Curitiba é referência em sustentabilidade

Quando se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente, neste sábado (5), Curitiba tem motivos de sobra para comemorar. A cidade, que já tem tradição na conservação de áreas verdes e na gestão de resíduos sólidos, vem se consolidando também nas ações contra as mudanças climáticas e busca por resiliência, com a adoção de energias renováveis e projetos de ampliação de reservas hídricas. 

Exemplos disso são a instalação dos painéis solares no telhado do Palácio 29 de Março – por meio de Chamada Pública da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – e na Galeria das Quatro Estações do Jardim Botânico de Curitiba; como também a CGH Nicolau Kluppel, no Parque Barigui, com doação da Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas (Abrapch).

A cidade trabalha também – com apoio e recursos de US$ 1 milhão da C40, rede de cidades unidas no combate às mudanças climáticas – na implantação de usinas fotovoltaicas no bairro Caximba – a pirâmide solar no aterro sanitário desativado, na Rodoviária e nos Terminais Pinheirinho, Santa Cândida e Boqueirão.

Para a secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza Oliveira Dias, um dos objetivos é incentivar a população a adotar essas modalidades de geração de energia, em especial a solar – o que pode trazer não apenas economia, mas também redução de emissões de gases do efeito estufa.

“Vemos essa tendência entre os curitibanos”, afirma. “Também entre outros órgãos da administração municipal, como é o caso do Imap, que instalou painéis em seu complexo localizado no Parque Barigui”, completa. Fazem parte deste esforço, ainda, as habitações populares do Cohab Solar, que garantem economia de 80% para os beneficiários.

Mais água

O enfrentamento da crise hídrica a curto e a longo prazo já é realidade na cidade. O município deu início no final de 2020 à perfuração de poços artesianos para atender a própria demanda, de comunidades sem acesso à rede de água, ainda, para desafogar a rede de abastecimento para a população.

O enfrentamento da crise hídrica a curto e a longo prazos já são realidade na cidade.. Foto: Daniel Castellano / SMCS

A longo prazo, o abastecimento de água da cidade pode contar com a Reserva Hídrica do Futuro, idealizada pelo prefeito Rafael Greca, em estudos junto à Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). A ideia é promover a interligação das cavas do Rio Iguaçu, o que pode garantir capacidade de reserva de 42 bilhões de litros d’água.

Mais verde

Desde 2019, Curitiba assume o compromisso de realizar o plantio de 100 mil árvores anualmente. Plantios comunitários, de alunos de escolas municipais e particulares da cidade, mutirões de empresas e do exército foram os grandes responsáveis pelas mais de 100 mil novas árvores nativas em Curitiba, de setembro de 2019 a setembro de 2020.

Desde 2019, Curitiba assume o compromisso de realizar o plantio de 100 mil árvores anualmente. Foto: Hully Paiva/SMCS

São mais de 40 parques e bosques, além de reservas particulares preservadas na cidade, o que garante 60 metros quadrados de área verde por habitante.

Rios limpos e saneamento

Um dos grandes desafios do país é ampliar o saneamento básico. “Nós temos 96% de rede de esgoto, somos uma cidade considerada rumo à universalização por rankings nacionais, mas não nos acomodamos”, reforça a secretária Marilza.

Firmado ainda em 2018, o novo contrato com a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) foi o ponto de partida do programa Amigo dos Rios, que conta com diversos departamentos da Secretaria do Meio Ambiente, Secretaria de Obras Públicas e Governo do Estado.

Ações de drenagem, dragagem e desassoreamento foram fundamentais para a recuperação dos rios, que ganharam novas identificações e sinalizações. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Ações de limpeza e plantio de árvores, além de obras de perfilamento, muros de contenção, drenagem, dragagem e desassoreamento foram fundamentais para a recuperação dos rios, que ganharam novas identificações e sinalizações.

Por tudo isso, Curitiba garantiu, por quatro anos seguidos o índice de melhor capital em saneamento básico do país pelo ranking da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES). Cidade também foi destaque em pesquisas do Instituto Trata Brasil.

