Mr. Hoppy vai oferecer 365 chopes a 1 real neste sábado

Um dos melhores pubs do Xaxim já foi local de muitos aniversários, rolê de galera e palco para as melhores apresentações de blues e rock and roll da região. Mas, agora, é a hora do Mr. Hoppy Derosso comemorar o seu primeiro ano! Para isso, haverá uma promoção super especial: no dia 09 de novembro, a partir das 15h30, os primeiros 365 chopes pilsen 300 ml sairão por apenas R$ 1 – limitado a um chope por pessoa.

“A Derosso tem se consolidado como uma opção para curtir entre a galera aqui dos bairros ao redor. Completar um ano de Mr. Hoppy aqui é muito especial parta nós, pois começamos a nos sentir como membros dessa região cada vez mais gastronômica e de entretenimento”, afirma Liamara Romanini, uma das proprietárias da unidade.

O dia inteiro será repleto de atrações especiais, inclusive. Já no início da tarde, ocorrerá um sorteio de brindes exclusivos de cervejarias parceiras além da Roleta da Fortuna – com sorteio de doses de chope – e distribuição de 300 canecas do Mr. Hoppy para quem chegar primeiro.

Ao todo, serão oito horas ininterruptas do mais puro rock and roll e blues, marca registrada do pub. As bandas RockEstrada Moto Clube e Hum Bucker’s trarão os melhores covers de clássicos de ambos os gêneros. Paralelo a isso, um flash day – dia especial para tatuagens pequenas com preços reduzidos – ocorrerá com o artista Eduardo Tatto House. É só chegar e escolher um desenho! Ele estará por lá durante toda a tarde.

SERVIÇO

Festa de um ano do Mr. Hoppy Derosso

Sábado, 09 de novembro, a partir das 15h30 (show com as bandas RockEstrada Moto Clube e Bucker’s Hum)

Endereço: Rua Francisco Derosso, 1917 – Xaxim

Sobre o Mr. Hoppy

O Mr. Hoppy foi criado pelos empresários José Araújo Netto e Vinicius Sampaio com o intuito de oferecer o melhor custo-benefício na hora de comer um hambúrguer de qualidade e tomar um chope artesanal, sempre fruto de parcerias com cervejarias locais. Atualmente presente em sete estados brasileiros, a marca prevê para 2020 a inauguração de 15 novas unidades, fechando o ano com mais de 50 unidades pelo Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Projeto “Histórias e Retratos da Feira do Largo da Ordem” resgata memórias da tradicional feira curitibana

O livro digital “Histórias e Retratos da Feira do Largo da Ordem”, resultado do projeto cultural de mesmo nome, já está disponível de forma gratuita. A iniciativa é uma parceria entre a Flutua Produções e a Canô Produções, que uniram esforços para coletar as memórias das pessoas responsáveis pela permanência de uma das maiores feiras urbanas do Brasil a partir do enfoque histórico, antropológico e fotográfico. O resultado consiste na publicação do volume 150 do Boletim Casa Romário Martins, série de publicações que dialogam com a história e com o patrimônio da cidade de Curitiba. Para baixar o livro, basta acessar o site www.historiasdafeiradolargo.com.br.

A obra, construída coletivamente por várias mãos e vozes, mescla reflexões históricas e etnográficas através de pesquisas teóricas e empíricas, unindo duas áreas da ciência ao olhar artístico expresso através das fotografias de feirantes que constroem e mantêm a Feira. O objetivo é valorizar as pessoas envolvidas na manifestação cultural, resgatando e preservando as memórias que permeiam a tradicional feira do domingo curitibano.

A primeira fase consistiu na pesquisa histórica, realizada pela historiadora Soraia Gatti, que viabilizou a construção crítica de uma narrativa para a origem e a trajetória da Feira. A pesquisa antropológica e a construção dos 21 capítulos que trazem as narrativas de vida de cada feirante ficaram por conta da antropóloga Luana Camargo, enquanto a fotógrafa Carolina Castanho se encarregou dos registros visuais.

Além do lançamento online do primeiro volume do livro, o projeto conta com uma tiragem de 1000 exemplares físicos, com distribuição à cargo da Fundação Cultural de Curitiba. Ainda, o projeto irá se desdobrar em uma exposição fotográfica no Museu da Fotografia de Curitiba e também no livro “Histórias do Largo”, com as memórias de dez feirantes adaptadas para os quadrinhos. As ações estão previstas para acontecer em março de 2023.

