Mostra de cinema “Giallo” é destaque no Mia Cara 2022

A seleção de 13 filmes icônicos da mostra “Giallo, a Cor do Suspense” é um dos destaques da programação do Mia Cara 2022 e a melhor forma de conhecer e apreciar o movimento cinematográfico italiano que lançou grandes diretores, produziu muitos filmes e influenciou o cinema mundial. 


Entre os dias 1º e 8 de setembro, a mostra reúne 13 filmes de diretores como Mario Bava, Dario Argento e Umberto Lenzi, entre outros, que criaram a mitologia do subgênero de suspense e terror que só poderia ter surgido na Itália da década de 1960. 


O curador Antonio Cava, explica que giallo em italiano significa amarelo e remete à cor da capa de uma série de romances policiais de grande apelo popular e publicadas em material barato com equivalente no termo de língua inglesa pulp fiction. 

Quando a geração de diretores italianos cujos filmes compõem a mostra levou o gênero ao cinema, o fez incorporando um tom mais violento, carregado de suspense e erotismo. 


As produções de baixo orçamento das produções tem características peculiares como a composição visual, a trilha sonora expressiva, a estetização da violência e o terror psicológico que criaram um estilo de cinema exclusivamente italiano. 


“O Giallo tornou-se uma versão mais sensual, colorida e pop do filme noir”, afirma Cava. Com o passar dos anos, as produções Giallo passaram a ser cultuadas e serviram de inspiração a muitos cineastas contemporâneos fãs do gênero como Quentin Tarantino, Guillermo Del Toro, Eli Roth e James Wan. 


Todos as sessões têm entrada franca e serão exibidas no Estúdio Valêncio Xavier, no Cine Passeio, com capacidade para 30 pessoas.  Os ingressos podem ser retirados na bilheteria 60 minutos antes da exibição presencial. Mais informações no site https://www.cinepasseio.org/ 

Dez anos de Mia Cara

Com o tema “Salute a Tutti” (saúde para todos), a décima edição do Mia Cara 2022 retorna com eventos presenciais, de 02 a 11 de setembro, nas cidades de Curitiba e Colombo (PR). Durante dez dias, o festival oferece uma rica programação cultural com festivais de cinema, teatro, danças folclóricas, apresentações musicais, exposições, ações de gastronomia, esportes e a iluminação de pontos turísticos. A programação completa está no site https://miacara.com.br .

Realização, apoios e patrocínios

Com patrocínio da Havan, Santa Maria, Helisul Aviação, Celepar e Sanepar. A realização do evento é feita pelo Consulado Geral da Itália em Curitiba, pela ONG Unicultura e pela Trento Edições, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura com apoio da ENIT, ITALOCAM – Câmara Ítalo Brasileira de Comércio e Indústria do Paraná, Sociedade Garibaldi, Sistema SESC Fecomércio Paço da Liberdade, Museu Oscar Niemeyer, Solar do Rosário, Comites Paraná e Santa Catarina, UFPR, Shopping Itália, Centro Cultural Dante Alighieri Curitiba, BRDE, Editora LT, Hospital Angelina Caron, Festval, Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Instituto Curitiba de Arte e Cultura – Icac e Cine Passeio.

PROGRAMAÇÃO 

Mostra “Giallo, a Cor do Suspense”

Quinta 01/09

17h:  Sete Orquídeas Manchadas de Sangue (“Sette orchidee macchiate di sangue”, 1972, 92 min.)

De Umberto Lenzi. Com Antonio Sabato, Uschi Glas, Marina Malfatti.

Um misterioso assassino está matando jovens mulheres com violência, deixando sempre um adorno em formato de meia-lua junto aos cadáveres.


19h: O pássaro das plumas de cristal (“L’uccello Dalle Piume Di Cristallo” – 1970. 97 min.)

De Dario Argento. Com Tony Musante, Suzy Kendall e Enrico Maria Salerno. 

Brilhante estreia de Argento, marco da popularização do Giallo. Escritor testemunha ação de um serial killer vestido de preto e decide investigar por conta própria até entrar na lista do assassino. 


Sexta 02/09

17h: A Cauda do Escorpião (La Coda dello Scorpione, 1971, 95 min.)

De Sergio Martino. Com George Hilton, Anita Strindberg, Alberto de Mendoza. 

Após a misteriosa morte de um milionário, tem início uma série de sangrentos assassinatos. Giallo clássico trilha antológica de Bruno Nicolai.


