Dores cervicais podem ser evitadas com travesseiro correto

Uma das maiores dificuldades que as pessoas que dormem de lado encontram é acertar uma posição confortável para os braços e pescoço. O sono pode até ser afetado pela dor corporal, reduzindo o relaxamento, gerando cãibras, contrações e, a longo prazo, até dores crônicas de articulação. Para as pessoas que dormem de lado, há mais detalhes importantes para se notar na hora de dormir.

A Organização Mundial da Saúde estima que um quarto da população em algum momento da vida sofrerá ou já sofre com dor cervical, a chamada cervicalgia. Afetando a região posterior do pescoço, a doença pode levar a mais dores gerais e perda da força nos membros. A hora de dormir é um momento essencial para o relaxamento da cervical, para evitar essas dores. Dormir de lado pode ser um fator que ajuda a diminuir o impacto na região, mas precisa ser acompanhado do travesseiro correto que mantenha a coluna ereta.

O ideal para essas pessoas é ter um travesseiro não muito alto, mas o suficiente para preencher o espaço entre a orelha e o colchão. O travesseiro Theraside Gel, da TheraMart, conta com abertura anatômica central, que dá espaço para encaixar confortavelmente o pescoço e garante conforto para os braços. Assim, mantém essa distância entre colchão e cabeça e, com a abertura, aceita o posicionamento da mão, por exemplo, e é fácil de se ajustar para dormir.

Outra vantagem do Theraside Gel é a capa de gel que compõe a superfície de um dos lados do travesseiro. Em dias mais quentes, especialmente, o calor pode afetar a tranquilidade do sono. A capa de gel refrescante favorece o sono ininterrupto. Quando virada para baixo, não afeta os braços, pois ainda é confortável.

Em Curitiba, pode-se encontrar o Theraside Gel em uma loja autorizada: a TheraVita, que inaugurou seu espaço físico em outubro, e também atende todo o Brasil pelo site.

A loja TheraVita fica na Av. Água Verde (nº 463), no bairro Água Verde. O horário de atendimento será de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 12h. Mais informações e compras online, com envio para todo o Brasil, no site theravita.com.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Paraná, mais de 220 mil crianças sofrem com excesso de peso

Dados do Ministério da Saúde, divulgado pelo Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional, mostram que, em 2022, mais de 220 mil crianças e adolescentes estavam com excesso de peso no Paraná, e 35 mil desses casos foram considerados como obesidade. A falta de hábitos saudáveis é o principal fator que impacta diretamente na saúde de todos, inclusive das crianças e adolescentes. A obesidade contribui para o surgimento de outras doenças, como diabetes, problemas ortopédicos, distúrbios psicológicos, doenças cardiovasculares, hipertensão, infarto e acidente vascular cerebral (AVC).

O sedentarismo infantil cresce a cada dia, principalmente durante as férias. Assim, é sempre importante ressaltar que a prática esportiva traz inúmeros benefícios à saúde, dentre os quais: combate o sedentarismo, a obesidade, previne as doenças citadas acima, estimula a convivência em grupos, desenvolve habilidades cognitivas, além de fazer bem para a autoestima e à saúde mental.

Durante as férias escolares há uma preocupação dos pais e dos professores com a falta de atividades que movimentam o corpo, mas essas atividades devem continuar sendo incentivadas pelos pais. A professora de Educação Física na unidade Acesso Campo Largo, Vania Regina Sampaio Sávio, destaca que a rotina de estudos causa cansaço e estresse, e que o descanso durante as férias é necessário, mas atividades físicas devem continuar sendo realizadas. “É necessário realizar atividades que envolvam toda a família, tais atividades precisam ser divertidas e contagiantes, realizar atividades ao ar livre é uma ótima opção”, enfatiza.

