Conversa com um curitibano #01

CURITIBA NÉ

Dois homens na faixa dos trinta anos num desses quiosques de café da XV.

– E esse frio ein.

– Porra, nem me fale, olhei, vi o sol, pensei, vou sair só de camiseta, de boa, sai congelou o meu mamilo.

– Também o sol de Curitiba parece lâmpada de geladeira, só serve pra iluminar.

– Ai quando tem aquele sol que esquenta os loco saem na bicuda pra ver quem fica no sol.

– Verdade. Curitiba né.

– E o transito?

– Minha nossa, ta cada vez maior, já pegou visconde seis horas da tarde?

– Pelo amor de Deus, paulista se sente em casa.

– Cê fica tanto tempo parado na linha verde que chega a ficar madura.

– Verdade.

– Curitiba né.

– E pra conseguir embicar.

– Minha nossa.

– Mah nenhum lazarento da vaga.

– Hum, eles olham pra frente e fingem que nem estão ouvindo.

– Erguem o som e olham para frente como se tivessem vendo um miragem.

– Um dia tinha que buscar meu pia na escola, tava saindo da garagem ali na rápida que vai pro Barigui, demorei tanto pra conseguir sair que quando cheguei o pia já tava se formando na faculdade.

– Curitiba né.

Um terceiro cara está no café, ouvindo a conversa, tenta entrosar.

– E pra dar informação, parece que você ta pedindo o anus.

– Capaz, Curitibano da informação sim.

– Mas da errado que é pra você largar a mão de ser besta e se informar direito antes de sair de casa.

– Curitiba né.

Os três caem na gargalhada.

– Onde você ta morando mesmo?

– Do Bigorrilho e você?

– Água verde.

Os dois perguntam para o terceiro homem.

– E você?

– Eu não sou daqui não. Sou do Espirito Santo.

Os dois homens se olham, fecham a cara, levantam-se, pagam a conta e vão embora do café.

O capixaba fica olhando sem entender, olha para o caixa que olha fixamente para frente e finge que não tem ninguém na cafeteria.

Moral da história: Curitiba é como filho, só Curitibano pode falar mal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opção vegana faz sucesso em sorveteria curitibana

As sobremesas costumam ter atenção especial de pessoas com restrições alimentares. Diferentes de pratos salgados, nos quais é mais fácil perceber que levam carne ou algum tipo de alimento de origem animal, os doces precisam de mais informações para garantir que são veganos. Uma pedida para pessoas veganas que não leva leite ou qualquer outro insumo de origem animal é a linha da SOFT Ice Cream.

A rede apresenta sorvetes artesanais, com dedicação a cada etapa da produção de suas sobremesas. E as opções veganas da marca também estão entre as mais pedidas, até por quem não tem restrição quanto ao que consome. Mantendo muito sabor, os sorvetes veganos são feitos com as frutas, água e açúcar, não levando nenhum tipo de ingrediente de origem animal, nem conservante, emulsificante, corante ou aromatizante. O de frutas vermelhas é feito com morango, framboesa, amora e mirtilo, enquanto o de frutas amarelas leva manga e maracujá.

São três lojas SOFT em Curitiba, e casa uma tem sua opção. As unidades Batel e Palladium servem frutas vermelhas, enquanto a do MON tem frutas amarelas.

A SOFT conta com três lojas em Curitiba: Shopping Palladium (Av. Presidente Kennedy, 4121 – Piso L1 – Portão), Batel (Al. Dr. Carlos de Carvalho, 665) e Museu Oscar Niemeyer – MON (R. Manoel Eufrásio, 1550 – Centro Cívico). Mais informações no perfil oficial da rede no Instagram (@soft.icecream.co).

Congelados de alta gastronomia dão sabor ao verão paranaense

A praticidade na cozinha é sempre bem valorizada, ainda mais para quem está de férias e não quer perder muito tempo em frente ao fogão – mas também não abre mão de uma refeição saborosa. Os congelados, que já foram vistos com maus olhos por perder qualidade e sabor dos alimentos, hoje contam com opções de alta gastronomia que ganham muito em qualidade e são fáceis de preparar. Das linhas fit até pedidas dignas de restaurante, há muitas opções.

A Ragú Rotisseria& Co. é uma empresa curitibana que entrou com tudo no mercado de ultracongelados. O cardápio variado da empresa, elaborado pela chef e restaurateur Fernanda Zacarias de Alencar, destaca insumos de alta qualidade e um preparo atencioso em entradas e pratos principais. Muitos dos pratos mais pedidos são apresentados no formato ultracongelado, cujo processo mantém intactas as propriedades do alimento sem alterar sabor nem apresentação.

Essa praticidade, já apresentada em Curitiba, também ganhou o litoral. Durante o verão, a empresa montou uma pop-up store em Caiobá. “Apresentamos nessa loja um grande linha de aperitivos, antepastos, massas, molhos, massas de forno, pratos prontos para a família e nossos PFs do dia a dia”, explica Bruna Loddo, sócia de Fernanda na Ragú. No site da Rotisseria, há dicas para preparo, além das sócias deixarem aberto um canal para tirar dúvidas sobre montagem de pratos, garantindo que a refeição congelada terá um tratamento de alta gastronomia.

As massas pré-prontas estão entre as mais pedidas, apresentadas em diferentes formatos. As recheadas vem em porções de 400 gramas que atendem duas pessoas, em sabores como Queijo Canastra, Brie & Damasco e Zucca (abóbora). Já massas lisas e gnocchi (como o Tagliatelle verde e o Gnocchi clássico de batata com rústico de tomate) são apresentados por quilo. O cliente adiciona o molho que preferir à massa, do Bechamel e do Funghi até o Creme de limão siciliano, vendidos também por quilo.

A linha PF Dia a Dia traz porções individuais de 350 gramas ultracongeladas. São escolhas que vão do PF de carne moída com arroz integral, legumes e feijão, ou ainda o Frango ao curry, arroz com castanha de caju e cenouras assadas até Bobó de camarão rosa com arroz branco e farofa de dendê. O menu tem diversas pedidas vegetarianas, como Canelone de ricota e espinafre ao molho sugo e bechamel e a Panqueca integral de legumes ao molho sugo. Os ultracongelados da Ragú Rotisseria & Co. podem ser encontrados na loja de Curitiba (R. Francisco Rocha, 533 – Batel) e na praia de Caiobá, em Matinhos (R. Ipiranga, 192 – Praia Mansa). Mais informações no site ragurotisseria.com.br e ou no perfil oficial da marca no Instagram (@ragu.rotisseria).

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com