Mil ipês formarão corredor verde na canaleta da Avenida João Gualberto

O corredor dos ônibus biarticulados da Avenida João Gualberto, entre o Centro e o Santa Cândida, vai ganhar mais verde e mais vida. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente começou o plantio de mil árvores nas laterais da canaleta dos ônibus expresso.

O trecho de quase sete quilômetros, entre o Colégio Estadual do Paraná e o Terminal Santa Cândida receberá mudas de ipês amarelos, roxos e brancos, dos dois lados da via. O plantio integra o Desafio 100 Mil Árvores.

O trabalho levará cerca de seis meses, devido ao preparo os berços para os plantios. É preciso cortar a calçada, retirar toda a base de asfalto e as covas devem ter um metro de profundidade aproximadamente, até chegar ao solo original.

“O trabalho é longo, precisa ser feito com qualidade para garantir o bom desenvolvimento das plantas, com as raízes tocando o solo virgem. Assim não se esparramam para as vias”, explica o diretor de Produção Vegetal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, José Roberto Roloff.

Uma cor em cada trecho

As mudas que serão plantadas têm no mínimo 1,8 metro de altura. Cada trecho terá uma cor. Entre o Colégio Estadual e o Terminal do Cabral serão ipês brancos. Depois, até o Terminal Boa Vista, serão mudas de ipês roxos e amarelo até o Santa Cândida.

Os ipês foram escolhidos para o compor o corredor por serem espécies nativas de notável beleza na florada. Outra vantagem é o enraizamento mais uniforme para dentro do solo.

“As raízes não se espalham na superfície”, diz Roloff. As mudas são produzidas no Horto Municipal da Barreirinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

McDonald’s inaugura nova unidade no bairro Pinheirinho em Curitiba

No dia 20 de janeiro, foi inaugurado em Curitiba mais um restaurante do McDonald’s – o 29º da capital paranaense e o 32º considerando Região Metropolitana de Curitiba (RCM).

A unidade fica instalada na Linha Verde, uma das mais importantes vias da cidade, sentido Sul, nº 17.518, no Pinheirinho, área que ainda não contava com a presença de um restaurante da marca. Assim, a previsão é que o espaço também seja a opção de outros bairros próximos como CIC, Sitio Cercado, Umbará, entre demais localidades. 

McDonald’s inaugura unidade no Pinheirinho
Divulgação

A nova unidade, que é Drive-Thru, possui 36 vagas de estacionamento e 102 lugares (sendo 86 no salão interno e 16 externas). O estabelecimento possui 280m² e irá gerar mais de 40 empregos diretos com a inauguração.

Para receber os clientes, o restaurante conta com o programa McProtegidos, iniciativa aplicada pelo McDonald’s por todo o Brasil. A ação tem o objetivo de conscientizar sobre a importância de respeitar o distanciamento social e destaca as medidas de higiene que foram reforçadas pela companhia visando um ambiente ainda mais seguro no período da pandemia.

A unidade conta com placas de acrílico nos balcões e Drive-Thru, dispensers de álcool em gel pelo salão, distanciamento nas mesas, adesivos de orientação nas filas, além do uso de equipamentos de segurança pelos funcionários, como máscaras, viseiras e luvas. Devido aos decretos estadual e municipal, os horários e datas de funcionamento dependem das regras estabelecidas pelas autoridades locais.

Modernização

A unidade do Pinheirinho está adequada ao conceito do McDonald’s que vem sendo implementado desde 2017, que apresenta espaço e identidade visual mais modernos, conectados e tecnológicos. São exemplos os quatro totens de autoatendimento presentes no estabelecimento e o menu board digital.

O restaurante possui 102 lugares
Divulgação

Também alinhado aos pilares de sustentabilidade do Méqui, o restaurante trabalhará com os recursos de reutilização de água para sanitários, iluminação natural na cozinha (via claraboia) e espaço natural no jardim.

Serviço

McDonald’s Pinheirinho

Horário de funcionamento (atual decreto Covid-19): De segunda a sábado, das 10h às 22h, atendimento presencial, delivery e Drive-Thru. Domingo, das 10h às 22h, por delivery e Drive-Thru.

Endereço: Linha Verde, sentido Sul, nº 17.518 – Pinheirinho.

Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba investiga variante do novo coronavírus

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba enviou para o Laboratório Nacional da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) coletas respiratórias de casos positivos de covid-19 de pessoas de Manaus, capital do estado do Amazonas, que estão em Curitiba.

A preocupação do município é evitar a circulação na cidade da nova variante do Sars-CoV-2, com grande potencial de transmissão.

“Em Manaus há uma explosão de casos de uma nova variante do vírus, e por isso é importantíssimo que as pessoas dessa região que vierem a Curitiba e apresentarem sintomas respiratórios, permaneçam em isolamento por no mínimo dez dias. Além disso, devem ligar imediatamente para a Central 3350-9000 para serem monitoradas”, alerta Marion Burger, médica infectologista da Secretaria Municipal da Saúde.

A identificação dessa nova variente requer análise de alta complexidade, com sequenciamento genético do vírus, por isso as amostras são encaminhadas para a Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Pacientes de Manaus em Curitiba

A Secretaria foi notificada a respeito de nove manauaras positivos para covid-19 que estão em Curitiba. Três destas nove pessoas estão hospitalizadas, quatro estão em isolamento domiciliar e vêm sendo acompanhados pelo monitoramento da Saúde. Todos vieram espontaneamente à capital paranaense, sem transferência oficial de serviços hospitalares ou de governos.

A preocupação, no entanto, é com um casal que testou positivo em uma UPA de Curitiba e não está atendendo ao monitoramento da Prefeitura.  “Não estamos encontrando essas pessoas através dos contatos que informaram, e caso não atendam nosso monitoramento, poderão ser acionados judicialmente para responder por crime de saúde pública”, explica a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

No dia 17 de janeiro, o casal procurou uma UPA da cidade e informou ter testado positivo para covid-19 em Manaus. Na UPA de Curitiba foi coletada amostras e confirmado como caso positivo. “Depois disso, sumiram e não atendem mais nossos contatos. Pedimos encarecidamente que essas pessoas se aprensentem ao município para serem monitorados”, disse Márcia.