Praticar exercícios físicos é importante para manter uma boa saúde física, mental, emocional e social, tanto de crianças quanto adolescentes. A prática melhora a capacidade cardiopulmonar, o desenvolvimento psicomotor de uma atividade sociabilização, a disciplina das regras do esporte, bem como a manutenção do peso adequado para idade. “Esses são os principais benefícios de manter uma atividade física, porém, é necessário ter cuidado e não exagerar nessas atividades. A criança não pode entrar de férias e usar todo seu tempo praticando atividades físicas. É necessário um equilíbrio”, alerta o pediatra do Hospital Santa Cruz/Rede D’Or, Ênio Luís Torricillas.

Apoio dos pais

Atividades prazerosas, como recreação, andar de bicicleta, de patins, andar, correr, fazer trilhas, enfim, existem muitas opções que podem ser desenvolvidas e incentivadas pelos pais, cujo apoio na prática de exercícios físicos durante as férias escolares é fundamental. “Realizar exercícios com quem amamos torna as atividades mais prazerosas, e também motiva a criança e o adolescente a ter uma vida mais saudável”, destaca Vania.

O hábito de fazer exercícios deve ser incorporado na rotina do dia a dia, principalmente para criança, pois este é o melhor método para combater a obesidade e as doenças originadas pelo sedentarismo. “É importante ver a aptidão que cada um de nós temos e ter o cuidado para evitar colocar a criança em uma atividade que ela não goste. Isso vai gerar frustração e desistência. Se a criança não gosta de jogar bola, não adianta colocar em uma escola de futebol. Procure uma atividade que ela goste de fazer pra que isso a incentive a se manter no esporte”, aconselha o médico.

Uso de telas

Com a pandemia, o número do uso de telas (celulares, tablets, vídeo games, entre outros) por crianças e adolescentes aumentou. O uso excessivo dessas tecnologias causa mudanças extremas no comportamento de crianças e adolescentes e que são muito significativas, pois alteram o comportamento causando irritação, depressão e dificuldade de aprendizado em muitas crianças.

Segundo projeção da World Obesity Federation, até 2030, 30% da população brasileira será obesa ou estará com sobrepeso. “Quanto mais tempo em frente às telas, seja de computador, videogame ou televisão, menor será o interesse por atividades ao ar livre com gasto de energia, sejam elas em grupo ou individuais. É necessário incentivar que as crianças gastem essa energia, que saiam, respirem, socializem. Não é recomendado mandar o filho jogar vídeo game para ter um pouco de sossego”, alerta o pediatra.

É importante que a prática de atividades físicas seja incentivada desde a infância, mas é preciso respeitar a vontade e a preferência da criança pela atividade escolhida. “Tais atividades desenvolvem um corpo saudável, fortalecem ossos e músculos, aumentam a força e a resistência, desenvolvem as habilidades globais, incentivam a convivência com outras crianças e trabalham a comunicação, mas para isso essas atividades devem ser divertidas”, acrescenta a professora Vania.

Brasil é o país mais sedentário da América Latina

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que 47% dos brasileiros são sedentários. Este número, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), elenca o Brasil como o mais sedentário da América Latina e o quinto no ranking mundial.

Os dados acima são preocupantes e a melhor forma de reduzi-los é a prática de exercícios físicos. O pediatra do Hospital Santa Cruz/Rede D’Or, Ênio Luís Torricillas, enfatiza que este hábito deve ser desenvolvido na rotina de toda a família e não apenas para os filhos, sejam eles crianças ou adolescentes. “A criança precisa de um exemplo dentro de casa e deve ter algum tipo de atividade que realize junto com o pai ou com a mãe, isso contribui também proximidade e fortalecimento do vínculo familiar”, destaca.

Em 2023, para quem pretende começar uma atividade física, é importante destacar que fique atento com a alimentação e deve se manter hidratado antes e durante a prática de exercícios, pois esses hábitos ajudam a alcançar resultados mais satisfatórios e a manter a saúde em dia. “Incluir frutas, verduras e legumes na alimentação é importante, pois esses alimentos são ricos em vitaminas, minerais, água e fibras. As frutas têm sabor adocicado e protegem contra doenças, previnem a obesidade e garantem o desenvolvimento saudável, tanto dos pequenos, quanto dos adultos”, finaliza a professora de Educação Física na unidade Acesso Campo Largo, Vania Regina Sampaio Sávio.

