Governo do Paraná vai construir parque na fronteira com a Argentina

O Governo do Paraná vai construir o Passeio Costaneiro da Integração, parque projetado para integrar as cidades de Santo Antônio do Sudoeste, no Paraná, e San Antonio, na Argentina. O anúncio foi feito pelo secretário da Casa Civil, Guto Silva, e pelo secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, a integrantes do Comitê La Frontera, grupo binacional de líderes públicos e privados que reúne 12 municípios, sendo nove brasileiros e três argentinos.  

A reunião virtual, realizada nesta semana, contou com a participação do superintendente do Sebrae Paraná, Vitor Tioqueta, e de representantes do Ministério da Economia, Fábio Ono, e do Ministério das Relações Exteriores, Eduardo Pereira e Ferreira. 

A proposta de criação do parque foi desenvolvida pelo La Frontera, com apoio do Sebrae-PR. O comitê irá contratar o projeto executivo e o governo fará a execução da obra.

“A fronteira tem um potencial enorme, mas precisa de recursos para se desenvolver. E esta é uma obra importante para alavancar a economia e o turismo na fronteira. O Governo do Paraná vai garantir os recursos para a construção do parque no lado brasileiro e ajudar na interlocução com a Argentina para viabilizar todo o projeto”, disse Silva. 

PROGRAMA AMBIENTAL 

O chefe da Casa Civil afirmou que o governo desenvolve um grande programa na área ambiental. “Compreendemos que a sustentabilidade será a nova agenda global e o parque apresentado pelo La Frontera cabe muito bem nesse programa”, afirmou. 

O secretário Marcio Nunes detalhou o que vem sendo feito pelo Estado. “Temos hoje o maior programa de parques urbanos do Brasil. São 120 novos parques que serão entregues pelo governo, 45 já estão em execução”, disse. Só neste ano, o governo vai investir mais de R$ 32 milhões no programa

Nunes orientou o La Frontera sobre o projeto executivo e ofereceu o corpo técnico da Secretaria para apoiar no que for necessário. “Essa é uma obra importante para a consolidação da fronteira como polo turístico”, completou. 

PARQUE 

O Passeio Costaneiro da Integração prevê uma área integrada com aproximadamente de 1,5 km de extensão, no rio San Antonio (que divide Brasil e Argentina), com anfiteatro para a Festa da Amizade e outros eventos. Nos dois lados serão implantados mirantes, ciclovias, lagos, decks, academias ao ar livre e instalações urbanas.  

“Tudo concebido de forma integrada. A premissa é mudar o conceito de limite pelo de lugar e recuperar um espaço ambiental degradado para unir dois países, dois estados e dois municípios em um só conglomerado urbano”, explicou o arquiteto argentino Digo Gimenez, vice-presidente do comitê La Frontera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Torcedores vão a hospital prestar solidariedade a Pelé

Torcedores foram hoje (4) à porta do Hospital Albert Einstein, no Morumbi, zona oeste paulistana, se solidarizar com o  ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. A vigília foi convocada pela torcida jovem do Santos, time em que Pelé iniciou a carreira. O grupo levou uma bandeira com uma imagem do ex-jogador quando jovem e colou mensagens de apoio na grade no jardim do hospital.

Alguns moradores do bairro também se juntaram ao ato, como o aposentado Ciro Estivale dos Santos, que foi acompanhado das duas filhas: Manoela, de 7 anos de idade, e Rafaela, com 11. Segundo ele, a ideia de ir à homenagem foi da filha mais velha. “Ele deu tanta alegria para gente. Então, agora, é um pouco da gente para ele. Torcer para o pronto restabelecimento dele, para que ele fique bem, que consiga fazer mais um gol de placa na vida dele”.

Ciro conta que chegou a ver Pelé jogar no auge de sua carreira. “Meu pai era santista. Sempre fui no estádio, sempre acompanhei. Vi ele no auge, vários gols no Morumbi, Pacaembu, na própria Vila Belmiro”, contou.

Também morador da região, Macos Bispo dos Santos estava emocionado na porta do hospital. Ele conta que nasceu em Santos, onde iniciou a carreira no mercado financeiro no Banco Nacional, onde Pelé e os outros jogadores do Santos tinham conta bancária. Segundo Marcos, quando os jogares precisavam de atendimento na instituição, acabavam por mobilizar todas as atenções.

“Era uma festa. Naquela época eu era um simples funcionário. Para nós era uma festa, estar [com ele] não só no campo, que eu carregava desde criança, [mas também] como adulto estar com ele no banco em que você trabalha. Era uma sensação inacreditável. Ele ia para a mesa dos gerentes do banco e ficava aquela multidão [em volta]. A agência parava”, lembra.

