Incorporadora constrói praça para comunidade do Novo Mundo

A AGL anunciou a construção de uma praça de uso público ao lado do novo empreendimento da incorporadora, New Urban, em construção no bairro Novo Mundo, em Curitiba (PR). Com a iniciativa, o primeiro edifício residencial em sua categoria  no Paraná, em processo de certificação GBC Condomínio, deve impactar a vida não apenas dos futuros moradores, mas de toda a vizinhança.

Com projeto assinado pela Bloco Base e a parceria da CWB Outdoor, a Praça do New Urban será um espaço coletivo que tem como objetivo fomentar a convivência e ocupação urbana inteligente. A praça terá paisagismo regenerativo, com jardim de espécies nativas da Mata Atlântica, horta comunitária, espaço pet, além de área de eventos, com mini arquibancada e portões de acesso.

A ideia foi inspirada por iniciativas de requalificação de espaços ociosos pelo mundo e a tendência de um novo modelo de ocupação dos espaços urbanos com foco no conceito de cidades inteligentes. “O terreno é de propriedade da CWB Outdoor, que cedeu o espaço em parceira, somando esforços para criarmos algo para as pessoas, que valorize o bairro, melhore a qualidade de vida da vizinhança, incentive a convivência no entorno do New Urban, a integração da comunidade e o lazer ao ar livre. É uma contribuição que a gente pode e quer dar para que a cidade seja um lugar melhor para todos”, define o engenheiro civil e sócio da AGL, Luiz Antoniutti. 

A mesma visão é compartilhada pelo sócio da CWB Outdoor, Rafael Barth, proprietário da área de quase 300 m2. “Todo aquele espaço apenas para um painel não cumpria a função social do imóvel e, por isso, a parceria com a AGL para a construção da praça aberta ao público surgiu para nós como uma oportunidade. Esperamos que a ação sirva de inspiração para outros proprietários de lotes vagos em Curitiba, criando espaços de convivência convidativos e úteis para as pessoas”, diz. 

Com o propósito de oferecer um espaço sustentável e que contribua para a recuperação do equilíbrio natural no ambiente urbano, a AGL buscou a parceria de empresa especializada em paisagismo regenerativo. Responsável pelo projeto, o consultor de sustentabilidade e fundador da Bloco Base, Iago de Oliveira, conta que priorizou a oferta de equipamentos úteis para a comunidade, um ambiente seguro e atrativo para a vizinhança e a seleção de vegetação endêmica e espécies em risco de extinção. “A gente buscou criar um ambiente convidativo, para estimular a ocupação do espaço. A presença das pessoas, além de favorecer a comunidade do ponto de vista da convivência e lazer, resulta em maior segurança para a própria região, atraindo a comunidade para ocupar a praça. Incluímos elementos úteis para a população e idealizamos o uso do espaço também para eventos que possam ser catalisadores do movimento na praça”, descreve. 

O projeto da praça teve como referências o Waller Park de São Francisco, na Califórnia (escritório MSLA), o projeto de paisagismo do parlamento de Victoria, na Austrália (escritório TCL), além do Portal Dona Irena, em Porto Alegre, concebido pela KS Arquitetos. 

Paisagismo regenerativo

O jardim da Praça New Urban será um dos destaques do projeto. Com viés de regeneração ambiental, o projeto será feito exclusivamente com espécies nativas. “A seleção considera o bioma de origem, que é Mata Atlântica, e o serviço ecossistêmico, que é a floresta ombrófila mista ou mata com araucária. Assim, as plantas são espécies adaptadas às condições de clima e solo locais. Além de ser um jardim auto gerível, que não precisa de um jardineiro fazendo poda e manutenção a cada 15 dias, o paisagismo regenerativo tem maior durabilidade e uma relação ecossistêmica mais fomentada, que considera a microfauna da região, com seus pássaros, roedores e outros animais” detalha Oliveira. 

Entre as espécies vegetais que farão parte do jardim estão a citronela, falsa íris, samambaia paulista, banana de macaco, taioba, palmeira de sara e ipê rosa, em estado de extinção. O posicionamento e número de mudas devem seguir as indicações do estudo de incidência solar feito no espaço para garantir exposição adequada das plantas ao sol e também bom sombreamento nas áreas de estar, que serão equipadas com bancos de praça. O estudo foi feito com simulação computacional, que permite calcular até mesmo o número diário de horas de exposição ao sol em cada área de paisagismo da praça. 

