Curitiba passa São Paulo e é eleita cidade mais conectada e inteligente do país

Curitiba conquistou, em apenas um ano da gestão do prefeito Rafael Greca, o posto de cidade mais inteligente e conectada do Brasil, de acordo com o ranking Connected Smart Cities 2018, divulgado nesta terça-feira (4/9). A capital paranaense ultrapassou São Paulo e ficou em primeiro lugar no levantamento geral.

O estudo, elaborado pela empresa de consultoria Urban Systems e divulgado durante o fórum Connected Smart Cities, avaliou cerca de 700 municípios e é feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil.

O ranking, que está na quarta edição e colocou Curitiba à frente de São Paulo este ano, é composto por 70 indicadores divididos em 11 eixos: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança.

Segundo o prefeito Rafael Greca, que está na capital paulista para participar do fórum nacional, o ranking confirma que Curitiba vem recuperando, desde o ano passado, sua capacidade de inovar e ser novamente referência nacional também na gestão pública.

“Apostamos na ideia da inovação e estamos desencadeando um processo criativo sem precedentes”, diz o prefeito. “O município tem o compromisso de melhorar a qualidade de vida dos curitibanos com uma gestão moderna e inteligente.”

Nas últimas três edições do levantamento, a capital paranaense vem subindo posições no ranking geral, conquistando a terceira colocação em 2016 e a segunda posição em 2017.

A evolução de Curitiba neste ranking foi destacada na edição desta terça-feira (4/9) do jornal Valor Econômico.

Vale do Pinhão
Greca destaca que a Prefeitura vem incentivando e fomentando esse ambiente de inovação da cidade com o Vale do Pinhão, o movimento de todas as áreas da Prefeitura e do próprio ecossistema da capital para tornar Curitiba a cidade mais inteligente do país.

“O Vale do Pinhão é focado em cinco pilares: educação/empreendedorismo, ações integradas de incentivo à tecnologia, revitalização de regiões com emprego e renda, fomento (incentivos) e integração/articulação”, lembra ele.

Tecnoparque e Saude Já
Greca lembrou ainda que a recuperação econômica do município vem possibilitando também o relançamento, este ano, do Curitiba Tecnoparque, programa de atração de empresas de base tecnológica para a capital.

Suspenso para novas adesões desde 2013, o programa volta a oferecer desconto de 5% para 2% no Imposto Sobre Serviços (ISS) às empresas que investem em tecnologia e inovação.

“Além disso, a cidade vem desenvolvendo ações que buscam melhorar o dia a dia da população, como o aplicativo Saúde Já, que permite ao usuário do posto de saúde agendar, pelo celular, o atendimento médico; e iniciativas públicas para fomentar a cultura da inovação na cidade, como os Faróis de Inovação, espaços públicos makers, em que as crianças podem construir protótipos com impressora 3D; as salas de aula com o Google for Education; e o Worktiba Barigui, o primeiro coworking público do país”, complementa o prefeito.

Metodologia
A divulgação do ranking das cidades mais inteligentes e conectadas ocorre nesta terça-feira (4/7), durante o Connected Smart Cities 2018, fórum nacional que propõe o debate de iniciativas para tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas, reunindo empresas do setor privado, entidades e governo.

Na programação, que vai até quarta-feira (5/9), palestras, apresentações, rodadas de negócios e a presença de empresas nos estandes montados na área de exposições.

O Ranking Connected Smart Cities foi lançado em 2015 e a metodologia foi desenvolvida a partir do levantamento das principais publicações nacionais e internacionais sobre o tema cidades inteligentes, conectadas e sustentáveis. Com base nestes estudos, foram elencados 70 indicadores possíveis de se mensurar dentro da realidade brasileira. A coleta de dados se deu em organismos nacionais como Ministérios, Secretarias, Agências Reguladoras, entre outros.

