Fiscalização em Curitiba fecha 14 estabelecimentos e aplica 82 multas por falta de máscara

O resultado das Ações Integradas de Fiscalização Urbana (Aifu) realizadas no fim de semana aponta que ainda há muitos cidadãos despreocupados com as atitudes que promovem a disseminação da Covid-19.

Da noite de sexta-feira (15) ao domingo (16), a força-tarefa formada por equipes da Prefeitura e do Governo do Estado percorreu a cidade para averiguar denúncias apresentadas pela população, controlar excessos e assegurar o cumprimentos das medidas sanitárias de saúde. Nos três dias, 42 estabelecimentos foram vistoriados, 14 terminaram paralisados e 96 autos de infração foram lavrados, somando R$ 821.100 em multas.

Ações Integradas de Fiscalização Urbana (AIFU). Curitiba | Foto: Hully Paiva/SMCS

Tanto empresários quanto pessoas físicas foram responsabilizados. Das multas aplicadas, 82 foram para pessoas físicas, devido à falta de máscara, pela participação em evento com aglomeração e desacato a agentes administrativos.              

Formam a Aifu equipes da Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, fiscais das secretarias municipais do Urbanismo e do Meio Ambiente e agentes da Superintendência de Trânsito (Setran).

Desde 5 de janeiro, quando entrou em vigor a Lei 15.799/2021, que responsabiliza e pune quem descumpre as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia de covid-19, até o domingo (16), a força-tarefa da Prefeitura lavrou 1.129 autos de infração em 2.592 fiscalizações realizadas com a participação dos fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo (nas Aifus e ações com a Guarda Municipal). Somados os autos ultrapassam R$ 11,3 milhões em multas.

Curitiba, que segue em bandeira laranja (risco médio de contaminação pelo coronavírus) está sob as regras do decreto 860/20212.

Denúncias

Nas vistorias da noite de sexta-feira (14), 22 locais denunciados pela população foram fiscalizados nos bairros Alto da XV, Centro, Rebouças, São Francisco, Batel, Seminário, Santa Quitéria, São Lourenço e Cajuru. Foram quatro os estabelecimentos paralisados: dois bares no Alto da XV, um no Rebouças e uma tabacaria no Cajuru, onde os fiscais lavraram dois autos de infração por desrespeito e desacato à autoridade administrativa.

Ações Integradas de Fiscalização Urbana (AIFU). Curitiba | Foto: Hully Paiva/SMCS

No sábado (15), as fiscalizações aconteceram em oito estabelecimentos nos bairros Portão, Vila Izabel, Água Verde e Santa Quitéria. Foram encontradas irregularidades em seis espaços, que foram paralisados, e 85 autos de infração lavrados, somando R$ 665 mil em multas em uma única noite.

Foram autuados uma casa de eventos no Portão, já reincidente na violação das normas anticovid-19, três bares no Batel, um no Água Verde, um restaurante no Batel, que não estava fazendo o controle do número de pessoas, e uma lanchonete no Santa Quitéria. Neste último local, 78 autos de infração foram aplicados: um por falta de controle de pessoas, um pela restrição de atividade (os fiscais constataram atividade de bar) e 77 multas pela participação de pessoas em evento com aglomeração.

Já no domingo (16/5) foram vistoriados 12 locais. Em um deles, um bar no bairro Fazendinha, foram aplicados dois autos de infração, um pela prática de atividade suspensa no período e o outro por falta de uso de máscara. O local foi interditado pelos fiscais.

A ação da força-tarefa de fiscalização anticovid acontece também nos dias da semana.

Imprudência no trânsito

Foram 16 autos de infração e cinco veículos guinchados nas Aifu. Entre as irregularidades flagradas pelos agentes da Setran, destacam-se um condutor dirigindo com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa e outro com a CNH vencida. Este último ainda se negou a fazer teste do etilômetro (bafômetro) e foi encaminhado à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran). O veículo dele foi liberado a um condutor habilitado.

Aglomerações dispersadas

No domingo (16), a Guarda Municipal dispersou cerca de 500 pessoas que participavam de aglomeração no Parque do Semeador (bairro Sítio Cercado). Já no sábado (15) foi feita uma autuação por promoção de aglomeração no bairro CIC, com multa no valor de R$ 5 mil.

