GRATUITO: Curitiba recebe maior festival de Jazz e Blues do Brasil neste sábado, com atrações nacionais e internacionais

Neste sábado, dia 02 de julho, a área externa do Jockey Eventos, em Curitiba (PR), vai se transformar em um grande templo de celebração à boa música. Com oito horas de programação gratuita, o Blues Jazz Brasil Festival, sucessor do Festival BB Seguros de Blues e Jazz, vai reunir atrações nacionais e internacionais de peso em uma estrutura exclusiva com opções gastronômicas, ações de sustentabilidade e atividades para o público infantil. Entre os grandes destaques do evento estão os brasileiros Renato Borghetti, Hélio Brandão Sexteto e Yamandu Costa, a banda argentina Escalandrum e estrela norte-americana Tia Caroll.

Em sua sétima edição na capital paranaense, o festival trará o melhor do jazz e do blues, reforçando a sua marca registrada: qualidade artística e diversidade. De cara, vale destacar a participação do gaúcho Renato Borghetti, figura frequente em grandes festivais no Brasil e no mundo. O artista sabe mesclar como poucos o som brasileiro e o swing latino com muita personalidade e criatividade. Outra grande atração será Yamandu Costa, artista nacional com fama mundial, que desembarca em Curitiba para mostrar uma incrível fusão dos ritmos de sua terra natal acoplados a jazz, choro, bossa nova e o que mais pintar. Ele se apresentará com o bandolinista paulistano Fábio Perón e o baixista baiano Filipe Moreno, ambos nomes que vem se destacando na nova geração da música brasileira.

Quem também se apresenta no palco do festival é o Hélio Brandão Sexteto, comandado pelo experiente músico curitibano Hélio Brandão. Conhecido internacionalmente como compositor, saxofonista e contrabaixista, ele integrou a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Paraná e atuou com nomes do porte de Milton Nascimento e Hermeto Pascoal. Para os fãs de grandes vozes femininas, a pedida será conferir a performance da excelente cantora norte-americana Tia Caroll, uma fiel seguidora da soul music e do blues que se apresentará acompanhada por um dos principais grupos de Blues no Brasil atualmente: o Igor Prado & Just Groove, liderado pelo cantor, compositor e guitarrista brasileiro Igor Prado, vencedor de diversos prêmios internacionais e que consegue a façanha de ser extremamente elogiado e popular como bluesman na pátria do blues, os EUA.

O jazz de raiz tamém estará presente com o grupo brasileiro Orleans Street Jazz Band, figura constante em grandes festivais no Brasil e que agita o público com performances pra cima e inspiradas das street bands de Nova Orleans. Neto do mitológico Astor Piazzolla (1921-1992), o baterista argentino Daniel “Pipi” Piazzolla lidera o grupo Escalandrum, que desde 1999 investe em uma inventiva fusão do tango com o jazz que já rendeu mais de 10 álbuns e shows em cerca de 40 países da Europa e América. O Bando Rock & Blues, grupo mineiro de blues que faz parte da trajetória do Festival desde a primeira edição, fará um show afiadíssimo com clássicos do blues, com um repertório daqueles que levantam o público e fazem história. Integra ainda a programação a cantora e compositora mineira Isabela Morais, que se apresentará em um show exclusivo (intitulado Due Fole) com João Marcos Veiga, em um duo emocionante de hits das divas do blues e jazz ao som de um dos instrumentos mais tradicionais do Brasil, a sanfona.

Música e muito mais

Além da programação musical de peso, o evento vai contar ainda com atividades especialmente programadas para as crianças, entre elas oficina de desenho e colagem, oficina de malabares, pintura artística facial e escultura de balão. Para completar, o Blues Jazz Brasil Festival terá um grande espaço gastronômico, com opções de preparos para todos os gostos e bolsos, além de opções de chopes artesanais e drinks.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Batidas de DJ paranaense atrai atenção da produtora KondZilla

Maior produtora de conteúdo voltada para o jovem de Favela, a KondZilla ampliou as suas parcerias e agora atua também no ramo do mega funk, estilo musical que agita os bailes do Sul do Brasil. Um dos beneficiados dessa nova colaboração é o DJ Dudu, que lançou a música ’Balança o Lança’, em parceria com o MC Madan e produção da KondZilla.

Com apenas 20 anos, o DJ é um dos grandes fenômenos do mega funk e ostenta mais de 10 mil ouvintes mensais no Spotify. O acúmulo de reprodução de suas músicas na maior plataforma streaming somado ao sucesso do Baile do Dudu, que já contou com quatro edições, chamou atenção da KondZilla, que o convidou para produzir um mega funk ao lado de Mc Madan.