19h: Prelúdio para matar (“Profondo Rosso”, 1975, 127 min.)

De Dario Argento. Com David Hemmings, Daria Nicolodi e Clara Calamai. Um pianista inglês testemunha o brutal assassinato de uma famosa médium, mas não consegue identificar o criminoso. 


Sábado 03/09

17h: Debate com o curador da mostra Antonio Cava e o convidado Fernando Brito, curador da Série Giallo da DVD Versátil.

19h30: Seis Mulheres para o Assassino (“Sei donne per l’assassino”, 1964, 89 min.)

De Mario Bava. Com Cameron Mitchell, Eva Bartok, Thomas Reiner.

Após fundar o Giallo com “A Garota que Sabia Demais”, o mestre Mario Bava realiza uma influente obra-prima que codifica as convenções do gênero. 


Domingo 04/09

17h:  Os Passos (Le Orme, 1975, 96 min.)

De Luigi Bazzoni. Com Florinda Bolkan, Peter McEnery, Klaus Kinski.

Atormentada por estranhos sonhos de astronautas na lua, uma mulher visita uma cidade litorânea cujos moradores afirmam já conhecê-la. Com a atriz brasileira Florinda Bolkan, fotografia do mestre Vittorio Storaro e trilha sonora de Nicola Piovani.


19h: Tenebre (“Tenebre”, 1982, 106 min.)

De Dario Argento. Com Anthony Franciosa, Christian Borromeo, Mirella D’Angelo. 

Sangrento e metalinguístico, esse Giallo é uma das obras-primas de Dario Argento, o maior diretor do gênero.


Terça, 06/09

17h: Quem a viu morrer? (“Chia l’ha vista morire?”, 1972, 95 min.)

De Aldo Lado. Com George Lazenby, Anita Strindberg e Adolfo Celi.

Escultor hospeda filha de seu fracassado casamento, em Veneza, enquanto um assassino de crianças está atacando nos canais da cidade. Com trilha de Ennio Morricone, este é um dos melhores Gialli de todos os tempos.


19h – O Segredo do Bosque dos Sonhos (“Non si Sevizia um Paperino”, 1972, 98 min.)

De Lucio Fulci. Com Florinda Bolkan, Barbara Bouchet, Irene Papas e Tomas Milian. 

Em um vilarejo italiano, estranhos assassinatos de crianças aterrorizam a população, levando grande número de policiais e jornalistas ao local. 


Quarta, 07/09

17h – As Lágrimas de Jennifer (Perché quelle strane gocce di sangue sul corpo di Jennifer?, 1972, 96 min.)

De Giuliano Carnimeo. Com Edwige Fenech, George Hilton, Paola Quattrini. 

Uma linda modelo e sua amiga mudam-se para um apartamento cuja última inquilina foi assassinada brutalmente. Eletrizante giallo estrelado pelo “casal 20” do gênero: Edwige Fenech e George Hilton.


19h – O que vocês fizeram com Solange? (“Cosa Avete Fatto a Solange?”, 1972, 102 min.)

De Massimo Dallamano. Com Fabio Testi, Cristina Galbó, Karin Baal. 

Várias moças são brutalmente assassinadas em uma escola feminina. Com uma ótima trilha de Ennio Morricone e a presença marcante do astro Fabio Testi, este é um dos maiores clássicos do gênero.


Quinta 08/09

17h – O Perfume da Senhora de Preto (Il Profumo della Signora in Nero, 1974, 104 min.)

De Francesco Barilli. Com Mimsy Farmer, Maurizio Bonuglia, Mario Scaccia. Uma cientista industrial, é assombrada por estranhas alucinações relacionadas à trágica morte de sua mãe nessa é uma obra-prima do giallo e do cinema horror italiano.


19h – Premonição (“Sette Note in Nero”, 1977, 96 min.)

De Lucio Fulci. Com Jennifer O’Neill, Gabriele Ferzetti e Marc Porel.

Mulher acometida por estranhas visões encontra um esqueleto atrás da parede de sua sala. Perturbada, ela decide investigar o que aconteceu. Com ótima trilha de Fabio Frizzi.

Classificação 18 anos para todos os filmes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mostra apresenta o cinema poético e polêmico de Pasolini 

Um século após o nascimento do cineasta, poeta e escritor italiano Pier Paolo Pasolini (1922-1975) o Mia Cara 2022 exibe sete obras fundamentais de sua filmografia entre os dias 09 e 14 de setembro no Cine Passeio, em Curitiba. 