Desde o início da vigência da lei municipal 15.799/2021, a Guarda Municipal aplicou 351 autuações. Juntas, elas somam R$ 1.213.050. São 59 autuações no valor de R$ 359.250 para pessoas jurídicas e 292 autuações no valor de R$ 853.800 para pessoas físicas.

Além de respeitar o cumprimento das medidas sanitárias obrigatórias o cidadão pode colaborar no enfrentamento da covid-19 denunciando casos de abusos à saúde pública, como situações que geram aglomeração, falta de uso de máscara e do álcool em gel.  A queixa pode ser feita por meio da Central e aplicativo 156 e 153, da Guarda Municipal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Maratona musical em Curitiba leva mais de 9 mil a concertos e shows neste fim de semana

40ª Oficina de Música de Curitiba. Concerto sinfônico com alunos, nos instrumentais e na regência, levou ao palco do Guairão sucessos da icônica banda britânica Led Zeppelin. Curitiba, 29/01/2023. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Do mais intimista auditório ao gigante Guairão, os vários espaços culturais da cidade onde estão os palcos da 40ª Oficina de Música de Curitiba bateram recordes de público neste fim de semana. Em algumas apresentações chegou a faltar lugar, e quem não se programou ficou de fora tamanha a movimentação de pessoas em busca das atrações oferecidas por um dos maiores festivais de música do país. 

A estimativa da organização do evento é de que cerca de 9 mil pessoas frequentaram as 40 apresentações esparramadas em concertos e shows realizados neste sábado e domingo (28 e 29/1) em  dez palcos difrentes, do Boqueirão ao São Lourenço. Teve apresentação também nas ruas, em praças e parques e até em cinema.

“A edição que marca o início das comemorações dos 330 anos de Curitiba e também a volta plena das atividades presenciais depois de edições hibridas em razão da pandemia, a 40ª Oficina de Música de Curitiba tem sido um sucesso de público em absolutamente todas as suas atrações, desde as capelas e oratórios até o Guairão” destaca a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro.

O cardápio de opções musicais do festival curitibano é tão variado quanto amplo. Tem desde música medieval até rock. O ponto alto neste domingo foi o espetáculo Led Zeppelin Sinfônico, no Guairão. O show que misturou acordes de guitarra com violinos em clássicos como Stairway to Heaven, Kashmir e All my love, emocionou o público que compareceu em peso para ver essa mistura de música erudita com rock in roll. Na orquestra, 70 jovens alunos das classes de instrumentos e de regência da Oficina.

Canto lírico e popular

No Teatro Regina Casillo, teve recital lírico com um elenco de estrelas do gênero, abrindo no sábado a série de apresentações gratuitas que acontecerão ali durante a semana toda. O público que lotou o auditório no fim da tarde, assistiu de perto a performance de uma das mais importantes sopranos brasileiras, Rosana Lamosa e do barítono Inácio De Nonno.

O concerto foi acompanhado da premiada pianista Priscila Bomfim, maestrina assistente do Theatro Municipal do Rio. Todos eles são professores desta edição da 40ª Oficina de Música de Curitiba.

“A presença massiva do público no primeiro final de semana da oficina de música mostra não só a importância do evento para a cidade, mas também como os curitibanos estavam saudosos dessa programação no mês de janeiro”, disse o presidente do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Marino Galvão Júnior.

Concertos sublimes na Capela Santa Maria

Na Capela Santa Maria o sábado (28/1) foi agitado com movimentação intensa de público e de músicos da cena erudita local e nacional desde o fim da tarde até quase meia noite. As apresentações começaram às 18h com música de câmara. Erika Ribeiro no piano, Betina Stegmann no violino, Otinilo Pacheco no clarinete e Rafael Cesário no violoncelo, o quarteto fez uma apresentação sublime em homenagem aos 190 anos do compositor Johannes Brahms.

