Com aproximadamente 2000 pessoas, protesto em Curitiba acaba sem violência

Com aproximadamente 2000 pessoas, protesto em Curitiba acaba sem violência

Com aproximadamente 2000 pessoas, protesto em Curitiba acaba sem violência

O protesto reuniu aproximadamente 2000 pessoas na noite desta sexta-feira (14), na Boca Maldita, em Curitiba. O ato terminou em frente à prefeitura de Curitiba depois de mais de duas horas e sem qualquer tipo de violência.

Protesto em Curitiba acaba sem violência

Esse foi o segundo dia de protestos na nossa capital e pra próxima sexta-feira (21) está programada a Segunda Farofada do Transporte. O seguinte protesto já tem mais de 12 mil confirmações de presença no facebook. CONFIRA AQUI O EVENTO.

#oGiganteAcordou

Bora participar, galera! Somente confirmar presença não conta, é preciso sair na rua pra mudar essa porra toda!
Go go go!

Fotos de Daniel Castellano/Agência de Notícias Gazeta do Povo

___________________________________________Atualizando___________________________________________

Moçada, os atos serão contínuos até o dia 21 para somar forças! O próximo será segunda-feira, em sincronia nacional, venham todos às 18h na Boca Maldita! EVENTO: Curitiba – III Ato em apoio ao MOVIMENTO NACIONAL CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM.

0 Comments

  1. Isso que me refiro, sul do país 1° mundo, protestos sem vandalismo. NÃO PRECISA DE BAGUNÇA… Para aqueles que são a favor do que estão fazendo nos protestos aqui ta um exemplo, vejam bunda moles… kkkkkkkkkkkkkk

    1. Pra falar uma besteira dessa você deve ta bem mal informado sobre o que realmente aconteceu nos outros eventos de protestos. Imagem manipulada da tv não conta parceiro!

    2. Vcs estão na pagina da noticia, ta na cara de vcs, ta explicando e mostrando que fazem a mesma coi só que de formas diferentes. Resumindo, ta na fuça e não querem enxergar??? E eu que sou alienado? Não preciso falar mais nada, ta ai… Simples assim…

    3. Não quebraram nada, não atearam fogo em nada, não precisou disso. como diz o Jô Soares; "O MAIOR INIMIGO DE UM GOVERNO É UM POVO CULTO". E aqui ta o inicio do exemplo…

    4. Não teve vandalismo porque a polícia não chegou metendo a porra em todo mundo igual aconteceu em SP

    5. percebe-se que você não foi a passeata poisa não haviam policiais atiranto em vocês nem jogando bombas de efeito moral, ou spray de pimenta!

    6. Djalma, você é um puta de um desinformado ein?
      Por acaso você, antes de fazer esse seu comentário ridículo, pesquisou a respeito? Não houve depredação nenhuma por parte dos manifestantes NO INÍCIO do protesto. Tudo estava indo ótimo, o coronel que estava fazendo negociações com o organizador do manifesto até os parabenizou pela organização. Até a tropa de Choque chegar, e como sempre chegou atirando balas e bombas de efeito moral. (Que fique constado, minha irmã que estava presente no protesto passou mal no dia seguinte com diarréia, vômitos e aceleração cardíaca intensa, graças a essas bombas.)
      Transeuntes, motoristas que sequer sabiam o que estavam acontecendo foram atingidos igualmente por balas e bombas. Eles revistavam as pessoas com violência em busca de VINAGRE (que ajuda um pouco contra os efeitos das bombas) e máscaras. (Proibido o porte de vinagre? Que ridículo!) Se eu não tivesse visto os vídeos, jamais acreditaria que eles chegaram ao ponto de espancar pessoas que corriam desesperadamente tentando escapar das bombas.
      Eles miravam no rosto das pessoas com suas armas, e até mesmo na imprensa eles batiam. Atiravam contra os estabelecimentos propositalmente para culpar os manifestantes, e até mesmo chegaram ao ponto de quebrar uma viatura para colocar a culpa nos mesmos.
      Eles não perguntavam, simplesmente saiam atirando em quem visse pela frente. Até mesmo nos bares abertos no local, eles entravam agredindo quem eles "achavam" que estava no manifesto.
      Se você sofresse essa injustiça, não revidaria de alguma forma também? Provavelmente os estragos causados por eles mesmo foram maiores do que os causados pelos manifestantes.
      Se você não acredita no que eu disse, vá no Youtube. Digite "manifesto São Paulo" e tudo o que eu disse estará gravado. Nada do que eu falei acima não tem como ser provado, pois está tudo gravado e postado nas redes sociais.

    7. Eu nem devia perder meu tempo te respondendo… Mas eu realmente espero que você procure saber o que REALMENTE está acontecendo antes de falar uma outra asneira dessas por aí. É vergonhoso no mínimo.

    8. Eu sei que foi a policia que começou a pancadaria nos outros estados, isso quer dizer que os governantes daqui são menos violentos sim! Se trancassem as ruas em Curitiba quero ver se não mandariam a tropa de choque também pra descer a porrada no povo. Agora vocês acham mesmo, que se formos todos em uma praça ficarmos sentados umas 5 horas e ir pra casa. Ou simplesmente gritar na rua vai mudar algo? Já viram alguma revolução em toda a história que aconteceu sem violência e boicotes? Eu não. SE NÃO FOSSE ELES TRANCAR AS AVENIDAS A NOTICIA DOS PROTESTOS NEM TERIA PASSADO NA TV!