A mostra Pasolini + 100 traça um panorama dos filmes icônicos da carreira do artista que segue incomodando e encantando quase 50 após sua morte. 


Escolhidos pelo curador Marden Machado, os títulos da mostra vão de seu filme de estreia Accattone – Desajuste social, de 1961, ao último trabalho, Salò ou Os 120 Dias de Sodoma, de 1975, um dos mais controversos filmes da história que retrata as extremas violências física, mental e sexual de adolescentes por autoridades fascistas. Finalizado poucos dias antes do assassinato do cineasta, Salò foi proibido durante décadas em muitos países, inclusive no Brasil.


Completam a mostra os filmes Mamma Roma, Teorema, Medeia e os premiados O Evangelho Segundo São Mateus e Decameron. 

Todos as sessões têm entrada franca e serão exibidas no Estúdio Valêncio Xavier, no Cine Passeio, com capacidade para 30 pessoas. 


Os ingressos podem ser retirados na bilheteria 60 minutos antes da exibição presencial. As sessões também estarão disponíveis de forma virtual no site: https://www.cinepasseio.org/ 

Biografia

Pier Paolo Pasolini nasceu em Bologna, em 1922. Formou-se em literatura em 1945. Mudou-se para Roma e dez anos depois publicou seu primeiro romance, ‘Meninos da Vida’, que lhe valeu um processo do governo italiano por obscenidade.


Em 1961, a estreia de seu primeiro filme, Accattone foi alvo de protestos violentos de grupos conservadores, um tipo de agressão que o acompanharia ao longo da vida. Dirigiu outros 11 longas de ficção. Foi assassinado na Praia de Ostia (Roma), em 1975, em circunstâncias nunca bem esclarecidas. 


Cinema-Poesia

Pasolini foi um artista completo e complexo. Um exemplo intelectual politicamente militante. Seu cinema é conhecido pela narrativa poética, também chamada de “cinema-poesia”. Pasolini preferia trabalhar com atores amadores e pessoas do povo e demonstrou uma versatilidade cultural incomum que serviu para transformá-lo numa figura controversa. Cristão, marxista e homossexual, é autor de obra cinematográfica e literária que ainda atraem muito engajamento artístico e acadêmico.

Dez anos de Mia Cara

Com o tema “Salute a Tutti” (saúde para todos), a décima edição do Mia Cara 2022 retorna com eventos presenciais, de 02 a 11 de setembro, nas cidades de Curitiba e Colombo (PR). Durante dez dias, o festival oferece uma rica programação cultural com festivais de cinema, teatro, danças folclóricas, apresentações musicais, exposições, ações de gastronomia, esportes e a iluminação de pontos turísticos. A programação completa está no site https://miacara.com.br/

Realização, apoios e patrocínios

Com patrocínio da Havan, Santa Maria, Helisul Aviação, Celepar e Sanepar. A realização do evento é feita pelo Consulado Geral da Itália em Curitiba, pela ONG Unicultura e pela Trento Edições, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura com apoio da ENIT, ITALOCAM – Câmara Ítalo Brasileira de Comércio e Indústria do Paraná, Sociedade Garibaldi, Sistema SESC Fecomércio Paço da Liberdade, Museu Oscar Niemeyer, Solar do Rosário, Comites Paraná e Santa Catarina, UFPR, Shopping Itália, Centro Cultural Dante Alighieri Curitiba, BRDE, Editora LT, Hospital Angelina Caron, Festval, Prefeitura Municipal de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, Instituto Curitiba de Arte e Cultura – Icac e Cine Passeio.

Filme “Sistema Bruto” estreia nos cinemas em 29 de setembro

Bota, chapéu e pipoca nas mãos: os fãs de sertanejo podem se preparar para sair dos shows direto para os cinemas. O filme “Sistema Bruto” estreia em todo o Brasil no dia 29 de setembro, com uma temática sertaneja que vai levar o público a cantar muito, sorrir, se surpreender e se divertir com toda a família. Dirigido por Gui Pereira, da Dodô Filmes, o longa é protagonizado por Bruna Viola ao lado da atriz Bruna Altieri.

