Fiscalização aplica R$ 605 mil em multas no primeiro final de semana da bandeira vermelha

Sob bandeira vermelha, com medidas mais restritivas para o controle da covid-19 na cidade, a  Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) vistoriou 41 estabelecimentos neste fim de semana e 16 locais acabaram interditados. Da noite de sexta-feira (28) até o domingo (30) foram lavrados 57 autos de infração por descumprimento às regras do Decreto Municipal 940/2021.

Mesmo diante do agravamento da pandemia – Curitiba tem hoje cerca de dez mil pessoas com vírus ativo -, as equipes de fiscalização constataram desrespeito às medidas mais importantes de enfrentamento ao novo coronavírus. Registraram falta de distanciamento social e do uso de máscara, participação de reunião com aglomeração ou de atividade restrita, além de descumprimento do toque de recolher. 

Foto: Levy Ferreira/SMCS

Bar, tabacaria, barberaria e sauna

Os locais interditados e autuados foram bares nos bairros Rebouças, São Francisco, Cajuru, Uberaba, além de tabacarias nos bairros Rebouças e CIC e uma barbearia no São Braz. Também tiveram as atividades encerradas e receberam multas uma loja de souvenir no Abranches, casas de jogos no Água Verde e no Centro e um bar e sauna no Uberaba.

A soma dos autos de infração lavrados nos três dias é de R$ 605.900, aplicados tanto para empresários quanto para pessoas físicas. Neste caso, foi a falta do uso da máscara que levou os fiscais lavrarem 38 autos de infração, de R$ 550 cada, para pessoas que se recusaram a usar a máscara mesmo após a orientação do agente. 

Foto: Levy Ferreira/SMCS

Todas as pessoas e empresas autuadas pelo município têm o direito de recorrer no processo administrativo.

Trânsito

Nos arredores dos estabelecimentos vistoriados, agentes da Superintendência de Trânsito (Setran) também fizeram abordagens. Conduta perigosa, tentativa de fugir da blitz, pessoas dirigindo sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e, ainda, com o documento obrigatório para dirigir vencido, além de irregularidades no estacionamento, foram infrações flagradas por agentes de trânsito durante as Aifus do fim de semana. Foram aplicadas 38 multas, com oito veículos guinchados. 

Equipes integradas

A Aifu é realizada a partir da união de esforços dos fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo, Secretaria Municipal do Meio Ambiente, agentes da Setran, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

Vistorias nos comécios de toda a cidade, bairros e região central, acontecem desde 17 de abril do ano passado, para coibir excessos e averiguar a adequação das empresas e cidadãos as medidas sanitárias necessárias ao enfrentamento do novo coronavírus. A partir de 5 de janeiro, as infrações começaram a ser aplicadas com base na Lei Municipal 15799/2021, que responsabiliza e pune quem descumpre as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia.

Desde então, a força-tarefa lavrou 1.417 autos de infração e interditou 650 locais em 2.832 fiscalizações realizadas por fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo (nas Aifus e ações com a Guarda Municipal). Somados os autos chegam a R$ 13.570.750 em multas.

Guarda Municipal

Em ações isoladas (fora das Aifus), guardas municipais aplicaram outros 17 autos de infração na última semana, no valor acumulado de R$ 41.350 em multas. As situações, registradas nas regionais Portão, CIC e Matriz, foram de atividade de bar, falta de máscara, promoção de aglomeração e estabelecimentos funcionando fora do horário permitido.

Desde o início da vigência da lei municipal 15.799, a Guarda Municipal fez 384 autuações. Juntas, elas somam R$ 1.300.100. Foram 66 autuações no valor de R$ 389,8 mil para pessoas jurídicas e 318 autuações no valor de R$ 910,3 mil para pessoas físicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 restaurantes de comida italiana em Curitiba

Na próxima segunda-feira, dia 25 de outubro, é celebrado o Dia do Macarrão. A data foi criada em Roma, no ano de 1995, durante o primeiro Congresso Mundial de Macarrão, que reuniu os principais fabricantes de todo o mundo.

Para marcar a data, listamos cinco restaurantes italianos em Curitiba, onde você pode encontrar um cardápio variante, com diversas opções de pratos com macarrão. Confira a lista:

1. Famiglia Fadanelli – Fandanelli é uma tradicional cantina italiana. O cardápio imenso traz receitas clássicas italianas, seleção de vinhos e queijos frios. O restaurante fica na Av. Manoel Ribas, em Santa Felicidade.

2. Ernesto – O restaurante é comandado pelo conhecido chef Dudu Sperandio. O menu reúne massas, risotos e carnes O cardápio até ganhou prêmio na Itália. O restaurante Ernesto fica na rua Myltho Anselmo da Silva, Mercês.

3. Madalosso – Claro, que os Madalossos não poderiam ficar de fora! O restaurante é um dos maiores do mundo e faz muito sucesso  por conta de suas polentas fritas, asinhas de frango e rodízio de massas à vontade. O endereço é na Av. Manoel Ribas, em Santa Felicidade.

4. Cantina do Délio – A Cantina do Délio é mais um clássico curitibano. O ambiente lembra a descontração das cantinas da Itália, que servem comida caseira. Já bastante conhecido na cidade, o restaurante fica na rua Itupava, Alto da XV.

5. Ricciardi Massas – A Ricciardi Massas é um restaurante tradicional de comida italiana, desde 1982. Conta com três lojas (Bacacheri, Água Verde e Jardim das Américas) e oferece massas caseiras, guloseimas, temperos, carnes de primeira qualidade e centenas de outras iguarias.

Curitiba ultrapassa 1,5 milhão de pessoas vacinadas com ao menos uma dose

Curitiba ultrapassou a marca de 1,5 milhão de pessoas vacinadas. Até esta quinta-feira (21/10), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou um total de 1.502.454 curitibanos com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid.

Ao todo, Curitiba já aplicou 2.801.989 unidades do imunizante, sendo 1.464.245 primeiras doses e 1.232.938 segundas doses; 38.209 doses únicas e 66.597 doses de reforço.

Da população total de Curitiba (estimada em 1.948.626 pelo IBGE), 77,1% já receberam ao menos uma dose do imunizante e 65,2% estão totalmente imunizados contra a covid-19, com as duas doses ou a dose única.

Vacinados com 18 anos ou mais

Entre a população com 18 anos ou mais, 1.403.024 curitibanos receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Um total de 1.271.029 pessoas acima dos 18 anos já completou o esquema vacinal até esta quinta-feira (21/10). Destas, 1.232.820 pessoas receberam a segunda dose da vacina e outras 38.209 pessoas receberam a vacina em dose única.

Reforço

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para quem já completou o ciclo de imunização, nos seguintes grupos: idosos de 70 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais de saúde. Até esta quinta-feira (21/10), 66.597 pessoas desses grupos receberam a dose de reforço.

Adolescentes de 12 a 17 anos

A SMS também vacinou 61.221 adolescentes entre 12 e 17 anos. Destes, 118 já receberam também a segunda dose, sendo do grupo de gestantes abaixo de 18 anos.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 3.041.813 doses de vacinas, sendo 1.551.232 para primeira dose, 1.381.340 para segunda dose, 38.975 doses de aplicação única e 70.266 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, por exemplo, a quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.

Confira detalhes da vacinação contra a covid-19 no Painel Covid-19 Curitiba.