O porquê do Oil Man não sair mais de sunga no frio

O porquê do Oil Man não sair mais de sunga no frio
Entrevistamos o super FAMOSO, o popstar curitibano, o super-herói da capital paranaense, o Homem Óleo, o digníssimo, o polêmico Nelson Rebello, vulgo Oil Man e fizemos algumas perguntas sobre uma foto que ele postou hoje (25/07) em seu Facebook e as diversas fotos que circulam na internet que ele não usa seu traje famoso no Brasil inteiro, mas sim está vestido e com blusa.

Resolvemos fazer uma entrevista devido a uma postagem feita pelo Oil Man em seu perfil no Facebook:

Oilman_print

Para quem não conhece o Oil Man, ele é uma das figuras mais marcantes de nossa cidade e é conhecido por vestir-se com uma sunga,óleo no corpo e andar de bicicleta. Nos últimos anos a sua turma vem crescendo, seus parceiros se chamam LUPICÍNIO-MEIÃO e OIL RAMBO.

DESCUBRA O PORQUÊ:

Por que você não sai mais só de sunga no inverno?

Tudo muda, até o Oilman. Hoje em dia só saímos no sol e calor. É uma realidade que está vindo À TONA.Os motivos são particulares.Moro só hoje, eu e o oildog.Tenho mais serviços domésticos.Estou montando uma academia particular (só pro Oilman) num dos quartos aqui.E gasto bastante tempo fazendo outros esportes, além do ciclismo vestido só com sunga.Digo “saímos no sol” porque tenho meus companheiros da Associação dos Homens-Óleo de Curitiba: Lupicínio-Meião e Oil-Rambo.Os outros esportes que pratico são condicionamento físico (ginástica), musculação, e corrida a pé com meu pitbull rednose.Também jogamos basquete de vez em quando.Tudo isso de forma anônima.

Entendi. Nelson, como você lida com as críticas ao Oil Man e à Associação dos Homens-Óleo? E como as pessoas podem fazer parte da Associação dos Homens-Óleo?

Crítica faz parte da vida de quem é popular. Para participar da associação é só conversar conosco nas ruas ou aqui no perfil do Oilman Curitiba. Os homens-óleo graduados receberão com muita satisfação os “aspiras” (oilboys aspirantes).

E aí, qual será o destino de Oil Man?

0 Comments

  1. ".Digo “saímos no sol” porque tenho meus companheiros da Associação dos Homens-Óleo de Curitiba: Lupicínio-Meião e Oil-Rambo." kkkkkk e não podemos nos esquecer do Oildog!

  2. ".Digo “saímos no sol” porque tenho meus companheiros da Associação dos Homens-Óleo de Curitiba: Lupicínio-Meião e Oil-Rambo." kkkkkk e não podemos nos esquecer do Oildog!

  3. Hoje em oildia só saímos no oilsol e oilcalor. É uma oilrealidade que está oilvindo À OILTONA.Os oilmotivos são oilparticulares.Moro só hoje, eu e o oildog.Tenho mais oilserviços domésticos.Estou montando uma oilacademia lparticular (só pro Oilman) num dos oilquartos aqui.E gasto bastante oiltempo fazendo outros oilesportes, além do oilciclismo vestido só com oilsunga.Digo “saímos no oilsol” porque tenho meus oilcompanheiros da OilAssociação dos Homens-Óleo de OilCuritiba: Lupicínio-Meião e Oil-Rambo.Os outros oilesportes que pratico são condicionamento oilfísico (oilginástica), oilmusculação, e oilcorrida a pé com meu oilpitbull rednose.Também jogamos oilbasquete de vez em quando.Tudo isso de forma oilanônima.

    Palavras do OilMan. Amééénnnnn!

  4. Que bom que existem caras como Oil Man.

    A dúvida é: E se os ativistas souberem que o Oil Man passa óleo no Oil dog ????

