Guarda municipal agressivo ameaça atirar em terminal

Guarda municipal agressivo ameaça atirar em terminal

A prefeitura já divulgou que o Guarda Municipal foi afastado.

0 Comments

  1. Depois dizem que armas fazem o mal. Como sempre digo: carros não atropelam pessoas, pessoas atropelam pessoas. E armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas.

    Isso sim é soltar uma arma na mão de um idiota!

  2. pra isso que pagamos os salarios deles??????po se destrava essa porra ia dar merda,esse tipo de comportamento,so almenta a revolta das pessoas contra o sistema de segurança do estado,perdeu completamente a razao com essa atitude,logo da motivo pra repudio lamentavel,pois gostariamos de contar com a proteçao do estado,mais infelizmente,esse tipo ai so faz os cidadaos comuns procurar pela propria segurança se armando,diga se de passagen,poucos cidadaos comuns tem condiçoes de portar uma arma,isso ai nao acontece nos E U A,porque la todos podem portar uma arma,so que todos tem conciencia do uso delas ,salvos alguns psicoticos ,mais no geral ninguem oprime ninguen por que tem uma arma…………..

  3. 1 Esses FDp não tem poder de policia
    2 nao podem portar armas de fogi quaisuqe se um porco muniici pica ameaca fala qie a constituicçao proibe e
    KEro eswe fdp Preso , ou melhro yuma calera dando corridao nesse maxao de arma
    Pq so e macho d egarela e armado , SEU BOTSA
    MUNICIPICA DE MERDA
    CAde cumpri a leie e exteingui esses lixos ke se axa poicia ( aliss peka constituição Não existe policia militar xupa porcos fadadps )

  4. Isto na realidade não é um guarda municipal, é um bandido municipal. Não entendo como policiais BABACAS como esse não entendem que, tentando combater algo com esta postura, passam a ser oque estão combatendo! E mais oque ele faz com agente da lei é um fato público, os que não querem ser filmados sabem que estão cometendo delitos. Prova é que foi afastado! Daria parabéns a quem afastou ele, se em primeiro lugar não tivesse tido tão pouco critério pra selecionar um representante da lei com este perfil.

  5. Paga os salários deles né fera? ta pagando ainda em! Que eu saiba, sem a farda, todo policial é um cidadão como qualquer um, ele também está sujeito a assaltos, pagar impostos, algum usam transporte coletivo, ou seja, você não paga o salário dele, até porque se fosse levar isso em consideração, ele também paga o próprio salário. Mas e ai, você ta ligado no que acontece por trás das câmeras? Você sabe oque aconteceu para os policiais abordarem aqueles homens? Acho que não né? O policial errou em apontar a arma para os retardados que estavam ali? sim, errou, mas eu duvido que você caro Emersom, aguente 2, até 1 dia como policial de qualquer corporação, pegando tiroteios, patrulhamentos preventivos em jogos de torcidas rivais, brigas de casais, perseguições, com a população te detonando porque acredita mais na mídia, na mentira dos outros, do que nos homens que estão todo dia se fudendo lá na favela, pra pegar traficante, para que seus filhos, amigos, parentes, não se tornem usuários de drogas, ladrões, preferem acreditar em povo que não sabe se comportar, e por isso sai espalhando calúnias e mais calúnias, do que nos homens que estão todos os dias nas ruas, protegendo suas famílias, para vocês não serem sequestrados, assaltados, e seus pertences furtados, mas em fim, eu acho que vocês não precisam da polícia né? são tão fodas, podem se guardar sozinhos com uma arma, podem passar madrugadas e mais madrugas acordados para não serem roubados, então eu acho que se não existisse polícia, vocês estariam de boa né? bom é por pessoas tipo você, que cada vez mais polícias são demitidos, só porque engatilhou uma arma, uma ultima pergunta, você gosta quando te xingam, quando você discute com alguém, e essa pessoa te xinga de Filho da Puta, de merda, você simplesmente abaixa a cabeça e concorda né? então pare pra pensar antes de ficar defendendo só o seu cu, beleza?

  6. Kaio Augusto Quem foi que atirou contra quem aqui? To meio perdido, por até onde eu sei, apontar uma arma, não mata ninguém, pelo contrário, garante a segurança dos próprios policias que estão fazendo a abordagem, ou você nunca foi xingado e ficou com raiva? ¬¬

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolas municipais do Portão e Bairro Novo fornecem kit de alimentação

Famílias de crianças matriculadas nas escolas da rede municipal de ensino das regionais Bairro Novo e Portão estão retirando, nesta terça-feira (11/8), o kit de alimentação fornecido pela Prefeitura.

O fornecimento do kit busca compensar a ausência de alimentação escolar durante a suspensão das aulas presenciais, devido à pandemia do novo coronavírus.