A Feira do Largo da Ordem surgiu no início da década de 70 e logo em seguida foi oficializada. Hoje, 50 anos depois, reúne em torno de 1.300 pessoas mantenedoras do evento: artesãos, cozinheiros e comerciantes de produtos. No calçadão do Largo da Ordem, encontramos comidas e bebidas populares de diferentes regiões e nacionalidades que hoje compõem nosso patrimônio em virtude das correntes migratórias e de refúgio. Além da alimentação, a Feira oferece uma variedade de roupas, calçados, acessórios de moda e moda casa, antiguidades e outros itens para todos os gostos. Em 2018, a Feira do Largo foi reconhecida como patrimônio imaterial de Curitiba pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural.

A antropóloga e uma das idealizadoras da iniciativa, Luana Camargo, reforça o intuito do projeto cultural: “entendemos e defendemos que os próprios feirantes, cada um com suas histórias, seus trabalhos e suas criações, são parte de nosso patrimônio cultural. Os feirantes e suas trajetórias de vida, atravessam e são atravessados pela manifestação cultural que é a Feira do Largo da Ordem. Quando pensamos nela e em sua importância histórica e cultural, para muito além do evento em si, há a vida da Feira, que são cada um dos 1.300 indivíduos que a constroem e mantêm dia após dia. Como qualquer manifestação cultural, a Feira é viva. Tecida por muitas mãos.”, diz.

O idealizador do projeto e produtor cultural Gilmar Kaminski comenta sobre a continuidade do projeto em 2023. “Desde a idealização do projeto, nosso objetivo é trazer protagonismo às pessoas que constroem diariamente a Feira do Largo da Ordem, manifestação que é uma inesgotável fonte de histórias que merecem ser contadas. Com a vontade imensa que essas vozes ecoem cada vez mais, os relatos desse primeiro volume estão sendo adaptados para os quadrinhos e uma exposição das fotografias está agendada para o próximo ano”, conclui.

Projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Sobre a Flutua
Fundada em 2016 pelo produtor cultural Gilmar Kaminski, a Flutua Produções tem como proposta o diálogo com as diversas linguagens artísticas, desenvolvendo projetos nas artes cênicas, música, literatura, patrimônio histórico, artístico e cultural, artes visuais e audiovisual. Presta serviços de planejamento, organização e produção de projetos e eventos culturais, com foco na elaboração e gestão de projetos via leis de incentivo à cultura, sempre com a premissa da democratização de acesso. Dentre os atuais trabalhos desenvolvidos destacam-se a coordenação de produção da Bienal de Quadrinhos de Curitiba e o projeto Histórias e Retratos da Feira do Largo da Ordem. Mais informações em www.flutuaproducoes.com.br e no instagram.com/flutuaproducoes.

Sobre a Canô
A Canô Produções, fundada por Luana Camargo em 2017, é pautada pelo compromisso da permanência artística e cidadã em suas ações, desenvolvendo produtos e bens artísticos culturalmente relevantes e socialmente responsáveis. Idealiza, elabora e executa projetos autorais nas áreas de antropologia, comunicação, cultura e arte, especialmente nas linguagens de patrimônio histórico, cultura popular, literatura e artes cênicas. Atentas ao desenvolvimento humano e à diversidade, as produções têm como público alvo pessoas em situação de vulnerabilidade social em diversos recortes. Acompanhem os percursos através das redes sociais da produtora: instagram.com/canoproducoes e facebook.com/canoproducoes.

SERVIÇO
Livro digital “Histórias e Retratos da Feira do Largo da Ordem”
Disponível para download gratuito em www.historiasdafeiradolargo.com.br.

FICHA TÉCNICA
Idealização:
Carolina Castanho, Gilmar Kaminski e Luana Camargo
Pesquisa antropológica: Luana Camargo
Pesquisa histórica: Soraia Gatti
Fotografia: Carolina Castanho
Direção de produção e gestor de projeto: Gilmar Kaminski
Produção executiva: Anna Carolina Azevedo
Assistência de produção: Záire Osório
Revisão textual: Ana Coralina
Projeto gráfico e diagramação: Pablito Kucarz e Adriana Campos
Redação e conteúdo web: Soraia Gatti
Assessoria de imprensa: Platea Comunicação e Arte
Site: 5G Studio
Assessoria jurídica: Carolina Wanderley e São Sebastião Cultura e Propriedade Intelectual
Feirantes: Altamir Cabral, Angela Coraiola, Angela Hasselmann, Benedito Martins, Dolly Villanueva, Éder Ferraz, Edson Mendes da Silva, Fátima Sanson, Isaías Teixeira, Jane Castanho, Linda Grabowski, Maria Laskowski, Nilcema do Rocio Ratim, Odair Marlier, Reginaldo Carvalho, René Scholz, Richard Poppe, Santo Antônio Strapasson, Silvina Aranibar, Tiemi Takahashi e Wilson Guimarães

Realização: Flutua Produções e Canô Produções
Apoio: Manifesto Café, Padaria América e Bar do Alemão
Incentivo: Fundação Cultural de Curitiba

Projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba. 

