6. Feira de Santana (BA)
  7. Santo André (SP)
  8. Suzano (SP)
  9. Bauru (SP)
  10. Fortaleza (CE)