Nos Resta Ser Feliz

“Nos resta ser feliz” é o título da exposição individual da artista Analize Nicolini (Brasil, 1974) que inaugura no próximo sábado, na Soma Galeria. A curadoria reúne a sua produção mais recente em fotografia, pintura, performance, instalação e vídeo, resultado de uma pesquisa conceitual que se aprofundou no seu vínculo com o programa de mestrado em Humanidades Ambientais na Ca’Foscari, em Veneza. Nessa mostra, Analize explora a linguagem verbal em sua apresentação visual e sonora em discursos que convocam o espectador à uma ação, sempre retornando aos pontos fundamentais que estruturam a sua poética, ligada às relações humanas interpessoais e com o seu entorno. O público é convidado a participar das diversas propostas artísticas ali instauradas, seja por sua qualidade imersiva, seja por poder levar parte de alguns trabalhos consigo, fazendo a mensagem chegar mais longe. 

Deslocar a arte dos espaços museais  e instituições para o cotidiano é um movimento da poética da artista desde o seu site specific Luzes do Leblon (2018 – 2019), projeto em que trouxe para a areia da praia fotografias realizadas ao longo de um ano naquele entorno. Ou, então, o seu ongoing project Ending in Venice (2019 – atual) um happening de colagem de cartazes nas ruas de Veneza que chamavam a atenção para a ideia de respeito e convivência harmoniosa entre as pessoas e a cidade. Ideias e deslocamentos propostos, também, no happening Nas Feridas Que Eu Alcanço (2022), em que a artista, vestindo um catsuit, facekini e capa vermelhos feito de poliamida reciclável com orifícios e feridas, lambeu os seus machucados em praça pública. Com a exposição Nos resta ser feliz, a artista retorna para a SOMA Galeria para mostrar os vestígios e resultados dessas propostas feitas nas ruas, praias e praças ao redor do mundo – não sem antes propor que os seus trabalhos possam retornar para as pessoas, como os cartazes de Ending in Venice que o público é convidado a destacar e levar para casa ou onde quiser. 

Em seus projetos, Analize sempre apostou na força das palavras e as utiliza como signos tanto visuais, quanto sonoros, mas sempre com a intenção de que elas se façam compreendidas e que atravessem os comportamentos dos seus ouvintes e leitores. Na instalação sonora Lavagem Cerebral ou Uma Pulga Atrás da Orelha? a artista captura sons do cotidiano e deixa as palavras surgirem do seu subconsciente para a oralidade, demonstrando um estado indignado, colérico e imperativo. A tempestuosidade de seu ânimo possui relação com os modos de trabalho e o sofrimento humano e não-humano no aceleramento das práticas neoliberais do capitalismo tardio. Os neons instalados na exposição nos lembram o seguinte: que, aqui, TODOS NOS LAMBEREMOS e, que, afinal, NOS RESTA SER FELIZ, chamando a atenção para práticas de cuidado consigo e com os outros e uma busca pela felicidade, apesar de tudo. Por uma nova ordem mundial, a escultura em forma de moeda confeccionada em prata reciclada, ressignifica os objetos, as lógicas de valor e, como num jogo de cara ou coroa, só nos apresenta uma única possibilidade: práticas econômicas mais sustentáveis e gentis com as pessoas e o planeta. 

SOBRE A ARTISTA 

Analize Nicolini é artista visual, ativista, crítica de arte moderna e contemporânea, curadora independente e consultora para projetos culturais, editoriais, sociais e filantrópicos. “Nos resta ser feliz” é a sua primeira exposição individual em Curitiba, que acontece por uma iniciativa da Soma Galeria, dirigida por Malu Meyer, e da BraSA+, fundada pela artista, especializada em obras baseadas em lentes, mídias digitais e integradas e tecnologias, do Brasil e dos demais países da América do Sul. Os trabalhos também serão mostrados na exposição coletiva Daqui de onde estou (From where I am) que acontece no espaço da WeExhibit em Veneza, junto das artistas: Ana Campanella, Bárbara Oettinger, Guita Soifer e Soiis Rabelo. A exposição inaugura também em agosto, no dia 29. 

