Maratonista extremo lança projeto inédito em prol da causa da medula óssea

Correr sete maratonas em sete continentes durante sete dias consecutivos, do frio da Antártida (-30ºC) ao calor de Dubai (40ºC). Essa foi apenas uma das aventuras encaradas pelo maratonista extremo Marcelo Alves. Natural de Curitiba (PR), o atleta se especializou em desafiar limites e superar obstáculos intransponíveis para grande parcela da humanidade, como a vez que participou de uma maratona no temido Everest, com a largada a 6 mil metros de altitude, e teve que passar dez dias na região para um período de adaptação que resultou na perda de 10kg antes da largada.

Mas para Marcelo Alves, suas provas não chegam nem perto da luta pela vida travada por pessoas em tratamento de leucemia e outras doenças sanguíneas. Então, o maratonista passou a viajar o mundo destacando importância da causa da medula óssea. “15 dias antes da minha primeira maratona extrema na Antártida, assisti o vídeo de uma campanha linda do Hospital Nossa Senhora das Graças. Fui buscar informações e descobri que além de doar medula eu poderia ajudar na divulgação da causa, uma vez que as provas que eu participo têm cobertura internacional, e quando você faz a doação, o banco de medula é global”, comenta Marcelo.

Agora, Marcelo Alves parte para mais um capítulo incrível dessa história, lançando o movimento The Hardest Run, idealizado em parceria com o Hospital Nossa Senhora das Graças, referência nacional quando o assunto é transplante de medula óssea. A ideia do movimento é reunir corredores profissionais e amadores em uma equipe internacional de doadores. “Queremos encorajar a classe de corredores para formarmos uma equipe para a prova mais difícil que eles já enfrentaram: a luta pela vida”, detalha o maratonista extremo.

Para participar da equipe The Hardest Run, os atletas terão que se cadastrar no site do movimento (www.thehardestrun.com.br). Na sequência, começarão a ser convidados para espalhar a mensagem sobre a importância da atualização do cadastro de doador. Os participantes poderão, também, doar plaquetas e leucócitos para pacientes que estão esperando um transplante de medula e em tratamento de doenças de sangue. Para completar, a equipe vai incentivar os corredores a se cadastrarem como doadores de medula óssea. Todos os atletas da The Hardest Run receberão um número exclusivo, que poderá ser utilizado em suas corridas pelo mundo.

“Os corredores têm total consciência da importância de um corpo saudável, e tenho certeza que irão abraçar a causa da medula óssea. A ideia é reunir milhares de atletas de todos os cantos do mundo, que além de se tornarem doadores, irão difundir informações valiosas para quem está lutando pela vida”, explica Marcelo, que no dia 16 de novembro vai lançar oficialmente o The Hardest Run durante a Volcano Marathon, uma das maratonas mais difíceis do mundo, que será disputada no deserto do Atacama, no Chile.

 

Números insuficientes

Hoje, o Brasil possui mais de quatro milhões de inscritos no cadastro nacional de doadores de medula óssea, de acordo com dados do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). Mesmo parecendo considerável, o número ainda é insuficiente, principalmente ao se levar em consideração a grande variedade genética do povo brasileiro. Além do aumento do cadastro de doadores, outro desafio das entidades responsáveis é manter os dados atualizados, já que poucas pessoas sabem da importância de manter os registros atualizado.

De acordo com o Hospital Nossa Senhora das Graças, o transplante de medula óssea é indicado como parte do tratamento para diversas doenças do sangue, como leucemias, anemias, linfomas e mielomas. Para alguns pacientes, é a única possibilidade de cura. As chances de compatibilidade variam em função das características genéticas do receptor, podendo variar de 1 para 1000 a 1 para cada 1 milhão.

