Dorival Júnior é demitido do comando do Athletico-PR após quatro derrotas seguidas

Publicidade
Publicidade

O técnico Dorival Júnior não é mais técnico do Athletico Paranaense. A demissão foi confirmada pelas redes sociais do clube.

Dentre as quatro derrotas consecutivas da equipe paranaense no brasileirão, Dorival só esteve presente em uma delas. O treinador havia sido afastado após ser diagnosticado com Covid-19 e retornou aos trabalhos nesta segunda-feira, antes do confronto diante do São Paulo.

Números de Dorival no comando do Furacão:

18 jogos
9 vitórias
3 empates
6 derrotas

Na sua opinião, foi justa a demissão de Dorival? Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Circuito Mundial de Surfe inicia com etapa no Havaí

Publicidade
Publicidade

Após longa espera, causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Circuito Mundial de Surfe finalmente começará. E o evento terá como palco inicial justamente o Havaí, onde Ítalo Ferreira se sagrou como último campeão da modalidade, no final de 2019.

E a temporada que inicia nesta sexta-feira (4), com a disputa do Maui Pro (primeira etapa do circuito feminino, que vai até o dia 15 de dezembro de 2020 em Honolua Bay, Havaí), terá final apenas em setembro de 2021. Assim, o circuito mundial de surfe não terá campeões em 2020.

Disputa feminina

Na disputa entre as mulheres, o Brasil conta com apenas uma representante na elite, Tatiana Weston-Webb. A gaúcha não terá problemas de ambientação nesta etapa, pois mora na ilha de Maui desde criança.

“Eu adoro competir. É quando me sinto bem e, com a proximidade da competição, a cabeça fica melhor ainda, mais focada. Não vejo a hora de chegar o dia”, diz uma ansiosa Tatiana.

Brasileiros favoritos

Se entre as mulheres o Brasil tem na elite apenas uma representante que ainda busca o seu primeiro título mundial, entre os homens o país é o grande favorito no circuito. Nomes como o atual campeão Ítalo Ferreira, o bicampeão mundial Gabriel Medina e Felipe Toledo dão esperanças de que a Brazilian Storm (tempestade brasileira) busque mais um caneco.

A primeira etapa do circuito masculino também terá como palco o Havaí, mas a ilha de Oahu, onde acontece, entre os dias 8 e 20, o Billabong Pipe Masters.

Etapa brasileira

Caso tudo corra bem, e a pandemia não cause mudanças no calendário, a atual temporada chegará ao final somente em setembro de 2021, quando acontece, entre os dias 8 e 17, o Lower Trestles, etapa na Califórnia (Estados Unidos) que contará com os dez melhores atletas do circuito (cinco homens e cinco mulheres).

Além disso, está programada a etapa brasileira do circuito, a Rio Pro, entre os dias 11 e 20 de junho em Saquarema.


Athletico-PR embala na Série A e impede líder Atlético-MG de disparar

Publicidade
Publicidade

O Athletico-PR emplacou a terceira vitória consecutiva pela Série A do Campeonato Brasileiro. Pior para o Atlético-MG, que perdeu a chance de disparar na liderança da competição. Nesta quarta-feira (18), debaixo de muita chuva em boa parte do jogo, o Furacão aproveitou os vários desfalques do Galo por conta da covid-19 e venceu por 2 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte.

O duelo valeu pela sétima rodada do torneio nacional. A partida estava inicialmente marcada para 29 de agosto, mas teve de ser adiada porque, no dia seguinte, o Atlético-MG teria pela frente a final do Campeonato Mineiro. Apesar de permanecer na ponta, com dois pontos de vantagem para o vice-líder Internacional, o time alvinegro possui agora o mesmo número de jogos que os principais concorrentes ao título. Já o Athletico-PR ganhou cinco posições e aparece em 10º, com 25 pontos.

A equipe mineira foi a campo com oito desfalques por conta da covid-19. O técnico Jorge Sampaoli e seu auxiliar, Jorge Desio, também foram contaminados e não puderam comparecer ao Mineirão. Leandro Zago, treinador do time sub-20, dirigiu o Galo nesta quarta-feira. O Galo tentou manter a postura agressiva que lhe é peculiar, mas falhou ao não ser criativo como de costume – e pagou por isso.

O Furacão, que não tinha nada a ver com os problemas do adversário, criou as melhores chances do primeiro tempo e foi para o intervalo em vantagem. O volante Christian recebeu do meia Fernando Canesin e abriu o placar aos 34 minutos. Já aos 45, o meia Nikão finalizou da entrada da área e contou com um desvio no zagueiro Bueno para ampliar o marcador para a equipe paranaense.

O cenário do jogo não mudou na etapa final. O Atlético-MG assustou em finalizações do lateral Guilherme Arana – que estava com a seleção brasileira até terça-feira (17) – e do atacante Eduardo Sasha, mas parou no goleiro Santos. Nos demais chutes, faltou pontaria. Com o rival desorganizado, o Athletico-PR controlou a pressão e só não chegou ao terceiro gol porque o goleiro Everson fez duas boas intervenções em arremates de fora da área.

O Furacão volta a jogar pelo Brasileiro neste sábado (21), às 19h (horário de Brasília), com o Santos, na Arena da Baixada, pela 22ª rodada da competição. No domingo (22), o Atlético-MG enfrenta o Ceará na Arena Castelão, em Fortaleza, às 16h.

Confira a tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.