Como se fala em Curitiba Parte 2

a


Como se fala em Curitiba Parte 2

Depois do grande sucesso #TesãoNéPiá Como se fala em Curitiba Parte 1, acabou de sair a segunda parte!

Confira aqui no Busão em primeira mão:

Roteiro:
Rafael Micheletto
Cadu Scheffer

Elenco:
Cadu Scheffer
Luana Roloff
Fagner Zadra
Samuel Machado
Jéssica Medeiros

Como se fala em Curitiba parte 2

#Partiu!

Como se fala em Curitiba Parte 2

0 Comments

  1. "Partiu Largo da Ordem?"
    E os caras vão pegar ônibus na Carlos Gomes. Véi, é pro outro lado. UAHSUAHUSHUAH

    1. mesma coisa que eu pensei IHUSIAUSHIUSAHSAIUA, na vdd eu só não consegui identificar se era a carlos gomes, a estação central ou a rui barbosa, mas de qualquer forma, todos são perto, hahahahah

  2. Muito exagerado, nao se fala o tempo todo assim nao, uma vez ou outra sim. Mas exageram nesses videos, nao ficaram legais……..

  3. na moral, me senti com vergonha não responderem o 'Bom Dia'
    curitibano não é tão mal educado
    nós apenas sorrimos

    1. só foi uma interpretação pra mostrar como o povo de ctba é fechado.. frio… não sejam tão ignorantes a esse ponto tbm!

    2. Curitibano não é mal educado não…moro hoje fora do estado…
      e hoje vejo como somos educados!

    3. Curitibano só sorri quando tem certeza que ninguém está olhando… Huahuahua… Sou de fora e essa situação de elevador já a aconteceu mais de uma vez comigo…. Claro que há pessoas que respondem um educado "Bom Dia", mas engeral a galera não gosta de ser oerturbada com sorrisos e comprimentos aqui na cidade…

    4. coisa de brucutus, por ai a gente já
      confirma o que o vídeo quis passar a respeito da frieza.

  4. Aqui em Curita, se alguém fala com mulher no ônibus: ou quer te assaltar, ou quer te 'comer'… ô povo! kkkk

  5. E o "Que tipo"? Que curitibanos são vocês que não falam "Que tipo"??????

    SÓ em Curitiba se fala "que tipo".

  6. Um dia, dei bom dia no elevador e o cara era de fora, perguntou se eu não era daqui, ashuashuashuashua

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Culinária paranaense é apresentada durante evento no Paraguai

Como forma de celebrar o bicentenário da independência brasileira, foi realizado o Tour Gastronômico do Brasil em Assunção, capital do Paraguai. A gastronomia e a cultura paranaenses foram representadas no evento. Com atividades realizadas entre os dias 20 e 26 de setembro, a Semana do Paraná foi liderada pelo chefe de cozinha Rui Morschel e contou com a preparação de pratos típicos de diferentes regiões do estado.

Durante o evento idealizado pela embaixada brasileira no Paraguai, além do barreado do litoral, foram elaborados e servidos em restaurantes da cidade a carne de onça, de Curitiba; o virado de feijão, de Cândido de Abreu; o pão no bafo, de Palmeira; a quirerada, de Pitanga; e o alcatra no espeto, de Ponta Grossa.

Tradicional de Palmeira, o pão no bafo foi servido durante ação no Paraguai. Foto: divulgação.  

Para a coordenadora estadual de agronegócios do Sebrae/PR, Maria Isabel Rosa Guimarães, a ação amplia a visibilidade dos produtos e da gastronomia paranaenses.  

“Conseguimos apresentar um pouco do nosso Paraná para o país vizinho. Os restaurantes da região serviram as nossas iguarias e isso pode ser uma porta de entrada para que os paraguaios nos visitem e tenham acesso à nossa rica história”, diz Maria Isabel Rosa Guimarães.

O chefe de cozinha Rui Morschel foi o responsável pelas preparações e por ministrar uma aula-show, que ensinou a receita do barreado para 30 alunos do Instituto Gastronômico das Américas (IGA), da capital paraguaia. O prato foi elaborado com ingredientes da região de origem, como a farinha de mandioca do litoral do Paraná, e servido com as balas de banana de Antonina, produto reconhecido como Indicação Geográfica, na categoria de Indicação de Procedência. 

“São oportunidades como esta que nos permitem valorizar o