História dos Vendedores de Guarda-Chuva

História dos Vendedores de Guarda-Chuva

Há muitos anos atrás, alguns imigrantes, quando vieram para Curitiba, construíram túneis secretos pela cidade para esconder seus tesouros e ter acesso a eles. Com o passar dos anos, a urbanização se tornou muito forte, esses túneis foram esquecidos e hoje estão debaixo dos grandes prédios de nossa cidade. O nosso clima, que não está em nenhum livro, mas que eu gosto de chamar de “Clima Curitibano Louco Bipolar Não Entendo Nada Pois Nunca Sei O Que Vestir” ou apenas CCLBNENPNSOQV, sempre foi um mistério e muita gente se preocupou em criar um negócio para lucrar em cima de algo tão incerto na capital, o TEMPO. Surgiram várias ideias, vários produtos no mercado, mas nenhum perdurou tanto tempo quanto: COMÉRCIO DE GUARDA-CHUVAS.

Reprodução: Curitiba-Parana.net

Um grande empresário decidiu aproveitar os túneis, aqueles que foram construídos pelos imigrantes, para estocar guarda-chuvas e fazer com que seus vendedores chegassem em pontos estratégicos de nossa cidade com uma rapidez maior, porque quando começa a chover é um Deus acuda! Com essa logística implementada, o sucesso era evidente. Assim começa a história dos vendedores de guarda-chuva de Curitiba.

Com a tecnologia, tudo foi ficando mais dinâmico e o sistema dos vendedores de guarda-chuva otimizou. Os vendedores recebem uma mensagem subliminar do Simepar por meio de códigos inseridos em meios de comunicação, como reportagens, notícias e anúncios publicitários, que avisam que choverá REALMENTE em Curitiba, assim eles se reúnem nos túneis em um QG que está localizado embaixo da Praça Tiradentes e se distribuem pela cidade para vender. Eles chegam a superfície através dos esgotos e “surgem” de repente na sua frente vendendo seu produto.

Reprodução: CuritibocaCuritiboca.blogspot.com.br

A empresa chamada “Vai a 10” está presente em nossa cidade desde 1984 e tem filiais em São Paulo e Nova Iorque, contando com mais de 1000 funcionários, só aqui na cidade são mais de 320 funcionários que estão distribuídos principalmente na região do centro.

Enfim, aqui está a explicação dos famosos VENDEDORES DE GUARDA-CHUVA que se “teletransportam” por Curitiba. Um mistério resolvido por nós e compartilhado à vocês. Pedimos que essa história chegue ao maior número de pessoas para que essa falácia,  que os vendedores de guarda-chuva surgem “do nada” seja desmentida.

 

*É fictício… ou não.

0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Restaurante japonês promove 1º Festival do Atum de Curitiba a R$ 10

Atenção amantes do mar! A partir desta sexta-feira, dia 1º de julho, o Ken’eki, restaurante de culinária japonesa contemporânea comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover a primeira edição do Festival do Atum, que irá oferecer dez opções de preparos que levam o atum como protagonista pelo preço fixo de R$ 10 cada.

Entre os destaques do evento estão o Atum Grelhado com Crosta de Gengibre, o mini Tartare de Atum; o Carpaccio de Atum e Tartufata; e o Tuna Salad, com cubos de atum, rúcula, botarga e molho especial da casa. O restaurante ainda oferece diversas porções de niguiri, sashimi, uramiki, entre outros preparos de excelência.

Propondo uma harmonização completa, o Ken’eki trabalha com drinks a base de sake e gin. Além disso, os amantes de atum poderão aproveitar o festival em um ambiente refinado e aconchegante, que vai da parte interna ao deck frontal do empreendimento.

O 1º Festival do Atum do Ken’eki (Rua Myltho Anselmo da Silva, nº 1439) vai acontecer durante todo o mês de julho. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@keneki.sushi).

Começa amanhã o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano do Ernesto Ristorante

Produzido na planície de Padana, na Itália, o queijo grana padano conquistou o paladar dos amantes da gastronomia ao redor do mundo, em especial dos brasileiros. Afinal, quem não gosta de uma boa massa artesanal preparada dentro de uma enorme peça do queijo, não é mesmo? O fettucine, típico da culinária italiana, ganha ainda mais sabor neste preparo irresistível.

Pensando nesta combinação perfeita, o Ernesto Ristorante, clássico restaurante italiano de Curitiba, comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover durante todo o mês de julho o 7º Festival do Fettucine no Grana Padano. “Aqui no Ernesto, finalizamos o preparo dentro do Grana Padano, queijo que passa por 12 meses de maturação, seguindo uma forte tradição italiana. Desde que fizemos o primeiro festival, o preparo logo se transformou em uma marca registrada do nosso restaurante”, comenta Dudu Sperandio.

Grande responsável pelo evento, o chef Dudu Sperandio cuida diretamente do preparo do prato, que já na apresentação conquista os apaixonados por gastronomia. “A massa, quase pronta, é finalizada dentro de uma enorme peça de queijo Grana Padano flambado, para aproveitar o máximo do sabor do queijo, bem no meio do salão. Assim, a experiência gastronômica deixa de ser apenas para o paladar, passando a ser, também, uma experiência visual”, destaca o chef.

Durante o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano, os clientes podem escolher entre diversas receitas exclusivas do preparo: fettuccine no grana padano flambado (R$ 79 ou R$ 129 no menu completo), fettuccine no grana padano flambado e trufado (R$ 89 ou R$ 139 no menu completo); mignon grelhado com molho grana e fettuccini no grana padano (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo); mignon grelhado com molho trufado e fettuccini no grana padano (R$ 109 ou R$ 159 no menu completo); e fettuccine no grana padano flambado com lascas de botarga e raspas de limão (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo).

Para quem optar pelo menu completo, o restaurante oferece dois pratos de entrada: endívia com brie morno e marmelada de maçã com canela ou polenta brustolada com cogumelos e creme de gana padano. Na parte das sobremesas, são três opções de doces: pudim de ovos do Mosteiro de Alcobaça, pudim de leite condensado da vovó ou mousse de chocolate 70%.

O 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano acontece entre os dias 01 e 31 de julho, no Ernesto Ristorante (Rua Myltho Anselmo da Silva, n° 1483), no bairro Mercês. O evento é válido durante o jantar, a partir das 19h30, e nos almoços de domingo, a partir das 12h. As reservas podem ser feitas pelo telefone (41) 4141-5477. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@ernesto.risto).