Testes moleculares aliam precisão e agilidade para detectar novas cepas da Covid-19

Com a chegada do outono e do inverno no hemisfério norte, as autoridades europeias preveem uma temporada de alta transmissão da Covid-19 e do Influenza, o vírus causador da gripe. Com uma maior circulação de doenças respiratórias e a ausência de barreiras sanitárias, especialistas temem que a onda que se inicia no outono europeu chegue ao Brasil em janeiro, gerando um novo aumento nos casos e nas mortes por Covid-19. 

No último mês, o Brasil registrou 41.146 novos casos de Covid-19, totalizando 36.552.432 casos desde o início da pandemia, de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS). Ainda segundo o órgão, 694.985 óbitos foram provocados por problemas relacionados ao coronavírus. Com a circulação das novas subvariantes BQ.1 e BQ 1.1, derivações recentes da variante Ômicron, há ainda mais necessidade de retomar cuidados e restrições como completar o esquema vacinal e tomar as doses de reforço recomendadas (terceira e quarta doses), evitar aglomerações, usar máscaras em lugares fechados ou com contato prolongado com outras pessoas, lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel.

Ficar atento aos sintomas também é importante para evitar a transmissão. Os mais comuns são: febre ou calafrios, tosse, dificuldade para respirar, fadiga, dor no corpo, dor de cabeça, perda de olfato e de paladar e diarreia. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a BQ.1 foi identificada em 60 países, incluindo o Brasil, e pode se tornar prevalente. Há casos confirmados em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, no Distrito Federal, no Alagoas, no Espírito Santo, na Amazônia e no Ceará.

Embora não haja evidências de que a BQ.1 possa causar sintomas mais graves, sua resistência e transmissibilidade são maiores, comparadas às outras variantes. A BQ.1 também possui mutações genéticas na proteína Spike, localizada na superfície do Sars-CoV-2, permitindo que o vírus se ligue à célula e a infecte. Isso dificulta o reconhecimento e o combate do vírus pelo sistema imunológico, aumentando também o risco de reinfecção. Identificar a variante da doença propicia um cuidado direcionado para o paciente, interrompe a cadeia de transmissão e evita os altos custos hospitalares e tratamentos incorretos decorrentes do diagnóstico tardio.

Testes oferecem suporte à conduta médica

Nesse cenário, exames que utilizam biologia molecular são fundamentais, pois detectam os patógenos causadores da doença com precisão e agilidade, auxiliando profissionais de saúde a tomarem as melhores decisões em benefício dos pacientes. A Mobius Life Science possui mais de 25 anos de experiência em medicina diagnóstica e oferece exames moleculares que aliam alta sensibilidade, rapidez e praticidade para detectar o coronavírus e suas variantes. 

“Alinhada às necessidades do mercado, a Mobius conta com soluções moleculares para diversas especialidades médicas. Soluções que permitem aos laboratórios a realização de exames de forma rápida, contribuindo para que os pacientes sejam corretamente tratados. Com a eliminação de tratamentos empíricos, devido a diagnósticos que demoram, os pacientes restabelecem sua saúde de forma mais rápida, ganhando em tempo e qualidade de vida, bem como há também uma importante diminuição de custos para todo o sistema, público, privado e ao próprio paciente”, explica Juliano Bison, coordenador comercial da Mobius.

O Kit XGEN Master Covid-19 oferece detecção dos genes ORF1ab e N para SARS-CoV-2. O diagnóstico é realizado em poucas horas e todos os reagentes para a detecção são fornecidos em um único kit.

Os vírus da Influenza A e B também são causas significativas de morbimortalidade em todo o mundo. Idosos e indivíduos comprometidos apresentam risco especial de desenvolver doenças graves e complicações, como pneumonia. Já os casos mais graves do vírus SARS-CoV-2 podem causar pneumonia, insuficiência renal e morte. O diagnóstico pode ser problemático, pois uma ampla variedade de patógenos pode causar infecções respiratórias agudas que se apresentam com síndromes clínicas semelhantes. Os ensaios de PCR em tempo real demonstraram ser uma ferramenta de diagnóstico sensível e específica para a detecção dos vírus Influenza A, Influenza B e SARS COV 2.

