sexta-feira, setembro 29, 2023
spot_img
InícioCuritibaComunidade Mais Inteligente do Mundo: Greca recebe comitiva internacional que avalia ações...

Comunidade Mais Inteligente do Mundo: Greca recebe comitiva internacional que avalia ações de Curitiba para o prêmio


Curitiba é uma smart city (cidade inteligente) com ações inovadoras que melhoram a vida dos cidadãos a serem vistas ao vivo e em cores. Para mostrar como a põe em prática essas iniciativas transformadoras e que classificaram a cidade para a fase final da disputa de Comunidade Mais Inteligente do Mundo em 2023, a cidade recebe, nesta segunda (28/8) e terça-feira (29/8), a visita técnica do Intelligent Community Forum (ICF – Fórum das Comunidades Inteligentes), na reta final do processo de avaliação ao prêmio disputado por outras seis finalistas

Na manhã desta segunda-feira (28/8) o prefeito Rafael Greca recebeu, ao lado da primeira-dama, Margarita Sansone, o auditor do ICF Doug McCollough, que também é o especialista em smart cities. Greca apresentou alguns dos projetos curitibanos que colocaram a cidade em destaque como comunidade inteligente global.

“Estamos muito honrados de estar entre as sete comunidades mais inteligentes do mundo. Essa indicação me intriga porque eu fico repensando o que é a inteligência. Agora resolveram dizer que a inteligência é artificial. Como adepto do logos [razão], digo que somos o bem que fazemos e que a inteligência é resultado dessa humanidade”, ressaltou o prefeito.

Casa arrumada

No encontro, realizado no gabinete do prefeito na Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), Greca contextualizou a história da cidade e a junção de múltiplas etnias que se uniram para formar Curitiba. Também ressaltou o trabalho realizado a partir de 2017 para reorganizar as contas públicas e voltar a realizar ações pioneiras e inovadoras no município, reforçando o DNA curitibano.

“Com a casa arrumada, criei o Vale do Pinhão, o ecossistema de inovação curitibano, destacando a cultura de que se a inovação só vale se for um processo social”, disse.

O prefeito destacou as ações de Curitiba que colocam a energia solar como aposta para a sustentabilidade, como a Pirâmide Solar e os painéis fotovoltaicos instalados em pontos como o Palácio 29 de Março e em terminais de ônibus; os projetos de eletromobilidade no transporte público; as iniciativas de preservação do Meio Ambiente para incentivar reciclagem, como Ecocidadão, Família Folhas e Câmbio Verde; além da atenção com a segurança alimentar e nutricional da população, com o incentivo à agricultura familiar nas 148 hortas comunitárias e a Fazenda Urbana; o acesso à “comida de verdade” nos 47 Armazéns da Família e nas 2 mil refeições diárias gratuitas distribuídas pelo Mesa Solidária.

“Estou impressionado com o que já vi pela cidade até agora e digo que tenho de congratulá-lo, prefeito, por tudo que Curitiba tem feito. Represento uma instituição que enfatiza a inteligência comunitária. Acho que é por isso que Curitiba foi designada como uma das comunidades mais inteligentes três vezes: a inteligência tem a ver com esse olhar humano”, disse, Doug McCollough.

Além da visita técnica, o representante do ICF é palestrante convidado do Paiol Digital desta terça-feira (29/8), a partir das 19h, onde vai falar sobre a importância de ser uma comunidade inteligente. Os ingressos são gratuitos e podem ser adquiridos pelo site do Vale do Pinhão . Ele e a esposa, Angela, foram presenteados pelo prefeito com o livro Paranismo , de José Roberto Teixeira Leite.

Também participaram do encontro representantes da tríplice-hélice do ecossistema de inovação de Curitiba (academia, negócios e governo); a vice-reitora eleita da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Graciela Inês Bolzon de Muniz; o gerente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Paraná (Sebrae-PR) na regional Curitiba, Joailson Agostinho; o presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Antonio Deggerone; o presidente do Ippuc (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba), Luiz Fernando Jamur; o presidente Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Dario Paixão; o assessor de Relações Internacionais, Rodolfo Zannin Feijó; os secretários municipais Marilza Dias (Meio Ambiente), Alexandre Jarschel (Administração Pública) e Cinthia Genguini (Comunicação); e o assessor de articulação política da Prefeitura, Lucas Navarro.

Fase final de seleção 

Classificada nos últimos três anos consecutivos no Top 7 das smart communities (comunidades inteligentes) do mundo pelo ICF, Curitiba é a única cidade da América Latina neste seleto ranking.

A grande final será em outubro, durante o evento ICF Global Summit 2023, na cidade de Nova Iorque (EUA), em que concorrem as finalistas: Curitiba (Brasil); Binh Duong Smart City (Vietnã), Coral Gables e Hilliard (EUA), Greater Geelong e Sunshine Coast (Austrália) e Durham Region (Canadá).

Agenda intensa

Além da reunião com o prefeito, McCollough teve nesta segunda-feira uma intensa agenda de visitações a projetos e programas municipais que contribuem para tornar Curitiba referência em “smart communities”.

Guiado por uma comitiva da equipe da Agência Curitiba, o auditor do ICF fez uma imersão nos 4,5 mil m² Fazenda Urbana, no Cajuru. Acompanhado pelo secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, conheceu o programa Jardins de Mel (e provou o mel e pólen das abelhas nativas Jataí), viu o espaço das oficinas de compostagem, e a cozinha com workshops de melhor aproveitamento dos alimentos.

