Negligência e aglomerações rendem dez multas no fim de semana em Curitiba

Bares lotados, sem distanciamento entre as pessoas, o que oferece alto risco de contágio da covid-19, foram as principais infrações contatadas neste fim se semana pela Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu).

Em 38 vistorias realizadas de sexta-feira (23/7) a domingo (25/7), a força-tarefa que age para evitar e coibir situações que colocam em risco a vida das pessoas, pela disseminação do novo coronavírus, interditou sete estabelecimentos e aplicou oito autos de infração, quase todos por aglomeração.

A cidade está em situação de alerta contra a covid-19 (Bandeira Amarela), com a flexibilização de atividades e horários de funcionamento, porém, os cuidados para evitar o avanço da pandemia precisam ser seguidos por toda a população. Evitar locais com aglomeração e o uso de máscara e álcool em gel são as principais medidas e que devem seguidas por todos.

Bares lotados sem distanciamento entre as pessoas, foram as principais infrações neste fim se semana pela Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu). Foto: Divulgação

Interdição

Ao longo da semana, equipes da Prefeitura, em parceria com o Governo do Estado, vistoriaram 81 estabelecimentos comerciais, em diversos bairros. O resultado foi a interdição de sete estabelecimentos, dez autos de infração lavrados que somados chegam a R$ 171.650 mil.  

As situações com maior risco para a saúde pública foram flagradas nas noites de terça-feira (20/7), quando foram autuadas duas casas noturnas, uma no Rebouças (R$ 10 mil) e outra no Centro (R$ 5 mil), ambas por desenvolverem atividade proibida no período e no fim de semana.

Na noite de sexta-feira (23/7), por exemplo, a Aifu lavrou cinco autos de infração. Dois estabelecimentos tiveram as atividades paralisadas. Um bar no Cajuru e outro no Santa Cândida foram autuados por restrição de horário. No bar do Cajuru foram lavrados três autos a pessoas que não usavam máscara.

No sábado (24/7) as autuações aconteceram em uma casa de eventos no Hauer, interditada e autuada em R$ 20 mil pela falta de controle na lotação de pessoas, e uma casa de festas no Rebouças, flagrada descumprindo a restrição de horário (R$ 15 mil).

No domingo (25/7), em nove vistorias houve a paralisação de um bar no Jardim das Américas, multado em R$ 50 mil por não controlar a lotação de pessoas.

Equipes

As vistorias aconteceram em diferentes bairros, com a participação de fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, agentes da Setran, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

As penalidades são aplicadas a partir da lei 15799, que regulariza penalidades para auxiliar no enfrentamento à pandemia, e tem sido aplicada pelos agentes de fiscalização do município a partir das orientações dos decretos que consideram as medidas necessárias para cada período.

Autos lavrados

Desde que entrou em vigor, em 5 de janeiro, foram vistoriados 3.748 estabelecimentos, de diferentes áreas do comércio, durante as Aifus. Destes, 843 foram flagrados descumprindo as medidas sanitárias obrigatórias e acabaram interditados e 1.737 autos de infração foram lavrados para pessoas físicas, empresas e comércios.

O valor total dos autos lavrados é de aproximadamente R$ 17,4 milhões. Todos os cidadãos e empresas autuadas tem direito a se defender em processo administrativo.

Todos os cidadãos autuados têm o direito de recorrer em processos administrativos.

Guarda Municipal

Além das ações integradas na Aifu, a Guarda Municipal atua de forma isolada sempre que acionada pelo cidadão via telefone de emergência 153 ou, ainda, quando se depara com situações anticovid em meio ao patrulhamento preventivo.

Por promoção de aglomeração e descumprimento de horário para funcionamento, houve a autuação em estabelecimentos da região central, o que totalizou R$ 40 mil em multa.

Desde o início da lei 15799 até o domingo (18/7) foram registradas 436 autuações, no valor total de R$ 1.511,000, das quais 78 autuações no valor de R$ 475.300 para pessoas jurídicas e 358 autuações no valor de R$ 1.035,750 para pessoas físicas.

Trânsito

 Na fiscalização de trânsito, durante o fim de semana, foram aplicadas 51 multas por infrações diversas cometidas pelos motoristas. Cinco veículos foram guinchados da via pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.

Uber lança opção para pagar mais e ‘furar a fila’ em Curitiba

A Uber lançou nesta quinta-feira (14) uma modalidade que permite ao usuário pagar mais e furar a fila de espera para viagens. Chamado de Prioridade, o recurso é válido em Campinas (SP), Curitiba (PR) e Belém (PA).

A opção visa dar mais ganhos a motoristas e a possibilidade de embarques mais rápidos a usuários. A medida é anunciada em um momento de crise para os motoristas cadastrados. Além da alta nos combustíveis, outros custos de manutenção também encareceram a atividade.

As viagens com esse recurso custarão um pouco mais do que as do UberX, categoria mais barata do aplicativo, e neste momento acontecerão nas regiões centrais das cidades, onde a espera pelo embarque tem sido mais longa nas últimas semanas.

“Como acontece no fim do ano, e com a maior flexibilização das medidas restritivas de combate à Covid-19, a tendência é de que haja um aumento no número de solicitações de viagens e que o uso da plataforma seja ainda mais constante”, diz a empresa.

Usuários interessados devem acessar o aplicativo, colocar a partida e o destino e escolher a opção Prioridade. Não é preciso baixar um novo aplicativo. O horário de funcionamento não é fixo, acompanha a dinâmica de movimentação da cidade.

A Uber tenta dinamizar o app após reclamações de espera de passageiros e de má remuneração aos motoristas. Cerca de 1.600 deles foram excluídos da plataforma recentemente por cancelarem viagens após já as terem aceitado.

Há cerca de um mês, a empresa reajustou o repasse para o motorista em até 35% para viagens UberX, a categoria mais popular do aplicativo, na região metropolitana de São Paulo. Os ganhos dependem do horário e do local em que o motorista atua, segundo a empresa.