Especialista dá dicas de segurança para quem viaja no fim de ano

Viajar no período de festas e férias requer atenção redobrada, principalmente neste ano, em que as chuvas estão intensas e vêm provocando estragos em rodovias que já estão em condições ruins, mas medidas simples podem ser adotadas para que o passeio não termine em tragédia. “Seja de carro ou de ônibus, o primeiro passo é cuidar da segurança utilizando cinto em todos os bancos, capacete, cadeirinhas e/ou assento de elevação para as crianças”, explica Alysson Coimbra, diretor científico da Associação Mineira de Medicina do Tráfego (Ammetra).

O segundo cuidado é fazer a revisão e manutenção do veículo. “Não saia de casa sem verificar freios, faróis, lanternas, níveis de água e óleo, calibrar os pneus e verificar os itens de segurança obrigatórios, como triângulo, macaco e estepe, que também deve ser calibrado”, observa Coimbra.

O especialista reforça que não se deve pegar a estrada com pneus carecas, pois a redução do atrito com a pista aumenta a possibilidade de perda do controle e estabilidade do veículo. Essa dica vale também para quem viaja de ônibus.

Policial fiscaliza rodovia durante Operação Natal

Transporte coletivo

Quem usará transporte coletivo deve escolher empresas legalizadas, pois elas são obrigadas a seguir todas as normas de segurança da legislação. “Antes de embarcar, observe a conservação dos pneus e verifique se o veículo tem o selo da ANTT e a identificação da empresa. O selo é uma garantia pois a agência adota critérios de segurança e monitoramento para autorizar as viagens. “As empresas legalizadas oferecem seguro e são obrigadas a prestar assistência em caso de sinistros ou problemas com a viagem. Empresas clandestinas representam uma economia que não vale a pena”, diz.

Motorista

Estudos mostram que 90% dos acidentes são provocados pelo fator humano, ou seja, pelo motorista. Então, de nada adianta fazer a manutenção do carro e dirigir cansado, com sono ou sob o efeito de álcool ou drogas psicoativas. “Uma boa noite de sono e descanso é imprescindível antes de pegar o volante. Quem começou algum tratamento médico recentemente deve consultar o médico para saber se o remédio interfere diretamente na capacidade de concentração e reação”, explica Coimbra.

Quem viaja de ônibus também deve adotar cuidados

Crianças

Em 2022 o número de crianças e adolescentes mortos e feridos nas rodovias federais aumentou. “Apesar de o número de acidentes ter caído, as mortes cresceram 80%. Isso significa que os sinistros estão mais graves e, portanto, é preciso cuidado extra no transporte desse público. As crianças nunca devem ser transportadas sem bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação. Banco da frente ou de trás somente com cinto de segurança para crianças maiores de 10 anos, mesma regra vale para o transporte em motocicletas.Existe uma regra para cada idade, peso e tamanho”, afirma o diretor da Ammetra.

Férias com os pets

Se você vai viajar com seus bichos de estimação, se certifique de transportá-los de forma adequada. Existem equipamentos de segurança específicos para o seu bebê peludo. “Além dos riscos de morte e ferimentos para os pets, o transporte inadequado pode provocar acidentes e gerar multas”, completa Coimbra.

FORMA ADEQUADA DE TRANSPORTAR CRIANÇAS

Bebê conforto: crianças de até um ano de idade e até 9kg, posicionado em sentido contrário ao painel do veículo.

Assento conversível: crianças de até um ano de idade e até 13kg posicionado no sentido contrário ao painel do veículo até a criança completar 1 ano de idade.

Cadeirinha: crianças de 1 a 4 anos de idade, que tenham entre 9 e 18 kg, posicionamos de frente para o painel do veículo.

Assento de elevação: crianças de 4 a 10 anos de idade que não tenham atingido 1,45 m de altura, com peso entre 15 e 36 kg, sempre conectado ao cinto de três pontos.

