HBO Max chega ao Brasil em 29 de junho

A HBO Max, serviço de streaming da WarnerMedia que reúne as marcas Cartoon Network, Warner Brothers, DC e HBO, vai ser lançada no Brasil em 29 de junho, com preços a partir de R$ 14,21. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (26) em evento por videoconferência, com participação de executivos e de Kaley Cuoco, atriz de uma das maiores atrações na estreia, The Flight Attendant.

A plataforma vai ter produções originais feitas para HBO Max, como The Flight Attendant, Raised by Wolves, Genera+ion e Friends: The Reunion (veja lista abaixo).

No catálogo, estão séries como Friends, The Big Bang Theory, Game of Thrones e Sex and the City e filmes como O Senhor dos Aneis, Matrix e Harry Potter.

Filmes recentes como Tom e Jerry, Os Pequenos Vestígios, Mortal Kombat e Judas e o Messias Negro também vão estar disponíveis. Lançamentos futuros da Warner, como Em Um Bairro de Nova York, Esquadrão Suicida e Duna, entre outros, vão estrear apenas 35 dias depois de serem exibidos no cinema.

A DC também está presente, com os filmes como Mulher Maravilha 1984 e A Liga da Justiça de Zack Snyder, e séries como Batwoman.

A ideia é investir em produções latino-americanas também. “Vamos ter vozes locais”, disse Tomás Yankelevich, Chief Content Officer de General Entertainment da WarnerMedia Latin America. Serão cem produções originais nos próximos dois anos, das quais 33 estão em andamento. Por exemplo, a brasileira Os Ausentes, sobre uma agência que procura pessoas desaparecidas. Do México, vêm Bunker e Las Bravas. A Argentina contribui com Dias de Gallos e Bilardo.

A plataforma também vai ter produções de outras partes do mundo, incluindo Espanha, Itália, Israel e Turquia.

Os desenhos do Looney Tunes e das Meninas Superpoderosas, os programas da Vila Sésamo e clássicos do estúdio, como O Mágico de Oz e Cantando na Chuva, entre outros, vão estar na HBO Max. No total, são 15 mil horas de entretenimento.

O serviço também vai ter futebol. A Champions League vai ser transmitida pela HBO Max.

Assinantes da HBO na TV por assinatura não precisarão fazer pagamentos adicionais. Já os assinantes do app HBO GO migrarão automaticamente para o HBO Max.

OS DESTAQUES DA HBO MAX

Friends: The Reunion

A reunião dos atores que fizeram a série, encerrada em 2004, é um dos eventos televisivos mais esperados do ano. Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt Le Blanc, Matthew Perry e David Schwimmer recebem convidados especiais e relembram momentos especiais.

Clique aqui

The Flight Attendant

Nesta divertida mistura de drama e comédia de humor negro, Kaley Cuoco (The Big Bang Theory) é uma comissária de bordo que tem a vida dos sonhos, com viagens a lugares exóticos e glamourosos. Mas na verdade Cassie está suprimindo seus problemas, que transbordam quando ela acorda ao lado do corpo ensanguentado de Alex Sokolov (Michiel Huisman), um passageiro com quem passou a noite.

Clique aqui

Raised by Wolves

Série de ficção científica em que dois androides são encarregados de educar crianças em outro planeta, depois da destruição da Terra por uma grande guerra. Os dois primeiros episódios são dirigidos por Ridley Scott, que também é um dos produtores.

Clique aqui

Genera+íon

A série estrelada por Justice Smith (Jurassic Park: Reino Ameaçado) investiga a sexualidade em suas diversas formas no mundo de hoje, por meio de um grupo de adolescentes na Califórnia. É uma espécie de Euphoria, mas bem menos sombrio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calçadão da XV foi a primeira rua exclusiva para pedestres do Brasil

Em 1972, a Prefeitura de Curitiba fez história ao implantar o primeiro calçadão do Brasil na região central, em plena Rua XV de Novembro, uma das mais movimentadas da cidade. O planejamento inicial previa seis meses para completar a obra. Depois de muitos estudos e uma logística especial, o calçadão virou realidade durante um único fim de semana, com o início das obras numa sexta-feira à noite.

A pressa era justificada. Afinal, a ideia de criar uma rua exclusiva para pedestres estava na contramão do panorama brasileiro. As montadoras de veículos consolidavam a presença no país. Os carros de passeio tornavam-se objetos de desejo para as famílias de classe média e alta. As ruas das grandes cidades eram alargadas para contemplar mais veículos. Viadutos, túneis e elevados eram projetados para garantir velocidade e fluidez no trânsito. As cidades passaram a ser pensadas para os carros.

