Curitiba acaba com formato híbrido e estudantes podem ir todos os dias para a escola a partir desta segunda

A partir da próxima segunda-feira (27/9), as 140 mil crianças e estudantes da rede municipal de ensino podem voltar a frequentar todos os dias as escolas e os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). O uso de máscaras, higienização das mãos e demais cuidados vão continuar.

Graças à redução do índice de contaminação na cidade, à vacinação dos profissionais da educação e ao baixo número de casos de covid-19 nas 415 unidades, a Secretaria Municipal da Educação decidiu extinguir o formato híbrido (que alternava semanalmente os grupos A e B nas unidades) e retomar o atendimento presencial diariamente para todos que optarem pelo formato presencial.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, explica que quem está no formato híbrido passará automaticamente para o presencial, e os do remoto seguem nesse formato, com as videoaulas da TV Escola Curitiba e os kits pedagógicos

Os pais que quiserem mudar de formato devem comunicar à direção da unidade onde a criança está matriculada.

“Não teremos mais o híbrido. Haverá a opção do remoto, pela TV Escola Curitiba, e a opção do presencial, todos os dias na escola”, destaca a secretária.

Depois de um ano e meio de pandemia do novo coronavírus em Curitiba, o retorno diário valerá para as 415 unidades de ensino –185 escolas municipais e 230 CMEIS.

O retorno presencial teve início em 19 de julho, nas unidades com o programa Leia+, e na sequência, em agosto, alternando os grupos A e B.

A secretária esclarece que a decisão de retomar o formato 100% presencial leva em conta os resultados do monitoramento feito desde o retorno às aulas no formado híbrido.

Ao longo desse período, foram avaliados o cumprimento efetivo dos protocolos sanitários e o baixo número de casos confirmados da covid-19 entre profissionais, crianças e estudantes.

Todas as unidades receberam os equipamentos e cuidados necessários para um retorno seguro. Máscaras, face shields, totens de álcool em gel, tapetes sanitizantes, serviços de sanitização e periodicamente é feita a entrega de produtos de higienização.

Escolha

Enquanto durar a pandemia do novo coronavírus, a Secretaria da Educação vai manter os dois formatos de atendimento – presencial e remoto – para que os pais e responsáveis escolham o que consideram mais adequado à família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rede abre agendamentos para castrações de cães e gatos em novembro

Nesta sexta-feira (15/10), às 12h, começam os agendamentos para 325 castrações de cães e gatos em clínicas contratadas pelo município. As cirurgias fazem parte do Programa Municipal de Castração Gratuita e podem ser marcadas pelo site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba

Para escolher a data, o cidadão, protetor ou responsável pela ONG deve estar logado em seu cadastro. “Apenas dessa forma é possível ter acesso às vagas disponíveis”, reforça o diretor do departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo. 

Outras 2,7 mil vagas ainda serão ofertadas no mês de novembro, no mutirão de castração da Regional Pinheirinho. Agendamentos serão abertos a partir do dia 8 de novembro (segunda-feira). 

Cuidados

A Rede de Proteção Animal reforça que os tutores devem ir sozinhos ou com, no máximo, um acompanhante ao agendamento e respeitar a antecedência recomendada para evitar aglomerações e manter o distanciamento necessário para prevenção ao contágio da covid-19. 

O uso de máscaras e a higienização frequente das mãos também são obrigatórios durante todo o tempo de permanência nos locais. Quem apresentar sintomas de infecção respiratória, deve pedir para outra pessoa levar o animal ou cancelar o atendimento.
 

Instabilidade começa a se afastar, mas ainda há risco de temporais na região de Curitiba

As áreas de instabilidade que chegaram ao Paraná na última quinta-feira (14) começam a se afastar, mas ainda há previsão de temporais em alguns setores do estado. Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o fim de semana promete ainda ser úmido na metade leste, mas o risco de chuvas fortes diminui bastante a partir deste sábado (16).

Reprodução

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que muitos raios ainda são esperados nesta sexta-feira. “A frente fria que evolui pelo Sul do país, somada pelas áreas de instabilidade presentes entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, reforça a condição de tempo muito instável. Para o fim de semana, o sistema frontal se afasta”, explica.

Para algumas regiões, porém, como no caso da Região Metropolitana de Curitiba, chuvas ainda são esperadas de forma persistente, mas com instensidade bem mais fraca.

Na capital, a temperatura varia pouco e as máximas não passam dos 16°C.

A partir de terça-feira, a perspectiva é se sol na região.