O projeto de revitalização e ocupação da área onde será construída a Praça do New Urban vai além do terreno. A intervenção inclui também a requalificação das calçadas, que estão degradadas, criando um espaço convidativo para incentivar a caminhada pelo bairro. Para proteger os pedestres da via rápida, o projeto terá maciços vegetais e um espaço generoso e seguro para os pedestres. 

Além do jardim, a Praça New Urban terá uma horta comunitária equipada com pia, que deve cumprir o papel de conectar a comunidade e envolver a vizinhança no cultivo de hortaliças e temperos. “Antes de entregar o espaço para a comunidade, faremos o plantio de mudas de baixa manutenção, que podem ser substituídas de acordo com a vontade dos futuros frequentadores. Os canteiros serão permeáveis, para a água chegar ao solo, fazendo uma drenagem natural e a evapotranspiração para conservar o solo úmido”, explica o consultor. O espaço servirá de berçário para algumas espécies a serem usadas no paisagismo do empreendimento New Urban, que tem entrega prevista para junho de 2024. 

Outro equipamento de utilidade pública será o espaço pet, que foi planejado para proporcionar uma vivência coletiva da vizinhança com seus animais de estimação. A área, delimitada para que os frequentadores deixem os pets soltos com proteção, terá bancos, lixeira e bebedouro para os bichinhos. Projetada para ser um ambiente flexível, a praça terá duas entradas com portões removíveis para o acesso de veículos  e área com bancos de arquibancada, um espaço para eventos gastronômicos. 

As obras da Praça New Urban estão em andamento e a inauguração está prevista para segunda quinzena de dezembro. “É um empreendimento privado que beneficia as pessoas ao redor, principalmente através da conexão social. Encontramos, na AGL, a oportunidade de desenvolver algo que impacta a sociedade do muro para fora. Isso é possível em função de três fatores: a boa intenção do empreendedor, a disposição do mesmo de fazer esse pacto com a comunidade e a equipe de projeto capacitada e engajada para fazer algo que represente a diferença para a cidade”, resume Oliveira. 

De acordo com o sócio da AGL, o sucesso no uso do espaço pelos futuros moradores e pela vizinhança será o sinal de que o objetivo do projeto foi alcançado. “O que a gente quer é que a comunidade se aproprie da praça, aproveite o espaço e cuide dele. Queremos ver as pessoas tomando sol em um jardim bonito, mexendo na terra, e vivendo numa cidade mais acolhedora. A praça combina com o propósito do próprio empreendimento”, conclui Antoniutti. 

Sobre o New Urban

Com 84 unidades, de dois e três quartos, o New Urban é o sexto empreendimento da AGL em Curitiba. Com projetos fotovoltaico, de reuso de água, eficiência energética, conforto térmico e acústico, o residencial é o primeiro de sua categoria em processo de certificação GBC Condomínio (Green Building Council) no Paraná.

O empreendimento terá painéis de captação de energia solar instalados no topo do edifício, que vão abastecer parte do consumo de energia nas áreas comuns do condomínio. O projeto luminotécnico inclui sistema de sensores de presença em todas as áreas comuns, opção pelas lâmpadas de LED e projeto arquitetônico que otimiza o aproveitamento da luz natural nas unidades e espaços de uso compartilhado. 

O New Urban também adota tecnologias para conforto térmico e acústico, que incluem esquadrias que reduzem a troca de calor e os ruídos, além de manta acústica nos pisos. Além disso, foram executados estudos lumínicos para o empreendimento, visando o melhor aproveitamento da incidência solar em todas as unidades. 

 Para a economia de água, o edifício conta com sistema de aproveitamento da água da chuva e águas cinzas para reuso nas descargas dos vasos sanitários, irrigação e limpeza das áreas comuns. O projeto também prevê a instalação de central de coleta multi seletiva, para separação aprimorada dos resíduos orgânicos e recicláveis em vidros, metais, papéis, plásticos e lixo eletrônico. 

O projeto do New Urban segue os preceitos da gestão construtiva responsável e prevê subsolo único, para remoção de menor quantidade de terra (preservação do solo) e também o uso de materiais construtivos de procedência certificada, que não contêm produtos químicos que possam ser prejudiciais à saúde dos moradores. Além disso, a logística das obras prevê a redução do impacto ambiental com a geração de resíduos da construção civil e a destinação correta dos mesmos.  O New Urban está em construção na rua João Bonat, 93, no bairro Novo Mundo, entre a Antônio Gasparin e a avenida República Argentina. A entrega da obra está prevista para junho de 2024.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Imobiliária lança campanha promocional da Copa do Mundo para estimular as vendas 

Assim que a bola rolar na primeira partida da Copa do Mundo do Catar, no próximo domingo (20), entra em campo também a campanha da JBA Imóveis. A ação promocional vai oferecer vantagens para os clientes e descontos que podem chegar até R$ 570 mil. A campanha foi criada pela Coordenação de Marketing da JBA, que “escalou” mais de 340 imóveis participantes. 

