Comunidade LGBTQIAP+ poderá mapear bares e estabelecimentos amigáveis em Curitiba durante a Copa

A Ambev entra em campo com um movimento para deixar um legado de inclusão e mostrar que diversão e respeito são a melhor dupla de ataque. A marca vai iniciar uma ação inédita para mapear bares e estabelecimentos amigáveis à comunidade LGBTQIAP+ utilizando a tecnologia da startup de impacto social Nohs Somos. A plataforma é um site que busca ser um “Maps LGBTQIAP+” e foi construída pela própria comunidade. Além de destacar os lugares com as melhores avaliações, ainda podem gerar recompensas, como descontos para os usuários.

A partir desta semana, a iniciativa estará disponível de forma gratuita em oito capitais do País, que formarão o circuito ‘Bar de Respeito’, e terão como principal missão disseminar uma cultura de naturalidade e segurança para que todos possam ter momentos de curtição, durante a Copa do Mundo e em outras ocasiões.

Para garantir o engajamento dos bares, em parceria com a tecnologia da Nohs Somos, a Ambev vai fornecer treinamento prévio para os bares e seus funcionários com orientações sobre o tema e instruções de como agir em casos de discriminação.

“O movimento Bar de Respeito é mais um passo na nossa jornada em Diversidade e Inclusão. Criamos essa ação para trazer um legado para a comunidade LGBTQIAP+. A ideia é que a Copa do Mundo seja um pontapé unindo todos os torcedores para celebrar este momento e assim criarmos um futuro em que todos tenham mais razões para brindar”, diz Michele Salles, diretora de Diversidade, Equidade e Inclusão da Ambev.

Como avaliar

Para avaliar um ‘Bar de Respeito’ é fácil! Basta acessar a página barderespeito.com.br, buscar o estabelecimento de interesse e dar nota de 1 a 5. Além da análise, o usuário poderá utilizar a plataforma para pesquisar a rota de bares participantes e ficar por dentro das melhores opções para curtir aos jogos da Copa e após o evento. Para facilitar ainda mais o reconhecimento de um ‘Bar de Respeito’, os estabelecimentos bem avaliados receberão uma certificação.

SAC de Respeito da Copa

A Ambev também vai implementar, em parceria com a Livre de Assédio e com o escritório de advocacia Bicha da Justiça, que atua na causa e representa os direitos da comunidade LGBTQIAP+, um canal para que as pessoas possam se sentir acolhidas em qualquer situação de preconceito que eventualmente ocorra nos bares. O SAC de Respeito da Copa é um canal de Whatsapp que funcionará em horários de maior fluxo de operação dos bares durante o evento. Caso qualquer pessoa passe por situações de discriminação, poderá contar com o auxílio de uma equipe especializada, de forma segura e com a identidade preservada, que vai orientar o usuário sobre a melhor condução.

Iniciativas Ambev para agenda LGBTQIAP+

O respeito é um dos pilares da companhia e a Ambev tem várias iniciativas internas de apoio à comunidade LGBTQIAP+. Desde 2016, a empresa assumiu compromisso com o Fórum de Empresas e Direitos LGBTQIAP+, mesmo ano em que Skol foi a primeira cerveja a patrocinar a Parada LGBT em São Paulo.

Além disso, a Ambev criou a Diretoria Global de Diversidade e Inclusão, que olha para as iniciativas internas da empresa e cumprimento das ações em todas as pontas de suas unidades.

Também criou a Política Global de Diversidade e Inclusão, que ajuda a pautar as decisões dessa diretoria para cada pauta que não esteja em execução. Para se ter ideia, a Ambev tem mais de 50 pessoas no mundo todo com o seu bônus atrelado ao cumprimento do Plano de Ação de Diversidade e Inclusão.

Recentemente, a Ambev anunciou que está fazendo, de forma gratuita e com todo suporte burocrático necessário, a retificação civil dos nomes de todos os colaboradores trans/travestis que desejarem. O projeto foi batizado de “Me chame pelo meu nome (e pronome também!)”. Além disso, a companhia também doou um valor proporcional para a Casa Neon Cunha, ONG que apoia pessoas LGBTQIAP+ em situações de vulnerabilidade, para que outras pessoas trans possam realizar este sonho.

Outro destaque importante é o LAGER (Lesbian & Gay & Everyone Respected), grupo de afinidade formado por colaboradores da Ambev, que se reúne mensalmente para falar sobre as melhores práticas em ações de inclusão no local de trabalho para que as pessoas se sintam cada vez mais à vontade para serem elas mesmas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Lenda do punk rock mundial, The Exploited se apresenta em Curitiba esta semana

A lenda do punk/hardcore mundial The Exploited se apresenta em Curitiba dia 04 de dezembro (domingo), no Basement Cultural. A banda escocesa, fundada no final dos anos 1970 pelo vocalista Wattie Buchan, se tornou um dos mais influentes e importantes do cenário punk, com músicas e letras agressivas, contestando a corrupção política, a violência da polícia, as guerras, a religião, entre outros tópicos politizados.

Os ingressos para esta apresentação histórica estão à venda pelo site Bilheto, com valores a partir de 110 reais (pista,  3º lote). Há também a opção “dois amigos”, no qual é possível adquirir um par de convites por 165 reais.

O The Exploited lançou discos clássicos do estilo, como Punk’s Not Dead (1981), Troops of Tomorrow (1982), Let’s Start a War (1983), além do mais recente, Fuck The System (2003). No show, a banda promete diversos clássicos destes e outros discos.

