Festival de Curitiba chega a 28. ª edição

Em mais de 80 espaços, na capital e na região metropolitana, o Festival de Curitiba volta a reunir grandes nomes das artes cênicas brasileiras em uma programação com mais de 400 atrações, levando arte, cultura e diversão para diferentes públicos de todas as idades. São estreias nacionais, produções internacionais, teatro, música, dança, circo, stand up comedy, performances, oficinas, show de variedades e gastronomia que transformarão Curitiba ao longo de 13 dias, trazendo novas cores e movimentos para a cidade.

Entre 26 de março e 07 de abril, a 28.ª edição do Festival de Curitiba fará de teatros, praças e ruas o palco para artistas conhecidos como Regina Casé, Guta Stresser, Claudia Abreu, Leandra Leal, Mel Lisboa, Bianca Byington, Ranieri Gonzalez, Gregório Duvivier, Dani Barros, André Abujamra, Nicole Puzzi e Deborah Colker. Em 13 dias serão mais de 1500 apresentações, em torno de 390 delas gratuitas e 196 no sistema “pague o quanto vale”, em que o público escolhe o quanto paga.

Os ingressos para o Festival de Curitiba estarão à venda pelo sitewww.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2019” e nas bilheterias instaladas no Shopping Mueller e ParkShoppingBarigüi. O valor varia entre gratuito e R$70.

Com 27 espetáculos a Mostra 2019 conta com curadoria de Guilherme Weber e Marcio Abreu que assinam a seleção pela quarta vez. “A extinção das fronteiras entre gêneros artísticos, o olhar para corpos que performam suas existências no mundo de forma atravessadora e uma investigação sobre o Brasil através das criações de seus artistas tem sido o principal recorte de nosso trabalho”, afirma a dupla.

Abrindo o Festival um espetáculo francês, fascinante e com grande força poética, “Aquele que Cai (Celui qui Tombe)”, uma criação do coreógrafo, bailarino e acrobata Yoann Bourgeois, experimenta novos princípios da física, colocando seis corpos sobre uma plataforma giratória e suspensa que desce, sobe, balança e gira em torno do seu eixo principal com apenas uma instrução: tentarem manter-se em pé. Um propósito simples que oferece um espetáculo ágil, arrojado e inspirador.

Outros seis são estreias nacionais: “As Comadres” – primeiro espetáculo dirigido por Ariane Mnouchkine no Brasil, diretora do Théâtre du Soleil, “Dezembro”, “Do Convento a Sala de Concerto”, “Relatos Efêmeros da França Antártica”, “Sísifo.gif” – primeira colaboração cênica entre Gregorio Duvivier e Vinicius Calderoni- e “Tráfico”, do dramaturgo franco-uruguaio Sergio Blanco.

O musical “Elza” homenageia a trajetória da cantora Elza Soares, suas múltiplas facetas e as reviravoltas de sua vida. Canções como “Lama”, “O Meu Guri”, “A Carne”, “Se Acaso Você Chegasse”, entre outras, fazem parte do repertório.

Os espetáculos “Uma Frase Para Minha Mãe”, “Fedra”, “Quando Quebra Queima”e “Orquestra Mundana Refugi” são atrações gratuitas.

A edição de 2019 conta ainda com duas mostras convidadas pelo Festival: comemorando 30 anos, a companhia Os Satyros retorna ao Festival com “Cabaret TransPeripatético”, além das estreias de “Mississipi”, “Todos os Sonhos do Mundo” e “O Rei de Sodoma”.  Já a Companhia de Teatro curitibana Stavis-Damaceno celebra seus 15 anos com quatro espetáculos de repertório: “Homem ao Vento”, “Psicose 4h48”, “Árvores Abatidas ou Para Luis Melo” e “Artista de Fuga”.

O Festival de Curitiba também é composto por: Interlocuções – palestras, oficinas, lançamentos de livros; todos com programação gratuita; Fringe – sem curadoria, com participações espontâneas de companhias de 13 estados brasileiros e 7 atrações internacionais, da Argentina, Portugal, Chile e Uruguai; e o MishMash – com shows de variedades que divertem a família inteira. Também fazem parte do evento oPrograma Guritiba – com atrações para crianças e adolescentes; o Risorama – destacando o melhor do stand up comedy nacional; e o Gastronomix – com música de primeira, aulas shows e pratos com assinatura de grandes chefes.

O que é o Festival de Curitiba

O Festival de Teatro de Curitiba começou em 1992 com 14 espetáculos e a proposta de promover o encontro das artes com o entretenimento. Palco de estreias internacionais e de nomes fortes das artes brasileiras, também é vitrine para quem busca reconhecimento nas artes cênicas, bem como a oportunidade para que os paranaenses desfrutem de produções premiadas no cenário nacional.