Depois foi a vez do compositor Wolfgang Amadeus Mozart ganhar as notas da Orquestra de Câmara de Curitiba que teve solos dos músicos russos  Andrey Baranov, no violino, e Anna Serova na viola. A flautista brasileira Cássia Carrascoza completou o elenco. E quem encerrou a noite na Capela Santa Maria foi a performática Piano Drag de Jeruza Muller. A pianista drag queen vestiu o programa com mosaico de compositores, indo de Claude Debussy à Rita Lee e Chiquinha Gonzaga.

A presença massiva do público no 1° final de semana da oficina de música mostra não só a importância do evento para a cidade, mas também como os curitibanos estavam saudosos dessa programação no mês de janeiro.”

Coral na Reitoria e Pixinguinha no Guairão

No Teatro da Reitoria, a poucas quadras da Capela Santa Maria, o público também encheu o espaço para ouvir as vozes do Coral da PUC, que fez uma animada apresentação para celebrar os 50 anos de atividade do grupo que apresentou As raízes do Samba.

Com o Guairão cheio, a noite de sábado foi uma homenagem a Pixinguinha. Com curadoria de Marcelo Vianna, neto do compositor brasileiro, o espetáculo teve músicas inéditas de Pixinguinha.

Artistas locais prestigiados no Cleon Jacques

Outro palco que lotou foi o do teatro Cleon Jacques, no Memorial Paranista. No sábado teve a cantora Thais Morell, que ficou emocionada de ver tanta gente no espaço. “Casa cheia, obrigada Oficina de Música de Curitiba”, disse após a apresentação do seu mais recente álbum, Quatro Cantos. Com participação do músico e produtor Vinícius Nisi, o duo fez uma potente e sofisticada apresentação.

No domingo quem comandou a MPB no Cleon Jacques foram os professores da Oficina de Música que se apresentaram em clima de roda de choro.

Outro Memorial que recebeu apresentações da Oficina de Música foi o de Curitiba. O coração da cidade bateu forte com apresentações de música sinfônica das Big Belas Band e da Gênesis Orquestra de Metais e Percussão, no sábado, e com a Orquestra de Tango, no domingo.

A programação da Oficina de Música também fez lotar a pequena Capela da Glória, no Alto da Glória, e o Oratório de Bach, no Bosque Alemão.

O palco itinerante também levou música para a praça da Rua da Cidadania do Cajuru e Parque Náutico. Nestes dois lugares, no sábado e no domingo, o público teve seis horas de apresentações, com bandas diferentes em cada horário, das 11h30 às 17h.
A 40ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, Ministério da Cultura, Governo Federal, com apoio master da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e patrocínio da Volvo do Brasil Veículos e Copel Distribuição. Também apoiam o evento: Camões – Centro Cultural Português, Embaixada de Portugal no Brasil, Teatro Colón, Centro Cultural Teatro Guaíra, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Federal do Paraná – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Sistema Fiep/Sesi Cultura, Família Farinha, Hard Rock Cafe Curitiba, LAMUSA – Laboratório de Música Antiga, Rádio Educativa 91.7 FM, TV Paraná Turismo, Teatro Regina Casillo e Bicicletaria Cultural.

Projeto realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Paraná.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

40ª Oficina de Música de Curitiba: mais uma semana inteira de atrações pela cidade

Principais atrações da 40ª Oficina de Música de Curitiba para a próxima semana. Vanessa Moreno, Edu Lobo e Ayrton Montarroyos. Foto: Paluo Rapoport

A 40ª Oficina de Música de Curitiba continua em ritmo intenso na próxima semana, com muitas atrações e ainda muitas surpresas. A programação tem shows de Ilessi, Gilsons, Edu Lobo e Teresa Cristina, noites especiais de professores de música antiga e de MPB, formações inéditas de alunos dos diversos cursos de instrumento que se encontram no palco e apresentam espetáculos exclusivos.

Um dos grandes shows desta segunda-feira (30) é o do Vocal Brasileirão com a cantora convidada Ilessi, no Teatro Guaira. O vocal curitibano, mantido pela Fundação Cultural de Curitiba, convidou a cantora e compositora carioca para um espetáculo que aborda a musicalidade afro-brasileira. O repertório inclui canções de Sérgio Santos, Baden Powell, Dorival Caymmi, Moacir Santos, além de composições da própria Ilessi.

