quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_img
InícioParanáCom sistema para unificação de dados, estudantes de Campo Mourão vencem maratona...

Com sistema para unificação de dados, estudantes de Campo Mourão vencem maratona de criação de soluções em saúde | ASN Paraná


Soluções foram propostas durante Empreende Week. Foto: Neri9

Diante do desafio de automatizar e de centralizar informações de programas utilizados pela Unimed de Campo Mourão, estudantes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR-CM) e alunos da Fundação Educere propuseram um sistema unificado de inserção de dados e ficaram em primeiro lugar no hackathon que ocorreu durante o Empreende Week, na última semana, em Campo Mourão.

O Empreende Week foi uma iniciativa do ecossistema de inovação de Campo Mourão, com realização do Sebrae/PR, da Prefeitura de Campo Mourão, da Fundação Educere, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Estado do Paraná (Sindimetal/PR – Campo Mourão).

A equipe de cinco membros, batizada de UniScore, que ficou em primeiro lugar, foi premiada com R$ 5 mil. O segundo lugar ficou com a equipe Quark’s UP, que propôs um sistema de monitoramento remoto de pacientes e levou R$ 2 mil. Em terceiro, a equipe Alice sugeriu uma solução de gestão de escalas médicas e levou R$ 1 mil.

O hackathon realizado no Empreende Week desafiou os participantes a criarem soluções para a Unimed, parceira do evento neste ano. Sessenta pessoas, entre estudantes, empreendedores e profissionais estabelecidos no mercado, formaram 11 equipes, que trabalharam durante 32 horas para propor as ideias.

Formada pelos alunos Amanda Ferrari, Pamella Lisa, Luiz Takeda, Vitor Ribeiro e Isis Lopes, alunos de Ciências da Computação ou do curso técnico em Informática, a UniScore pretende levar a ideia adiante. Segundo Isis, os próximos passos serão buscar incubar o empreendimento e efetivar o funcionamento da plataforma.

“Criamos um sistema unificado de inserção direta de dados de diversos setores, dispensando o uso de planilhas, simplificando o trabalho das partes no preenchimento e na compilação de dados mensais e anuais, otimizando a pontuação e reduzindo o tempo de processamento. Também propusemos o uso da gamificação”, explica Isis.

Evento integrou ecossistema de inovação. Foto: Neri9

“Os participantes precisaram resolver demandas da maior cooperativa de saúde do Brasil. As equipes entregaram praticamente os protótipos das soluções elaboradas nos dias de trabalho. O balanço é positivo, tendo em conta que o parceiro demonstrou que as soluções apresentadas fazem sentido para a resolução das demandas”, diz o diretor de Relações Empresariais e Comunitárias da UTFPR em Campo Mourão, Rafael Pequito.

De acordo com o diretor-superintendente da Unimed em Campo Mourão, Paulo Colchon, participar do hackathon ajudou a posicionar cooperativa como uma empresa de inovação no ecossistema do município, fortalecendo a cultura da inovação entre colaboradores, cooperados e a comunidade. Existe a expectativa de que algumas propostas do hackathon sejam desenvolvidas em parceria com a cooperativa.

“Mesmo sem serem da área de saúde, os participantes conseguiram compreender profundamente os nossos processos, fluxos, as dores envolvidas e criaram ferramentas muito interessantes, com um olhar diferente do que estamos acostumados. Ficamos contentes com o resultado”, declara Colchon.

O consultor do Sebrae/PR, Gabriel Rezende, destaca que o principal objetivo foi promover inovação para Campo Mourão.

“O evento atraiu pessoas que não são especificamente da área de tecnologia, para pensar inovação, desta vez, na área da saúde. O hackathon é uma forma de provocar estudantes, empresários e profissionais a criar. A atividade prestigiou o Empreende Week e o nosso município, isso pelo grande objetivo de gerar inovação e riquezas para a cidade”, comenta Rezende.



Leia a matéria no site do Sebrae

MATÉRIAS RELACIONADAS
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img

As últimas do Busão