No site da imobiliária (https://jbaimoveis.com.br/), já é possível conhecer a seleção de oportunidades de compra e venda de casas, sobrados e apartamentos residenciais e comerciais. A promoção brinca com o Mundial e tem regras da competição, como uma espécie de álbum digital de figurinhas. A partir da próxima quarta-feira (16), os internautas também poderão acessar as informações pelos perfis institucionais da empresa nas redes sociais e identificar as promoções pelo selo “O seu imóvel campeão está aqui”, seguido da hashtag #RUMOACONQUISTA. 

“Os imóveis são identificados com as cores do uniforme da seleção brasileira e da bandeira nacional: o azul, o verde e o amarelo”, informa a coordenadora de Marketing Grazieli Duarte, responsável pelo “esquema tático” da campanha, por assim dizer, e profissional no posto equivalente ao do nosso Tite para a seleção Canarinho. “É uma forma descontraída de animar os consumidores para não perderem a oportunidade de realizar seu sonho ou adquirirem um novo imóvel; de oferecer ainda vantagens promocionais, condições diferenciadas e de impulsionar o fechamento dos negócios nesse período”, conta. 

Além da economia propriamente no preço de venda de todos os tipos de imóveis, os corretores da imobiliária conseguiram, a partir de uma força-tarefa com a participação dos proprietários, oferecer aos clientes diferenciais de venda em imóveis selecionados, como uma carta de crédito para aquisição, troca ou reforma do piso, carta de crédito para colocação de cozinha planejada, entre outras condições favoráveis ao fechamento dos negócios. Na competição, o “fair play” não vai faltar: a JBA planeja oferecer brindes-surpresa ou bonificação aos colaboradores (corretores) que se destacarem na venda dos imóveis convocados para a Copa. As lojas também serão decoradas com a identidade visual da campanha.

Gol de placa!

Escolhida em 2021 como a “Imobiliária do Ano” pela Ademi-PR (Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná), reconhecimento válido por dois anos, a JBA Imóveis se orgulha de, com muita criatividade, investir em campanhas promocionais que têm emplacado bons resultados e garantem maior constância nas vendas. 

Em setembro último, realizou um feirão imobiliário, que oportunizou a comercialização de mais de 100 unidades. Em outubro, apesar das incertezas próprias do impacto da disputa eleitoral, a empresa manteve praticamente o patamar de negócios, com o registro de comercialização de mais de 10% dos imóveis participantes do feirão. 

Na próxima sexta-feira (18), a empresa fará um café com seus colaboradores para lançar oficialmente a campanha e anunciar as regras de funcionamento da Copa JBA. Essa confraternização acontecerá na loja do Boqueirão, que fica na rua Professor João Soares Barcelos, 1555, e já está toda decorada para “entrar em campo”, assim como os atletas desse time de campeões de negócios imobiliários.

Editais liberam R$ 900 milhões e movimentam mercado do audivisual no Paraná

O mercado audiovisual está se reestabelecendo após os primeiros anos de pandemia de covid-19. No lugar de inúmeras produções suspensas, o fôlego se recupera.  

De acordo com a Agência Nacional de Cinema (Ancine), já foram destinados R$ 873,2 milhões para a atividade audiovisual, de um total de R$ 1,27 bilhão aprovados nos Planos de Ação 2021 e 2022.

Entretanto, no período de isolamento social, a transformação digital foi acelerada em toda a cadeia do audiovisual. Esse crescimento contínuo trouxe um respiro para a indústria como um todo.

A pesquisa global de Entretenimento e Mídia da PwC, empresa referência em consultoria e auditoria no mundo, apontou que esse mercado deve crescer 4,7% até 2025 no Brasil. 

O aumento da conectividade mostrou a tendência de modelos de baixo custo, especialmente na modalidade de SaaS (Software as a Service). É o que releva Iuri Jainan, CEO da Viddium, empresa revendedora de algumas das maiores marcas de equipamentos de áudio, vídeo e broadcast do mundo.

