terça-feira, novembro 28, 2023
spot_img
InícioNotíciasBrasilCheerleading agita público nos Jogos Universitários Brasileiros

Cheerleading agita público nos Jogos Universitários Brasileiros


O cheerleading começou a conquistar o público nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) em Joinville. A modalidade faz parte do programa do maior evento de esporte universitário da América Latina pela terceira vez e, nesta temporada, estreou em Santa Catarina na tarde desta quarta-feira (11) em uma das quadras do Expoville.

“O cheerleading é um esporte como qualquer outro. É uma espécie de apresentação, chamada de rotina de dois minutos e 30 segundos, composta por diversas características. Uma deles é a sessão de tumbling, que é a parte de solo, as elevações, quando os integrantes das equipes levantam os colegas, as pirâmides, quando várias pessoas são elevadas. Também existem danças e saltos dentro das coreografias. E, no início das apresentações, os times sempre fazem uma sessão cheer. Ali que eles procuram conquistar o público. É uma das características que vem desde o início do esporte, na Europa”, comenta Gian Carlo Queroz Quintino, técnico da modalidade.

A disputa, que durará três dias, conta com a participação de equipes de 11 universidades. Nesta quarta-feira foram realizadas as estreias, que respondem por 40% das notas. Na próxima quinta-feira, as performances responderão por 60% da nota. Enquanto na sexta-feira os times poderão brigar por uma pontuação extra.

Atualmente a modalidade é reconhecida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e briga para ingressar no programa dos Jogos Olímpicos de 2028, que serão disputados em Los Angeles (Estados Unidos).

O cheerleading surgiu na Inglaterra, mas se popularizou nos Estados Unidos para animar a torcida nos intervalos dos jogos, principalmente de basquete e de futebol americano. “No Brasil ainda estamos um pouco abaixo do nível dos principais países. Estamos praticando e divulgando o esporte há 10 anos, iniciando ainda a briga por mais espaço”, afirma o técnico.

Inicialmente a modalidade era praticada apenas por homens, mas a partir da década de 1920 as mulheres começaram a tomar conta do esporte. “Nos JUBs existem, inclusive, equipes mistas. Mas é claro que ocorrem disputas apenas de homens e apenas de mulheres”, diz Quintino, que comanda as equipes da UFTPR CP e da UFSCAR nesta edição dos JUBs.

70ª edição dos JUBs

Os JUBs são o maior evento de esporte universitário da América Latina e chegam nesse ano à 70ª edição. O evento, que reúne mais de 5 mil atletas de 320 instituições de ensino superior representando as 27 federações universitárias do país, segue até o dia 21 de outubro. Durante os 14 dias de competição, os atletas estarão envolvidos em disputas de judô, karatê, luta olímpica, tênis, tênis de mesa, tênis de mesa paradesportivo, xadrez, acadêmico, breaking, cheerleading, basquete, futsal, handebol, vôlei e esportes eletrônicos (League of Legends, Futebol Eletrônico, Clash Royale, Valorant, CS Go e Free Fire).

As competições serão realizadas em diferentes locais da cidade: na Expoville (o principal local de competições), no Centreventos Cau Hansen, no Centro de Treinamento Ivo Varella, no Ginásio Municipal de Esportes Mário Timm, no Ginásio Abel Schulz, na Univille, na Associação Atlética Tupy e no Joinville Tênis Clube.



Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil

MATÉRIAS RELACIONADAS
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img
- Publi -spot_img

As últimas do Busão