Banco traseiro e dianteiro somente com o cinto de segurança: crianças com mais de 10 anos de idade e/ou estatura superior a 1,45m.

Apenas crianças maiores de 10 anos podem ser transportadas em motocicletas, mas sempre com capacete, luvas e outros equipamentos de proteção

FORMA ADEQUADA DE TRANSPORTAR PETS

– Cadeirinhas (cestinhos): recomendadas para animais de pequeno porte que não se adaptam em viajar nas caixas de transporte. São projetadas para serem utilizadas com os animais utilizando coleiras do tipo peitoral e devem ser fixadas no encosto de cabeça do banco traseiro e retidas com o cinto de segurança do veículo.

Cinto de segurança: Indicado para cães de porte médio ou grande, na posição central do banco traseiro, com os adaptadores presos às coleiras peitorais, e fixados no encaixe do cinto de segurança do veículo.

– Grades de proteção: indicadas para animais de grande porte e têm a função de limitar a circulação do animal dentro do carro e impedir o cão de saltar pela janela.

– Capa protetora de banco traseiro: pode ser usada com o cinto de segurança, minimizando o risco do animal de sofrer ferimentos em desacelerações bruscas, por exemplo.

COMO DIRIGIR EM SEGURANÇA NA CHUVA

– Só saia se for realmente necessário

– Use GPS mesmo que conheça o caminho; eles avisam sobre interdições e desvios seguros

– Tenha sempre uma outra opção de percurso para fugir de interdições e alagamentos.

– Em caso de chuva intensa, procure lugar seguro para parar o carro

– Não avance se o volume de água cobrir metade da altura da roda

– Não saia do carro em caso de enxurrada

– Mantenha distância de 4 segundos do veículo à frente

– Use farol baixo mesmo na cidade

– Não freie bruscamente

– Em caso de água na pista, mantenha o volante reto, segurando forte, pare de acelerar e não freie

– Em caso de interdição de pista: se não existir local seguro para estacionar, acione as luzes de alerta em modo contínuo e abandone o veículo, buscando abrigo em local seguro

– Use o pisca alerta de maneira intermitente quando houver uma redução drástica de velocidade, para que os demais motoristas possam reduzir a velocidade de forma segura evitando colisões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amigos do HC e Serra Verde Express se unem no Expresso Classique

Nesta sexta-feira (16) a Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas da UFPR e a Serra Verde Express realizam uma edição especial do Expresso Classique, em comemoração aos 36 anos dos Amigos do HC. 

Nesta ocasião, o tradicional jantar a bordo do trem de luxo da operadora de turismo, será tomado pelo espírito solidário. Em meio a um cenário de nostalgia e requinte, que remete a década de 1930.

Com boa música, para recepcionar os convidados e alta gastronomia, com um cardápio exclusivo preparado pelo chef titular do Expresso Classique, Rafael Lafraia, do restaurante Curry Pasta, especializado em culinária indiana e italiana.

Os lugares no jantar podem ser reservados por meio do link a seguir Expresso Classique (amigosdohc.org.br). O valor é de R$399 por adulto. No momento da compra é preciso preencher alguns dados pessoais, que estão de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados, e também indicar qual dos pratos principais do cardápio será o escolhido, dentre os três disponíveis para a noite.

Parte da renda obtida com a venda de ingressos para o jantar será revertida para a construção do CEDIVIDA, o Centro de Direitos à Vida da Pessoa Idosa, que já está em obras e vai funcionar ao lado da sede da Associação dos Amigos do HC.

Confira a seguir o menu preparado pelo chef para a noite:

Couvert: Cesta de pães australianos e mini ciabatta com manteiga de ervas e molho defumado.

Entrada: Gói de Cogumelos – Enrolado em folha de arroz com cogumelos e legumes grelhados ao curry. Servido com creme de iogurte com ervas e creme de balsâmico.

