Confira o cronograma de vacinação da 2° dose contra Covid-19 em Curitiba

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba divulgou o novo cronograma da segunda dose da vacina Coronovac. De sábado (24) até quarta-feira (28) serão atendidas pessoas de 70 a 67 anos vacinadas há mais de 21 dias com a primeira aplicação do imunizante produzido pelo Instituto Butantan (cronograma abaixo).

A segunda dose é importante para completar o esquema vacinal contra a covid-19 e o cronograma ajuda a alertar a população para o prazo. 

Para receber a segunda dose, basta comparecer a um dos pontos de vacinação da cidade. Os pontos fixos de vacinação atendem das 8h às 17h e os dois drive-thrus, das 8h30 às 16h30.

Cronograma da segunda dose

67 anos completos nascidos entre 1º de janeiro e 31 de dezembro: quarta-feira, 28 de abril

Pontos de vacinação

LOCAIS FIXOS
Das 8h às 17h

1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui

2 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

3 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 11 – Sítio Cercado

4 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

5 –  US Fernando de Noronha
Rua João Mequetti, 389 – Santa Cândida

6 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

7 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

8 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

9 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

10 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

11 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

12 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

13  – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

14 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2150 – Guaíra

15 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

16 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

17 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

18 – Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri


DRIVE-THRU
Das 8h30 às 16h30

1 – Pavilhão da Cura – Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)
2 – Estacionamento do Santuário Nossa Senhora do Carmo – Boqueirão (entrada pelo segundo portão do estacionamento, pela Rua Frederico Maurer)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba ultrapassa 1 milhão de pessoas vacinadas com ao menos uma dose

Nesta segunda-feira (26/7), Curitiba ultrapassou a marca de 1 milhão de pessoas vacinadas com ao menos uma dose do imunizante contra a covid-19. O total chegou a 1.006.836 pessoas vacinadas pelos profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o que representa 51,7% da população do município (1.948.626 pessoas na estimativa do IBGE para 2020).

“Curitiba é grata aos profissionais da saúde e a todos os envolvidos nesta logística. Meu coração de prefeito se alegra em ver Curitiba imunizada”, destacou o prefeito Rafael Greca. 

A cidade conta atualmente com um time de cerca de mil profissionais envolvidos diretamente com a organização e realização da vacinação em diversos pontos de Curitiba. Entre eles, profissionais da Saúde, motoristas, equipes das administrações regionais e da secretarias municipais de Defesa Social e Trânsito e do Esporte, Lazer e Juventude, Exército, estagiários universitários e de ensino técnico.

Curitiba chega a 1 milhão de pessoas vacinadas contra o Coronavírus. Na imagem profissionais de saúde aplicam vacinas nos cidadãos que compareceram a Unidade de Saúde Vila Guaíra – Curitiba, 26/07/2021 – Foto: Daniel Castellano / SMCS

Nesta segunda-feira foram vacinadas com primeira dose pessoas com 36 anos completos, gestantes e puérperas, além das que tinham agendamento pela plataforma Saude Já Curitiba para a segunda etapa da imunização. Ao todo, nesta data, o município aplicou 25.293 doses.

Primeira dose

Até o momento, 969.985 curitibanos receberam a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Desse total, foram vacinados: 454.655 pessoas da população em geral (convocadas por idade); 212.079idosos com 65 anos ou mais; 116.683 pessoas com comorbidades; 10.404 gestantes e puérperas; 8.166 pessoas com deficiência; 82 indígenas; 1.124 pessoas em situação de rua; 6.972 moradores, funcionários e cuidadores de instituições de longa permanência; 97.709 profissionais dos serviços de saúde da cidade (incluindo as equipes de vacinação); 16.346 trabalhadores das forças de segurança; 42.571 educadores (entre professores e trabalhadores da Educação Básica e Ensino Superior) e 1.252 trabalhadores da limpeza pública.

Imunização completa

Em Curitiba, 341.241 pessoas receberam a segunda dose da vacina até segunda-feira (26/7) e outras 36.851 pessoas receberam a vacina em dose única, completando esquema vacinal anticovid.

A cidade já aplicou 1.348.077 unidades da vacina anticovid – primeira e segunda doses ou dose única. Ao todo, 69,2% da população de Curitiba acima de 18 anos já receberam ao menos uma dose.

Doses recebidas

Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 1.503.804 doses de vacinas, sendo 984.132 para primeira dose. 481.492 para segunda dose e 38.180 doses de aplicação única. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como por exemplo, quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar até 30 mil pessoas por dia e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são com o envio de novas doses enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios. 

Anvisa suspende autorização de importação da vacina Covaxin

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu cautelarmente a autorização excepcional e temporária para importação e distribuição da vacina Covaxin, usada contra a covid-19. A decisão foi tomada hoje (27), em Brasília, de forma unânime pela diretoria colegiada da agência. A solicitação de importação foi feita pelo Ministério da Saúde.

Em nota, a Anvisa informou que a decisão foi tomada após ter sido comunicada pela empresa indiana Bharat Biotech que “a Precisa Medicamentos não possui mais autorização para representar a Bharat, fabricante da vacina Covaxin no Brasil”. 

Segurança jurídica e técnica

Ainda segundo a agência, a medida prevalecerá até que “sobrevenham novas informações que permitam concluir pela segurança jurídica e técnica” da manutenção da deliberação que autorizou a importação.

Relator da matéria, o diretor Alex Machado Campos disse que a perda de legitimidade da Precisa Medicamentos para atuar junto à Anvisa pode influenciar no cumprimento dos requisitos e condicionantes da importação. 

“A decisão levou em conta ainda notícias de que documentos ilegítimos podem ter sido juntados ao processo de importação, o que pode impactar as conclusões quanto aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada na população nacional”, concluiu a Anvisa.