 

Veja o ranking das 10 cidades mais inteligentes do país:

2018 2017 Cidade        Pontuação
Curitiba 31,782
São Paulo 31,459
Vitória (ES) 31,219
Campinas (SP) 30,920
Florianópolis (SC) 30,881
Rio de Janeiro (RJ) 30,505
Belo Horizonte (MG) 30,069
11º Porto Alegre (RS) 29,991
12º Santos (SP) 29,954
10º 18º Niterói (RJ) 29,884

 

FONTE: Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba

 

 

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Professora da RMC reúne voluntários e oferta aulas online gratuitas de preparação para o vestibular

Os altos índices de desistência nas escolas foi um dos fatores que motivou a criação do projeto voluntário

Em meio ao caos que vive a educação durante a pandemia, a professora e pedagoga, Thays Letícia Lemes Hoffmann , de 26 anos, teve uma ideia para ajudar alunos de baixa renda que vão prestar vestibular. Ela criou um grupo que reúne professores voluntários para ofertar aulas online e completamente gratuitas.

Thays, que é moradora de São José dos Pinhais e leciona há quatro anos, decidiu desenvolver o projeto voluntário após se dar conta dos altos índices de desistência nas escolas. “Estamos em um momento atípico na educação, com grande índice de desistência, principalmente de alunos de escolas públicas. Eles estão desmotivados e não estão tendo um suporte dos professores. A minha ideia foi montar esse grupo para os professores darem esse auxílio”, explicou ela.

Há aulas todos os dias através de uma plataforma online. Os alunos interessados devem preencher um formulário para fornecer informações como suas principais dificuldades, cursos de interesse no vestibular, entre outras.

Além do caos na educação, o preço dos cursinhos pré-vestibular foi outra motivação para a criação do projeto. “Quando eu saí do ensino médio, eu queria fazer um cursinho pré-vestibular, mas não estava no meu alcance, era caro. E eu queria levar essa qualidade de ensino para muitos outros alunos de forma gratuita”, afirmou Thays que revelou ter sido grande a procura pelas aulas do grupo após uma publicação no Facebook.

Pelo o que depender da professora da Região Metropolitana de Curitiba, a iniciativa deve ter vida longa e não ser apenas algo pontual em um momento de dificuldades no setor. Os professores e alunos interessados em participar do projeto podem entrar em contato pelo telefone 41 99743-7498 e acessar o perfil no Instagram “Mentores Voluntários” clicando aqui.

Informações Banda B.

Vendedor de espetinhos é atropelado e morto na garagem de casa por carro desgovernado

Logo após o atropelamento, dois rapazes saíram a pé, sem prestar socorro ao trabalhador

O vendedor de espetinhos Clóvis Lopes, 49 anos, foi atropelado em frente a casa dele por um carro desgovernado no bairro Tatuquara, em Curitiba. O Fiat Palio arrastou o trabalhador para dentro da garagem e ainda destruiu parte da parede da sala de estar. Socorrisas tentaram reanimá-lo por cerca de 40 minutos, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Os ocupantes do Fiat Palio fugiram.

A atropelamento aconteceu em frente a casa do trabalhador, na rua Ernesto Germano Francisco Hanemann, por volta das 22 horas. Ele vendia espetinhos quando foi atingido pelo carro.

Uma ambulância do Corpo de Bombeiros esteve no local para os primeiros socorros, mas Clóvis não resistiu. Socorristas tentaram uma reanimação por cerca de 40 minutos.

O tenente Rocha do Batalhão de Polícia Militar (Bptran) disse que os dois ocupantes fugiram sem prestar socorro. “Infelizmente, não temos muitas informações, uma mulher que passava por aqui viu e avisou a família. Esse homem estava vendendo espetinhos em frente de casa quando esse acidente aconteceu. Segundo informações, dois rapazes saíram correndo logo após o atropelamento. Nem prestaram socorro, se evadiram”, contou o policial à Banda B.

O veículo Fiat Palio não possui alerta de furto e/ou roubo. Com o impacto da batida, a parede da sala de estar da residência foi destruída. Lá dentro, ninguém se feriu.

Informações Banda B.