Ônibus Lilás retoma atendimentos a mulheres vítimas de violência

O Ônibus Lilás voltou a circular no Paraná neste mês de agosto, em que se comemora os 15 anos da Lei Maria da Penha. A unidade móvel da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho dedicada ao atendimento às mulheres vítimas de violência estará nesta quarta-feira (04) em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

O programa desenvolvido por meio do Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher oferece orientação contra violência doméstica e familiar, direitos da mulher, orientação psicológica, jurídica e assistência social para mulheres.

“Políticas públicas são importantes para a prevenção e enfrentamento da violência. Os nossos ônibus são preparados para garantir a privacidade e sigilo no atendimento individual das mulheres”, diz o secretário Ney Leprevost.

Para as ações nos diversos municípios, todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 são adotados para que os atendimentos presenciais aconteçam de forma segura no interior do ônibus, com a presença de uma pessoa por vez.

A unidade conta com dois consultórios, onde as mulheres podem fazer as denúncias e são acolhidas por psicólogas. As vítimas também recebem orientação jurídica sobre onde e como podem buscar ajuda, além de terem acesso a material gráfico para conscientização de seus direitos.

“O Paraná trabalha fortemente para que as mulheres se sintam protegidas e o Ônibus Lilás é mais um instrumento para isso”, afirmou a chefe do Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher, Mara Sperandio. A unidade móvel retomou os itinerários na semana passada em Campina Grande do Sul, também na Região Metropolitana de Curitiba.

Confira a programação para o mês de agosto:

04/08 – Prefeitura de Fazenda Rio Grande – das 9h às 17h

09/08 – Prefeitura de Toledo – das 9h às 17h

10/08 – Prefeitura de Assis Chateaubriand – das 9h às 17h

11/08 – Prefeitura de Formosa do Oeste – das 9h às 17h

12/08 – Prefeitura de Maripá – das 9h às 17h

13/08 – Prefeitura de Guaíra – das 9h às 17h

25/08 – Prefeitura de Medianeira – das 9h às 17h

26/08 – Prefeitura de Medianeira – das 9h às 17h

30/08 – Rio Branco do Sul – das 9h às 17h

31/08 – Rio Branco do Sul – das 9h às 17h

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jovem de 22 anos morre no hospital após ser baleado em confusão no Largo da Ordem

Um jovem de 22 anos morreu após ser baleado na confusão que aconteceu na noite de sábado (11), no Largo da Ordem, em Curitiba. Além de Mateus Silva Noga, que morreu no hospital neste domingo, também ficaram feridas uma adolescente de 14 anos e uma mulher de 31. No dia da confusão, as duas estavam conscientes no local. No domingo também houve confusão com pessoas aglomeradas no mesmo local, mas ninguém ficou ferido.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte de Mateus. Outra pessoa comentou que a família está com poucas condições e que amigos farão uma vaquinha para pagar as custas do velório.

Reprodução

Noite de confusão generalizada

O sargento Cordeiro do Siate disse à Banda B que estava atendendo a adolescente quando, em seguida, chegou mais uma mulher ferida para ser atendida.

“A gente foi acionado para atender uma menor de 14 anos e a primeira informação que tivemos era de era uma vítima de agressão e quando chegamos no local percebemos que ela tinha ferimentos por arma de fogo. No momento, que estávamos atendendo chegou uma segunda vítima, uma mulher e uma terceira vítima que era um rapaz.”

Contou.

A noite de sábado foi marcada por confusão generalizada no Largo da Ordem e as mulheres não estavam na confusão e acabaram sendo atingidas, segundo Cordeiro.

“Durante o tumulto, a Guarda Municipal acabou desferindo alguns disparos de arma não letal. Houve uma briga lá e acabou que as duas moças que estavam passando no local foram atingidas. Elas não estavam na confusão. Estavam no lugar errado na hora errada.”

Explicou.

As duas estavam passeando no Largo. A adolescente estava com a mãe.

“Elas tiveram a coincidência de estar no mesmo lugar. A menina estava passeando com a mãe ali no local. A gente tem atendido muitas ocorrências ali no local, no Cavalo Babão”.

Falou.

Outro lado

A Banda B entrou em contato com a Guarda Municipal de Curitiba, que emitiu nota sobre o ocorrido:

“A Guarda Municipal de Curitiba lamenta o falecimento de um jovem de 22 anos ferido por arma de fogo após uma confusão generalizada registrada na Rua Trajano Reis, no fim da noite deste sábado (11).

Uma equipe da GM foi acionada para conter uma briga envolvendo diversas pessoas na Trajano Reis. De acordo com relato dos guardas que atenderam a ocorrência, no local estavam aproximadamente 300 pessoas, grande parte consumindo bebida alcoólica e sem respeito ao distanciamento e ao uso de máscara. Ao chegar ao local, várias garrafas de vidro foram arremessadas contra os profissionais, que reagiram à injusta agressão.

Outras duas pessoas ficaram feridas: uma adolescente de 14 anos e uma mulher de 31. Os guardas prestaram socorro e acionaram o Siate.

Tão logo teve conhecimento do ocorrido, a Corregedoria da Guarda Municipal deu início à investigação para apurar fatos e responsabilidades. O procedimento vai apurar eventuais irregularidades, com as devidas providências previstas em regimento interno da corporação e demais legislações inerentes à matéria”, diz a nota.

Informações Banda B

Em noite de confusão generalizada, três pessoas são baleadas no Largo da Ordem

Duas jovens foram baleadas em uma confusão generalizada que aconteceu no Largo da Ordem, no bairro São Francisco, na noite de sábado (11). Uma das vítimas é uma adolescente de 14 anos que não estava envolvida na confusão, mas foi atingida. Além das jovens, um homem também ficou ferido por disparos de arma de fogo próximo ao local.

O sargento Cordeiro do Siate disse à Banda B que estava atendendo a menor de idade quando, em seguida, chegou mais uma mulher ferida para ser atendida.

“A gente foi acionado para atender uma menor de 14 anos e a primeira informação que tivemos era de uma vítima de agressão e quando chegamos no local percebemos que ela tinha ferimentos por arma de fogo. No momento, que estávamos atendendo chegou uma segunda vítima, uma mulher e uma terceira vítima que era um rapaz.”

Contou.

A noite de sábado foi marcada por confusão generalizada no Largo da Ordem e as mulheres não estavam na confusão e acabaram sendo atingidas, segundo Cordeiro.

“Durante o tumulto, a Guarda Municipal acabou desferindo alguns disparos de arma não letal. Houve uma briga lá e acabou que as duas moças que estavam passando no local foram atingidas. Elas não estavam na confusão. Estavam no lugar errado na hora errada.”

Explicou.

As duas estavam passeando no Largo, a menor de idade estava com a mãe.

“Elas tiveram a coincidência de estar no mesmo lugar. A menina estava passeando com a mãe ali no local. A gente tem atendido muitas ocorrências ali no local, no Cavalo Babão”.

Falou.

As duas foram para o hospital sem riscos de morte. Não há informações sobre o que teria motivado a confusão no local.

Informações Banda B