Ao longo de seus 27 anos se consolidou como um dos eventos mais importantes do calendário cultural brasileiro, agregando novas programações, se transformando no Festival de Curitiba. Sob este nome passou a atender novos públicos, tomando o cuidado de manter-se como um canal de formação, atualização e reflexão, com a promoção de debates, palestras e oficinas. Atualmente o Festival de Curitiba abriga a Mostra 2019 e o Fringe; e os eventos simultâneos: MishMash, Programa Guritiba, Risorama e Gastronomix.

Os segmentos do Festival de Curitiba

·         Mostra – espetáculos convidados pela curadoria, formada por profissionais atuantes que acompanham o cenário nacional e internacional para traçar um panorama relevante e diverso do que é produzido.

·         Mostra Convidada: novidade em 2019, a convite do Festival abriga duas mostras de repertório de companhias brasileiras importantes;

·         Interlocuções: compondo a Mostra 2019, a plataforma amplia a experiência da arte, da reflexão e da convivência aproximando público, artistas e aprendizes em debates, oficinas, encontros, lançamento de livros e outras experiências. Programação inteiramente gratuita.

·         Fringe: um espaço aberto, democrático e sem curadoria, recebe a participação voluntária de companhias profissionais que recebem apoio de produção do Festival de Curitiba. Alguns grupos se organizam por afinidades artísticas e criam suas próprias mostras. O Fringe se tornou uma grande vitrine no cenário teatral brasileiro.

·         Programa Guritiba – voltado ao público infantil e juvenil tem atrações teatrais, musicais, brincadeiras e promove ações sociais itinerantes que perduram ao longo do ano;

·         MishMash – com curadoria de Rafael Barreiros, apresenta variadas formas de atrações artísticas em um único palco mesclando teatro, musica, circo e dança, em uma programação familiar que diverte todas as idades;

·         Risorama – sob os cuidados de Diogo Portugal promove a mistura de estilos de up comedy reunindo os melhores humoristas do país;

·         Gastronomix – evento musical e gastronômico oferece um variado cardápio a preços acessíveis, criado por grandes chefs brasileiros sob a curadoria de Celso Freire.

 

Apresentadores, patrocinadores e apoiadores

O Festival de Teatro de Curitiba tem parceiros fundamentais para sua realização e é apresentado pelo Banco RCI Brasil, com patrocínio da Junto Seguros, EBANX, Uninter e GRASP.

 Os eventos simultâneos – Programa Guritiba, MishMash, Gastronomix e Risorama -, igualmente, contam com o apoio de parceiros importantes para levar a arte, cultura e entretenimento ao público.

O Programa Guritiba é apresentado por Caterpillar e Perkins Motores, com patrocínio da Tradener Comercialização de Energia e tem como apoiadores as empresas Novozymes, New Holland, Mili e Savana | Mercedes-Benz. São parceiros também na realização do Guritiba a Berneck, Brose do Brasil e o BRDE.

O Banco RCI Brasil, Instituto Grupo Boticário e a Denso do Brasil apresentam o MishMash,  evento que tem também o patrocínio da Unimed Curitiba e Rumo.

O Risorama é apresentado pela Potencial Petróleo e Restaurante Madero e patrocinado por Lojas Havan, FH, Ferramentas Worker e Sistema Fiep. O segmento de stand up comedy do Festival de Curitiba tem também o apoio do Grupo Barigui.

O Gastronomix, por sua vez, é apresentado por Electrolux, tem o patrocínio da Melitta e o apoio da Electra Energy, Da Magrinha e da Ritmo Logística. Conta ainda com a Oxford como fornecedora da louça oficial do evento.

As bilheterias do Festival de Curitiba são uma parceria com o ParkShoppingBarigüi e o Shopping Mueller.

Ingressos

A venda dos ingressos será pelo site www.festivaldecuritiba.com.br, pelo aplicativo “Festival de Curitiba 2019” e nas bilheterias oficiais do evento, no ParkShoppingBarigüi (Piso Superior – Lado Norte), de segunda a sexta, das 11h às 23h, no sábado, das 10h às 22h e, aos domingos, das 14h às 20h; e no Shopping Mueller (Piso L3), de segunda a sábado, das 10h às 22h, domingos e feriados das 14h às 20h.

 

Valores:

Mostra 2019

De R$ 0 a R$ 70,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

Fringe

De R$ 0 a R$ 60,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

Risorama

R$ 70,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

Mish Mash

R$ 40,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

Guritiba

De R$ 0 a R$ 40,00 (entrada inteira) + taxa administrativa

Gastronomix

R$ 12,00 (não consumível) + taxa administrativa


Serviço:

O que: 28.º Festival de Curitiba

Quando: De 26/03 a 07/04 de 2019.

