No mês da Consciência Negra, Sesi Cultura apresenta espetáculo infantil sobre a História das Áfricas

Há muito o que aprender com nossas raízes. No Brasil, de norte a sul, elas passam pela África. E não poderia haver melhor época para tratar de questões étnico-raciais sob novas perspectivas com as crianças e adultos que novembro, quando é celebrado o dia da consciência negra. O espetáculo “Karingana Ua Karingana! Histórias de Áfricas” é uma concepção do Grupo Baquetá e aproxima temas que fazem parte da história e cultura brasileira e que, muitas vezes, são vistos de forma afastada ou exótica.

De acordo com o último Censo Demográfico, a maioria da população brasileira é afrodescendente e, muitas vezes, os jovens e as crianças não se veem representados na mídia ou nos livros, especialmente no sul do país. Nesse sentido, “Karingana Ua Karingana” foi pensado para ser um espaço de representatividade, pois os três atores/músicos são afrodescendentes e apresentam a riqueza de elementos africanos e afro-brasileiros por meio dos figurinos, adereços, turbantes e penteados.

Composto por contos de origem africana e afro-brasileira, o espetáculo traça uma rota de identificação com nossas raízes negras, a contribuição para a construção do país e herança cultural. Temas como diáspora, autoestima, ancestralidade, circularidade, meio ambiente, espiritualidade, escravização da população negra, linguagem e diversidade são abordados por meio de técnicas de contação de histórias, danças de matrizes africanas, cantos e brincadeiras.

Uma das preocupações do grupo Baquetá é aplicar as leis 10.639/03 e 11.645/08 que tratam da obrigatoriedade do ensino das histórias e culturas africanas, afro-brasileiras e dos povos indígenas para todos os âmbitos da educação. Dessa forma, a proposta é ajudar a desmistificar a idealização de África como um lugar longe, antigo, arcaico e pequeno e apresentar a potência de um vasto continente, berço da civilização, mãe de grandes saberes científicos e tecnológicos.

O Grupo Baquetá nasceu na cidade de Curitiba, em 2009. Pesquisa e desenvolve projetos para adultos e crianças com base nos saberes da diáspora africana e dos povos originários do Brasil. O grupo que circula participando de eventos, mostras e festivais pela região sul, estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, lançou seu primeiro disco no ano de 2021, disponível gratuitamente nas plataformas online de música.

SERVIÇO:

Sesi Cultura Paraná apresenta “Karingana Ua Karingana! Histórias de Áfricas”

Data: 26 de novembro, sábado

Horário: 15h

Local: Centro Cultural Sesi – Unidade Dr. Celso Charuri – Rua Paula Gomes, 270 São Francisco – Curitiba

Entrada franca

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pedreira tem pop rock e discotecagens para embalar Brasil X Camarões

Um dos maiores cartões-postais da cidade vira palco de muito futebol e boa música nessa sexta-feira (02). A Pedreira Paulo Leminski recebe a Resenha na Pedreira, festa com transmissão oficial da FIFA para os jogos da Copa do Mundo. Depois das duas primeiras partidas que garantiram a classificação do Brasil para a próxima fase, a seleção canarinho enfrenta Camarões. A Pedreira abre às 14h e tem ainda DJs e banda para animar a data. Ingressos antecipados estão disponíveis no site Cheersshop.

O Parque das Pedreiras já transmitiu as duas vitórias do Brasil na Copa, em uma festa com milhares de pessoas. Telões de alta definição garantem que o público acompanhe todos os lances.

Na trilha sonora, não pode faltar brasilidades. Os DJs Fefo e CZ tocam grandes sucessos da música brazuca. A Festinha do João Mar apresenta um dos novos nomes do cenário nacional. O cantor e compositor João Mar vem conquistando o público com canções autorais como “num love” e “Sorria Que Volta”, além de interpretar outros destaques da MPB.

A partida Brasil x Camarões será transmitida na Resenha na Pedreira nesta sexta-feira (02), com portões abertos a partir das 14h. Os ingressos custam a partir de R$ 25 e estão disponíveis na plataforma cheersshop.com.br e nas bilheterias do local. O evento conta com realização da Planeta Brasil Entretenimento e do Parque das Pedreiras.

Menos é Mais agita a transmissão do segundo jogo do Brasil em Curitiba (PR)

Abola já está rolando oficialmente na Copa do Mundo do Catar e já está chegando o dia do Segundo jogo da seleção brasileira na competição. Para os curitibanos que querem acompanhar a  luta pelo tão sonhado hexa em uma experiência diferenciada para torcer e compartilhar a emoção do evento esportivo mais esperado do ano, o Festival Ginga Brasil é o lugar certo! 

 Para embalar o jogão, entre Brasil X Suíça, no dia 28 de novembro, o festival vai receber a apresentação de um dos grupos de pagode de maior sucesso da atualidade: Menos é Mais. Com 5 anos de estrada e números impressionantes nas mídias sociais e plataformas de streaming, o quinteto de Brasília, formado por Duzão, Gustavo Goes, Jorge Farias, Paulinho Félix e Ramon Alvarenga, repercutiu no cenário em 2019 com o lançamento do álbum “Ao vivo no Buteco”, conquistando o público ao resgatar o DNA do gênero no mais puro clima das tradicionais rodas de pagode.

De lá pra cá foram mais 6 álbuns, diversas canções nas paradas de sucesso, entre elas parcerias com grandes nomes da música nacional como Sorriso Maroto, Dilsinho, Léo Santana e João Gomes. Para o show em Curitiba, o grupo trará todo o seu gingado e carisma para agitar a plateia ao som de hits como “Amor Falsificado”, “Pede pra God” e “Vai me dando corda”, além de grandes sucessos da história do pagode. A programação completa do dia também vai contar as apresentações de Vitor Fernandes, DJ Lemmy e DJ Hall.

A apresentação do Grupo Menos é Mais no Festival Ginga Brasil acontece entre os dias 28 de novembro, na Sociedade Hípica Paranaense, com a transmissão ao vivo do jogo entre Brasil x Suíça. Os ingressos estão disponíveis na plataforma Ingresse (www.ingresse.com). Mais informações nos perfis oficiais do evento (@ginga_oficial) e da CWB Brasil (@cwbbrasil) no Instagram.