Ginastas de Curitiba brilham no Pan-Americano no Rio de Janeiro

As ginastas Ana Luiza Lima e Júlia Soares, ambas de 16 anos, fizeram bonito nas finais do Campeonato Pan-Americano de Ginástica, disputado no fim de semana na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro. Além de garantirem medalhas no individual por aparelhos, as duas atletas conquistaram a medalha de ouro com a equipe brasileira, que contou ainda com Christal Bezerra, Lorrane Oliveira e Rebeca Andrade.

Ana e Júlia são beneficiárias do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba e treinam em Curitiba no Centro de Excelência de Ginástica do Paraná (Cegin), no Capão da Imbuia. As atletas foram acompanhadas pela treinadora Iryna Ilyashenko e pelo coreógrafo Rhony Ferreira. Os dois são do quadro da Seleção Brasileira de Ginástica Artística Feminina e também são integrantes do quadro técnico do Cegin em Curitiba.

Ana Luiza e Julia Soares. Foto: Divulgação Confederação Brasileira de Ginástica/ CBG

Para conquistar a medalha, Ana Luiza encantou com uma exibição intensa e graciosa. Ao som de um tango de Astor Piazzolla, a jovem atleta conquistou a medalha de ouro no solo, com a nota 12.967. A brasileira Christal Bezerra fez companhia a Ana no pódio, ao faturar o bronze, com 12.767. Entre as duas brasileiras ficou a argentina Martina Dominici (12.800).

Mais um talento em ascensão, Júlia Soares conseguiu a medalha de bronze na trave, logo em sua primeira competição da categoria adulta. Com a nota 12.333, ficou atrás apenas da costa-riquenha Luciana Alvarado, que se classificou para a Olimpíada, e da mexicana Paulina Martinez.

Cegin

O Centro de Excelência de Ginástica do Paraná (Cegin) foi criado em 1999 nas dependências da antiga Universidade do Esporte, atual sede da Secretaria do Esporte e Turismo do Paraná. O Cegin é detentor do Troféu Excelência da Confederação Brasileira de Ginástica, sendo reconhecido como referência nacional e internacional na Ginástica Artística, servindo como base de treinamento para diversas equipes paranaenses e brasileiras, já tendo inclusive recebendo equipes internacionais da Argentina, Uruguai, Chile e Peru.

No centro, são desenvolvidas aulas de iniciação esportiva para crianças a partir de 4 anos, além de treinamento voltado para o alto rendimento, com a formação de equipe permanente em diversas categorias das Ginástica Artística, que disputam torneios e campeonatos nacionais e internacionais. 

A parceria com a Prefeitura de Curitiba, por meio do Programa Municipal de Incentivo ao Esporte, sob a coordenação da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), é fundamental para o desenvolvimento das atividades do centro.

Em contrapartida ao incentivo recebido da Prefeitura de Curitiba, o Cegin oferta gratuitamente vagas para que crianças encaminhadas pelos centros de treinamento da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude possam treinar e usufruir de uma das melhores estruturas técnicas e de equipamentos para o desenvolvimento de habilidades na Ginástica Artística.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atletas curitibanos são destaque no Campeonato Sul-Americano

Os atletas Gustavo Saldo, de 17 anos, Rafaela Raurich, 20, e Fernanda Goeij, 20, conquistaram 7 medalhas (5 ouros, 1 prata e 1 bronze) para Curitiba no Campeonato Sul-Americano de Esportes Aquáticos, que aconteceu em Buenos Aires (Argentina), de 16 a 19 de março. 

Os jovens são beneficiários do Programa de Incentivo ao Esporte da Prefeitura de Curitiba, coordenado pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), e ajudaram a Seleção Brasileira de Natação a conquistar o 2º lugar geral da competição internacional.