“Quando eu fiz para a Kondzilla, o Mc Madan me chamou para fazer um projeto. A gente fez o primeiro e ele gostou”, afirmou Dudu sobre o sucesso “Balança o Lança”, que alcançou a marca de 13 mil reproduções desde quando foi lançado em abril deste ano. 

O reconhecimento pelo resultado da música não demorou para ser enaltecido, com mais projetos com a KondZilla sendo planejados para acontecer ainda neste ano. “Eu tenho mais lançamentos programados. Temos mais duas músicas para sair pela KondZilla”, acrescentou o artista paranaense.

Quem é o DJ Dudu?

Natural de Curitiba, Dudu tem levado uma vida super agitada. Desde 2019, o artista tem uma agenda lotada, com sete shows em média por semana. As apresentações contam com a audiência de centenas de pessoas em festas realizadas em casas noturnas e chácaras.

As batidas do DJ Dudu já romperam as fronteiras da capital do Paraná e chegaram a outros estados, inclusive Santa Catarina, estado considerado o berço do eletrofunk. “O maior público que eu já toquei foi em Lages (SC), para 2 mil pessoas”.

O sucesso nas pistas motivou o DJ a criar e promover uma festa que leva a sua assinatura: o Baile do Dudu. “É um label de funk que eu criei, que leva o meu nome. A festa já contou com a participação do MC PP da VS e o DJ Guina”, afirmou.

As edições são realizadas a cada dois meses em diferentes baladas. O Baile do Dudu tem balançado os fãs do mega funk e é considerado um sinônimo de sucesso. “Já foram realizadas quatro edições e todas, graças a Deus, com casa cheia. O pessoal pede bastante”, exaltou Dudu, que também é o primeiro DJ de mega funk a tocar no clube de eletrônica, a Park Art, em Pinhais (PR).

“A minha expectativa é crescer cada vez mais e investir o máximo possível nisso. Quero me dedicar totalmente ao meu trabalho”, completou.

Conheça as produções do DJ Dudu:

Spotify: DJ Dudu

Instagram: www.instagram.com/odjdudu/

Youtube: www.youtube.com/channel/UCOoLdIu19daof-6aptk2Omw

Exposição apresenta quadros inéditos de Theodoro de Bona na Artesil a partir de 13 de agosto 

Abre, no próximo dia 13 de agosto, na Artestil Galeria de Arte, em Curitiba, a exposição Arte que Inspira, com 65 obras do artista paranaense Theodoro de Bona. Com concepção e curadoria de Liliana Cabral, a mostra reúne trabalhos de todas as fases do artista, com obras do acervo da família e de particulares, nunca apresentadas ao público. “A exposição irá surpreender os apreciadores de arte, pois traz óleos e desenhos de fases pouco conhecidas”, explica Liliana. 

Sobre o artista 

De Bona nasceu em Morretes, no litoral paranaense, e estudou desenho no colégio, a partir de 1912. Mais tarde foi aluno de Gina Bianchi, Ercília Cecchi e Alfredo Andersen. Em 1927, foi bolsista na Academia de Belas Artes de Veneza, retornando para Curitiba nove anos mais tarde. O artista foi cidadão honorário de Curitiba e recebeu a Comenda Honorífica da Ordem do Mérito da República Italiana. Em sua estada na Europa, participou ativamente de movimentos artísticos. Logo que chegou na Itália juntou-se ao Cà Pesaro, grupo que se destacou pelo esforço em renovar a linguagem e a estética.

Expôs na 17ª Bienal de Veneza, no 50º Salão de Belas Artes do Rio de Janeiro, na Pinacoteca de São Paulo, dentre diversos outros espaços responsáveis pela democratização da arte brasileira. Contemporâneo dos também paranaenses Estanislau Traple e Waldemar Curt Freyesleben, foi professor e inspirou muitos artistas na nova geração paranaense. 

Arte que Inspira apresenta os primeiros trabalhos, obras feitas durante seus três períodos em Veneza, obras feitas no Rio de Janeiro, além, é claro, de paisagens paranaenses. A exposição acontece entre 13 de agosto e 18 de setembro, na galeria Artestil. A entrada é gratuita.

Serviço:

ExposiçãoTheodoro de Bona – Arte que Inspira

13 de agosto a 18 de setembro

Das 9 às 18 horas de segunda a sexta-feira

Das 9h30 às 13h30 aos sábados

Galeria Artestil – Rua Carlos de Carvalho, 1663 – Batel