Prêmio na proteção animal e conservação da fauna

A parceria da Rede de Proteção Animal com as ONGs e protetores de animais foi reforçada em 2019 com a implantação do Banco de Ração, que já distribuiu mais de 100 toneladas de ração a nove ONGs e 145 protetores de animais cadastrados no programa.

O Banco foi instituído pela Lei Municipal 15.449 e regulamentada pelo Decreto 1.226/2019, que autorizou o recebimento dos insumos de estabelecimentos comerciais e industriais, apreensões e doações.

Um novo site, com ferramentas mais modernas para cadastro e inscrição para os eventos de castração foi outra grande conquista do Meio Ambiente na cidade. A castração gratuita chegou a 60 mil atendimentos a cães e gatos desde que o programa foi iniciado. Tudo isso rendeu a Curitiba o prêmio Cidade Amiga dos Animais. 

Na conservação da fauna, o Zoológico de Curitiba faz parte de programas nacionais de reprodução de espécies ameaçadas de extinção. Ao todo, são 10 grupos, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB). 

Unidades de conservação e Rosto da Cidade

Nas áreas urbanas, a limpeza e o cuidado passam por prédios históricos e patrimônios sem pichação, por onde a população não tenha receio de circular. Essa é a premissa do programa Rosto da Cidade, que promoveu limpeza e aplicação de resina antipichação em 26 imóveis públicos e 80 particulares até o mês de novembro de 2020.

Com seis etapas, o programa é desenvolvido em conjunto com o Ippuc, Fundação Cultural de Curitiba e Secretaria de Obras Públicas; e prevê melhorias na iluminação e acessibilidade em todo o perímetro dos imóveis do setor histórico da cidade.

O mais antigo parque de Curitiba, o Passeio Público, faz parte dessa rota e ganhou um grande trabalho de revitalização. Mais bancos foram colocados para maior conforto e apreciação do público e toda a grama foi recuperada. Foram plantadas 150 mil mudas de flores e 133 mudas de árvores nativas.

No lago, entre a nova praça do Passeio e a Ilha da Ilusão, foi instalado um deck de madeira. O trabalho teve ainda pintura e reforma dos banheiros, mudanças nos recintos de animais, restauração de bustos e placas e podas de árvores.

A revitalização do Passeio Público atendeu ao objetivo de promover a integração visual do parque, favorecer a circulação de pessoas e resgatar a identidade e o valor histórico do local.

Resgate que também acontece no Jardim Botânico de Curitiba. A revitalização, que contempla um espaço cultural, a Galeria das Quatro Estações, começou com uma reforma completa na estrutura da estufa que abriga plantas da Mata Atlântica, um trabalho que durou dez meses e foi a primeira grande intervenção desde a inauguração da unidade de conservação.

No São Lourenço, além da renovação do parque, a população vai conta com o Memorial Paranista e Jardim das Esculturas de João Turin, um espaço de turismo e cultura para a cidade.

A Secretaria do Meio Ambiente foi responsável, ainda, pela restauração do Palácio Belvedere, na Praça João Cândido, no São Francisco. O prédio histórico agora abriga a Academia Paranaense de Letras e um café.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dóffee Donuts inaugura a 22ª Unidade

A Dóffee Donuts & Coffee inaugurou sua nova unidade na última sexta-feira (27). A loja está localizada na cidade de Itajaí e é a 22ª unidade da franquia, que recebeu diversos clientes já em seu primeiro dia no Shopping Itajaí.

A franquia de lojas da Dóffee Donuts & Coffee já é conhecida em Santa Catarina por suas receitas exclusivas, com opções de donuts doces e salgados, bebidas quentes e geladas para acompanhar, além de acessórios disponíveis para comprar e levar para casa.

Além de Itajaí, as cidades de Balneário Camboriú e Itapema também possuem lojas da Dóffee. Os planos para as próximas Dóffee Donuts & Coffee também já estão a todo vapor, destinadas a novas cidades e
estado: os Shopping Palladium, em Ponta Grossa e as cidades de Ourinhos e Campinas, em São Paulo.