Em 1972, a Prefeitura de Curitiba fez história ao implantar o primeiro calçadão do Brasil na região central, em plena Rua XV de Novembro, uma das mais movimentadas da cidade. – Na imagem, Rua XV e construção 1972. Foto: Arquivo/SMCS

Diante daquele contexto, poderia haver reclamações. O que, de fato, ocorreu. As principais reações contrárias vinham dos comerciantes que alegavam que o calçadão espantaria a clientela e levaria à queda nas vendas. Porém, o planejamento urbano de Curitiba apontava para a humanização dos espaços públicos e a prefeitura resolveu bancar a aposta. Formado por cinco quadras da Rua XV de Novembro e pela quadra única da Avenida Luiz Xavier – que, com pouco mais de 100 metros de extensão, ganhou o apelido de “menor avenida do mundo” –, o calçadão uniu-se à Praça Osório formando um passeio único.

Os opositores do projeto decidiram protestar: planejaram avançar com seus carros sobre o calçadão recém-construído, na manhã do sábado seguinte, com o intuito de fazer a administração municipal voltar atrás.

Foi então que surgiu a ideia que iria salvar o calçadão: Quando a caravana de veículos chegou ao local, lá encontrou centenas de crianças pintando e desenhando sobre folhas de papel espalhadas pelo chão. Eram alunos das escolas municipais numa atividade extraclasse, acompanhadas por professores e monitores.

Diante daquela cena, os motoristas não tiveram outra saída a não ser dar meia-volta com seus carros. Sem saber, as crianças garantiram a perpetuação do espaço que acabou batizado de Rua da Flores. Dali em diante, durante muitos anos, os sábados pela manhã foram marcados pela presença de crianças pintando, desenhando e brincando.

Na imagem, a Rua XV no ano de 2004 – Foto: SMCS

Além do passeio desenhado em pedras portuguesas (petit pavé), o calçadão ganhou um mobiliário especial com floreiras, bancos, luminárias e as coberturas dos equipamentos públicos feitas por domus, em acrílico roxo, que passaram a identificar a cidade de Curitiba. Não demorou muito para que o calçadão se transformasse em um dos locais preferidos dos curitibanos, além de concorrido ponto turístico, com seus cafés, confeitarias, bares, livrarias e lojas de todo tipo. O comércio local foi aquecido, o trânsito do centro da cidade melhorou e a iniciativa foi copiada por dezenas de cidades Brasil afora.

Informações Prefeitura de Curitiba

Netflix: ‘Lucifer’ está de volta e seu pai aparece para pôr ordem na casa – ou não

A espera foi longa, mas ele está de volta. Sim, Tom Ellis retorna nesta sexta-feira (28) emprestando novamente seu charme e sensualidade ao protagonista da série Lucifer. O diabo retorna para a segunda parte da quinta temporada da produção, que está disponível na Netflix, com todos episódios anteriores, desde a primeira fase.

Para refrescar a memória (aí vem SPOILER), a primeira parte terminou com uma luta entre os irmãos Lucifer (Ellis), Amenadiel (D. B. Woodside) e Michael, ou Miguel, que também é vivido pelo britânico Tom Ellis. Como a luta entre os três parece que caminha para um fim trágico, eis que surge o pai deles para apaziguar os ânimos. Sim, Deus (Dennis Haysbert) chega para fazer as ‘crianças’ pararem de brigar.

No trailer da nova temporada, Deus e se mostra um pai como outro qualquer, ou quase, claro. Tenta se aproximar de Lucifer, para quem diz “eu não posso te consertar” e solta uma bomba, ao afirmar que acredita que tenha chegado a hora de sua aposentadoria. E será aí que começará uma disputa entre Lucifer e Miguel pelo posto que estará vago em algum tempo.

Vai rolar até sessão de terapia entre pai e filho, algo que dará um nó na cabeça da psicanalista Linda Martin (Rachael Harris). Além disso, ainda no trailer, haverá uma performance musical em dos episódios. Enfim, o dia chegou, agora é conferir o que Lucifer reservou para os pobres mortais.

A série

Criada por Tom Kapinos e baseada em personagem que integra os quadrinhos The Sandman, de Neil Gaiman, a série conta a história do diabo que, não aguentando mais ficar tomando conta do inferno, decide largar o posto e fixar residência em Los Angeles Na Terra, passa a se chamar Lucifer Morningstar e inicia uma nova vida como dono de uma boate, onde toca piano, bebendo, brigando e seduzindo todos com seu charme infernal.

Aqui entre os humanos, o diabo vai integrar uma divisão da polícia, como um consultor, que ajudará a resolver os mais variados crimes. E é aí que conhece a detetive Chloe Decker (Lauren German), responsável por colocar sentimentos nesse anjo caído, que complicará a estada dele por aqui.