Economista de formação e pós-graduada em Marketing, foi co-fundadora da editora Ahom Educação, ganhadora do Prêmio Jabuti na edição de 2012. Atualmente, Analize cursa o programa de Mestrado em Humanidades Ambientais na Università Ca’ Foscari (Veneza) assim como o programa em Práticas Curatoriais Inclusivas: Acessibilidade, Representação e Diversidade promovido pelo NODE Center (Berlim).

Em 2019, fundou a BraSA+, galeria online especializada em obras baseadas em lentes, mídias digitais e integradas e tecnologias, do Brasil e dos demais países da América do Sul. A galeria produz exposições online e on site, e mantém um programa de residências artísticas e curatoriais. 

Produziu e atuou como co-curadora da exposição Anecdotes on Origins, em Veneza, Itália, em 2019. Desenhou as exposições braZil, um retrato de uma nação, de Olaf Heine a ser realizada no Paço Imperial (Rio de Janeiro) e a coletiva “#CONTEÚDO+ do Brasil e da América do Sul (Rio de Janeiro e Los Angeles), ambas aprovadas pelo Ministério da Cultura (PRONAC 190066 e PRONAC 200521, respectivamente). Sua prática curatorial parte da obra de arte e busca transpor os limites do sistema tradicional de exposição, promovendo o encontro obra/espectador, ambos agentes capazes de transformação.

Como artista, realizou a exposição site-specific Luzes do Leblon e publicou o livro homônimo, um tributo aos 100 anos do bairro carioca. Vinte e uma fotografias em grande formato foram expostas na praia do Leblon através de uma ação performativa realizada em maio de 2019. No mesmo ano, participou da exposição coletiva D’água, que inaugurou o Espaço Judith Munk de Fotografia, em Araras, Petrópolis, Rio de Janeiro. Em fevereiro de 2020, realizou em Veneza o Ato I – A Invasão do projeto Ending in Venice.

Analize concentra sua pesquisa na contemporaneidade – e complexidade – dos sentimentos e relações humanas e seus entornos, passando por questões filosóficas existenciais como a inevitabilidade da finitude da vida, até chegar em questões ambientais, antropológicas e sociais no Antropoceno, para responder a pergunta central se a Arte pode ser capaz de transformar comportamentos humanos e curar nossa relação com o meio ambiente e o sofrimento humano e não-humano.

Com sua prática artística dedicada a diversas mídias como néon, fotografia, vídeo e performance, seu trabalho se desdobra em um processo terapêutico de cura e de ativismo por um mundo melhor, práticas capitalistas sustentáveis e melhores relações inter-humanas, e em uma militância pró utopias por uma nova ordem mundial.

SERVIÇO

SOMA Galeria apresenta de 16/08 a 17/09

A exposição individual Nos Resta Ser Feliz, de Analize Nicolini 

Produção BraSA.Art e SOMA Galeria

Abertura: 13 de agosto, a partir das 14h até meia-noite, na SOMA Galeria 

Com programação de visitas-guiadas às 14h – 15h, 18h30 – 19h30 e 21h – 22h. 

Endereço: Av. Sete de Setembro, 5708

Horário de Visitação: 

Terça a sexta-feira, das 14h às 19h

Sábados das 10h às 19h

Período de exposição: 16/08 a 17/09

LISTA DAS OBRAS

8 obras, 5 inéditas

Audio

Xingamentos, 2022

Escultura (prata reciclada)

Por uma nova ordem mundial, 2022

Neon (puro 100% gás neon)