Música Antiga

Outro destaque desta segunda é o concerto de professores de música antiga, um dos mais aguardados por reunir expoentes da música barroca, instrumentistas aclamados mundialmente, a começar por Rodolfo Richter, coordenador da área de música antiga da oficina. Curitibano que foi aluno da Oficina de Música, atualmente é spalla da Academy of Ancient Music (Inglaterra) e professor de violino barroco no Royal College of Music, em Londres.

Assim como Richter, todos os professores do núcleo de música antiga são renomados musicistas internacionais: Sirkka-Liisa Kaakinen Pilch (Finlândia), Benoit Laurent (Bélgica), Livia Lanfranchi (Itália), Alessandro Santoro (Brasil), James Johnstone (Inglaterra), Olaf Reimers (Alemanha), William Carter (Estados Unidos), Robin Blaze (Inglaterra) e Raquel Andueza (Espanha). No repertório do concerto, na Capela Santa Maria, estão composições de Johann Sebastian Bach.

Professores sobre nos palcos

Durante a semana haverá também apresentações dos professores de metais e madeiras (terça-feira, às 19h, na Capela Santa Maria) e dos professores de música popular brasileira (quarta-feira, no Teatro da Reitoria). Ainda no campo erudito, vale destacar o concerto do pianista português Pedro Burmester com a Orquestra de Câmara de Curitiba, no Teatro Guaíra.

Novas gerações no Guairão

Outra ótima pedida para a semana é o show Edu Lobo convida Vanessa Moreno e Ayrton Montarroyos. É um encontro de um dos maiores compositores brasileiros com a nova geração de grandes intérpretes. Tendo a obra do cantor e compositor como fio condutor, neste show os artistas se revezam e se unem em canções que pertencem à memória afetiva, musical e cultural brasileira.

O trio Gilsons é um dos sucessos da programação da semana. Os ingressos para o show estão esgotados, mas vale o registro da presença dos músicos Francisco, João e José Gil, respectivamente netos e filho de Gilberto Gil.  O trio mescla influências de pop rock, samba, reggae, rap, funk, ritmos baianos com algo eletrônico.

A Banda Sinfônica, a Orquestra de MPB, Orquestra e Grande Coro da Oficina são as atrações reservadas para os últimos dias, com repertórios especialmente trabalhados nesta 40ª edição. A Banda Sinfônica fará homenagem aos 90 anos do compositor de trilhas para cinema John William, apresentando temas de Stars Wars, Superman, Harry Poter, Jurassic Park, entre outros. Já a orquestra e o coro sinfônico de alunos farão juntos homenagem aos 100 anos de Maria Callas, e a classe de ópera studio apresenta no Guairinha a ópera As Bodas de Fígaro, de Wolfgang Amadeus Mozart.

Atrações desta segunda-feira (30/1) na 40ª Oficina de Música de Curitiba

18h, Capela dos Fundadores (Memorial de Curitiba) – Música Eslava com Vittorio Scarpi e Anna Serova. Gratuito

19h, Capela Santa Maria – Concerto dos Professores de Música Antiga. Ingressos R$ 35 e R$ 17,50 (à venda no site minhaentrada.com)

19h, Teatro Cleon Jacques (Memorial Paranista) – Paulo Braga Trio. Gratuito

20h, Teatro Guaíra – Vocal Brasileirão e Ilessi (Ingressos R$ 30 e R$ 15 (à venda no site ticketfacil.com)

Confira a programação completa no Guia Curitiba

Realização

A 40ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, Ministério da Cultura, Governo Federal, com apoio master da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e patrocínio da Volvo do Brasil Veículos e Copel Distribuição. Também apoiam o evento: Camões – Centro Cultural Português, Embaixada de Portugal no Brasil, Teatro Colón, Centro Cultural Teatro Guaíra, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Federal do Paraná – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Sistema Fiep/Sesi Cultura, Família Farinha, Hard Rock Cafe Curitiba, LAMUSA – Laboratório de Música Antiga, Rádio Educativa 91.7 FM, TV Paraná Turismo, Teatro Regina Casillo e Bicicletaria Cultural.

Projeto realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Paraná.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com