Para conferir todos os detalhes sobre o The Hardest Run, acesse o site www.thehardestrun.com.br. Além disso, você pode demonstrar apoio ao movimento utilizando as hashtags #thehardestrun, #thehardestrunners e #rednumberteam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pedreira Paulo Leminski recebe primeira edição do Warung Sunset

Aos poucos o mundo todo vai se adaptando ao distanciamento social e buscando novas formas de manter as atividades de divertimento e lazer. E não há dúvidas que os shows e apresentações no formato drive-in são os grandes protagonistas dessa nova realidade. O formato tem ganhado espaço em todo o país e mostrado que é possível promover os mais diversos eventos ao ar livre e com o público dentro de carros. Pensando em oferecer a melhor experiência neste conceito, o Planeta Drive-In Curitiba, implantado na icônica Pedreira Paulo Leminski, vai promover mais um grande show da era “novo normal” na capital paranaense. Neste domingo, dia 30 de agosto, o espaço vai receber a primeira edição do Warung Sunset, que promete agitar os amantes de música eletrônica.

Consolidado como o maior clube de música eletrônica do país, e referência internacional no segmento, o Warung Beach Club possui um histórico expressivo em levar seu conceito e ambientação para outras cidades do Brasil e do mundo, e na era dos eventos em drive-in não podia ser diferente. Em uma colaboração inédita com o renomado clube, o Planeta Drive-In Curitiba vai promover a primeira edição da Warung Sunset, uma festa exclusiva desenvolvida especialmente para o modelo drive-in.

Com um line-up composto por grandes nomes da cena eletrônica brasileira, a festa promete reproduzir toda a energia e clima incomparável do Warung em uma configuração diferenciada. O público poderá curtir as apresentações de Leoz, DJ residente pioneiro do Warung Beach Club e vencedor do prêmio DJ Revelação pelo caderno “Noite Ilustrada”, da Folha de São Paulo;  Traffic Jam, DJ curitibano de maior projeção nacional na cena eletrônica e referência em house music contemporâneo; e o duo brasileiro ElekFantz, formado pelos DJs Leo Piovezani e Daniel Kuhnen.

Entretenimento seguro

Segundo o diretor da Planeta Brasil Entretenimento, Patrik Cornelsen, o Planeta Drive-In foi desenhado como uma forma de trazer de volta atrações culturais fora de casa à vida das pessoas, uma experiência vintage, com tecnologia de última geração aplicada, além de uma infraestrutura completa de gastronomia e serviços com comodidade e segurança, respeitando as principais orientações dos órgãos oficiais para diminuir a disseminação da Covid-19, entre elas evitar aglomerações em locais públicos. “Trata-se de um modelo inteiramente pensado para atender as demandas de cultura e entretenimento. Diferentemente de qualquer comércio ou serviço, no drive-in não há contato entre as pessoas”, afirma.

No Planeta Drive-In, não existe qualquer forma de aglomeração e o modelo foi pensado para os cenários mais extremos de isolamento social, seguindo as melhores referências de eventos já realizados na Europa e na Ásia para controle da Covid-19. Os colaboradores envolvidos na produção são em número bastante reduzido, e submetidos a exames, paramentos e esterilização total, inclusive de pertences, antes do início de suas atividades.

Levando em consideração o público espectador, os veículos passam por um pioneiro sistema de desinfecção nos pneus e da lataria, com ingresso validado eletronicamente e sem contato humano. A venda de alimentação e bebida é feita via aplicativo, e os produtos são entregues embalados na janela do veículo, que só pode permanecer aberta do lado esquerdo. “Até mesmo o uso dos sanitários ganhou uma ajuda muito importante no combate ao coronavírus. A ida aos banheiros deve ser solicitada e agendada via aplicativo, pois apenas uma pessoa por vez é autorizada a transitar na arena. Além da limpeza tradicional, os sanitários são dotados de um moderno sistema de esterilização de ar”, completa Cornelsen.

O Warung Sunset acontece neste domingo, dia 30 de agosto, a partir das 16h, no Planeta Drive-In Curitiba, implantado na Pedreira Paulo Leminski – Parque das Pedreiras (R. João Gava, 970).  Os ingressos, vendidos antecipadamente, custam a partir de R$ 120 por carro (com até 4 pessoas por automóvel), valor que pode ser parcelado em até 3 vezes no cartão de crédito, e estão disponíveis no site www.planetadrivein.com. Mais informações nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento e do Planeta Drive-In.

