quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_img
InícioNotíciasPolíticaNo Paraná, 978 mil mulheres podem receber absorventes na farmácia popular, diz...

No Paraná, 978 mil mulheres podem receber absorventes na farmácia popular, diz deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) – De olho nos deputados


O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) destacou nesta sexta-feira, 19, o anúncio do governo federal da distribuição gratuita de absorvente íntimo feminino para meninas e mulheres pobres. “O combate à pobreza menstrual é um avanço na luta constante que precisamos travar pela equidade de gênero”, disse.

Romanelli afirmou que o Paraná foi um dos estados pioneiros no debate e aprovação de uma legislação específica para combater a pobreza menstrual. Ele é um dos autores da lei estadual 20.717, em vigor desde 2021, que incentivou a discussão do tema no Congresso Nacional. A partir deste ano, o absorvente íntimo estará disponível nas 31 mil unidades da Farmácia Popular no país.  No Paraná, 2.812 farmácias estão credenciadas para distribuição em 374 municípios

Para o deputado, a distribuição de absorventes é uma política pública necessária, que garante dignidade às meninas e mulheres. A medida, na avaliação dele, terá reflexos positivos na vida das famílias mais carentes, onde mulheres deixam de trabalhar e meninas deixam de frequentar as aulas no período da menstruação por falta de condições de comprar um absorvente. “É uma medida voltada à saúde feminina e à igualdade”.

Como receber?

O governo federal estima distribuir absorventes para um público de 24 milhões de pessoas. Podem receber o produto gratuitamente brasileiras ou estrangeiras que vivem no Brasil, com idade entre 10 e 49 anos, desde que inscritas no Cadastro Único (CadÚnico).

A oferta é direcionada aos grupos que vivem abaixo da linha da pobreza e estão matriculados em escolas públicas, em situação de rua ou em vulnerabilidade extrema. A população recolhida em unidades do sistema prisional também será contemplada. A estimativa é alcançar cerca de 978 mil pessoas no Paraná.



Leia mais informações no site da Alep

MATÉRIAS RELACIONADAS
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img

As últimas do Busão