Carros sem utilidade da Polícia Militar vão à leilão; veja detalhes e saiba como participar

A Polícia Militar do Paraná promove o terceiro leilão de veículos neste ano. Serão ofertados 324 veículos das regiões Norte, Noroeste, Capital e Região Metropolitana de Curitiba. Os automóveis que fizeram parte da frota de viaturas e agora podem ser convertidos para uso comum. O leilão será entre os dias 15 e 17 de dezembro, exclusivamente online. O cadastro dos interessados deve ser feito pelo site www.santosmoraesleiloes.com.br.

A tratativa faz parte de um esforço da Secretaria da Segurança Pública, em conjunto com a Diretoria de Apoio Logístico (DAL) da Polícia Militar do Paraná, para vender veículos que se tornaram obsoletos para a atividade operacional, mas ainda em condições de circulação para uso cotidiano.

O leilão ocorrerá exclusivamente pela Internet, por meio da transmissão online no site da empresa que fará o certame (www.santosmoraesleiloes.com.br). Conforme consta no edital, todos os lotes serão leiloados na condição em que se encontram, ficando a cargo do arrematante a retirada do veículo do pátio após a aquisição, bem como a regularização de pendências administrativas e tributárias que houver.

Os 324 veículos serão leiloados em três dias (15, 16 e 17 de dezembro), e se encontram nas unidades da Polícia Militar dos municípios de Curitiba, Colombo, Piraquara, São José dos Pinhais, Maringá, Cascavel, Londrina, Ponta Grossa e Guarapuava. São motocicletas, carros sedan, hatch, caminhonetes, vans e micro-ônibus. 

O arremate vencedor será o maior lance oferecido por veículo. O arrematante deverá fazer o pagamento à vista, por meio de depósito identificado em dinheiro ou transferência bancária eletrônica (TED) na conta bancária que consta no edital do certame, e enviar os comprovantes ao leiloeiro no prazo máximo de um dia útil.

COMO PARTICIPAR – Podem participar pessoas jurídicas e físicas, com o CPF regular. Os interessados precisam fazer um cadastro no site do leiloeiro até uma hora antes da sessão pública do leilão, fornecendo os documentos e comprovantes solicitados, para depois efetivar os lances aos lotes desejados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Primeira parcela ou valor à vista do IPVA vencem na próxima segunda-feira

Os contribuintes paranaenses têm até esta segunda-feira (17) para efetuar o pagamento do IPVA 2022 à vista com 3% de bonificação ou optar por parcelar em cinco vezes, com o vencimento da primeira parcela na próxima semana. As guias para pagamento podem ser emitidas pelo portal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), neste LINK.

Neste ano a principal novidade este ano é a possibilidade de pagamento via PIX. A quitação pode ser feita nos canais eletrônicos de qualquer instituição bancária ou mesmo por meio de aplicativos. A alíquota do tributo é de 3,5% ou 1% do valor do veículo, dependendo do tipo.

Quem optar pelo parcelamento do pagamento do IPVA 2022 deve ficar atento aos prazos de vencimento das parcelas em fevereiro, março, abril e maio.

Confira o calendário de vencimento do IPVA 2022:

FINAL DE PLACA – pagamento à vista

1 e 2 – 17/01/2022

3 e 4 – 18/01/2022

5 e 6 – 19/01/2022

7 e 8 – 20/01/2022

9 e 0 – 21/01/2022

FINAL DE PLACA – parcelado

1 e 2 – 17/01, 17/02, 17/03, 18/04, 17/05

3 e 4 – 18/01, 18/02, 18/03, 19/04, 18/05

5 e 6 – 19/01, 21/02, 21/03, 20/04, 19/05

7 e 8 – 20/01, 22/02, 22/03, 22/04, 20/05

9 e 0 – 21/01, 23/02, 23/03, 25/04, 23/05

Filhote de lobo-marinho é flagrado em praia do litoral do Paraná; aparição não é comum nesta época

Um filhote de lobo-marinho fez uma aparição em uma praia de Caiobá, em Matinhos, no litoral do Paraná, na manhã desta quinta-feira (13). A presença do animal, segundo a Universidade Federal do Paraná (UFPR), foi considerada “inesperada”.

De acordo com o Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da UFPR, não é comum animais da espécie aparecerem na região nesta época do ano.

“Em pleno mês de janeiro a ocorrência desta espécie na região não é esperada, visto ser um animal de espécie migratória característica de inverno/primavera ao longo da costa brasileira”, divulgou o LEC, em uma rede social.

Uma equipe de especialistas esteve no local e isolou, com ajuda de pessoas que passavam pela região, o espaço onde o lobo-marinho descansava. Em seguida, o filhote foi encaminhado ao Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise da Saúde da Fauna Marinha (Cred).

“Estamos em contato com os demais grupos de pesquisa brasileiras para avaliarmos se este animal seria um indivíduo previamente reabilitado e liberado há pouco tempo”, disse a bióloga e coordenadora do LEC, Camila Domit.

Após avaliações do estado de saúde do lobo-marinho, ele deve ser devolvido ao habitat natural.