Diogo Portugal traz para Curitiba seu stand up comedy exclusivo para o formato drive-in

 A pandemia da COVID-19 trouxe uma nova realidade para o universo do entretenimento e a necessidade de reinventar experiências é inevitável. Aos poucos o mundo todo vai se adaptando ao distanciamento social e buscando novas formas de manter as atividades de divertimento e lazer.  Com esse pensamento e muita vontade de levar diversão aos curitibanos, o Planeta Drive-In Curitiba, implantado na icônica Pedreira Paulo Leminski, vai promover mais um grande show da era “novo normal” na capital paranaense, ao ar livre e com o público dentro de carros. No próximo sábado, dia 29 de agosto, o espaço vai receber a apresentação do comediante Diogo Portugal, que trará para Curitiba seu mais novo show intitulado “FakeLive”, em um formato inédito.

Pioneiro no stand up comedy no Brasil e uma das maiores referências do segmento, Diogo Portugal trará para a capital paranaense um show criado especialmente para o momento atual de pandemia e distanciamento social. O comediante, que atua no cenário de stand up há mais de 15 anos criou um espetáculo diferenciado para a nova realidade do entretenimento.

O show “FakeLive” conta com um texto que aborda temas ligados ao cotidiano em confinamento, uso de máscaras, home office, dia a dia de casais e homescholing, além de diversos outros acontecimentos atuais tratados de forma cômica e debochada. Explorando toda a sua experiência em entreter e provocar gargalhadas na plateia, Diogo Portugal promete levar para a era drive-in uma apresentação única, que brinca com a nova realidade de todo o mundo de uma perspectiva divertida e espirituosa, tendo como cenário a icônica Pedreira Paulo Leminski.

Entretenimento seguro

Segundo o diretor da Planeta Brasil Entretenimento, Patrik Cornelsen, o Planeta Drive-In foi desenhado como uma forma de trazer de volta atrações culturais fora de casa à vida das pessoas, uma experiência vintage, com tecnologia de última geração aplicada, além de uma infraestrutura completa de gastronomia e serviços com comodidade e segurança, respeitando as principais orientações dos órgãos oficiais para diminuir a disseminação da Covid-19, entre elas evitar aglomerações em locais públicos. “Trata-se de um modelo inteiramente pensado para atender as demandas de cultura e entretenimento. Diferentemente de qualquer comércio ou serviço, no drive-in não há contato entre as pessoas”, afirma.

No Planeta Drive-In, não existe qualquer forma de aglomeração e o modelo foi pensado para os cenários mais extremos de isolamento social, seguindo as melhores referências de eventos já realizados na Europa e na Ásia para controle da Covid-19. Os colaboradores envolvidos na produção são em número bastante reduzido, e submetidos a exames, paramentos e esterilização total, inclusive de pertences, antes do início de suas atividades.

Levando em consideração o público espectador, os veículos passam por um pioneiro sistema de desinfecção nos pneus e da lataria, com ingresso validado eletronicamente e sem contato humano. A venda de alimentação e bebida é feita via aplicativo, e os produtos são entregues embalados na janela do veículo, que só pode permanecer aberta do lado esquerdo. “Até mesmo o uso dos sanitários ganhou uma ajuda muito importante no combate ao coronavírus. A ida aos banheiros deve ser solicitada e agendada via aplicativo, pois apenas uma pessoa por vez é autorizada a transitar na arena. Além da limpeza tradicional, os sanitários são dotados de um moderno sistema de esterilização de ar”, completa Cornelsen.

O espetáculo “FakeLive” com Diogo Portugal será realizado no próximo sábado, dia 29 de agosto, a partir das 22h15, no Planeta Drive-In Curitiba, implantado na Pedreira Paulo Leminski – Parque das Pedreiras (R. João Gava, 970). Os ingressos, vendidos antecipadamente, custam a partir de R$ 100 por carro (até 4 pessoas por automóvel) e estão disponíveis no site www.planetadrivein.com. Mais informações nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento e do Planeta Drive-In.