Valores: Os ingressos vão de R$ 0,00 até R$ 70,00.

Ingressos: www.festivaldecuritiba.com.br, aplicativo: Festival de Curitiba 2019 e nas bilheterias do Shopping Muller e ParkShoppingBarigui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

No mês da Consciência Negra, Sesi Cultura apresenta espetáculo infantil sobre a História das Áfricas

Há muito o que aprender com nossas raízes. No Brasil, de norte a sul, elas passam pela África. E não poderia haver melhor época para tratar de questões étnico-raciais sob novas perspectivas com as crianças e adultos que novembro, quando é celebrado o dia da consciência negra. O espetáculo “Karingana Ua Karingana! Histórias de Áfricas” é uma concepção do Grupo Baquetá e aproxima temas que fazem parte da história e cultura brasileira e que, muitas vezes, são vistos de forma afastada ou exótica.

De acordo com o último Censo Demográfico, a maioria da população brasileira é afrodescendente e, muitas vezes, os jovens e as crianças não se veem representados na mídia ou nos livros, especialmente no sul do país. Nesse sentido, “Karingana Ua Karingana” foi pensado para ser um espaço de representatividade, pois os três atores/músicos são afrodescendentes e apresentam a riqueza de elementos africanos e afro-brasileiros por meio dos figurinos, adereços, turbantes e penteados.

Composto por contos de origem africana e afro-brasileira, o espetáculo traça uma rota de identificação com nossas raízes negras, a contribuição para a construção do país e herança cultural. Temas como diáspora, autoestima, ancestralidade, circularidade, meio ambiente, espiritualidade, escravização da população negra, linguagem e diversidade são abordados por meio de técnicas de contação de histórias, danças de matrizes africanas, cantos e brincadeiras.

Uma das preocupações do grupo Baquetá é aplicar as leis 10.639/03 e 11.645/08 que tratam da obrigatoriedade do ensino das histórias e culturas africanas, afro-brasileiras e dos povos indígenas para todos os âmbitos da educação. Dessa forma, a proposta é ajudar a desmistificar a idealização de África como um lugar longe, antigo, arcaico e pequeno e apresentar a potência de um vasto continente, berço da civilização, mãe de grandes saberes científicos e tecnológicos.

O Grupo Baquetá nasceu na cidade de Curitiba, em 2009. Pesquisa e desenvolve projetos para adultos e crianças com base nos saberes da diáspora africana e dos povos originários do Brasil. O grupo que circula participando de eventos, mostras e festivais pela região sul, estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, lançou seu primeiro disco no ano de 2021, disponível gratuitamente nas plataformas online de música.

SERVIÇO:

Sesi Cultura Paraná apresenta “Karingana Ua Karingana! Histórias de Áfricas”

Data: 26 de novembro, sábado

Horário: 15h

Local: Centro Cultural Sesi – Unidade Dr. Celso Charuri – Rua Paula Gomes, 270 São Francisco – Curitiba

Entrada franca

Festival ​Baticum segue com mais shows

Grupo Fato, Baticum Session e uma celebração da cultura afro com o Gumboot Dance encerrando em grande estilo a primeira edição do Baticum – Festival de Música Corporal de Curitiba, que segue até o próximo domingo (27). 

Quem abre a semana é o paranaense Grupo Fato, na quinta-feira (24) às 20h no Cleon Jacques. Também no Cleon, o revitalizado teatro do Parque São Lourenço, acontece o Show dos Professores, com a participação da turma que está ministrando as oficinas, todos eles referência em música corporal. Na noite de sábado (26), o Canal da Música (Júlio Perneta, 695) recebe o belo show doGumboot Dance Brasil, festejando toda a riqueza e alegria contagiante da cultura afro.

No dia 27, às 11h, a Casa Hoffmann recebe a Baticum Session, uma vivência coletiva pelo universo da música corporal, com entrada franca.

Para saber de tudo, basta acompanhar a programação no perfil do evento no instagram. Para os shows pagos, os ingressos, a preços populares de R$15 e 7,50, estão disponíveis pelo Sympla.

Baticum é um projeto realizado com recursos do programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, com o incentivo do Colégio Positivo

Serviço:

O que: Baticum – Festival de música Corporal

24/11 (quinta): 20h     Show Fato, no            Teatro Cleon Jacques. R$15 e R$7,50

25/11 (sexta)  20h, Show Professores, no   Teatro Cleon Jacques. R$15 e R$7,50

26/11 (sábado), 20h,  Show Gumboot Dance, no    Canal da Música.  R$15 e R$7,50

27/11 (domingo),11h, Baticum Session, na  Casa Hoffman. Gratuito (retirar convite uma hora antes da apresentação)

Informações e ingressos: linktr.ee/festivalbaticum

https://www.instagram.com/festivalbaticum/