Mercado Municipal de Curitiba completa 63 anos e vai ganhar um boulevard

Nesta segunda-feira (2), é dia de comemorar os 63 anos do Mercado Municipal de Curitiba. Como presente, o município prepara uma grande revitalização da região, com direito a um boulevard com paisagismo, passeio e mesas externas e outras intervenções urbanas que fazem parte do projeto Caminhar Melhor.

Programa obrigatório para curitibanos e para quem visita a capital, o Mercado Municipal recebe, anualmente, 3,3 milhões de pessoas em busca de hortifrutigranjeiros, cereais, carnes, peixes, especiarias e pratos de todas as partes do mundo. O espaço, vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), ocupa uma área de 16,8 mil metros quadrados e reúne 362 unidades comerciais, entre boxes e bancas, comandados por 196 comerciantes, que vendem mais de 72 mil itens.

Mercado Municipal terá o espaço público renovado, com a melhoria da paisagem urbana, da segurança nos deslocamentos e com a criação de novas conexões cicloviárias e de favorecimento à caminhabilidade. Ilustração: IPPUC

Considerado serviço essencial, o Mercado Municipal funcionou mesmo durante os momentos mais críticos da pandemia para garantir alimentação à população da capital. O local adotou medidas para reduzir a chance de contágio da covid-19, como oferta de álcool em gel, uso obrigatório de máscara e reforço de informações sobre prevenções e cuidados.

De pai para filho

Frenquentador há vários anos do Mercado Municipal, o casal Marly Dea e Gilberto de Jesus Dea sempre sai do local com algum produto diferente para o almoço ou jantar da família. “A gente encontra variedade, qualidade e um atendimento que só os comerciantes daqui conseguem nos dar”, afirma Gilberto, que já está ensinando o filho, também Gilberto, a ser um cliente habitual. “Já é uma tradição de família todos virmos”, completa o pai. 

Frenquentador há vários anos do Mercado Municipal, o casal Marly Dea e Gilberto de Jesus Dea sempre sai do local com algum produto diferente para o almoço ou jantar da família. Curitiba, 29/07/2021. Foto: Luiz costa/SMCS

Para a catarinense Patrícia Rocha, 54 anos, o Mercado Municipal é uma visita obrigatória para todo turista que vista Curitiba. “É sensacional. Aqui a gente encontra vários produtos diferentes e com ótima qualidade. O mais legal daqui para mim é essa variedade que representa uma diversidade cultural de Curitiba e de todo o Sul do país”, afirma a moradora de Blumenau (SC). 

Para a catarinense Patrícia Rocha, 54 anos, o Mercado Municipal é uma visita obrigatória para todo turista que vista Curitiba. Curitiba, 29/07/2021. Foto: Luiz costa/SMCS

Pioneirismo

“São décadas de história e de vidas que se entrelaçam no Mercado Municipal, ligando frequentadores, comerciantes e trabalhadores”, destaca o secretário municipal de segurança alimentar e nutricional, Luiz Gusi. Ele lembra que, em 63 anos de existência, o espaço passou por reformas e ampliações. Ganhou o primeiro setor de orgânicos do país, referência nacional, a nova entrada da Avenida Sete de Setembro, a ampliação da praça de alimentação, as primeiras salas de manipulação de alimentos do mundo em um mercado e, já na gestão do prefeito Rafael Greca, a revitalização da fachada da rua General Carneiro.

Cleverson Schilipacke, presidente Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme), reforça que o espaço é um ponto de encontro dos curitibanos e programa obrigatório de quem vem a Curitiba. “O Mercado Municipal é um local onde reúne pessoas de várias regiões do país, não só aqui da nossa cidade, então traz muito valor para o município. “Com uma variedade muito grande de produtos, o curitibano faz questão de trazer um amigo, um parente de fora para conhecer. São vários gostos, sabores, aromas reunidos em um só local”, acrescenta ele. 

