Morre cão que atuou no resgate de vítimas em Mariana e Brumadinho

Morreu no último sábado o cão Thor, que atuava na equipe de busca, resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. Segundo a corporação, o cachorro da raça border collie tinha 5 anos e dois meses de idade e estava em tratamento após ser diagnosticado com diversos problemas de saúde.

O cão atuou em várias missões, entre elas o resgate de vítimas do rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho, o desaparecimento de um esportista francês no pico dos Marins, na Serra da Mantiqueira, e o desabamento de imóveis no bairro Mantiqueira, em Belo Horizonte.

Thor apresentava um quadro de leishmaniose e infecção generalizada causada por uma inflamação do pâncreas. Ele morreu após a ruptura do intestino delgado, o que gerou uma hemorragia abdominal. O animal será cremado em uma cerimônia fechada.

“Graças à atuação dele, inúmeras famílias puderam ter seus entes queridos localizados e velados. Thor era considerado uma referência nacional na localização de pessoas desaparecidas”, diz o comunicado da corporação.

Durante o trabalho em Brumadinho, Thor atuou ao lado do sargento Leonardo, que escreveu um texto exaltando companheiro de quatro patas:

“Eu sou o sargento Leonardo, esse aqui é o Thor. O Thor tem cinco anos e tá trabalhando muito, já encontrou um monte de vítimas por aí debaixo dessa lama. Agora ele vai descansar, tomar um suplemento vitamínico que os médicos veterinários vão passar pra ele e amanhã volta a trabalhar. Eu já perdi a conta de quantas pessoas ele achou já. Infelizmente, poucas vivas”.

Em maio, o cão bombeiro Barney, que também atuou na tragédia de Brumadinho, morreu ao pular em um rio quando trabalhava nas buscas por desaparecidos no município de Içara, em Santa Catarina.

Via: Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ministro Marcos Pontes tem resultado positivo para covid-19

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, informou hoje (30) que teve exame positivo para covid-19. “Estou bem, só um pouco de sintoma de gripe e dor de cabeça. Agora em isolamento. Vai dar tudo certo. Sigo cumprindo minha agenda de forma remota e, obedecendo o período de distanciamento social para plena recuperação, retomarei as atividades presenciais em breve”, escreveu, em publicação nas redes sociais.

Pontes disse ainda que vai entrar nos testes da nitazoxanida, um antiparasitário que está sendo testado para o tratamento de pacientes com sintomas leves de covid-19. Os ensaios clínicos com o medicamento são um dos projetos prioritários da RedeVírus MCTI, programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) responsável pela articulação dos laboratórios de pesquisa e especialistas na continuidade dos estudos do novo coronavírus.

A nitazoxanida começou a ser testado em pessoas em abril, após ter apresentado 94% de eficácia em ensaios in vitro na redução da carga viral em células infectadas pelo vírus.

Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200

A partir do fim de agosto, os brasileiros poderão circular com um novo tipo de cédula. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje (29) a criação da nota de R$ 200.

A cédula terá como personagem o lobo-guará. O anúncio foi feito pelo Banco Central (BC), que convocou uma entrevista coletiva para apresentar a nova nota.

Em comunicado, o BC informou que deve imprimir 450 milhões de notas de R$ 200 até o fim de 2020. A data exata do lançamento da cédula ainda não foi anunciada. A autoridade monetária informou apenas que as notas deverão entrar em circulação no fim do próximo mês.