Agricultura urbana

As startups Ambiente Livre e Irrigate contaram como usam o espaço para testar possibilidades de negócio na agricultura alimentar.

Agricultor urbano da Horta Comunitária Marumbi, Paulo Ramos do Nascimento falou como a área próxima à sua casa, antes ocupada por lixo e transformada em espaço de cultivo pela Prefeitura (em parceria com a Copel e a associação de moradores), mudou o dia a dia de 45 famílias da região.

“É mais que uma horta. Mais que alimentos, gerou amizades. Pela horta, agora os vizinhos se conhecem”, disse Nascimento.

Cidadania na rua e no Fala Curitiba

Chamou a atenção do auditor do ICF a existência das nove Ruas da Cidadania, que congregam, nos bairros, todos os serviços da Prefeitura ao cidadão em um único lugar.

Na Rua da Cidadania Cajuru, conheceu um dos Espaços Empreendedor, que são a porta de entrada ao microempreendedor para abrir e impulsionar seu negócio e para o Fundo de Aval, para o crédito financeiro.

O presidente do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap) de Curitiba, Alexandre Matschinske, apresentou o Programa Fala Curitiba, que desde 2017 amplia a participação da população nas decisões do orçamento municipal.

De 6,6 mil participações presenciais do primeiro ano (2017), o programa subiu para 88,8 mil participações em 2023, entre reuniões presenciais, formulários online e preenchidos no Fala Curitiba Móvel. “É um projeto muito interessante e simples, de baixo custo e com grande incentivo democrático”, disse o auditor.

Ele ouviu o depoimento de um dos participantes, o presidente da Apae, Paulo Michelon, que por meio do Fala Curitiba conseguiu as obras de infraestrutura para que uma linha de ônibus se estendesse até a entrada da Apae, favorecendo a acessibilidade em Santa Felicidade. “Isso ajudou muito quem precisa do serviço, muitos são cadeirantes e não precisam mais percorrer um trecho de 600 metros em declive”, contou.

Na passagem pelo cartão-postal Jardim Botânico, o representante do ICF e sua esposa reconheceram nas lixeiras os adesivos da Família Folhas, vendo na prática a ação de educação ambiental de incentivo de separação de materiais recicláveis do lixo.

Cultura maker

A visita se estendeu ao Fab Lab, que incentiva os curitibanos a exercitarem a criatividade em um laboratório multifunções gratuito e que já realizou mais de 200 projetos, de diferentes áreas, em quatro anos. “Na pandemia, produzimos 21,3 mil face shields para as equipes da Saúde, com 30 voluntários. Também fizemos as miniaturas de atrativos da cidade para que pessoas com baixa visão possam conhecer a Curitiba pelo tato”, exemplificou o coordenador do Fab Lab, Cleverson Fuzeti.

Também entrou no roteiro a visita a um Farol do Saber Inovação, espécie de ‘mini Fab Lab’ para estimular na comunidade a cultura da inovação e do “faça você mesmo”, no espaço com wi-fi gratuito, impressora 3D e profissionais capacitados para orientar os visitantes, LINK MATERIA MARIA.

Unicónio e empregos do futuro

A comitiva da Agência Curitiba também apresentou os resultados das startups curitibanas, com a visita ao MadeiraMadeira e a conversa com um de seus fundadores, Marcelo Scandian.

A empresa é um dos três unicórnios curitibanos – startup com valor de mercado superior a US$1 bilhão. À exceção de São Paulo (SP), a capital paranaense é a única cidade brasileira com startups dessa representatividade.

A cidade é o segundo ambiente mais promissor às startups na América Latina e hoje conta com 604 dessas empresas de base tecnológica – número 7 vezes maior que há 9 anos.

No fim da tarde, Doug McCollough conheceu o Campus das Indústrias, no Jardim Botânico, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep-PR), que reúne iniciativas do Sistema Fiep como empresas de base tecnológicas incubadas no local, o Lactec e a Fundação Araucária. Em breve, lá será inaugurado o Parque Tecnológico da Indústria 4.0, em uma área de 4,5 mil m².

No campus, a comitiva se encontrou com o diretor da Minsait/Indra, Ewaldo Del Valle. A empresa, em parceria com Prefeitura de Curitiba, lançou em maio o programa Empregotech 40+, que oferta capacitação online para pessoas com 40 anos ou mais em Tecnologia da Informação.

Mais agenda

Na agenda não-oficial, no domingo (27/8), McCollough e Angela conheceram pontos turísticos da cidade, como o Bosque do Papa, Memorial Polonês, Memorial Paranista, Ópera de Arame, Parque Tanguá, Museu do Olho.

Nesta terça-feira (29/8), a visita técnica continua, com visitação a projetos inovadores e de sustentabilidade da capital paranaense, como a Pirâmide Solar de Curitiba, a construção do Bairro Novo do Caximba, além de passagem pelo Mercado Municipal, pelo coworking público Worktiba e pelo Cine Passeio, apresentação da Muralha Digital e do Centro de Realidade Estendida da PUCPR, e o encontro com startups curitibanas. O roteiro encerra-se com a apresentação de McCollough, no Paiol Digital, a partir das 19h, no Teatro Paiol.



Leia a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

MATÉRIAS RELACIONADAS
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img

As últimas do Busão