“Essas novas modalidades têm crescido muito e dão a oportunidade de os consumidores comprarem menos equipamentos, mas terem todos os benefícios dos produtos, por meio de assinaturas por nuvem. Temos diversas marcas apostando nesse tipo de assinatura, que tem dado muito certo”, reforça.

A Viddium foi uma das marcas expositoras do Set Expo, o maior evento de tecnologia e negócios de mídia e entretenimento da América Latina.

A empresa levou dos parceiros para o estande as soluções mais inovadoras de equipamentos de ponta e também para produção, transmissão, automação e distribuição de conteúdo on-line e/ou remota.

Iuri Jainan, CEO da Viddium e Daniel Jobabi, Gestor Comercial da Viddium

“A feira este ano foi muito positiva. Foi o momento de reencontrar nossos parceiros, fabricantes e clientes e de estreitar ainda mais a relação com todos eles. Para quem ainda não conhecia as novidades do setor audiovisual, foi uma chance especial de conhecer de perto o que tem de mais inovador no setor. Ficamos muito felizes com a receptividade dos participantes e o entusiasmo de todos pelo reencontro e pelas perspectivas de novas relações”, disse Jainan. 

Entre as empresas parceiras presentes, estava a Datavideo, que apresentou a novidade da caixa BB-1. O dispositivo possibilita múltiplos fluxos de trabalho de produção remota, em qualquer lugar do mundo, utilizando a plataforma dvCloud, portanto, não requer nenhuma configuração de rede ou firewall.

“A câmera que está produzindo este evento está em nosso escritório em Los Angeles (EUA). Daqui, da feira, em São Paulo, consigo controlar a câmera e as funções Pan, Tilt e zoom. A produção remota é uma tendência que vai impactar positivamente nosso futuro e isso a Viddium está conseguindo integrar e mostrar o produto final”, destaca Ricardo Santos, representante da marca.

Outra solução apresentada foi a tela de toque multicanal modelo KMU200. O aparelho permite os usuários fazerem cortes de vídeos e outros controles, por meio de touch screen (tela sensível ao toque). O aparelho também possibilita o movimento de pinça e dar zoom na tela.  

Roger Lima, Consultor Técnico em Vendas da Viddium

A Canon Brasil, marca também representada pela Viddium, apresentou aos clientes e visitantes a câmera XF605. O equipamento chegou ao mercado com excelente custo-benefício, leve, prática e fácil de encontrar as funções, com zoom 15x e design com três anéis de controle de lente independentes: foco, íris e zoom.

A compra de equipamentos como câmera exige atenção a alguns detalhes, e um dos momentos mais importantes é quando o consumidor segura uma câmera para ver suas configurações, algo que não acontecia desde 2020.

“Esse momento é muito importante porque voltamos a ver pessoas podendo tocar nos equipamentos, o que há três anos não existia”, comemora Yuri Nieto, executivo de vendas na Canon Brasil.

Outras marcas como Teradek e SmallHD, representadas pela Viddium, também levaram algumas de suas inovações. Entre os destaques estão o Prism Mobile, o primeiro produto encoder portátil 4K e HDR, desenvolvido pela Teradek.

“Os aparelhos são o leves e eficientes, com a possibilidade de fazer um bom panorama”, destaca Jefferson Pichinte, representante da Teradek e SmallHD.

Victor Alvarez, Consultor Técnico da Viddium

Outra inovação que Jefferson destaca é o monitor de produção com qualidade de imagem 4K. O equipamento combina a experiência de visualização de imagem pós-produção em ultrarresolução e HDR com a produção robusta necessária para ambientes físicos. Além disso, os aparelhos conseguem descompactar os conteúdos sem causar nenhum delay.

Para Jefferson, participar da feira no espaço da Viddium trouxe excelentes resultados.  “O Set Expo 2022 nos deu a possibilidade de conversar com clientes qualificados e entender os problemas para resolver as reais demandas. Somos gratos à Viddium por participar desse importante evento junto a eles”, finaliza Jefferson.

Expectativa de mercado

Para o CEO da Viddium, as novas soluções na área do audiovisual estão deixando os players do setor mais otimistas. “A qualidade tem se tornado um critério fundamental para os produtores desse mercado da transmissão e produção. Por isso, a procura por equipamentos e serviços que oferecem 4K e produção em nuvem tem se tornado mais frequentes. Então, acredito que esses equipamentos estarão ainda mais populares no mercado”, conclui.

Saiba mais sobre a Viddium:  https://www.viddium.com.br