quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_img
InícioNotíciasPolíticaDeputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) participa em Brasília de discussão sobre os...

Deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) participa em Brasília de discussão sobre os leilões dos Lotes 3 e 6 do pedágio no Paraná – De olho nos deputados


O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) vai participar em Brasília no próximo dia 7 de fevereiro de reunião sobre os leilões dos Lotes 3 e 6 do novo programa de concessões de rodovias. O encontro entre parlamentares e equipes de órgãos federais está sendo organizado pela bancada federal do Paraná no Congresso Nacional e deve ter a presença do ministro dos Transportes, Renan Filho.

Os processos dos novos lotes foram entregues no início de janeiro ao Tribunal de Contas da União (TCU), que precisa dar o aval para a continuidade das concessões, e a expectativa é de que os leilões aconteçam no segundo semestre deste ano. O lote 3 abrange estradas do Norte do Estado, inclusive a Rodovia do Café (BR-376), enquanto o lote 6 engloba rodovias do Oeste e Sudoeste do Paraná, incluindo a BR-277, de Foz do Iguaçu a Guarapuava.

“O fato é que o governo federal precisou fazer alguns ajustes no programa de concessões porque a modelagem proposta não atraiu interessados. A falta de concorrência nos dois primeiros lotes é prova disso”, afirmou Romanelli ao lembrar que a Frente Parlamentar sobre os Pedágios ofereceu uma série de sugestões para aperfeiçoamento do processo. “Os paranaenses querem um pedágio com a menor tarifa e garantia da realização das obras”.

A expectativa do deputado é que as alterações no projeto sejam detalhadas na reunião com os órgãos federais responsáveis pela nova concessão. “Somos absolutamente contra o pedágio abusivo, mas a situação atual mostra a necessidade de termos empresas cuidando das rodovias. Estamos vivendo um verdadeiro caos nas estradas, sem manutenção, sem fiscalização e sem obras novas”, considerou.

Romanelli criticou a demora da realização dos leilões que, na avaliação dele, deveriam ter sido feitos antes do término das antigas concessões, em 2021. “Por uma questão eleitoral, o governo federal da época deixou de fazer as concessões no tempo correto. Foi uma grande irresponsabilidade”, disse o deputado em entrevista na Rádio Graúna FM, de Cornélio Procópio.



Leia mais informações no site da Alep

MATÉRIAS RELACIONADAS
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img

As últimas do Busão