Tratamento

Pelé foi internado no Albert Einstein na terça-feira (29) para uma reavaliação da terapia quimioterápica do tumor de cólon, identificado em setembro de 2021. A retirada do tumor ocorreu em 4 de setembro de 2021. Desde então, Pelé é submetido a um tratamento de quimioterapia, com idas regulares ao hospital.

De acordo com o boletim médico divulgado ontem (3), o ex-jogador tem tido boa resposta aos cuidados na infecção respiratória, “não apresentando nenhuma piora no quadro nas últimas 24 horas”.

Em sua conta no Instagram, Pelé disse estar fazendo seu tratamento “como sempre”. “Meus amigos, eu quero manter todos tranquilos e com o pensamento positivo. Estou forte, com muita esperança e sigo meu tratamento como sempre. Quero agradecer a toda equipe médica e de enfermagem, por todo zelo que tenho recebido”, escreveu o ex-jogador de 82 anos.

Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil

Com Neymar recuperado, Brasil enfrenta Coreia do Sul pelas oitavas

Contando com o retorno do atacante Neymar, o Brasil enfrenta a Coreia do Sul, a partir das 16h (horário de Brasília) desta segunda-feira (5) no Estádio 974, em busca de uma vaga nas quartas de final da Copa do Catar.

O retorno do camisa 10 à seleção brasileira é uma ótima notícia, após a ausência na vitória sobre a Sérvia e na derrota para Camarões por causa de uma lesão no tornozelo direito. A confirmação da presença do atacante do PSG (França) na equipe veio após o último treino da equipe, no último domingo (4).

“Sobre o Neymar, ele vai treinar na tarde de hoje. Treinando, estará sim no jogo”, declarou Tite em entrevista coletiva antes da atividade. Como o atacante treinou bem, o retorno está certo.

Outro retorno importante confirmado pelo treinador foi Danilo, que pode ser improvisado na lateral-esquerda, posição para a qual os jogadores convocados não estão disponíveis (Alex Telles foi cortado e Alex Sandro continua se recuperando de lesão). Desta forma, a equipe titular deve ser: Alisson; Éder Militão, Marquinhos, Thiago Silva e Danilo; Casemiro, Lucas Paquetá e Neymar; Raphinha, Richarlison e Vinícius Júnior.

Brasil e Coreia do Sul já se enfrentaram em sete oportunidades na história, com seis vitórias brasileiras e apenas um triunfo sul-coreano. O último encontro foi uma goleada de 5 a 1 da equipe de Tite em partida amistosa disputada em junho deste ano. Mas, mesmo com prognóstico tão positivo, o zagueiro Thiago Silva afirma que espera um confronto difícil nas oitavas de final: “Nosso confronto de amanhã é muito difícil. Sabemos da qualidade da Coreia, time que joga para a frente e gosta de ter a bola. Temos que minimizar o ímpeto deles para obter a classificação. Temos que trabalhar muito para isso. O jogo passado não tem relação alguma com as oitavas de final de uma Copa do Mundo”.

A presença de Neymar é uma preocupação a mais para a Coreia do Sul, como afirmou em entrevista o técnico da equipe, o português Paulo Bento: “Seríamos hipócritas se disséssemos que seria melhor enfrentar o Brasil tendo Neymar. Porém, para ser justo e verdadeiro, prefiro que os melhores jogadores estejam presentes”. Mas o treinador afirmou, que independente da formação do Brasil, tentará fazer o melhor: “Faremos o melhor jogo possível e traçaremos a melhor estratégia para competir com uma grande equipe”.

A equipe sul-coreana chega animada à disputa após se classificar em segundo em um grupo que contava com equipes mais tradicionais como Portugal e Uruguai. Além disso, a equipe do atacante Son Heung-Min ganhou uma dose extra de motivação depois de vencer a seleção de Cristiano Ronaldo por 2 a 1 na última rodada da fase de grupos.

Japão e Croácia

A partir das 12h desta segunda, Japão e Croácia medem forças no Estádio Al Janoub, na cidade de Al Wakrah, para saber quem enfrenta o vencedor de Brasil e Coreia do Sul.

Os europeus, atuais vice-campeões mundiais, são considerados os grandes favoritos. Porém, os nipônicos chegam muito animados após vencerem na primeira fase duas seleções que já conquistaram o título da Copa do Mundo, a Espanha e a Alemanha.


Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil