Como é viver em Curitiba, segundo o seriado “Friends”

Há muito tempo, eu fiz uma postagem relacionando o “How I Met Your Mother” com Curitiba, desta vez, quero relacionar também a aclamada série “Friends” com a nossa cidade. Como seria relacionarmos os personagens com costumes nossos?

Como eu fico depois de comer em Santa Felicidade

Quando sou parado por um vendedor de alfajor na Rua XV e ele fica tentando me vender seus produtos

Praticando “Unagi” no trânsito de Curitiba… Muito mais quando chove!

Minha reação quando nevou em Curitiba

Quando um número 011, 021, 031 me liga

Quando começam a falar mal de Curitiba

Quando anunciam mais um pólo gastronômico na cidade

Você disse COSTELÃO 24H?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Professora da RMC reúne voluntários e oferta aulas online gratuitas de preparação para o vestibular

Os altos índices de desistência nas escolas foi um dos fatores que motivou a criação do projeto voluntário

Em meio ao caos que vive a educação durante a pandemia, a professora e pedagoga, Thays Letícia Lemes Hoffmann , de 26 anos, teve uma ideia para ajudar alunos de baixa renda que vão prestar vestibular. Ela criou um grupo que reúne professores voluntários para ofertar aulas online e completamente gratuitas.

Thays, que é moradora de São José dos Pinhais e leciona há quatro anos, decidiu desenvolver o projeto voluntário após se dar conta dos altos índices de desistência nas escolas. “Estamos em um momento atípico na educação, com grande índice de desistência, principalmente de alunos de escolas públicas. Eles estão desmotivados e não estão tendo um suporte dos professores. A minha ideia foi montar esse grupo para os professores darem esse auxílio”, explicou ela.

Há aulas todos os dias através de uma plataforma online. Os alunos interessados devem preencher um formulário para fornecer informações como suas principais dificuldades, cursos de interesse no vestibular, entre outras.

Além do caos na educação, o preço dos cursinhos pré-vestibular foi outra motivação para a criação do projeto. “Quando eu saí do ensino médio, eu queria fazer um cursinho pré-vestibular, mas não estava no meu alcance, era caro. E eu queria levar essa qualidade de ensino para muitos outros alunos de forma gratuita”, afirmou Thays que revelou ter sido grande a procura pelas aulas do grupo após uma publicação no Facebook.

Pelo o que depender da professora da Região Metropolitana de Curitiba, a iniciativa deve ter vida longa e não ser apenas algo pontual em um momento de dificuldades no setor. Os professores e alunos interessados em participar do projeto podem entrar em contato pelo telefone 41 99743-7498 e acessar o perfil no Instagram “Mentores Voluntários” clicando aqui.

Informações Banda B.

Vendedor de espetinhos é atropelado e morto na garagem de casa por carro desgovernado

Logo após o atropelamento, dois rapazes saíram a pé, sem prestar socorro ao trabalhador

O vendedor de espetinhos Clóvis Lopes, 49 anos, foi atropelado em frente a casa dele por um carro desgovernado no bairro Tatuquara, em Curitiba. O Fiat Palio arrastou o trabalhador para dentro da garagem e ainda destruiu parte da parede da sala de estar. Socorrisas tentaram reanimá-lo por cerca de 40 minutos, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Os ocupantes do Fiat Palio fugiram.

A atropelamento aconteceu em frente a casa do trabalhador, na rua Ernesto Germano Francisco Hanemann, por volta das 22 horas. Ele vendia espetinhos quando foi atingido pelo carro.

Uma ambulância do Corpo de Bombeiros esteve no local para os primeiros socorros, mas Clóvis não resistiu. Socorristas tentaram uma reanimação por cerca de 40 minutos.

O tenente Rocha do Batalhão de Polícia Militar (Bptran) disse que os dois ocupantes fugiram sem prestar socorro. “Infelizmente, não temos muitas informações, uma mulher que passava por aqui viu e avisou a família. Esse homem estava vendendo espetinhos em frente de casa quando esse acidente aconteceu. Segundo informações, dois rapazes saíram correndo logo após o atropelamento. Nem prestaram socorro, se evadiram”, contou o policial à Banda B.

O veículo Fiat Palio não possui alerta de furto e/ou roubo. Com o impacto da batida, a parede da sala de estar da residência foi destruída. Lá dentro, ninguém se feriu.

Informações Banda B.