Cleverson Schilipacke, presidente Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme), reforça que o espaço é um ponto de encontro dos curitibanos e programa obrigatório de quem vem a Curitiba. Curitiba, 29/07/2021. Foto: Luiz costa/SMCS

Boulevard

O grande legado da gestão do prefeito Rafael Greca para o Mercado Municipal será a transformação dos passeios em entorno do local em um grande boulevard, dando prioridade aos pedestres e aos deslocamentos não motorizados. O projeto prevê a revitalização de uma área de dez quadras em torno do Mercado Municipal. 

A intenção é que as pessoas utilizem o espaço público não apenas como local de passagem, mas de encontro e permanência.
O projeto contemplará a valorização do espaço público, com a melhoria da paisagem urbana, da segurança nos deslocamentos e com a criação de novas conexões cicloviárias e de favorecimento à caminhabilidade.

Mercado Municipal terá o espaço público renovado, com a melhoria da paisagem urbana, da segurança nos deslocamentos e com a criação de novas conexões cicloviárias e de favorecimento à caminhabilidade. Ilustração: IPPUC

As intervenções fazem parte do projeto Caminhar Melhor, que conta com R$ 40 milhões para investimentos em novas calçadas e em estrutura cicloviária, com recursos do Finisa, o Programa de Financiamento para Infraestrutura e Saneamento da Caixa Econômica Federal.

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) já concluiu o anteprojeto para a área e os projetos executivos de paisagismo, iluminação, drenagem e de pavimentação estão sendo feitos. A previsão é que os projetos de engenharia sejam concluídos no segundo semestre de 2021 e as obras iniciadas em 2022.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quinta do Mar: em nova edição, evento especial do Grés Gastronomia & serve blini com crudo de atum, coalhada e ovas massagô

Segundo Gaby Schroeder, sócia-proprietária do restaurante, a proposta da Quinta do Mar é a de promover experiências diferentes a cada semana. “Toda quinta nosso chef cria um novo prato, com ingredientes frescos vindos direto do litoral. É uma atração para quem adora frutos do mar e se permite experimentar sabores diferenciados e combinações inusitas”, completa. 

As quantidades são limitadas e a receita é servida apenas nesse dia, a partir das 18h.

Reservas podem ser feitas pelo Telefone e/ou WhatsApp: 41.3402-6270

SERVIÇO

Rua: Saldanha Marinho, 1582

Estacionamento Conveniado

Pet Friendly

Funcionamento da casa: terça a sábado das 9h30 às 23h e aos domingos das 9h30 às 16h. 

Quinta-feira tem menu com preço especial do Antonina 336

Destaques da cozinha caiçara são celebrados em um menu especial do Antonina 336. O restaurante prepara uma sequência exclusiva para a quinta-feira (06), com quatro etapas, e que sai a R$ 79 por pessoa. A cada mês, são selecionados sucessos de público do cardápio regular da casa, combinados nesse menu com valor especial.

Para essa data, logo na entrada pode ser degustado o típico sabor da cozinha litorânea e da Serra do Mar que consagrou o restaurante. A sequência começa com Caldinho de peixe do Antonina. Depois, é servido o Bolinho de moqueca e maionese de coentro. O menu continua com Espetinho de sobrecoxa na brasa e farofinha. É apresentado no quarto momento o Barreado com polentinha cremosa.

Esse formato vem sendo apresentado desde agosto, com renovações mensais. “Queremos ir além de uma única seleção de pratos fixa e sempre apresentar opções novas e variadas para o público curitibano”, conta o chef Rafael Krieger, responsável pela cozinha da casa. O conceito do Antonina 336 resgata a tradição culinária da costa paranaense de forma requintada e moderna. Drinks autorais que valorizam a cachaça paranaense se aliam a vinhos selecionados e cervejas na carta de bebidas.

O menu especial dessa quinta-feira, 06 de outubro, do Antonina 336 é servido a partir das 19h, a R$ 79 por pessoa. A casa funciona na Rua Conselheiro Carrão (nº 336), no bairro Juvevê, durante o jantar, de quarta a sábado, das 19h às 23h, e durante o almoço, nas sextas, sábados e domingos, das 12h às 15h30. Mais informações no perfil oficial da casa no Instagram (@antonina336_).