Prato principal (escolher um):

Opção com carne vermelha: Mignon em cubos. Brócolis ao alho, molho defumado e arroz pilaf aromático. Opção com peixe: Cação grelhado, molho de alho-poró e capim limão e arroz pilaf aromático. Opção vegetariana: Ravióli de pera, molho de queijo grana e crocante de caramelo com tomilho.

Menu Kids (para crianças de até 12 anos): Massa artesanal com molho branco, cubos de mignon e batata chips.

Sobremesa: Brownie meio amargo com especiarias brasileiras, calda de frutas vermelhas e ganache de chocolate.

Serviço:

Expresso Classique Amigos do HC

Local: Estação Rodoferroviária, Bloco 3

Endereço: Avenida Presidente Affonso Camargo, número 330 – Bairro Jardim Botânico

Data: 16.09

Horário: 19h30

Valor: R$399 por adulto

Restrições de Viagem aos EUA completa um ano; País segue impedindo entrada de Brasileiros

Um ano após suspender a entrada de brasileiros com vistos de turista nos EUA, governo americano não sinaliza reabertura para o Brasil. Brasileiros com imóveis no país, estudantes e categorias não admitidas para ingresso em território americano seguem fazendo quarentena obrigatória em outros países antes de tentar entrar no país norte-americano.

Os EUA estenderam a proibição da entrada de cidadãos do Brasil nos EUA até 21 de março. A prorrogação anunciada pela Alfândega e Proteção de Fronteiras no país deverá seguir nos próximos meses devido ao surgimento da nova cepa do coronavírus e ao ritmo de vacinação no Brasil. Brasileiros que necessitam viajar aos EUA seguem tendo que fazer quarentena obrigatória de 14 dias em países como o México antes de ir aos Estados Unidos.

Para o pesquisador da imigração, Rodrigo Lins, que investiga os impactos da medida restritiva na comunidade brasileira residente nos EUA, a restrição deverá ser mantida nos próximos meses devido ao ritmo de vacinação no Brasil. Para ele, a medida atinge também a comunidade brasileira residente nos EUA, que mesmo tendo permissão para trânsito com o Brasil, acaba prejudicada com proibição a familiares.

“A expectativa para permissão de entrada de brasileiros aqui nos Estados Unidos é grande, inclusive na comunidade residente. Com a proibição de entrada de portadores do visto de turista, muitos familiares estão afastados. Também há impacto nos negócios, muitos brasileiros que tem imóveis de aluguéis em temporada, por exemplo, estão com maior dificuldade para vir ao país e acompanhar seus imóveis. Nos grupos de brasileiros já há, inclusive, recomendação de lugares no México para brasileiros que queiram entrar nos EUA após quarentena obrigatória”, explica.

Para o especialista, a quarentena obrigatória em outros países encarece a ida aos Estados Unidos e não é garantia de sucesso na hora de entrar no país. “É preciso considerar que mesmo realizando quarentena em outro país, na hora de entrar nos EUA, os agentes indagarão muitas questões ligadas à localização de origem no Brasil e se o viajante teve contato com alguma pessoa infectada pelo coronavírus. Não é garantido que o agente da fronteira aprove a entrada”

As restrições se aplicam a quem viaja a pé ou em veículos, balsas, trens ou portos de entrada costeiros, bem como imigrantes e não imigrantes que viajam para fins que as autoridades dos Estados Unidos não consideram essenciais. Cidadãos dos EUA e residentes legais permanentes (LPR) estão autorizados a retornar aos Estados Unidos durante este período.

“Muitos brasileiros que são residentes nos EUA e que podem transitar entre os países estão com receio de sair do país e enfrentar dificuldades para retornar. A sensação é de insegurança. Desde o início da proibição é cada vez menor o número de brasileiros, residentes nos EUA, que aposta em viajar ao Brasil. Os números são comprovados pelas empresas aéreas mais populares para vôos entre os países na comunidade brasileira nos EUA”, afirma Rodrigo Lins.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com