Aqui todos nos lamberemos, 2022

Aqui nos resta ser feliz, 2021

*Happening. Video e Fotos Performance

Nas Feridas que alcanço, 2022

Impressão à laser em papel reciclado

Ending in Venice, 2019 ongoing

Fotografia fine art photography

Luzes do Leblon, 2018/2019

Pintura 

Ode ao amor sem dono, 2016

Acrílica sobre tela, 80x80cm

Coleção da artista 

FICHA TÉCNICA DA EXPOSIÇÃO

Produção e Curadoria 

Analize Nicolini

Malu Meyer 

Fernanda Andrade

Isadora Mattiolli

Marina Ramos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Show do Guns N´Roses terá ônibus de graça na volta

O show da banda Guns N´Roses, nesta quarta-feira (21/9), provocará alterações de trânsito no entorno da Pedreira Paulo Leminski e mudança de itinerário de algumas linhas de ônibus. Para evitar congestionamentos, a Urbanização de Curitiba (Urbs), a pedido dos organizadores do evento, vai colocar seis ônibus gratuitos para o transporte do público na volta do show.

O veículo vai operar entre entre 21h e meia-noite, da Pedreira Paulo Leminski até a Praça Tiradentes, linha direta sem paradas no trajeto.

Os usuários do transporte coletivo devem ficar atentos: terão alteração de trajeto as linhas 181 Mateus Leme; 979 Turismo; 020 Interbairros II (horário) e 021 Interbairros II (anti-horário).

A linha 181 Mateus Leme terá itinerário desviado para as ruas Aldo Pinheiro, Padre José Joaquim Goral e Mateus Leme. A linha 979 Turismo, para as ruas Evaldo Wendler e Nilo Peçanha.

As linhas 020 Interbairros II (horário) e 021 Interbairros II (anti-horário) terão itinerário desviado para as ruas Des. José Carlos Ribeiro Ribas e Mateus Leme.

Bloqueios de trânsito

O trânsito deve ficar mais lento nas vias de acesso à Pedreira pelos bairros São Lourenço, Abranches, Taboão, São Francisco e Pilarzinho.

Os bloqueios serão feitos nas ruas Eugênio Flor (entre Nilo Peçanha e Desembargador José Carlos Ribeiro Ribas), João Gava (entre a João Enéas de Sá e a Nilo Peçanha), Antônio Krainski (entre a Nilo Peçanha e a Benedito Correia de Freitas) e João Enéas de Sá (entre a Nilo Peçanha e a João Gava).

Moradores da região podem acessar as ruas bloqueadas mediante apresentação de credencial ou documento que comprove a moradia no perímetro.

Encontro de Mutumzeiros

A Folks & Beer recebe neste sábado 17/09, o 5º Encontro de Mutumzeiros, cerveja artesanal desenvolvida pela Cervejaria Ignorus produzida com lúpulos norte americanos, é uma cerveja que traz amargor, potência e sabor com muito equilíbrio.

A comemoração será em grande estilo, às 11h será servido uma deliciosa Feijoada, ao som de Bruno Miguel e Carine Luup, já na parte da tarde a partir das 18h é por conta do The Vedders, então se você é fã da IPA mais Famosa de Curitiba, já sabe onde encontrá-la.                                                                      

“Estamos empolgados pela oportunidade de sediar esse evento dos mutumzeiros em homenagem a essa cerveja espetacular, esperamos fazer um evento inesquecível. Convidamos a todos a comparecerem no Folks & Beer e curtir com a gente muita música boa regada de Mutum”disse Gustavo, Proprietário do Folks. No evento o copo de 400ml será vendido a preço fixo de R$15, serão realizados sorteios com brindes da marca, como bonés, camisetas, entre outros.  

“Será um dia de muita música e cerveja boa, além da Mutum, teremos vários outros estilos de cerveja no evento, escolhemos o Folks & Beer pra esse dia memorável, bem localizado e com um espaço excelente, esperamos centenas de apreciadores”, conta Gugu Beligni, organizador do evento.

Serviço

Data: 17/09/2022 – Sábado

Horário: A partir das 11h.

Local: Folks & Beer (R. Jerônimo Durski, 982 – Batel)

Entrada Gratuita