O Kit XGEN Multi Covid-19 Flu A/Flu B contém todos os reagentes necessários para identificar os vírus da Influenza A e B e a Covid-19. É um kit compacto e em formato liofilizado, que facilita a logística de transporte e armazenagem em temperatura ambiente(2°C a 40°C), levando a uma menor manipulação  diminuindo as chances de erro e contaminação.

Por sua vez, os vírus sinciciais respiratórios humanos (HRSV)  são os principais agentes de uma infecção aguda nas vias respiratórias. Eles são um contribuinte comum de infecções respiratórias que causam bronquite, pneumonia e infecções pulmonares obstrutivas crônicas em pessoas de todas as idades. Um aliado no diagnóstico é o Kit XGEN Multi Covid-19 Flu/HRSV, capaz de detectar o vírus sincicial respiratório humano, Covid-19 e o vírus da Influenza A e B.

“Dado a quantidade de patógenos que causam infecções respiratórias com os mesmos sinais clínicos ou coinfecções, somados à urgência do diagnóstico, é necessário lançar mão a exames Multiplex. Com isso, o médico poderá tomar condutas mais personalizadas aos pacientes, de acordo com o risco de cada infecção”, explica Juliano.

Identificação correta de patógenos respiratórios evita complicações graves

A maior parte das infecções respiratórias é causada por vírus, mas elas também podem ser decorrentes de bactérias. As doenças causadas pelos patógenos respiratórios podem provocar diferentes sintomas. A identificação do agente responsável permite o melhor manejo terapêutico do paciente. O  Kit XGEN Multi PR21 detecta, em uma única amostra, os 21 patógenos mais frequentes em infecções respiratórias como o Coronavírus Humano, Influenza A, Influenza B, Adenovírus Humano, Vírus Sincicial Respiratório A e Vírus Sincicial Respiratório B. Além disso, o Kit oferece laudos completos com a análise realizada no próprio equipamento.

Outro agravante em relação às infecções respiratórias é que elas podem ser simples, com sintomas semelhantes aos da gripe, ou causar complicações graves que provocam até a morte. A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é uma complicação viral que frequentemente causa hospitalização e pode levar a óbito. A SRAG pode ser causada pelos Coronavírus, Vírus Influenza, Vírus Sincicial Respiratório (RSV), Parainfluenza, Adenovírus, entre outros.

Os principais vírus que causaram hospitalização e óbitos por SRAG nos últimos anos foram o SARS-CoV-2 em adultos, Influenza H1N1 e RSV em crianças. O RSV é responsável por 70% das bronquiolites e até 40% das pneumonias. Os Adenovírus e Rinovírus estão relacionados à exacerbação da asma, bronquite e pneumonia. Além disso, infecções bacterianas importantes como a pneumonia podem ser confundidas com a COVID-19 por apresentarem sintomas semelhantes.

Pensando nisso, a Mobius desenvolveu o Kit XGEN Multi PR24 Flow Chip, que possui a capacidade de detectar 24 patógenos que podem causar infecções respiratórias em uma única amostra e fornece um laudos completos com análise feita pelo equipamento.O diagnóstico molecular preciso orienta as medidas para prevenção da transmissão patogênica, direciona o tratamento e previne o desenvolvimento de resistência antimicrobiana. O tratamento correto também diminui as reações adversas provocadas por medicações inadequadas e os custos hospitalares.

Sobre a Mobius Life

A Mobius Life Science faz parte de um grupo sólido de empresas com mais de 25 anos de atuação e grande expertise no mercado. Desenvolve e comercializa produtos destinados ao segmento de medicina diagnóstica, fornecendo kits para extração de ácidos nucleicos, sorologia e também para diagnóstico molecular in vitro de doenças infecciosas, oncologia e genética. Mais informações, acesse www.mobiuslife.com.br.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com