    Caraca, lá vem briga!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Restaurante japonês promove 1º Festival do Atum de Curitiba a R$ 10

Atenção amantes do mar! A partir desta sexta-feira, dia 1º de julho, o Ken’eki, restaurante de culinária japonesa contemporânea comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover a primeira edição do Festival do Atum, que irá oferecer dez opções de preparos que levam o atum como protagonista pelo preço fixo de R$ 10 cada.

Entre os destaques do evento estão o Atum Grelhado com Crosta de Gengibre, o mini Tartare de Atum; o Carpaccio de Atum e Tartufata; e o Tuna Salad, com cubos de atum, rúcula, botarga e molho especial da casa. O restaurante ainda oferece diversas porções de niguiri, sashimi, uramiki, entre outros preparos de excelência.

Propondo uma harmonização completa, o Ken’eki trabalha com drinks a base de sake e gin. Além disso, os amantes de atum poderão aproveitar o festival em um ambiente refinado e aconchegante, que vai da parte interna ao deck frontal do empreendimento.

O 1º Festival do Atum do Ken’eki (Rua Myltho Anselmo da Silva, nº 1439) vai acontecer durante todo o mês de julho. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@keneki.sushi).

Começa amanhã o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano do Ernesto Ristorante

Produzido na planície de Padana, na Itália, o queijo grana padano conquistou o paladar dos amantes da gastronomia ao redor do mundo, em especial dos brasileiros. Afinal, quem não gosta de uma boa massa artesanal preparada dentro de uma enorme peça do queijo, não é mesmo? O fettucine, típico da culinária italiana, ganha ainda mais sabor neste preparo irresistível.

Pensando nesta combinação perfeita, o Ernesto Ristorante, clássico restaurante italiano de Curitiba, comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover durante todo o mês de julho o 7º Festival do Fettucine no Grana Padano. “Aqui no Ernesto, finalizamos o preparo dentro do Grana Padano, queijo que passa por 12 meses de maturação, seguindo uma forte tradição italiana. Desde que fizemos o primeiro festival, o preparo logo se transformou em uma marca registrada do nosso restaurante”, comenta Dudu Sperandio.

Grande responsável pelo evento, o chef Dudu Sperandio cuida diretamente do preparo do prato, que já na apresentação conquista os apaixonados por gastronomia. “A massa, quase pronta, é finalizada dentro de uma enorme peça de queijo Grana Padano flambado, para aproveitar o máximo do sabor do queijo, bem no meio do salão. Assim, a experiência gastronômica deixa de ser apenas para o paladar, passando a ser, também, uma experiência visual”, destaca o chef.

Durante o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano, os clientes podem escolher entre diversas receitas exclusivas do preparo: fettuccine no grana padano flambado (R$ 79 ou R$ 129 no menu completo), fettuccine no grana padano flambado e trufado (R$ 89 ou R$ 139 no menu completo); mignon grelhado com molho grana e fettuccini no grana padano (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo); mignon grelhado com molho trufado e fettuccini no grana padano (R$ 109 ou R$ 159 no menu completo); e fettuccine no grana padano flambado com lascas de botarga e raspas de limão (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo).

Para quem optar pelo menu completo, o restaurante oferece dois pratos de entrada: endívia com brie morno e marmelada de maçã com canela ou polenta brustolada com cogumelos e creme de gana padano. Na parte das sobremesas, são três opções de doces: pudim de ovos do Mosteiro de Alcobaça, pudim de leite condensado da vovó ou mousse de chocolate 70%.

O 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano acontece entre os dias 01 e 31 de julho, no Ernesto Ristorante (Rua Myltho Anselmo da Silva, n° 1483), no bairro Mercês. O evento é válido durante o jantar, a partir das 19h30, e nos almoços de domingo, a partir das 12h. As reservas podem ser feitas pelo telefone (41) 4141-5477. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@ernesto.risto).