Curitiba amanhece com 3 °C e o frio é mais de três vezes maior que 2013, quando nevou em Curitiba

Via: Banda B.

Curitiba amanheceu com 3°C nesta quinta-feira (28), a temperatura mais fria do ano. O que assusta é que a baixa temperatura é três vezes menor do que a registrada em 2013, ano que nevou em Curitiba. Por enquanto, é cedo para falar em neve, mas já fica uma pulga atrás da orelha dos aficionados pelo fenômeno meteorológico.

Em 2013, a temperatura mais baixa em Curitiba foi de 9,8°C em abril, depois sabemos o que aconteceu. No ano passado, a mínima foi de 10,2°C. Na mesma comparação, hoje Guarapuava amanheceu com temperatura negativa, de -0,4°C, quando em 2013 a mínima para abril na cidade foi de 2,3°C.

A temperatura mais baixa do dia foi registrada em Clevelândia, onde os termômetros marcaram -0,5°C. Em Ponta Grossa fez 0,9°C e na Lapa, região metropolitana de Curitiba, 0,1°C. A geada foi registrada em alguns pontos de Curitiba e região.

Confira as mínimas para amanhã, segundo o Simepar:

Curitiba: 5°C
Ponta Grossa: 2°C
Guarapuava: 1°C
Lapa: 3°C

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Encanto do Natal toma conta do Parque Tanguá

O encanto do Natal inundou o Parque Tanguá na neste sábado (27), quando a decoração foi oficialmente acesa, personagens circularam pelo local e um show de luzes e fogos animou as famílias que aproveitavam a noite em um dos mais belos pontos turísticos da cidade. As atrações integram o Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais 2021.

Na entrada do Tanguá, entre os espelhos d’água do Jardim Poty Lazzarotto e o belvedere, o carrossel veneziano encanta adultos e crianças. O brinquedo tem quatro compartimentos que lembram as “xícaras malucas” dos parques de diversão e 34 cavalinhos.

O carrossel estará aberto de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h, e, aos sábados e domingos, das 14h às 21h, até 9 de janeiro. Não é preciso agendamento para a atração, patrocinada pela Rede de Supermercados Muffato. O brinquedo tem acessibilidade para crianças e adultos com dificuldade de locomoção.

“Eu senti uma emoção muito boa. Eu gostei muito da experiência”, disse a pequena Lara Gibran, de oito anos. Ela estava com o irmão Enrico Dantas Gibran, de cinco anos, e acompanhada pelos pais Patrícia e Fabiano Gibran.

Inauguração do Carrocel no Parque Tanguá. Na imagem: O pai , Fabiano Gibran, a mãe Patrícia Gibran e seus filhos, Lara Gibran e Enrico Dantas Gibran. Curitiba,27/11/2021. Foto: Ricardo Marajó/ SMCS.

“É muito bacana o que a prefeitura tem feito para proporcionar estes momentos de descontração tanto para a população como para os turistas e com atrações para adultos e crianças”, elogiou Patrícia.

Gibran destacou o convívio entre as pessoas depois de um período mais restritivo devido à pandemia de covid-19. “É muito bom voltar a este convívio. Graças a Deus esta pandemia está passando e Curitiba está dando um exemplo no controle da doença com a vacinação e com respeito aos protocolos de segurança, como o uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento”.

Árvore acesa

O Tanguá também está decorado com uma árvore com 50 mil microlampadas de LED, acesa pelo prefeito Rafael Greca às 20 horas deste sábado (27/11). “Meu coração fica cheio de alegria ao ver tantos turistas e famílias curitibanas comemorando o Natal”.

Greca estava acompanhado pelo vice-prefeito, Eduardo Pimentel e pelo diretor regional do Grupo Muffato, Ronaldo Gouvea, patrocinador do carrossel. “É um momento de grande felicidade para nós, nos sentimos honrados em participar deste projeto que é o Natal Curitiba Luz dos Pinhais. Estamos dentro de uma cidade que é referência no Brasil e no mundo. Curitiba é tudo de bom”, comemora o empresário.

Natal e turismo de negócios

Curitiba vem se consolidando como destino turístico e de negócios. Com média de 7,2 milhões de visitantes, é a cidade que mais recebe turistas no Paraná, chegando a 5,8 milhões em 2019. Os números a consolidam também como o terceiro destino de turismo de negócios entre estrangeiros, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro.

“Além do expressivo crescimento no número de visitantes, cabe destacar a satisfação dos turistas que visitam a nossa cidade”, salienta Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo.

Ações como melhorias na Linha Turismo, apoio e desenvolvimento do setor criativo da cidade e a consolidação do calendário de programações do Natal fortaleceram o destino no cenário nacional e internacional. Nas últimas três edições do Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais, foram movimentados cerca de R$  185 milhões, apenas pelos turistas que visitaram a cidade.

A família Araújo veio de Campinas (SP) para visitar Curitiba pela primeira vez e incluiu o Tanguá no roteiro. “É super organizado, o parque é muito bem cuidado, todo florido, muito arborizado”, elogia a enfermeira Gênova Araújo. Quem gostou da diversão foi a Beatriz, de cinco anos, que ficou encantada com o carrossel. “É mágico. Foi muito legal”, falou.

