Dia dos Avós: Flormel oferece doces com sabores típicos brasileiros para presentear na data

Algumas guloseimas como doce de leite, paçoquinha, pé de moleque, cocada e goiabada estão no ranking da preferência do consumidor, incluindo dos idosos. Mas com a diminuição da sensação do paladar, as pessoas acima dos 60 anos tendem a buscar ainda mais produtos açucarados podendo abusar do ingrediente o que, consequentemente, pode terminar comprometendo a saúde. Uma saída é optar por doces sem adição de açúcares que em nada deixam a desejar em relação ao sabor, a exemplo dos produtos da Flormel.

A empresa familiar trabalha com um portfólio de doces, sobremesas e snacks sem adição de açúcares e oferece uma linha de tabletes em uma formulação, que não eleva a glicemia por serem adoçados naturalmente com Taumatina. Os docinhos são certificados pela ANAD, Associação Nacional de Atenção ao Diabético e podem ser consumidos com segurança por diabéticos e outras pessoas que desejam manter um estilo de vida mais saudável e equilibrado.

São diversas opções para escolha, entre eles a paçoca de castanhas com chocolate zero, que é a versão inovadora e deliciosa da tradicional paçoquinha, feita com amendoim, castanha de caju e cobertura de chocolate. O doce é sem adição de açúcares ou adoçantes, sem glúten além de ser fonte de fibras. Outro sabor super tradicional é a cocada, com exatos 75% de coco in natura, além de ser fonte de fibras e cálcio. 

Sabores, como doce de leite tradicional, pé de moleque, abacaxi com coco, paçoquinha, doce de leite com nozes, doce de leite com coco e goiabada também podem ser encontrados. Todos são versões nutritivas, saborosas e práticas que podem trazer satisfação e saciedade em uma única porção. 

O display com três unidades pode ser encontrado nos principais pontos de vendas como Carrefour, Droga Raia, Oba, Pão de Açúcar e Mundo Verde. Na loja virtual <https://www.flormel.com.br/doces/tablete>  é possível achar o kit tabletes zero açúcar por R$ 80,44. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Como aliviar as alergias respiratórias que se agravam durante o inverno

Quem tem alergia sofre ainda mais nos meses de outono e inverno. Tosse seca constante, espirros, coriza, irritação das mucosas, chiado no peito e até falta de ar são alguns dos sintomas que tendem a se agravar nesta época do ano.

De acordo com o médico especialista em otorrinolaringologia cooperado da Unimed Curitiba, Diego Malucelli, as crises alérgicas pioram nestes meses não só por causa das temperaturas, mas também por conta do ar seco e do aumento da poluição do ar. “Ambientes fechados com menor ventilação, uso de roupas mais pesadas para combater o frio e cobertores que muitas vezes ficaram guardados por meses e carregados de poeira que podem conter muitos ácaros em suas superfícies também são responsáveis por causar quadros de alergia durante o inverno”, completa.

Nesta época, a asma e a rinite são os tipos de alergia mais comuns. Mas a sinusite e a bronquite alérgica também podem se manifestar e piorar durante essas estações. Entretanto, é possível amenizar os sintomas e diminuir as crises tomando alguns cuidados simples. “É importante evitar ficar em ambientes fechados de pouca ventilação e com aglomeração de pessoas, pois além de tudo, existem mais chances de contaminação de doenças respiratórias como resfriados, gripes e COVID-19. Os ambientes, além de bem ventilados, devem estar sempre limpos, livres de poeira e, sempre que possível, expostos ao sol”, lembra Malucelli.

Estar sempre bem hidratado ajuda muito, especialmente para pessoas alérgicas. A prática de exercícios físicos também é importante. E, quando possível, ao ar livre. Segundo o médico, o uso de antialérgicos e a lavagem nasal com soro fisiológico podem ser eficazes durante as crises, porém a prevenção ainda é o melhor remédio.

Se você acha que está com alguma alergia respiratória, além do diagnóstico clínico, alguns exames laboratoriais podem ser realizados para identificar a doença. “Existem vários exames que podem ser realizados para a detecção da alergia, entre eles o teste de contato, teste RAST, exame de anticorpos IgE, entre outros que são mais específicos. O especialista poderá indicar o melhor caminho para identificar e tratar a doença”, explica o médico.

Mozzarellart lança caixas com queijos artesanais para o Dia dos Pais

Datas especiais merecem ser comemoradas com presentes que são verdadeiras experiências gastronômicas. Pensando nisso, a Mozzarellart, principal fábrica de queijos autenticamente italianos do Sul do Brasil, acaba de lançar duas opções de caixas exclusivas com itens artesanais para o Dia dos Pais, que será comemorado neste domingo, dia 14 de agosto.

O Kit Dia dos Pais (R$ 159,90) conta com três tipos de queijos curados, Scamorza, Caciotta e Taleggio, e uma garrafa do Vinho Nigra, de uva Negroamaro. Já a Mozzabox Dia dos Pais (R$ 239,90) oferece quatro queijos italianos, Caciocavallo, Caciotta, Taleggio e Stracchino, um Presunto Parma, um pacote de azeitonas verdes sem caroço, uma focaccia e um Vinho Sono, também de uva Negroamaro. Existe ainda a opção de montar o próprio kit com os itens disponíveis na loja (preço sob consulta).

“A Scamorza é um queijo com tempo de cura curto, o que proporciona um sabor muito leve e macio. A Caciotta é um queijo fermentado, com tempo de cura médio, que proporciona uma casca mais grossa, mas tem um interior cremoso e poroso. Já o Taleggio, devido ao tempo de maturação que varia de 4 a 5 meses, oferece uma textura similar ao parmesão, assim como sabor intenso, podendo ser usado ralado ou para aperitivo”, explica o sócio proprietário da Mozzarellart, Ângelo Martiriggiano.

As caixas de Dia dos Pais estão disponíveis na loja física da Mozzarellart em Curitiba (R. Rocha Pombo, 384 – Juvevê) e na loja virtual (www.mozzarellart.com.br). Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@mozzarellart_brasil) ou pelo telefone (41) 99923-0809.