MEC divulga resultado da lista de espera do Prouni 2021

O Ministério da Educação divulgou hoje (20) o resultado da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) relativo ao segundo semestre de 2021. Os selecionados no programa podem receber bolsas de 50% ou 100% em instituições de ensino superior particular de todo o país. O resultado está no site do programa na internet.

A próxima etapa para os candidatos pré-selecionados é a comprovação das informações prestadas, por meio da apresentação de documentação exigida, o que deverá ser feito a partir da próxima segunda-feira (23). Os candidatos devem ficar atentos porque esse prazo termina na sexta-feira (27).

No segundo semestre de 2021, o programa oferece 134.329 bolsas de estudo – 69.482 integrais e 64.847 parciais – em mais de 10 mil cursos de quase mil instituições particulares de ensino superior.

Critérios

Para obter uma bolsa integral, o interessado precisa comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. No caso de bolsas parciais (50%), é preciso comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa da família, de até três salários mínimos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nova resolução determina retorno das aulas presenciais na rede estadual do Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde publicou nesta quinta-feira (23) a resolução nº 860/2021, que dispõe sobre novas medidas de prevenção, monitoramento e controle da Covid-19 nas instituições de ensino públicas e privadas do Estado do Paraná.

A nova resolução altera a anterior que regulava a questão (nº 0735/2021) e prioriza o retorno presencial às atividades de ensino. A garantia da oferta da modalidade online (remota) fica mantida para os estudantes que estiverem em isolamento ou quarentena para Covid-19, bem como para aqueles com comorbidade, ou a critério médico, sem prejuízo do seu aprendizado.

A capacidade máxima dos espaços segue com a necessidade de respeitar o distanciamento físico de um metro entre as pessoas.

A adoção e o cumprimento das medidas de prevenção e controle para Covid-19 são de responsabilidade das instituições de ensino, alunos, pais, colaboradores e todos aqueles que frequentam estes locais.

A alteração ocorre na semana em que o Paraná anunciou o início da imunização em adolescentes. Nesta quinta, o Ministério da Saúde garantiu o envio de 99.450 doses da Pfizer/Comirnaty ao Paraná para a vacinação de adolescentes com comorbidades e deficiência permanente. Os imunizantes chegarão em dois voos no final da tarde desta sexta-feira (24).

O cenário da pandemia também é outro, com ocupação estável de leitos de UTI e enfermaria e queda na média móvel de casos (55%) e óbitos (45%).

REDE ESTADUAL – Com a nova resolução, a Rede Estadual de Ensino irá atender os estudantes essencialmente de forma presencial, encerrando as aulas online (por Meet), que só serão mantidas para os casos elencados na Resolução: alunos com comorbidade, a critério médico ou que estejam em isolamento.

Outra exceção que está mantida para a modalidade remota são turmas em colégios onde existe o revezamento pela necessidade do distanciamento. Ou seja, optar pelo ensino remoto não será mais uma opção dos responsáveis pelas crianças e adolescentes.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, as escolas da rede pública vão ter uma semana para se adaptarem à nova determinação e informarem aos pais e responsáveis que ainda estão com os filhos em casa. Atualmente, mais da metade da rede de pouco mais de um milhão de alunos já frequenta presencialmente as aulas.

As demais medidas essenciais do protocolo de biossegurança continuam válidas para toda a rede, como vem acontecendo desde o retorno presencial gradual, em maio: obrigatoriedade do uso de máscaras; adoção do distanciamento físico entre pessoas; não compartilhamento de objetos e utensílios pessoais; a limpeza e desinfecção do ambiente e superfícies, entre outros.

UEL abre inscrições para o Vestibular 2022 na próxima segunda-feira

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) abre nesta segunda-feira (20), a partir das 17 horas, as inscrições para o Vestibular 2022, que será realizado, excepcionalmente, em fase única, dia 6 de março, com salas de provas distribuídas em escolas e faculdades em Londrina. Serão ofertadas 3.125 vagas em 52 cursos de graduação presenciais. As inscrições custam R$ 140,00 e podem ser feitas no portal da Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS) até as 23h59min do dia 3 de novembro.

Das 3.125 vagas, 2.509 são ofertadas para ingresso pelo Vestibular. As outras 616 vagas são disponibilizadas por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU). A primeira convocação dos aprovados no Vestibular 2022 será divulgada em 19 de abril, ao meio-dia. As aulas do ano letivo 2022 terão início em agosto do próximo ano.

Segundo a professora Sandra Garcia, Coordenadora da Cops, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão decidiu em julho seguir o modelo adotado no último concurso, realizado em 30 de maio deste ano. A prova será aplicada em um único dia, dividida em duas partes, sendo a primeira com 36 questões objetivas sobre Conhecimentos Gerais relacionados ao conteúdo do Ensino Médio; 10 testes de Língua Portuguesa e Literatura em Língua Portuguesa e quatro de Língua Estrangeira (Inglês, Espanhol ou Francês). A segunda parte será composta pela redação, uma produção textual em prosa.

Inscrições do Vestibular 2022 da UEL começam na próxima segunda-feira, dia 20 – LOndrina, 16/09/2021 – Foto: UEL

A expectativa é de mais de 27 mil inscritos, mesmo número de candidatos registrados este ano. Segundo a professora, o otimismo está relacionado ao bom desempenho da UEL nos rankings que atestam a qualidade do ensino e no trabalho realizado pela equipe de aplicação e fiscalização do último Vestibular.

Como na edição deste ano, para ter a redação corrigida os candidatos terão de alcançar pelo menos 26% da pontuação total na parte de Conhecimentos Gerais, Língua Portuguesa e Literaturas em Língua Portuguesa e em Língua Estrangeira. A duração da prova também será de cinco horas, uma a mais do que nos anos anteriores, quando a prova era realizada em duas etapas.

PREVENÇÃO – A Coordenadora da Cops orienta que o concurso do próximo ano, mesmo com a intensificação da imunização contra a Covid-19 na população brasileira, será realizado de acordo com as regras sanitárias exigidas. Serão menos alunos nas salas de provas. Em 2021 foram utilizadas 1.439 salas em 64 locais distribuídos em Londrina – escolas públicas e privadas, faculdades e o campus da UEL.

As recomendações serão as mesmas deste ano. Os candidatos deverão portar mais de uma máscara e levar as garrafas para se abastecer de água durante a prova. Também será incentivado o uso individual de álcool para desinfecção das mãos. “Se houver qualquer alteração vamos comunicar os estudantes”, afirma a professora.

CADASTRO PRÉVIO – A COPS divulgou novo procedimento que trará mais segurança aos dados dos candidatos a partir do Vestibular 2022. Durante as inscrições, a partir desta segunda-feira, no site COPS, eles deverão fazer um cadastramento prévio, com login e senha. A medida segue a Lei de Proteção de Dados e visa proteger as informações e dados pessoais dos vestibulandos. Para o cadastro, o candidato deverá anexar uma foto da identidade (RG) e definir uma senha de acesso.

MANUAL DO CANDIDATO – Os estudantes já podem acessar o Manual do Candidato a partir desta quinta-feira (16), antes mesmo da abertura das inscrições. O documento está disponível no site da COPS – Manual do Candidato – e traz todas as informações relativas ao processo do Vestibular 2022 como cronograma de datas, peso de cada matéria, oferta de vagas por curso e recomendações para o estudante participar do Vestibular pelo processo excepcional, em fase única, com toda a segurança.