No total, estão sendo fornecidos 22.845 kits, sendo 14.481 para as escolas da Regional Bairro Novo e 8.364 para a Regional Portão.

Ajuda em momento difícil

Na Escola Municipal Madre Teresa de Calcutá, Sítio Cercado, foram disponibilizados 674 kits, de acordo com a diretora Eliane de Oliveira.

Everson Carvalho foi no final da manhã até a escola para retirar o seu kit. Ele é pai da estudante Cibele, 9 anos.

Everson Carvalho, pai da Cibele, 9 anos, durante a retirada do kit na Escola Municipal Madre Teresa de Calcutá, Sítio Cercado. Foto: Divulgação

“Este kit ajuda bastante a família neste momento difícil”, explicou Everson, que exerce a profissão de metalúrgico e está afastado do trabalho por fazer parte do grupo de risco para contágio de coronavirus.

Na Escola Municipal CEI Francisco Klemtz, no Portão, pais e responsáveis fizeram fila logo pela manhã para retirar os kits.

“Meu filho sente falta da escola, mas ele tem consciência do perigo da contaminação”, explicou Débora Fortunato dos Santos, mãe do estudante Raul, 10 anos. Ela diz que o kit é uma força muito importante para as famílias.

“Sem dúvida ajuda bastante, principalmente para nós que somos uma família grande”, comentou a mãe, que exerce a profissão de professora.

Na EM CEI Francisco Klemtz foram disponibilizados 288 kits, segundo a diretora da unidade, Sandra Hausner.

Kits e atividades pedagógicas

A administração municipal tem fornecido os kits de alimentação desde abril, pois a suspensão de aulas presenciais foi feita em 23 de março e segue pelo menos até 31 de agosto. Essa data pode ser alterada conforme a evolução do quadro epidemiológico na cidade. O fornecimento vai até sexta-feira (14/8), conforme a regional (quadro abaixo).

Também estão sendo entregues as atividades pedagógicas complementares elaboradas pelos professores a partir do conteúdo da TV Escola Curitiba. O material complementa as videoaulas e é retirado a cada 15 dias diretamente nas unidades.

No momento da retirada, o responsável pela criança matriculada precisa apresentar o CPF ou a carteira de identidade. Também precisa ter o nome do estudante matriculado e nome da instituição de ensino, para conferência de dados.

As entregas são realizadas em horário determinado conforme cronograma, evitando, assim, as aglomerações e atendendo as recomendações dos órgãos de saúde.

Para retirada do kit na unidade, é obrigatório o uso de máscaras e o respeito ao distanciamento social.

Cronograma de agosto para escolas e CMEIs

Dia 11/8: Bairro Novo e Portão
Dia 12/8: CIC e Matriz
Dia 13/8: Tatuquara e Pinheirinho
Dia 14/8: Boqueirão e Cajuru

Cronograma dos CEIs contratados

Também têm direito ao kit as crianças matriculadas nos Centros de Educação Infantil (CEIs), sendo o fornecimento exclusivo para quem é atendido nas vagas do contrato de prestação de serviços com a Prefeitura.

As datas de entrega para os CEIs são diferentes. Na segunda-feira (10/8), o fornecimento foi para Boqueirão e Bairro Novo. Terça (11), CIC e Pinheirinho; quarta (12), regionais Cajuru, Tatuquara e Santa Felicidade; quinta (13), Boa Vista; e, na sexta-feira (14), para Matriz e Portão.

Bandeira Laranja é prorrogada em Curitiba

A Prefeitura de Curitiba prorrogou por mais uma semana as medidas em vigor para o funcionamento de atividades e serviços na capital durante a pandemia de covid-19.

Decreto Municipal 1.045, publicado nesta segunda-feira e com validade a partir de terça-feira (11/8), tem validade até o dia 17/8.

Segundo avaliação da Secretaria Municipal da Saúde, os indicadores sugerem a manutenção das medidas, que determinam o funcionamento de atividades mais restrito durante os fins de semana. (Veja mais abaixo.)

A análise do impacto do vírus na capital é diária, sendo que ações são adotadas de acordo com o cenário da cidade.

Curitiba se encontra desde 13 de junho na bandeira laranja, de risco médio na pandemia do novo coronavírus.

Todas as atividades na cidade precisam cumprir as determinações de distanciamento social, uso de álcool em gel, entre outras medidas contidas na Resolução 1/20.

Como está o funcionamento

PROSSEGUEM SUSPENSAS AS SEGUINTES ATIVIDADES:

  • Atividades de entretenimento com ou sem música (tais como casas de show, festas, teatros, circo e atividades correlatas), eventuais ou periódicas, bem como estabelecimentos destinados eventos sociais e atividades correlatas, além do voltados a feiras técnicas ou de varejo, mostras comerciais, congressos, convenções e outros.
  • Bares e atividades correlatas
  • Parques e praças esportivas
  • Atividades físicas aquáticas e práticas esportivas coletivas
  • Clubes sociais e esportivos, podendo manter o funcionamento das atividades permitidas nos estabelecimentos de rua (como lanchonetes e restaurantes, academias e salões de beleza), dentro das regras de cada área (veja mais a seguir).