HISTÓRIA

O projeto teve início em 2017, com os sócios Alysson, Pablo e Letícia, que viram nos donuts a oportunidade de começar uma loja inovadora em Curitiba. A decisão em abrir uma loja com produto único passou por meses de planejamento. Em 2019, a primeira loja física foi inaugurada no Centro de Curitiba. O rápido sucesso da loja pediu por mais uma unidade, e assim, em poucos
meses, foi inaugurada a Dóffee Portão.
Em seu primeiro ano como franquia resultou em mais 7 lojas, totalizando 10 unidades, a partir daí não parou mais. Hoje a Dóffee possui unidades nos principais shoppings de Curitiba, São José dos Pinhais,
Pinhais, Campo Largo, Londrina, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu.

SERVIÇO:
As unidades contam com horários de funcionamentos próprios e você pode consultar localização e horários através do site:
https://www.doffee.com.br/nossas-lojas
Facebook | Instagram: @doffee.donuts
Fotos: Divulgação.

Congelados de alta gastronomia dão sabor ao verão paranaense

A praticidade na cozinha é sempre bem valorizada, ainda mais para quem está de férias e não quer perder muito tempo em frente ao fogão – mas também não abre mão de uma refeição saborosa. Os congelados, que já foram vistos com maus olhos por perder qualidade e sabor dos alimentos, hoje contam com opções de alta gastronomia que ganham muito em qualidade e são fáceis de preparar. Das linhas fit até pedidas dignas de restaurante, há muitas opções.

A Ragú Rotisseria& Co. é uma empresa curitibana que entrou com tudo no mercado de ultracongelados. O cardápio variado da empresa, elaborado pela chef e restaurateur Fernanda Zacarias de Alencar, destaca insumos de alta qualidade e um preparo atencioso em entradas e pratos principais. Muitos dos pratos mais pedidos são apresentados no formato ultracongelado, cujo processo mantém intactas as propriedades do alimento sem alterar sabor nem apresentação.

Essa praticidade, já apresentada em Curitiba, também ganhou o litoral. Durante o verão, a empresa montou uma pop-up store em Caiobá. “Apresentamos nessa loja um grande linha de aperitivos, antepastos, massas, molhos, massas de forno, pratos prontos para a família e nossos PFs do dia a dia”, explica Bruna Loddo, sócia de Fernanda na Ragú. No site da Rotisseria, há dicas para preparo, além das sócias deixarem aberto um canal para tirar dúvidas sobre montagem de pratos, garantindo que a refeição congelada terá um tratamento de alta gastronomia.

As massas pré-prontas estão entre as mais pedidas, apresentadas em diferentes formatos. As recheadas vem em porções de 400 gramas que atendem duas pessoas, em sabores como Queijo Canastra, Brie & Damasco e Zucca (abóbora). Já massas lisas e gnocchi (como o Tagliatelle verde e o Gnocchi clássico de batata com rústico de tomate) são apresentados por quilo. O cliente adiciona o molho que preferir à massa, do Bechamel e do Funghi até o Creme de limão siciliano, vendidos também por quilo.

A linha PF Dia a Dia traz porções individuais de 350 gramas ultracongeladas. São escolhas que vão do PF de carne moída com arroz integral, legumes e feijão, ou ainda o Frango ao curry, arroz com castanha de caju e cenouras assadas até Bobó de camarão rosa com arroz branco e farofa de dendê. O menu tem diversas pedidas vegetarianas, como Canelone de ricota e espinafre ao molho sugo e bechamel e a Panqueca integral de legumes ao molho sugo.

Os ultracongelados da Ragú Rotisseria & Co. podem ser encontrados na loja de Curitiba (R. Francisco Rocha, 533 – Batel) e na praia de Caiobá, em Matinhos (R. Ipiranga, 192 – Praia Mansa). Mais informações no site ragurotisseria.com.br e ou no perfil oficial da marca no Instagram (@ragu.rotisseria).

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com