“Sistema Bruto” é uma comédia de ação que acompanha Bruna, interpretada por Bruna Viola, e Rosa, por Bruna Altieri, duas amigas que, além de frequentarem os mais badalados bares e festas sertanejas do interior, também são apaixonadas por velocidade e adrenalina. Em uma determinada noite, as amigas fazem uma aposta com seus amigos e decidem participar de uma competição de corridas de caminhonetes.

Produzido e gravado durante a pandemia, o filme que teve roteiro escrito especialmente para que pudesse ser protagonizado por Bruna Viola, artista com mais de 18 anos de carreira na música sertaneja raiz, não possui incentivos governamentais. Toda a produção foi possível a partir de patrocinadores, apoiadores e parceiros privados. “Quando conheci a Bruna gostei muito do estilo dela falar, se vestir, se apresentar e vi nela um grande potencial para o cinema. Tivemos parceiros importantes, de diversos segmentos, que investiram nesta ideia e tornaram possível levar uma produção independente aos cinemas de todo o país”, afirma Gui Pereira, diretor e roteirista.

Além de Bruna Viola, a obra reúne um elenco renomado, com Bruna Altieri, Jackson Antunes, Thaís Pacholek, Oscar Magrini, Marisa Orth, Nelson Freitas, Marcus Cirillo, Enrico Lima, Giulia Nassa, Guile Branco, e um time de cantores e duplas sertanejas de tirar o fôlego, entre eles César Menotti e Fabiano, Chitãozinho, Guilherme e Santiago, Lauana Prado, Gian e Giovani, Rionegro e Solimões e Yasmin Santos. A produção ainda trará Felipe Massa, vice-campeão mundial da Fórmula 1 e, o piloto da Copa Truck, Djalma Pivetta e a piloto Thaline Chicoski .

Sinopse

Sistema Bruto é uma comédia de ação que acompanha Bruna e Rosa, duas amigas que, além de frequentarem os mais badalados bares e festas sertanejas do interior, também são apaixonadas por velocidade e adrenalina. Em uma determinada noite, as amigas fazem uma aposta com seus amigos e decidem participar de uma competição de corridas de caminhonetes.

Ficha Técnica

Elenco: Bruna Viola, Bruna Altieri, Giulia Nassa, Marcus Cirillo, Jackson Antunes, César Menotti & Fabiano, Oscar Magrini, Thaís Pacholek, Enrico Lima e Guile Branco.

Participações Especiais: Rionegro & Solimões, Chitãozinho, Felipe Massa, Nelson Freitas, Marisa Orth, Maurício Meirelles, Marcelo Zangrandi, Lauana Prado, Yasmin Santos, Gian & Giovani, Guilherme & Santiago, Djalma Piveta, Carol Valentim e Thaline Chicoski.

Também estrelando: Aline Lima, Natasha Audrey, Lara Longuine, Everton Neguinho, Lucas Mitzakoff, Carlos Miola, Denis Mateo, Artur Rodriguez e Mariara Freitas.

Patrocinadores: Banco Original, PBR (Pabst Blue Ribbon), John Deere, Iveco, Wrangler, Don Alcides, Cimo Cutelaria, FPT Motores, Usual Brinquedos, Biogás, Águas Ourofino, Meritor, Axalta, Autozone, Inducol, Casa Perini, Mari Maria Makeup, Miura Investimentos, Polipox, BF Goodrich.

Apoio: X Rally Team, Pro Tork, Loja Western, Amafil, Nutriex, Sparco, Beta Ferramentas, Chapéus Pralana, Sacudidos, Occitano Hotel, Goyazes, Granero Transportes, Fivelas Pelegrini, Vom Eisen, T7 Motors.

Direção: Gui Pereira

Supervisor de Trilha Sonora: Lucas Lima

Trilha Sonora: Felipe Alexandre

Produção: Vinicius Zanobia, Daniele Longuine, Allison Lima, Luma Borges, Jeancarlo Martins, Stephanie Chaya e Patrícia Kisser

Produção Executiva: Gisa Pereira

Roteiro: Gui Pereira, Allison Lima e Luis Sconza

Direção De Fotografia: Bruno Campos

Assistente De Direção: Luma Borges

Figurino: Daniele Longuine

Direção De Arte: Luis Sconza

Maquiagem: Giulia Kisser

Som Direto e Montagem De Som: Rogério Villanova

Montagem: Wesley Costa

Making Of: Julio Marques

Still: Rafaela Sá