Curitiba foi a capital que mais gerou emprego no país em janeiro

Curitiba foi capital que mais gerou empregos no Brasil em janeiro, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho. Entre todas as cidades do país, Curitiba ficou em terceiro lugar. A capital registrou 3.534 novas vagas de emprego com carteira assinada, superando até mesmo São Paulo, a maior cidade do país, que abriu 3.434 novos empregos.

Curitiba foi a capital e a terceira cidade que mais gerou empregos no Brasil em janeiro, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho.
Foto: Valdecir Galor/SMCS

Entre as cidades, Curitiba ficou atrás de Vacaria (RS), que teve um saldo positivo de 5.223 vagas, e Dourados (MS), com 4.441 novos postos de trabalho. Durante todo o mês de janeiro, 28.165 trabalhadores foram admitidos em Curitiba, enquanto o número de demissões foi de 24.631.

O setor de serviços foi o responsável pela maioria das contratações, com abertura de 2.422 novas vagas. Em seguida aparecem os setores da construção civil, indústria de transformação, agropecuária e administração pública. No caminho inverso, o comércio fechou 643 postos.

Investimento

Para o diretor de Relações para o Trabalho da Fundação de Ação Social – FAS Trabalho, Cesário Ferreira Filho, os números mostram que a capital paranaense está mantendo a geração de emprego, após os anos de recessão econômica e desemprego no país. Em janeiro de 2018, Curitiba registrou um saldo positivo de 3.582 novas vagas, 48 a menos do que no mesmo período deste ano.

Em Curitiba, os trabalhadores que querem entrar no mercado de trabalho, buscam uma nova oportunidade de emprego, habilitação do seguro-desemprego e emissão de carteira de trabalho contam com o apoio de dez postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

Em janeiro esses postos, localizados principalmente nas Ruas da Cidadania, emitiram 5.555 carteiras de trabalho e habilitaram 2.750 pedidos de seguro-desemprego, além de fazer intermediação de mão de obra. “Embora o seguro-desemprego represente a saída do trabalhador do mercado, esse benefício garante a movimentação de R$ 3 milhões na cidade divididos em cinco parcelas, caso o trabalhador não consiga uma nova colocação no período”, explica o diretor.

 

Via: Prefeitura de Curitiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrosséis e roda-gigante voltam a ser montados para celebrar os 330 anos de Curitiba

Carrosséis e roda-gigante voltam a ser montados para celebrar os 330 anos de Curitiba

Três atrações do Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais 2022 estão voltando para as celebrações dos 330 anos de Curitiba este ano. São os carrosséis venezianos do Passeio Público e do Parque Tanguá e a roda-gigante da Praça Santos Andrade, no Centro. O brinquedo do Passeio Público começou a ser montado na quinta-feira (26/1) e o do Tanguá será na próxima semana. A roda-gigante está sendo montada nesta sexta-feira (27/1).

As atrações serão gratuitas. A Prefeitura está definindo um cronograma de funcionamento, que será divulgado em breve. A intenção é cobrir todos os dias da semana, com exceção das segundas-feiras, quando deverá ocorrer a manutenção dos equipamentos.

De acordo com o superintendente de Obras da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), Jean Brasil, a previsão é de que os brinquedos funcionem por um período de quatro meses.

“Além de serem uma atração para o aniversário da cidade, os carrosséis e a roda gigante também poderão ser usados pelas crianças no período de férias escolares e também pelos turistas que visitam a nossa cidade”, explicou ele.

Como ocorreu na temporada natalina, os carrosséis venezianos irão receber crianças de até 12 anos. Adultos poderão acompanhar crianças de 0 a 2 anos. Já a roda-gigante irá receber crianças e adultos (a altura mínima será de 1 metro). Além disso, os brinquedos terão acessibilidade para o público com dificuldade de locomoção.

330 anos de Curitiba

O aniversário dos 330 anos de Curitiba será celebrado com uma ampla programação descentralizada e os eventos e entrega de obras farão parte dela. O aniversário será só no dia 29 de março, mas vários eventos estão agendados.

A programação de aniversário da capital já começou, este mês, com a 40ª Oficina de Música de Curitiba. Além dos cursos voltados para artistas e professores, BNegão, Vanessa da Mata e Gilsons são alguns dos destaques do line up de shows da 40ª edição do evento da Prefeitura de Curitiba.

Já em março ocorre o Smart City Expo Curitiba 2023, versão brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo. Serão três dias, 22, 23 e 24 de março, do congresso e feira organizados pelo hub de negócios e soluções iCities e com apoio da Prefeitura de Curitiba, da Secretaria Municipal de Administração, da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Gestão de Pessoal e TI (Smap) e do Vale do Pinhão.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Campanha da Prefeitura de Curitiba alerta sobre o assédio sexual no carnaval

Campanha de Direitos Humanos alerta sobre o assédio sexual no Carnaval.

Brincar o carnaval faz parte da tradição brasileira e para conscientizar os foliões, a Prefeitura de Curitiba, por meio da Assessoria de Direitos Humanos (ADH) e Políticas para as Mulheres, começa, neste domingo (29/1), a implementar diversas ações para evitar a importunação sexual durante os dias de carnaval.

Domingo, a partir das 15hs, na Praça Santos Dumont, no encontro entre as Ruas Saldanha Marinho, Ébano Pereira e Cruz Machado, a assessoria irá fazer a distribuição de leques com orientações com o tema” Respeite o meu espaço – importunação sexual é crime” na concentração e no trajeto do Bloco Garibaldis e Sacis.

Conscientização

A assessora de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres da Prefeitura, Elenice Malzoni, alerta que todos devem ter cuidado e atenção nas festas de carnaval.

“Desejamos brincar alegremente o carnaval, sem sofrer nenhum tipo de importunação sexual. Desrespeito não pode ser entendido como mera brincadeira”, salienta Elenice.

Crime e consequência

A Lei 13.718/2018 trata do crime de importunação sexual, que é a prática de ato libidinoso contra alguém sem o consentimento dessa pessoa, com o objetivo de satisfazer o próprio desejo ou o de terceiros, ou seja, tocar o corpo de outra pessoa, sem o consentimento dela, para obter prazer sexual. A pena é de reclusão de 1 a 5 anos.

O que caracteriza o crime

Os principais exemplos do crime de importunação sexual são beijo roubado, puxão pelo braço, agarrar pela cintura, passadas de mão no corpo, tocar o órgão sexual, lambidas, mordidas, ejaculações, entre outros.

As denúncias podem ser feitas pelo número 153 da Guarda Municipal. Em caso de flagrante, os envolvidos serão encaminhados para a Casa da Mulher Brasileira para realizar o boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com