    1. Nem tanto assim né… mas o Governo do estado tinha abaixo o preço do diesel a algum tempo(antes das greves), e por isso o preço da passagem foi diminuindo nas cidades do paraná, agora e Curitiba! Mas mesmo assim, temos que sair nas ruas, pq ainda falta muita coisa a ser feito! Sempre com respeito e sem violência, assim vamos melhorar ainda mais a a nossa Curitiba , e o nosso Brasil 🙂

    2. é o q eu venho elogiando Curitiba é exemplo de democracia em manifestaçao sem atos de vandalismo pessoas descentes sao assim sabem manifestar sabem exigir sem quebrar as coisas alheias!! Parabéns!!! pela educaçao!!

  2. Eu sei que foi a policia que começou a pancadaria nos outros estados, isso quer dizer que os governantes daqui são menos violentos sim! Se trancassem as ruas em Curitiba quero ver se não mandariam a tropa de choque também pra descer a porrada no povo. Agora vocês acham mesmo, que se formos todos em uma praça ficarmos sentados umas 5 horas e ir pra casa. Ou simplesmente gritar na rua vai mudar algo? Já viram alguma revolução em toda a história que aconteceu sem violência e boicotes? Eu não. SE NÃO FOSSE ELES TRANCAR AS AVENIDAS A NOTICIA DOS PROTESTOS NEM TERIA PASSADO NA TV!

  3. Estou muito feliz em ser Brasileiro, essa semana foi Dilma vaiada, País contra o governo, a sensação é indescritível…vejo muita gente reclamando que em SP estão quebrando tudo, mas relaxem, isso é centavos pra um governo milionário como o nosso, a preocupação maior é a gastança com Pan e Copa.

  4. sem violência, vamos fazer protestos ate morrer que não vai acontecer nada, os protestos só estão sendo divulgados por causa da violência que aconteceu, isso só vai mudar quando começar uma guerra civil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Restaurante japonês promove 1º Festival do Atum de Curitiba a R$ 10

Atenção amantes do mar! A partir desta sexta-feira, dia 1º de julho, o Ken’eki, restaurante de culinária japonesa contemporânea comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover a primeira edição do Festival do Atum, que irá oferecer dez opções de preparos que levam o atum como protagonista pelo preço fixo de R$ 10 cada.

Entre os destaques do evento estão o Atum Grelhado com Crosta de Gengibre, o mini Tartare de Atum; o Carpaccio de Atum e Tartufata; e o Tuna Salad, com cubos de atum, rúcula, botarga e molho especial da casa. O restaurante ainda oferece diversas porções de niguiri, sashimi, uramiki, entre outros preparos de excelência.

Propondo uma harmonização completa, o Ken’eki trabalha com drinks a base de sake e gin. Além disso, os amantes de atum poderão aproveitar o festival em um ambiente refinado e aconchegante, que vai da parte interna ao deck frontal do empreendimento.

O 1º Festival do Atum do Ken’eki (Rua Myltho Anselmo da Silva, nº 1439) vai acontecer durante todo o mês de julho. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@keneki.sushi).

Começa amanhã o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano do Ernesto Ristorante

Produzido na planície de Padana, na Itália, o queijo grana padano conquistou o paladar dos amantes da gastronomia ao redor do mundo, em especial dos brasileiros. Afinal, quem não gosta de uma boa massa artesanal preparada dentro de uma enorme peça do queijo, não é mesmo? O fettucine, típico da culinária italiana, ganha ainda mais sabor neste preparo irresistível.

Pensando nesta combinação perfeita, o Ernesto Ristorante, clássico restaurante italiano de Curitiba, comandado pelo chef Dudu Sperandio, vai promover durante todo o mês de julho o 7º Festival do Fettucine no Grana Padano. “Aqui no Ernesto, finalizamos o preparo dentro do Grana Padano, queijo que passa por 12 meses de maturação, seguindo uma forte tradição italiana. Desde que fizemos o primeiro festival, o preparo logo se transformou em uma marca registrada do nosso restaurante”, comenta Dudu Sperandio.

Grande responsável pelo evento, o chef Dudu Sperandio cuida diretamente do preparo do prato, que já na apresentação conquista os apaixonados por gastronomia. “A massa, quase pronta, é finalizada dentro de uma enorme peça de queijo Grana Padano flambado, para aproveitar o máximo do sabor do queijo, bem no meio do salão. Assim, a experiência gastronômica deixa de ser apenas para o paladar, passando a ser, também, uma experiência visual”, destaca o chef.

Durante o 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano, os clientes podem escolher entre diversas receitas exclusivas do preparo: fettuccine no grana padano flambado (R$ 79 ou R$ 129 no menu completo), fettuccine no grana padano flambado e trufado (R$ 89 ou R$ 139 no menu completo); mignon grelhado com molho grana e fettuccini no grana padano (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo); mignon grelhado com molho trufado e fettuccini no grana padano (R$ 109 ou R$ 159 no menu completo); e fettuccine no grana padano flambado com lascas de botarga e raspas de limão (R$ 99 ou R$ 149 no menu completo).

Para quem optar pelo menu completo, o restaurante oferece dois pratos de entrada: endívia com brie morno e marmelada de maçã com canela ou polenta brustolada com cogumelos e creme de gana padano. Na parte das sobremesas, são três opções de doces: pudim de ovos do Mosteiro de Alcobaça, pudim de leite condensado da vovó ou mousse de chocolate 70%.

O 7º Festival do Fettuccine no Grana Padano acontece entre os dias 01 e 31 de julho, no Ernesto Ristorante (Rua Myltho Anselmo da Silva, n° 1483), no bairro Mercês. O evento é válido durante o jantar, a partir das 19h30, e nos almoços de domingo, a partir das 12h. As reservas podem ser feitas pelo telefone (41) 4141-5477. Mais informações no Instagram oficial do empreendimento (@ernesto.risto).