Os shows fazem parte de mais uma edição do tradicional festival Desgraça Pouca é Bobagem, conhecido por ser eclético e numeroso. Isto se reflete na variedade estilística das bandas de abertura: Os paulistas do Manger Cadavre? apostam em uma mescla de metal, hardcore e crust, enquanto os curitibano do Necroterio trazem o death metal/grindcore ultra brutal. Também da cidade, o Repudiyo representa o hardcore de protesto, o Royal Rage, o thrash metal, e os mineiros do Hamurabi, o death metal.

SERVIÇO

Desgraça Pouca é Bobagem apresenta The Exploited em Curitiba
Abertura: Manger Cadavre?, Necroterio, Repudiyo, Royal Rage, Hamurabi
Data: 04 de dezembro de 2022 (domingo)
Local: Basement Cultural
Endereço: Rua Des. Benvindo Valente, 260 – São Francisco
Horários: 14h (portões) – 15h (shows)
Classificação etária: 16 anos (somente acompanhado de um responsável)

Ingressos: a partir de R$ 110 (podem incidir taxas administrativas)

Venda Online: https://www.bilheto.com.br/evento/652/DPEB_com_Exploited_em_Curitiba

Pontos físicos de venda:

Let´s Rock
Endereço: Praça Tiradentes, 106 – loja 3 e 4 – Centro
Horário de Atendimento: Seg. à Sex. 09h as 19h / Sáb. 09h às 15h

Carmela
Endereço: R. Dr. Claudino dos Santos, 72 – São FranciscoHorário de Atendimento:Dom. a Qui. 07h às 23h / Sex. e Sab. 17h às 02h

Realização: Mosh Productions

Foto: Allan Swan/Divulgação

Lançamento de livro e apresentações gratuitas  marcam o encerramento do projeto LEVANTE!

No próximo dia 16 de dezembro, o lançamento do livro “levante! coreografia expandida em bando” e duas apresentações marcam a última ação do projeto LEVANTE!. O espetáculo acontece às 16h e 20h na sala do Grupo de Teatro da UFPR, com entrada franca e distribuição gratuita da publicação.

Com 80 páginas, o livro contempla uma dramaturgia de fotos da peça, acompanhadas por textos de Renata Roel, Fernando de Proença, Viviane Mortean, Milla Jung, Diego Marchioro e Francisco Mallmann sobre a experiência de circulação do projeto por cinco cidades do interior do Paraná. 

Além da versão impressa, o evento também marca o lançamento do e-book e de cinco mini-documentários em vídeo com registros das cidades visitadas. Neste mesmo dia, ainda será divulgado o novo site do projeto, onde os materiais ficarão disponíveis.

Entre 25 e 29 de julho, a peça passou por Pato Branco, Campo Mourão, Maringá, Londrina e Paranavaí. Junto com as apresentações, foram oferecidas oficinas gratuitas, conduzidas por Viviane Mortean e Milla Jung. A publicação será distribuída gratuitamente para bibliotecas e secretarias de cultura dessas cidades.

LEVANTE!

A peça LEVANTE!, concebida por Renata Roel e Fernando de Proença, pretende levantar questões sobre a construção da cena e de vínculos em processos convivais. No LEVANTE!, os artistas empilham cadeiras, montam e desmontam a cena enquanto ela acontece – fazem analogias ao micro e ao macro do corpo em relação ao espaço. É sobre empilhar, atravessar, derrubar, escapar, sentar e levantar. Pulsam no risco do que pode desabar a qualquer momento e na urgência de deslocar-se com quem está junto. 

Valendo-se da etimologia da palavra LEVANTE!, além de ser referência direta à imagem de um corpo “em pé”, caracteriza-se pela capacidade das pessoas se organizarem para levantar outro sistema econômico, social e político. 

Na fricção entre dança e teatro, Renata e Fernando propõem dispositivos que aproximem e promovam deslocamentos na relação entre artista e espectador. Estar junto é a grande transgressão e partilhar do espaço em pequenos e grandes deslocamentos é intencional para que haja encontro no meio do caminho. 

Serviço:

Lançamento do livro ˜levante! coreografia expandida em bando” e apresentações de LEVANTE! Instalação coreográfica 

Dia 16 de dezembro (sexta), às 16h e 20h

Sala do Grupo de Teatro da UFPR (Prédio histórico – Praça Santos Andrade, 50)

Entrada franca

Retirada de ingressos a partir de 1 hora antes no local.

FICHA TÉCNICA:

Concepção e Performance: Renata Roel e Fernando de Proença | Colaboração e Acompanhamento Artístico: Cinthia Kunifas e Sofia Neuparth | Dramaturgia: Cândida Monte | Texto em off: Para o Pior Avante de  Samuel Beckett/ | Edição Sonora: Vadeco Schettini | Iluminação: Wagner Corrêa | Consultoria de Figurino: Amabilis de Jesus | Registro Fotográfico: Lídia Ueta | Designer gráfico: Adriana Alegria | Teaser e Registro de Vídeo: Lídia Ueta e Ulisses Sato | Oficinas: Milla Jung e Viviane Morten | Autores da Publicação: Renata Roel; Fernando de Proença; Francisco Mallmann; Diego Marchioro; Milla Jung e Viviane Morten | Assessoria de Imprensa: Paula Melech | Direção de Produção: Diego Marchioro | Assistência de Produção: Augusto Ribeiro | Produtoras locais: Tamara Alff; Isabela Schwab; Rachel Coelho; Luciana Guedes; Renata Ichisato  | Site: Julia Brasil – Pommelet | Redes Sociais: Viktória Hugo Von Holleben  | Realização: Renata Roel e Rumo de Cultura 

|Projeto Contemplado pelo prêmio Funarte Klauss Vianna – 2014|

Apoio: Copel | Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura | PROFICE da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura | Governo do Estado do Paraná.