FUNCIONAMENTO COM RESTRIÇÕES:

  • Comércio de rua não essencial: atendimento ao público entre 10h e 20h, de segunda a sexta-feira, com proibição de funcionamento aos sábados e domingo permitido apenas para a modalidade delivery.
  • Shopping centers: podem funcionar de segunda a sexta-feira, entre 12h e 22h, devendo permanecer fechados nos fins de semana. Os serviços de alimentação que funcionem nesses locais poderão operar nos fins de semana apenas na modalidade delivery, sem restrição de horário; drive-thru e retirada em balcão estão vetados nesses estabelecimentos
  • Galerias e centros comerciais: das 10h às 20h, de segunda a sexta-feira, com proibição de funcionamento aos sábados e domingos. Os serviços de alimentação que funcionem nesses locais poderão operar nos fins-de-semana apenas na modalidade delivery, sem restrição de horário.
  • Restaurantes e lanchonetes: até às 22h, de segunda a sábado. Após esse horário e aos domingos, podem funcionar apenas na modalidade delivery e drive-thru.
  • Mercados, supermercados e hipermercados: de segunda-feira a sábado, sem restrição de horário. Aos domingos, não podem funcionar em nenhuma modalidade de atendimento. 
  • Panificadoras e padarias: de segunda a sábado até às 22 horas. Aos domingos, das 7h às 18h, sem consumo no local.
  • Comércio de produtos e alimentos para animais: de segunda-feira a sábado, sem restrição de horário, sendo no domingo permitido atendimento de delivery e drive-thru.
  • Feiras livres: de segunda a sexta-feira, sem restrição de horário, com proibição aos sábados e domingos.
  • Comércio varejista de hortifrutis, quitandas, mercearias, distribuidoras de bebidas, peixarias e açougues: de segunda-feira a sábado, com proibição de funcionamento aos domingos.
  • Serviços não essenciais: funcionamento de segunda a sábado, sem restrição de horário, com proibição de funcionamento aos domingos. Enquadram-se neste item serviços como: escritórios em geral, salões de beleza, barbearias, atividades de estética, academias de ginástica, serviços de banho e tosa de animais.
  • Lojas de material de construção (serviço essencial): funcionamento de segunda-feira a sábado, sem restrição de horário. Aos domingos, podem funcionar nas modalidades delivery e drive-thru.
  • Concessionárias de veículos em geral: de segunda-feira a sábado, sem restrição de horário, com proibição de funcionamento aos domingos.

O horário de entrada dos trabalhadores dos estabelecimentos comerciais deverá ser compatível com o horário de abertura do estabelecimento.

No caso de estabelecimentos que atuem em mais de um setor (por exemplo: mercado que contém padaria), vale a regra para aquilo que é sua atividade principal.Para as atividades religiosas, deve ser observada a Resolução n. 734/20 da Secretaria Estadual da Saúde.

DEVEM OPERAR COM NO MÁXIMO DE 50% DE SUA CAPACIDADE:

  • Hotéis, resorts, pousadas e hostels.
  • Callcenter e telemarketing: a partir das 9h (exceto os vinculados a serviços de saúde ou home-office, que podem funcionar com capacidade normal).

Outras medidas

  • O transporte coletivo da capital deve continuar funcionando com lotação máxima de 50% da capacidade de cada veículo.
  • O decreto não se aplica:  às atividades produtivas pela internet, correio e televendas que possuam licenciamento vigente nem aos serviços e atividades de drive-in (regidos pelo decreto 739).
  • Os procedimentos cirúrgicos eletivos ambulatoriais e hospitalares (portanto, não urgentes) ficam suspensos, a fim de otimizar a ocupação dos leitos hospitalares e a utilização dos estoques de medicamentos. A suspensão não se aplica a procedimentos de cardiologia, oftalmologia, oncologia, nefrologia e a exames considerados urgentes pelo médico prescritor.

Sanções

O descumprimento do estabelecido no decreto pode ser punido como infração sanitária, infração ao Código de Posturas, com penalidades que variam de multa (de R$ 232 até R$ 8.336) a cassação de alvará. Também podem ser passíveis de sanções de natureza civil ou penal.

A fiscalização cabe aos órgãos responsáveis da estrutura municipal, como a Vigilância Sanitária, fiscais ambientais e de posturas e edificações, além da Guarda Municipal.

O retorno gradativo das atividades e os critérios para seu funcionamento ficarão condicionados aos indicados epidemiológicos do município.