Nuu Nikkei: Fusão de gastronomias japonesa e peruana em destaque

Duas tradições gastronômicas separadas por um oceano – e unidas pela criatividade e dedicação à boa cozinha. Curitiba conta com um restaurante especializado em mesclar referências do Japão e do Peru em pratos contemporâneos com muito sabor: o Nuu Nikkei. O conceito sofisticado tem conquistado o público, e o resultado pode ser visto na ampliação do atendimento. Além de funcionar para jantar, de terça a domingo, a casa tem agora almoço no fim de semana.

O nome da casa referencia a cozinha Nikkei, que é a fusão das tradições peruana e japonesa. A relação das culturas se estreitou com a chegada de imigrantes asiáticos na costa sul-americana no século XX. É desse encontro que nasce um dos pratos mais conhecidos que tem conquistado os restaurantes recentemente, o ceviche. Mas o estilo Nikkei guarda muito mais sabores a serem explorados, que poucos espaços tem apresentado no cenário brasileiro.

Tanto que foi só em São Paulo que os sócios Luiz Araújo e Lucas Freitas foram encontrar a cozinha Nikkei, em um formato que os encantou. A paixão pela gastronomia os instigou a trazer para Curitiba não apenas o estilo como também o chef referência nessa gastronomia: Carlos Alata. Atuando inicialmente como consultor, acabou assumindo de vez a cozinha do Nuu Nikkei.

Inaugurada em 2017, a casa funciona no sistema à la carte, apresentando pratos clássicos, releituras e criações originais. Depois de cinco anos funcionando apenas no jantar, com um público consolidado, o Nuu Nikkei passa a abrir também para almoço. As sábados e domingos, abre do meio-dia às 15h, com rolha livre.

Destaques gastronômicos

“O ceviche é uma ótima forma de iniciar a explorar os sabores da cozinha Nikkei”, opina Luiz Araújo. O Peruvian Classic, como o nome diz, resgata a tradição peruana levando na receita peixe branco, leite de tigre (um preparado de limão, água e temperos como coentro, sal e cebola), batata doce e milhos peruanos. “Os milhos do Peru, com suas inúmeras variedades, são uma das principais características dessa fusão peruana e japonesa que funciona tão bem no menu Nikkei”, comenta. Já um ceviche com toque contemporâneo é o de Salmão, que leva ainda pepino e physalis ao molho sweet pimenta biquinho e finalizado com coco.

Para as entradas frias, pode-se provar os Tiraditos, outro prato que vem popularizando essa cozinha, lembrando um sashimi oriental com pitadas da cozinha latina. O Tiradito Lima, por exemplo, tem camarão grelhado com lâminas de peixe branco, edamame e molho peruano. Quem busca experimentar o toque da casa aproveita o Avocado Nikkei, um tartar de salmão ao molho sweet spicy misso com quinoa crocante e chips de guioza. Uma surpresa saborosa na parte de entradas quentes é o Black Duck Gyoza, de pato confitado com vegetais e purê de maçã ao molho doce cítrico.

O Sushi Bar traz formatos clássicos da gastronomia japonesa, sempre com opções inovadoras e releituras. Uma delas é o Porco Batayaki, um niguiri de porco confitado e selado ao molho teriyaki artesanal com chalaquita. Já o Jo Foie Gras tem atum com foie gras, selado e levando ainda teriyaki especial. Os combinados de sushis e sashimis são outra escolha interessante, bem como o clássico Yakissoba.

O menu tem outras criações interessantes como o Mignon Nuu. Aqui, o mignon é preparado ao molho de vinho tinto e apresentado com batata gratinada com parmesão, especiarias asiáticas e perfume de trufa. Já o Polvo ao Carvão tem polco ao molho anticuchero e missô, cebola confitada, azeitonas, ragu de pimentão e batatas rústicas.

O Nuu Nikkei funciona de terça-feira a domingo para jantar, a partir das 18h, e para almoço aos sábados e domingos, do meio-dia às 15h. A casa fica na R. Fernando Simas, 333 – Mercês. Reservas e informações disponíveis no Instagram oficial @nuunikkei.