Conversa com um curitibano #01

CURITIBA NÉ

Dois homens na faixa dos trinta anos num desses quiosques de café da XV.

– E esse frio ein.

– Porra, nem me fale, olhei, vi o sol, pensei, vou sair só de camiseta, de boa, sai congelou o meu mamilo.

– Também o sol de Curitiba parece lâmpada de geladeira, só serve pra iluminar.

– Ai quando tem aquele sol que esquenta os loco saem na bicuda pra ver quem fica no sol.

– Verdade. Curitiba né.

– E o transito?

– Minha nossa, ta cada vez maior, já pegou visconde seis horas da tarde?

– Pelo amor de Deus, paulista se sente em casa.

– Cê fica tanto tempo parado na linha verde que chega a ficar madura.

– Verdade.

– Curitiba né.

– E pra conseguir embicar.

– Minha nossa.

– Mah nenhum lazarento da vaga.

– Hum, eles olham pra frente e fingem que nem estão ouvindo.

– Erguem o som e olham para frente como se tivessem vendo um miragem.

– Um dia tinha que buscar meu pia na escola, tava saindo da garagem ali na rápida que vai pro Barigui, demorei tanto pra conseguir sair que quando cheguei o pia já tava se formando na faculdade.

– Curitiba né.

Um terceiro cara está no café, ouvindo a conversa, tenta entrosar.

– E pra dar informação, parece que você ta pedindo o anus.

– Capaz, Curitibano da informação sim.

– Mas da errado que é pra você largar a mão de ser besta e se informar direito antes de sair de casa.

– Curitiba né.

Os três caem na gargalhada.

– Onde você ta morando mesmo?

– Do Bigorrilho e você?

– Água verde.

Os dois perguntam para o terceiro homem.

– E você?

– Eu não sou daqui não. Sou do Espirito Santo.

Os dois homens se olham, fecham a cara, levantam-se, pagam a conta e vão embora do café.

O capixaba fica olhando sem entender, olha para o caixa que olha fixamente para frente e finge que não tem ninguém na cafeteria.

Moral da história: Curitiba é como filho, só Curitibano pode falar mal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Soul music toma conta do Boudet nesta sexta com show de Wes Ventura Trio

Groove e soul animam a sexta-feira (19/08) do Boudet Art & Wine. A casa recebe show de Wes Ventura Trio, que dedica seu repertório a interpretar sucessos desses estilos em uma pegada dançante. A casa, que mistura boa música, enocultura e arte, abre às 18h.

Comandando o Trio, Wes Ventura vem conquistando espaço de destaque na música curitibana. Nascido em Barretos (SP), mas morando na capital paranaense há mais de sete anos, já se apresentou nos mais diversos espaços da cidade, das ruas ao palco do Festival de Curitiba. O repertório inclui músicas autorais e destaques de soul e groove, bem ao estilo dos anos 1970. Nomes como Nile Rodgers, Amy Winehouse e Luedji Luna são homenageados.

Recém-inaugurado, o Boudet Art & Wine combina conceitos de boa música, artes plásticas e vinhos. Shows e discotecagens de jazz, soul e hip hop fazem a trilha sonora de um bar dedicado a celebrados vinhos e drinks em um ambiente que conta com obras de arte e decoração especial.

O Boudet Art & Wine recebe o Wes Ventura Trio nesta sexta-feira (19/08). A casa abre às 18h, tem entrada gratuita e fica na R. Bispo Dom José, 2249. Mais informações no perfil oficial do empreendimento no Instagram (@boudetartwine).   

The Wailers, lendária banda de Bob Marley, se apresenta em Curitiba, nesta quarta-feira (17)

O ano de 2022 tem sido muito generoso com os curitibanos que amam música. Após 2 anos parado por causa da pandemia, o mercado de shows voltou aquecido, trazendo muitas surpresas e atrações internacionais para a capital paranaense. Agora, os apaixonados por reggae têm mais um grande motivo para comemorar. O The Wailers, lendária banda de Bob Marley, acaba de confirmar sua turnê pelo Brasil neste ano. O tão esperado show “One World” passará pela cidade no dia 17 de agosto, em apresentação única na icônica Ópera de Arame.

O grupo The Wailers fez história acompanhando Bob Marley em turnês em todos os cantos mundo entre os anos de 1972 e 1981, executando canções inesquecíveis como “Is this love”, “No woman, no cry” e “Three little birds”, e foi a pedido do próprio cantor que a banda continuou em atividade, mesmo após a sua morte. Bob Marley & The Wailers já venderam mais de 250 milhões de discos em todo Planeta, com destaque para o incrível álbum “Exodus”, lançado em 1977, eleito o “Melhor Álbum do Século” pela Time Magazine e pela Rede BBC.

Em Curitiba, os jamaicanos vão apresentar o show inédito que traz um set especial de músicas do repertório de Bob Marley e também músicas do álbum “One World”, primeiro trabalho do grupo em 25 anos, indicado ao Grammy 2021 na categoria Melhor Álbum de Reggae. O espetáculo tem como base o principal legado do reggae mundial na voz de Aston Barrett Jr, considerado por muitos como realeza do reggae por ser filho do lendário baixista de Bob Marley & The Wailers, Aston “Familyman” Barrett, sobrinho do baterista de Bob Marley & The Wailers, Carlton “Carly” Barrett, e neto do “pai do reggae”, Joe Higgs, considerado mentor e professor de Bob Marley.

O show da banda The Wailers será realizado no dia 17 de agosto, na Ópera de Arame (Rua João Gava, 920), a partir das 19h, com show de abertura da banda Sr. Banana. Os ingressos estão disponíveis no site www.eventim.com.br/artist/the-wailers. Mais informações nas redes sociais oficiais da Planeta Brasil Entretenimento e da MCA Concerts.