Ex-presidentes americanos parabenizam Joe Biden pela eleição

[ad_1]

O ex-presidente americano George W. Bush parabenizou Joe Biden, na tarde de hoje (8), pela vitória na eleição dos Estados Unidos. Em uma declaração oficial publicada no Twitter do George W. Bush Presidential Center, o republicano agradeceu ao democrata pela “mensagem patriótica” do discurso em que se declarou vencedor.

“Ainda que tenhamos diferenças políticas, eu sei que Joe Biden é um homem bom, que conquistou essa oportunidade de liderar e unificar nosso país”, disse Bush, que afirmou que as eleições são confiáveis, e que seu resultado é claro.

George W. Bush governou os Estados Unidos entre 2001 e 2009 e é do Partido Republicano, o mesmo de Donald Trump, que ainda não reconheceu a derrota por alegar que houve fraude eleitoral.

O ex-presidente americano também parabenizou Trump e seus apoiadores pela “extraordinária conquista política” de somar 70 milhões de votos. Bush acrescentou que Trump tem o direito de pedir a recontagem de votos e fazer questionamentos na justiça, e pediu confiança de que o processo eleitoral foi fundamentalmente justo.

Bush também parabenizou a vice-presidente eleita, Kamala Harris “por sua histórica eleição”. Harris será a primeira mulher e a primeira mulher negra a ocupar o cargo de vice-presidente dos Estados Unidos. 

 

Obama

obama.jpg

Ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama – Arquivo/Casa Branca/Divulgação

O ex-presidente democrata Barack Obama já havia publicado ontem uma declaração oficial parabenizando a Joe Biden e Kamala Harris. Obama afirmou que o presidente enfrentará desafios extraordinários, como a pandemia, uma economia desigual e riscos à democracia.

“Eu sei que ele trabalhará com as melhores intenções para todos os americanos em seu coração, sejam eles seus eleitores ou não. Então, eu encorajo cada americano a dar a ele uma chance e oferecer a ele seu apoio”, afirmou Obama, que disse que caberá a todos os americanos baixar a temperatura, ouvir o outro e buscar consenso para seguir adiante. “Nossa democracia precisa de nós mais do que nunca”.

 

Clinton

Ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton

Ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton – Arquivo/Agência Brasil

Outro ex-presidente americano que se manifestou foi o democrata Bill Clinton, que publicou no Twitter que “Os Estados Unidos se manifestaram e a democracia venceu”.

“Agora nós temos um presidente eleito e uma vice-presidente eleita que servirão a todos nós e unirão a todos nós”, disse Clinton. 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp libera função para mensagens desaparecerem automaticamente

O WhatsApp liberou nesta segunda-feira (6) uma função para que mensagens desapareçam de conversas de modo automático.

Mark Zuckerberg, presidente da Meta (dona de WhatsApp, Facebook e Instagram), disse em seu perfil que “nem todas as mensagens precisam durar para sempre”.

Usuários do aplicativo poderão definir que mensagens desapareçam de conversas, por padrão, após 24 horas, sete dias ou 90 dias.

A configuração vale para mensagens de novas conversas –conteúdos enviados ou recebidos antes dessa ativação, portanto, não serão afetados.

Em uma conversa individual, os dois usuários podem ativar ou desativas mensagens temporárias. Em grupos, qualquer pessoa pode fazê-lo. Os administradores, porém, podem permitir que apenas eles definam mensagens como temporárias no grupo.

Segundo a empresa, os conteúdos desaparecem conforme a definição mesmo que o usuário não abra o WhatsApp nesse período.

“Se uma mensagem temporária for encaminhada para uma conversa em que esse recurso está desativado, ela não desaparecerá dessa conversa. Se um usuário fizer backup antes de uma mensagem desaparecer, essa mensagem temporária será incluída no backup. Contudo, a mensagem temporária será apagada quando o usuário restaurar o backup”, explicou o WhatsApp em nota.

A recomendação é que esse recurso seja ativado apenas em conversas de confiança porque o interlocutor consegue tirar uma captura de tela ou fotografar qualquer mensagem antes que ela suma.

Nem todos os aparelhos já estão com o recurso disponível.

Para ativar essa função, tanto no iPhone como no Android, é preciso tocar na área de configurações, depois em conta, em privacidade e em duração padrão, selecionando o período desejado.

O Instagram também já permite mensagens temporárias, mas não por padrão.

Telegram e Signal, concorrentes do WhatsApp, já disponibilizam há tempos essa opção, uma camada extra de privacidade a quem não deseja armazenar mensagens. Entre os mensageiros, o Signal é o mais protetivo, pois não permite captura de tela.

Barroso pede manifestação do governo sobre passaporte da vacina

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Barroso concedeu nesta segunda-feira (6) prazo de 48 horas para que o governo federal se manifeste sobre uma ação judicial que pede a obrigatoriedade de quarentena e comprovação de vacinação contra a covid-19 para quem entra no país.

A ação, protocolada pela Rede Sustentabilidade, chegou ao Supremo no dia 26 de novembro e foi distribuída para o ministro, que é o relator do caso. A legenda pretende tornar obrigatória a adoção de recomendações feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Determino a oitiva das autoridades das quais emanou a Portaria nº 658/2021, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, tendo em vista a aproximação do recesso. Transcorrido o prazo, os autos devem retornar à conclusão, para apreciação das cautelares”, despachou Barroso.

De acordo com a Anvisa, a política brasileira para fronteiras deveria ser revista, com o estabelecimento da cobrança de prova de vacinação para turistas e outros viajantes que desejam entrar no país de avião ou por via terrestre, em combinação com protocolos de testagem.