Gustavo Saldo conquistou já no primeiro dia (16) a medalha de ouro na prova de 4x200m – Livre, integrando a equipe do revezamento masculino formada ainda por Murilo Sartori, Pablo Vieira e Lucas Peixoto, que fecharam a prova em 7m24s32. A segunda medalha do atleta de Curitiba veio no último dia da competição, ao conquistar o ouro nos 200m borboleta, com o tempo de 1m58s76.

Atletas curitibanos são destaque no Campeonato Sul-Americano. – Na imagem, Gustavo Saldo. Foto: Satiro Sodré/CBDA

Um dos destaques da competição, a curitibana Rafaela Raurich subiu ao pódio todos os dias, trazendo na bagagem 5 medalhas, sendo 3 de ouro, 1 prata e 1 bronze. Ainda no primeiro dia da competição (16) a equipe do revezamento feminino, com Rafaela Raurich, Giulia Chicon, Fernanda Andrade e Sofia Rondel, conquistou o ouro ao completar a prova dos 4x200m – Livre em 8m15s35, mais de 5 segundos à frente da Argentina.

Atletas curitibanos são destaque no Campeonato Sul-Americano. – Na imagem, Rafaela Raurich. Foto: Satiro Sodré/CBDA

Rafaela conquistou também na quarta-feira (17) a medalha de ouro nos 200m – Livre (2m01s83), na quinta (18) o bronze no revezamento 4x100m  –  Livre e, para fechar como o grande destaque no último dia da competição, conquistou  a medalha de ouro nos 200m borboleta. Em seguida, voltou à piscina para ganhar a prata nos 400m – Livre.

Fernanda de Goeij, que ainda está se recuperando de problemas de saúde, conquistou a 4ª colocação nas provas de 50m costas, com o tempo de 29s62, e nos 100m costas, com o tempo de 1m03s20. 

Apresentando um bom ritmo de nado durante as disputas e somando pontos importantes, a atleta curitibana contribuiu para a 2ª colocação geral da Seleção Brasileira na competição. O Brasil ficou atrás somente da seleção anfitriã da Argentina.

Atletas curitibanos são destaque no Campeonato Sul-Americano. – Na imagem, Rafaela Raurich. Foto: Satiro Sodré/CBDA

Seleção

Com 28 integrantes com idades entre 17 e 21 anos, a nova geração da natação brasileira terminou a competição como líder no quadro de medalhas, com 11 medalhas de ouro, 11 de prata e 14 de bronze, conquistando, ainda, 1 medalha de ouro, 4 de prata e 1 de bronze no Nado Artístico.


 

Prefeitura de Ponta Grossa veta jogo entre Operário e Coritiba

Prefeita Elizabeth Schimdt informou em entrevista coletiva que o jogo não é o problema e sim a população que acompanha a partida

O drama envolvendo o Campeonato Paranaense de 2021 continua. Após a confirmação da realização do jogo entre Operário e Coritiba para este sábado (13), feita pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), a prefeitura de Ponta Grossa vetou a partida. Em entrevista coletiva no fim da manhã desta quinta-feira (11), a prefeita Elizabeth Schimdt informou que devido ao aumento de casos e a lotação de UTI’s, além da superlotação de unidades de saúde, não há como permitir o jogo.

“Queremos evitar tudo que acontece no sábado e domingo. Não é pelo jogo em si, porque todos estão testados. Mas sim pela situação da população, que faz aglomerações para assistir o jogo”, afirmou. Elizabeth ainda explicou o porque a partida entre Operário e Azuriz foi permitida no dia 28 de fevereiro, quando foi dada a largada da primeira rodada do Campeonato Paranaense.

“Naquela semana foi autorizado o jogo do Operário, porque as medidas naquele momento faziam com que a gente pensasse que era mais complicado e mais assustador ir ao supermercado do que realizar esse jogo. Só que hoje nós já estamos com outros números, outros dados e uma situação”, ressaltou.

O jogo entre Operário e Coritiba estava previsto para sábado, às 17h15, no Germano Kruger. A equipe do Operário ainda não foi notificada oficialmente e aguarda a informação para buscar alternativas.

Informações Banda B.