Recomendações do prefeito

Ao acender as luzes da árvore verde, o prefeito Rafael Greca lembrou que o Natal deste ano comemora a remissão da pandemia, mas com muita cautela. “Nós pedimos que as pessoas usem álcool em gel, usem máscaras e não se aglomerem demais, que usem os espaços ao ar livre para comemorar, mesmo as ceias de Natal devem ser realizadas em espaços abertos e arejados”, recomenda o prefeito.

A festa foi animada pela Banda Lyra Curitibana e por atores vestidos com figurinos iluminados por pequenas lâmpadas e que simbolizam o espírito do Natal, repleto de alegria, festa e renovação. O Papai Noel e seu duende fizeram caminhadas sobre pernas de pau.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA NO SITE https://natal.curitiba.pr.gov.br/. A programação está sujeita a alterações.

A Prefeitura promove o Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais 2021 com o patrocínio das empresas O Boticário, Ademicon, Volvo, Muffato, Electrolux, Condor, Festval, Ebanx, Consórcio Servopa, Loterias Caixa/Governo Federal, Copel Telecom e ParkShoppingBarigüi. A programação começa no dia 18 de novembro e a decoração poderá ser vista até 9 de janeiro.
 

Buzinaço vira som da comemoração pelo fim dos pedágios no Paraná

Um buzinaço espontâneo colocou fim a 24 anos de pedágio em todas as rodovias que passam por território paranaense. A ansiedade por ir ao Litoral sem pagar pedágio fez com que muitos motoristas se antecipassem à abertura das catracas da praça de pedágio da Ecovia, na BR-277, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, ocorrida à 0h00 deste domingo (28).

Pouco antes, alguns veículos ainda pagaram a tarifa, uns porque desconheciam que o encerramento da concessão seria neste sábado, outros porque estavam com pressa para chegar ao Litoral. Porém, quando faltavam cerca de 15 minutos para a abertura das cancelas boa parte dos veículos parou para esperar a liberação. Quando, finalmente, a passagem foi liberada, os condutores festejaram com buzinaço.

A transição foi acompanhada pela força-tarefa integrada estruturada pelos governos Estadual e Federal. O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Fernando Furiatti, compareceu na praça da Ecovia na BR-277, sentido Litoral. Além de servidores do DER, participaram profissionais da Polícia Rodoviária Federal, Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), Polícia Civil e Polícia Militar.

“É um momento histórico para o Paraná. É o começo de uma nova história com contratos com preços justos e com obras em execução. O DER está acompanhando a canalização do tráfego, para que ele flua normalmente”, disse Furiatti. Ele contou que não houve incidentes em nenhuma das praças liberadas no fim de semana.

No começo deste domingo, foram liberadas as praças de Prudentópolis/Relógio, Irati, Porto Amazonas, Imbituva e Lapa (relativos à Caminhos do Paraná), Balsa Nova, Palmeira, Carambeí, Jaguariaíva, Tibagi, Imbaú e Ortigueira (Rodonorte) e de São José dos Pinhais (Ecovia).

As praças fechadas na madrugada de sábado foram as de Jacarezinho, Jataizinho e Sertaneja (relativas à Econorte); Arapongas, Mandaguari, Presidente Castelo Branco, Floresta, Campo Mourão e Corbélia (relativas à Viapar) e São Miguel do Iguaçu, Céu Azul, Cascavel, Laranjeiras do Sul e Candói (relativas à EcoCataratas).

ECONOMIA – Luciano, morador em Morretes, fez o cálculo da economia que irá fazer. Todos os dias ele pega legumes hidropônicos em São José dos Pinhais e retorna para distribuir o produto no Litoral. “São R$ 47,60 por dia, em um mês faz diferença”, resumiu.

Gustavo Santiago mora em Paranaguá e, neste domingo, voltava de uma visita a Curitiba. Ele ficou satisfeito com a suspensão do pedágio, mas não descartou a necessidade de tarifar a rodovia. “O valor, segundo soube, vai abaixar, vai ficar muito bom para todo mundo. Porque o valor está muito abusivo”, afirmou.

O morador de Curitiba Lucas Andrade descia ao Litoral com a família na noite de sábado. Ele diz que a economia com o a liberação do tráfego será sentida, pois costuma fazer o trajeto uma vez por semana, pelo menos. “Temos imóveis lá e um comércio da família”, contou, a poucos minutos da abertura das cancelas.

A força-tarefa integrada foi constituída para proporcionar serviços aos usuários das estradas sem a cobrança dos pedágios extorsivos. Participam dessa ação as secretarias de Estado da Infraestrutura e Logística, da Saúde e da Segurança Pública, juntamente com a PRF.

A Polícia Rodoviária Federal também montou operação para acompanhar o término da cobrança do pedágio. “Nosso trabalho aqui é garantir a ordem no local e também orientar os motoristas caso necessário, principalmente a parte de fluidez do trânsito e segurança. A PRF continua fazendo seu trabalho de fiscalização de trânsito e combate à criminalidade”, afirmou Necliciana Andrade, policial rodoviária federal.

O Siate e o Samu permanecem no atendimento a vítimas de acidentes. As polícias rodoviárias Estadual e Federal farão a sinalização e desobstrução das vias.